sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

LITURGIA DIÁRIA 25/01/2014


Tema do Dia

Conversão de São Paulo, apóstolo

Na leitura de Atos o próprio Paulo conta como foi o seu chamado. Ele, o perseguidor, fariseu escrupuloso e disposto a defender sua fé, é chamado por Jesus de Nazaré, e se torna quem muitos consideram o maior condutor de homens da história humana.
http://www.arquidiocesebh.org.br/mdo/

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda
e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame
 e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por
 todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores
se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos
a vida eterna. Amém.

Branco. Conversão de São Paulo, Apóstolo, Festa


Primeira Leitura (At 22,3-16)
Conversão de São Paulo
Sábado 25/01/2014

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, Paulo disse ao povo: 3“Eu sou judeu, nascido em Tarso da Cilícia, mas fui criado aqui nesta cidade. Como discípulo de Gamaliel, fui instruído em todo o rigor da Lei de nossos antepassados, tornando-me zeloso da causa de Deus, como acontece hoje convosco. 4Persegui até à morte os que seguiam este Caminho, prendendo homens e mulheres e jogando-os na prisão. 5Disso são minhas testemunhas o Sumo Sacerdote e todo o conselho dos anciãos. Eles deram-me cartas de recomendação para os irmãos de Damasco. Fui para lá, a fim de prender todos os que encontrasse e trazê-los para Jerusalém, a fim de serem castigados.6Ora, aconteceu que, na viagem, estando já perto de Damasco, pelo meio dia, de repente uma grande luz que vinha do céu brilhou ao redor de mim. 7Caí por terra e ouvi uma voz que me dizia: ‘Saulo, Saulo, por que me persegues?’ 8Eu perguntei: ‘Quem és tu, Senhor?’ Ele me respondeu: ‘Eu sou Jesus, o Nazareno, a quem tu estás perseguindo’. 9Meus companheiros viram a luz, mas não ouviram a voz que me falava.10Então perguntei: ‘Que devo fazer, Senhor?’ O Senhor me respondeu: ‘Levanta-te e vai para Damasco. Ali te explicarão tudo o que deves fazer’. 11Como eu não podia enxergar, por causa do brilho daquela luz, cheguei a Damasco guiado pela mão dos meus companheiros. 12Um certo Ananias, homem piedoso e fiel à Lei, com boa reputação junto de todos os judeus que aí moravam, 13veio encontrar-me e disse: ‘Saulo, meu irmão, recupera a vista!’ No mesmo instante, recuperei a vista e pude vê-lo. 14Ele, então, me disse: ‘O Deus de nossos antepassados escolheu-te para conheceres a sua vontade, veres o Justo e ouvires a sua própria voz. 15Porque tu serás a sua testemunha diante de todos os homens, daquilo que viste e ouviste. 16E agora, o que estás esperando? Levanta-te, recebe o batismo e purifica-te dos teus pecados, invocando o nome dele!’”

— Palavra do Senhor.
— Graças a Deus.

Ou (escolhe-se uma das leituras)

Primeira Leitura (At 9,1-22)
Conversão de São Paulo
Sábado 25/01/2014

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

1Naqueles dias, Saulo só respirava ameaças e morte contra os discípulos do Senhor. Ele apresentou-se ao Sumo sacerdote 2e pediu-lhe cartas de recomendação para as sinagogas de Damasco, a fim de levar presos para Jerusalém os homens e mulheres que encontrasse seguindo o Caminho.
3Durante a viagem, quando já estava perto de Damasco, Saulo, de repente, viu-se cercado por uma luz que vinha do céu. 4Caindo por terra, ele ouviu uma voz que lhe dizia: “Saulo, Saulo, por que me persegues?”
5Saulo perguntou: “Quem és tu, Senhor?” A voz respondeu: “Eu sou Jesus, a quem tu estás perseguindo. 6Agora, levanta-te, entra na cidade, e ali te será dito o que deves fazer”. 7Os homens que acompanhavam Saulo ficaram mudos de espanto, porque ouviam a voz, mas não viam ninguém. 8Saulo levantou-se do chão e abriu os olhos, mas não conseguia ver nada. Então pegaram nele pela mão e levaram-no para Damasco. 9Saulo ficou três dias sem poder ver. E não comeu nem bebeu. 10Em Damasco, havia um discípulo chamado Ananias. O Senhor o chamou numa visão: “Ananias!” E Ananias respondeu: “Aqui estou, Senhor!” 11O Senhor lhe disse: “Levanta-te, vai à rua que se chama Direita e procura, na casa de Judas, por um homem de Tarso chamado Saulo. Ele está rezando”.
12E, numa visão, Saulo contemplou um homem chamado Ananias, entrando e impondo-lhe as mãos para que recuperasse a vista. 13Ananias respondeu: “Senhor, já ouvi muitos falarem desse homem e do mal que fez aos teus fiéis que estão em Jerusalém. 14E aqui em Damasco ele tem plenos poderes, recebidos dos sumos sacerdotes, para prender todos os que invocam o teu nome”. 15Mas o Senhor disse a Ananias: “Vai, porque esse homem é um instrumento que escolhi para anunciar o meu nome aos pagãos, aos reis e ao povo de Israel. 16Eu vou mostrar-lhe quanto ele deve sofrer por minha causa”. 17Então Ananias saiu, entrou na casa, e impôs as mãos sobre Saulo, dizendo: “Saulo, meu irmão, o Senhor Jesus, que te apareceu quando vinhas no caminho, ele me mandou aqui para que tu recuperes a vista e fiques cheio do Espírito Santo”.
18Imediatamente caíram dos olhos de Saulo como que escamas e ele recuperou a vista. Em seguida, Saulo levantou-se e foi batizado. 19Tendo tomado alimento, sentiu-se reconfortado. Saulo passou alguns dias com os discípulos de Damasco, 20e logo começou a pregar nas sinagogas, afirmando que Jesus é o Filho de Deus. 21Os ouvintes ficavam perplexos e comentavam: “Este não é o homem que, em Jerusalém, perseguia com violência os que invocavam o nome de Jesus? E não veio aqui, justamente, para prendê-los e levá-los aos sumos sacerdotes? 22Mas Saulo se fortalecia cada vez mais e deixava confusos os judeus que moravam em Damasco, demonstrando que Jesus é o Messias.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Responsório (Sl 116)
Conversão de São Paulo
Sábado 25/01/2014

— Ide, por todo o mundo, a todos pregai o Evangelho.
— Ide, por todo o mundo, a todos pregai o Evangelho.

— Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, povos todos, festejai-o!
— Pois comprovado é o seu amor para conosco, para sempre ele é fiel!


Evangelho (Mc 16,15-18)
Conversão de São Paulo
Sábado 25/01/2014


Encontro com Jesus, conversão, discipulado, comunhão e missão


 — O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, Jesus se manifestou aos onze discípulos, 15e disse-lhes: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura! 16Quem crer e for batizado será salvo. Quem não crer será condenado. 17Os sinais que acompanharão aqueles que crerem serão estes: expulsarão demônios em meu nome, falarão novas línguas; 18se pegarem em serpentes ou beberem algum veneno mortal não lhes fará mal algum; quando impuserem as mãos sobre os doentes, eles ficarão curados”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações

que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática.

Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda,intercedeis todos por mim. Amém


COMENTÁRIOS E REFLEXÕES DOS EVANGELHOS DOS DIAS 20/01/2014 a 26/01/2014

CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO

COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 20/01/2014 a 26/01/2014

LITURGIA DIÁRIA - Leituras dos dias 20/01/2014 a 26/01/2014

Leituras

CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO

LITURGIA DIÁRIA - Leituras dos dias 20/01/2014 a 26/01/2014

TENHA UM LINDO FIM DE SEMANA

Desejo que seu dia seja lindo e iluminado, assim como VOCÊ.

FELIZ SÁBADO! Beijos!

São Paulo, Apóstolo - 25 de janeiro


São Paulo, Apóstolo


Comemoração litúrgica: 25 de janeiro.

Também nesta data: Conversão de São Paulo, São Juventino, Santo Apolo

A conversão mais extraordinária que se deu depois da  Ascensão de Nosso Senhor, foi a de  Paulo. Discípulo do sábio mestre Gamaliel, era Paulo  havido  por  homem de grande inteligência e de espírito superior, gozando, portanto, de certa consideração na alta sociedade de  Jerusalém. A sua  conversão inesperada, de certo causou sensação extraordinária na capital do judaismo. Conhecido de  todos, como inimigo fidagal da  religião de Cristo e seu cruel perseguidor, era natural que a notícia dessa  conversão fosse pelos  Apóstolos recebida  com muito cepticismo e grande desconfiança.

Conversão de São Paulo - 25 de Janeiro




Conversão de São Paulo, o apóstolo dos gentios

Autorizado, buscava identificar cristãos, prendê-los, enfim, acabar com o Cristianismo
O apóstolo dos gentios e das nações nasceu em Tarso. Da tribo de Benjamim, era judeu de nação. Tarso era mais do que uma colônia de Roma, era um município. Logo, ele recebeu também o título de cidadão romano. O seu pai pertencia à seita dos fariseus. Foi neste ambiente, em meio a tantos títulos e adversidades, que ele foi crescendo e buscando a Palavra de Deus.

Nossa Senhora da Paz - 24 de Janeiro


O título de Senhora da Paz surgiu no final do século XI, na cidade de Toledo, Espanha. Mas a história dessa data começou no século VII, com a consagração da Catedral de Toledo à Santíssima Virgem.

Bem-aventurado José Timóteo Giaccardo - 24 de janeiro


José Timóteo Giaccardo
Bem-aventurado
1896-1948
José Timóteo Giaccardo, sacerdote paulino, italiano, pertence à Congregação da Pia Sociedade de São Paulo. A originalidade de sua vida está em ter sido o primeiro sacerdote da Família Paulina e um fidelíssimo discípulo do Fundador, Padre Tiago Alberione. Nasceu em Narsole, norte da Itália. Sua família era pobre de bens materiais, mas rica de fé e virtudes cristãs. Em 1908 José encontrou-se pela primeira vez com o jovem padre Tiago Alberione que, em Narzole estava dando sua colaboração na paróquia. Padre Alberione, percebendo no pequeno José profunda piedade e grande vontade de ser padre; encaminhou-o para o seminário da diocese de Alba.

São Francisco de Sales - 24 de Janeiro




Este santo nasceu no Castelo de Sales em 1567. Sua mãe, uma condessa, buscou formá-lo muito bem com os padres da Companhia de Jesus, onde, dentre muitas disciplinas, também aprendeu várias línguas. Muito cedo, fez um voto de viver a castidade e buscar sempre a vontade do Senhor. Ao longo da história desse santo muito amado, vamos percebendo o quanto ele buscou e o quanto encontrou o que Deus queria.

Últimas Notícias »

Últimas Notícias »

FONTE: http://www.acidigital.com/

Papa Francisco: Abrir as portas das igrejas significa abri-las também no mundo digital


Vaticano, 23 Jan. 14 / 05:32 pm (ACI/EWTN Noticias).- Em sua mensagem pela 48ª Jornada Mundial das Comunicações Sociais a ser celebrada no dia 1 de junho, o Papa Francisco alentou aos católicos do mundo a não ter medo de “fazer-se cidadãos do mundo digital”.
Abaixo segue o texto na íntegra da mensagem do Papa:

Queridos irmãos e irmãs,

A Igreja celebra hoje São Francisco de Sales, o santo da amabilidade


REDAÇÃO CENTRAL, 24 Jan. 14 / 11:46 am (ACI).- A Igreja Católica celebra hoje a santidade de São Francisco de Sales, conhecido como o santo da amabilidade, ele foi Bispo de Genebra, fundador da Congregação da Visitação e Doutor da Igreja. Uma de suas frases mais conhecidas é: "A humildade aperfeiçoa-nos perante Deus e a mansidão perante o próximo".

O Papa recebe o presidente da França François Hollande: Colaboração para o bem comum

Foto do Papa Grupo ACI,
 Foto de Hollande (Jean-Marc Ayrault (CC BY 2.0)

VATICANO, 24 Jan. 14 / 02:02 pm (ACI/EWTN Noticias).- Na manhã de hoje, no Palácio Apostólico Vaticano, o Papa Francisco recebeu em audiência François Hollande, presidente da República da França, que depois se encontrou com o Arcebispo Pietro Parolin, Secretário de Estado e com o Arcebispo Dominique Mamberti, Secretário para as Relações com os Estados.

Papa Francisco aos juízes: Por trás de cada causa há pessoas que esperam justiça

Foto Grupo ACI

VATICANO, 24 Jan. 14 / 02:52 pm (ACI).- ”O vosso ministério, queridos juízes e membros do Tribunal da Rota Romana, é um serviço peculiar a Deus Amor. Sois essencialmente pastores. Enquanto desempenhais o trabalho judiciário, não esqueçais que sois pastores! Por detrás de cada juízo, de cada causa, existem pessoas que aguardam justiça”, assim se dirigiu o Papa Francisco aos juízes do Tribunal Apostólico da Rota Romana.

Índia: Mulher condenada a estupro coletivo por apaixonar-se por jovem de outra religião

Imagem referencial. Foto: Kalin Nikolov Koev (CC BY-ND 2.0)

ROMA, 24 Jan. 14 / 04:15 pm (ACI/EWTN Noticias).- Uma jovem de 20 anos foi condenada a ser estuprada por doze homens em uma aldeia do estado de Bengala Ocidental, pena determinada pelo chefe ancião depois de descobrir que a mulher se apaixonou por um jovem de outra religião.

Historiadora judia desmente “cumplicidade” de Pio XII com nazistas

Pio XII

ROMA, 24 Jan. 14 / 02:00 pm (ACI/EWTN Noticias).- A historiadora judia Anna Foa, membro da Associação Europeia de Estudos Judeus, assinalou recentemente que os resultados das investigações revelam que muitos judeus se salvaram durante a II Guerra Mundial pela intervenção de importantes líderes da Igreja, particularmente o Papa Pio XII.

Sagrado Coração - Rinaldo e Samuel - VÍDEO


Sagrado Coração

Por onde eu ando sinto sua presença
Em todos os lugares está sempre perto de mim
Em minhas escolhas vens me iluminar
Como posso te deixar se mesmo quando eu erro vens me amar
E me ajudas a acertar e na tua direção caminhar
Como seria a minha vida se as tuas mãos não estivessem sobre mim
Como seriam os meus sonhos se o teu espírito não habitasse em mim
O teu amor me envolve

O teu amor me protege
És o meu porto seguro
O melhor lugar de está é o teu coração
Sagrado coração


Dia da semana: Sexta-feira - Dedicado a: Paixão de Cristo - Sagrado Coração de Jesus

MEDITE A VIA-SACRA







Primeira Estação: Jesus é condenado à morte
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Segunda Estação: Jesus levando a cruz às costas.
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Terceira Estação: Jesus cai por terra
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Quarta Estação: Jesus encontra Maria Santíssima
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Quinta Estação: Jesus é ajudado por Cirineu
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Sexta Estação: Verônica enxuga a Face de Jesus
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Sétima Estação: Jesus cai pela segunda vez
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Oitava Estação: Jesus pede que as mulheres não chorem
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Nona Estação: Jesus cai pela terceira vez
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Décima Estação: Jesus é despido de suas vestes
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Décima Primeira Estação: Jesus é cravado na cruz
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Décima Segunda Estação: Jesus morre na cruz
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Décima Terceira Estação: Jesus é descido da cruz
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.
Décima Quarta Estação: Jesus é sepultado
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.


Invocações ao Sagrado Coração

Amor do Coração de Jesus, abrasai meu coração.
Formosura do Coração de Jesus, cativai meu coração.
Bondade do Coração de Jesus, atrai meu coração.
Caridade do Coração de Jesus, derramai-vos em meu coração.
Clemência do Coração de Jesus, consolai meu coração.
Domínio do Coração de Jesus, sujeitai meu coração.
Doçura do Coração de Jesus, penetrai meu coração.
Equidade do Coração de Jesus, regrai meu coração.
Eternidade do Coração de Jesus, encheis meu coração.
Fidelidade do Coração de Jesus, protegei meu coração.
Força do Coração de Jesus, sustentai meu coração.
Glória do Coração de Jesus, ocupai meu coração.
Grandeza do Coração de Jesus, confundi meu coração.
Humildade do Coração de Jesus, humilhai meu coração.
Imutabilidade do Coração de Jesus, fixai meu coração.
Justiça do Coração de Jesus, não abandoneis meu coração.
Liberalidade do Coração de Jesus, enriquecei meu coração.
Luz do Coração de Jesus, iluminai meu coração.
misericórdia do Coração de Jesus, perdoai meu coração.
Obediência do Coração de Jesus, submetei meu coração.
Paciência do Coração de Jesus, não vos canseis de meu coração.
Presença do Coração de Jesus, apaixonai meu coração.
Providência do Coração de Jesus, velai sobre meu coração.
Reino do Coração de Jesus, estabelecei-vos em meu coração.
Sabedoria do Coração de Jesus, conduzi meu coração.
Santidade do Coração de Jesus, purificai meu coração.
Silêncio do Coração de Jesus, falai a meu coração.
Ciência do Coração de Jesus, ensinai a meu coração.
Poder do Coração de Jesus, assegurai meu coração.
Vontade do Coração de Jesus, dispõe de meu coração.
Zelo do Coração de Jesus, devorai meu coração.

BOA NOITE!!! - QUE VOCÊ ESTEJA, HOJE E SEMPRE, DENTRO DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS



HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 24/01/2014

24 de Janeiro de 2014

ANO A


Mc 3,13-19

Comentário do Evangelho

Discipulos são enviados

É o terceiro relato de vocação no evangelho segundo Marcos (1,16-20; 2,13-14). Todos eles têm em comum o fato de que o chamado dos Doze é iniciativa de Jesus; são chamados, em primeiro lugar, para acompanharem (seguirem) Jesus e, em seguida, serem enviados por ele. A montanha, sem localização precisa, é, aqui, a “montanha de Deus” (cf. Ex 19,1ss), lugar da revelação de Deus e de seus desígnios. “Doze” evoca as doze tribos de Israel. Com isso Jesus, constituindo os Doze como apóstolos, visa todo o povo escolhido por Deus; a missão dos apóstolos está relacionada com a vocação do povo eleito de Deus. Ao mesmo tempo, a eleição dos Doze aponta para a perspectiva do novo povo de Deus, constituído não pela descendência do sangue, mas pela adesão à pessoa de Jesus. Os Doze partilham da vida do seu Mestre e, para a sua missão, recebem dele o poder de expulsar demônios. Essa expressão “expulsar demônios” equivale a “farei de vós pescadores de homens” (Mc 1,17). Efetivamente, é o mal que desfigura no ser humano a imagem de Deus e impede de acolher o Reino de Deus, já presente em Jesus, como dom; é o mal que impede o ser humano de ceder à atração de Deus. É ainda o mal que, enigmaticamente, habita o coração do homem feito à imagem e semelhança de Deus, escraviza o ser humano e o faz prisioneiro de suas próprias afeições desordenadas.
Carlos Alberto Contieri, sj
ORAÇÃO
Pai, apesar da minha fraqueza, sei que contas comigo para o serviço do teu Reino. Vem em meu auxílio, para que eu seja um instrumento útil em tuas mãos.
http://www.paulinas.org.br/diafeliz/?system=evangelho&action=busca_result&data=24%2F01%2F2014

Vivendo a Palavra

Por que doze? Por que chamados um a um? Jesus quer ensinar à sua Igreja – os que respondem à vocação para o anúncio da Boa Nova serão sempre pequeno rebanho – a agir ao modo de sal e luz: realçando o sabor da vida e iluminando os passos da humanidade nos caminhos do Reino, que já está dentro de nós.
http://www.arquidiocesebh.org.br/mdo/pg05.php

Reflexão

A escolha dos doze apóstolos nos mostra a intenção que Jesus tem de formar o novo povo de Deus que irá substituir o povo da Antiga Aliança. De fato, a escolha dos doze não foi obra do ocaso, mas manifesta uma intenção. Assim como no Antigo Testamento, Deus forma o povo de Israel a partir das doze tribos dos descendentes de Abraão, a Igreja é o novo povo de Deus, o povo da Nova Aliança, formado a partir dos doze apóstolos de Jesus, que ele escolheu e enviou com poder para pregar e com autoridade para expulsar todo tipo de mal. Desse modo, entendemos que a Igreja é o novo povo de Deus, o povo da Nova Aliança.
http://liturgiadiaria.cnbb.org.br/app/user/user/UserView.php?ano=2014&mes=1&dia=24

Recadinho


Você se considera um(a) escolhido(a) de Deus? - Para que tipo de missão? - Procura assumi-la com amor, com muita dedicação? - Lembra-se sempre de que para ser testemunha do Evangelho o mais importante é dar bom exemplo? - O evangelho de hoje lhe diz mais alguma coisa de especial?
Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R
http://www.a12.com/santuario-nacional/santuario-virtual/evangelho-do-dia/24/01/2014

Comentário do Evangelho

OS COMPANHEIROS DE JESUS

A escolha dos primeiros companheiros de Jesus foi feita a dedo. Foi chamado quem ele quis. De nada adiantava se oferecer, pedir para ser recebido como discípulo ou apresentar prerrogativas pessoais. Jesus sabia quem deveria tomar parte naquele grupinho mais chegado a ele.
A quantidade dos escolhidos tinha um valor simbólico. O número doze evocava as doze tribos do antigo Israel, libertado da escravidão do Egito. O grupinho de discípulo estava, pois, destinado a ser semente de um povo novo. E tomaria o lugar do Israel do passado, cujas funções na história já haviam se esgotado. Seu sucessor é o grupo formado por Jesus.
Os doze receberam como incumbência dar continuidade à dupla face da missão de Jesus. Eles seriam enviados para ser anunciadores da boa-nova do Reino, destinada a transformar a vida dos indivíduos. A pregação consistiria num chamado insistente à conversão, com seu componente de mudança de vida e de mentalidade. A pregação seria ratificada com a realização de gestos poderosos de expulsão dos demônios. A vitória sobre os demônios seria um sinal da eficácia do Reino no coração das pessoas.
A ação dos discípulos, desta forma, faria a ação de Jesus continuar a dar seus frutos na história. Esta é a tarefa de todo discípulo autêntico.
Oração
Senhor Jesus, tu me chamaste pelo nome para seguir-te. Ajuda-me a levar adiante a missão de proclamar o Reino e fazê-lo frutificar na vida das pessoas.
(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês)
Oração
Ó Deus, para a salvação da humanidade, quisestes que são Francisco de Sales se fizesse tudo para todos; concedei que, a seu exemplo, manifestemos sempre a mansidão do vosso amor no serviço a nossos irmãos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
http://www.domtotal.com/religiao/meu_dia_com_deus/evangelho_dia.php?data=2014-1-24

REFLEXÕES DE HOJE


24 de JANEIRO - SEXTA

http://liturgiadiariacomentada2.blogspot.com.br/



HOMILIA
JESUS CHAMOU OS QUE ELE QUIS Mc 3,13-19
Chamou os que ele quis, para que ficassem com ele e para enviá-los.  Este Evangelho narra o chamado dos doze Apóstolos, palavra de origem grega que significa “enviados”. O número doze evoca as doze tribos de Israel.  O texto começa dizendo que Jesus “subiu ao monte”. É uma expressão com reminiscências bíblicas muito marcantes. Os montes da Bíblia, mais que acidente topográfico, são lugares de teofania, isto é, de presença, revelação e ação de Deus. Por exemplo, o monte Sinai, o monte Horeb, o monte das bem-aventuranças, o da transfiguração. No evangelho de hoje o monte da investidura apostólica. A intenção de Jesus não foi criar um grupo separado do povo, mas guias para a Igreja, o novo Povo de Deus, que ele começava a fundar.
“Chamou os que ele quis.” A vocação é de iniciativa divina. Por que Deus chama a este e não aquele ou aquela, é mistério que não entendemos. O certo é que, para uma missão ou outra, todos somos chamados. E nós somos só somos plenamente felizes se seguirmos o caminho Deus nos chama.
“Chamou-os para que ficassem com ele e para enviá-los.” Primeiro, nós ficamos junto de Jesus, a fim de aprender dele a Boa Nova do Reino de Deus. Primeiro aprender a viver na própria vida aquilo que vamos ensinar ao povo. Os Apóstolos não foram enviados no começo da vida pública de Jesus. Só no final, depois de um bom tempo de convivência e de formação, é que foram enviados. E, mesmo depois de enviados, Jesus os chamava de vez em quando para novas instruções, também para o descanso, a confraternização e a oração juntos. Se não fazemos isso, nós nos esvaziamos. Ninguém dá o que não tem. “Como é bom, como é agradável, os irmãos viverem juntos!” (Sl 133,1). “Deu-lhes autoridade para expulsar demônios.” Quando Deus nos chama, ele nos capacita para que possamos cumprir a missão. Não só nos capacita, mas nos dá meios e recursos necessários.
Para as escolhas de Deus não há lógica humana. O chamado de Deus para nós é irrevogável! Ele vê o coração e faz as Suas escolhas dentro do que é justo e não de acordo com as nossas razões humanas, por isso, Ele escolhe pessoas que aos nossos olhos são incapazes, sem gabarito, despreparadas. Sabemos, porém, que Ele capacita os que não têm capacidade. No trabalho do reino vale mil vezes mais o que temos dentro do nosso coração do que a capacidade intelectual que nós possuímos.
As escolhas do Senhor se dão naturalmente, sem grandes alardes, assim como fez Jesus quando chamou os doze. Jesus aproximou-se de cada um deles, conheceu a sua realidade, a sua história e chamou até quem mais tarde iria traí-lo. Ele não fazia nada para impressionar nem provocar elogios, Ele tinha somente um objetivo: fazer a vontade do Pai para que não se perdesse ninguém. Se Jesus tivesse chamado muita gente, para agradar, ou para fazer justiça aos olhos do mundo, o trabalho do reino não teria sido eficaz. Portanto, Ele chamou aqueles que Ele quis para subir o monte com Ele. Nem todos poderiam subir. A metodologia de Jesus é muito simples e profunda, Ele chamou aqueles que poderiam ficar muito perto de si, gozando da sua intimidade, recebendo um ensinamento partilhado concretamente para que fosse frutuoso e depois eles pudessem lançar sementes em terra boa.
Jesus sabia que na Sua Missão Ele teria que enfrentar dificuldades também com os Seus escolhidos. Sabia que estaria lidando com homens cheios de defeitos, mas mesmo assim não desistiu e foi com eles, até o fim. Esse é um valioso ensinamento para nós quando tivermos que fazer opções e usar critérios de escolha nos nossos empreendimentos. Mas também nós precisamos examinar como é que estamos fazendo as nossas escolhas, principalmente entre as pessoas que caminham junto de nós; quais os critérios que nós usamos quando nos aproximamos de alguém para fazer parte do nosso círculo de amizade; se estamos fazendo algum cálculo racional ou se temos idéias formadas a respeito deles. As nossas amizades são conseqüência dos encontros da nossa vida por isso, precisamos também prestar atenção aonde é que estamos encontrando os “nossos amigos”. Precisamos procurar descobrir com Jesus, na sua Palavra e em oração, qual é a vontade de Deus nas diversas circunstâncias da nossa vida.
Como é o seu critério quando tem que escolher alguém para uma missão específica? Você quer agradar alguém ou ser agradado na sua escolha? Você se revolta quando não é escolhido para um lugar importante ou espera a hora de Deus para você? Como e aonde você tem encontrado “amigos”? Você é capaz de acolher no seu círculo de amizade aqueles que aparentemente não têm nenhum brilho?
Pai, apesar da minha fraqueza, sei que contas comigo para o serviço do teu Reino. Vem em meu auxílio, para que eu seja um instrumento útil em tuas mãos.
Fonte Homilia: Padre Bantu Mendonça Katchipwi Sayla
http://www.liturgiadapalavra.com/
HOMÍLIA DIÁRIA
O Senhor nos chama pelo nome!
Não se esqueça disto: você é de Jesus Cristo, você pertence a Ele!
Então Jesus designou Doze, para que ficassem com ele e para enviá-los a pregar, com autoridade para expulsar os demônios” (Mc 3, 14-15).
O Evangelho de hoje nos mostra Jesus designando os Seus apóstolos e, os designando cada um deles pelo nome, a cada um deles o Senhor o chama pelo nome ou o Senhor lhes dá ao próprio nome outro nome mais significativo. A Simão a quem Ele mesmo deu o nome de Pedro; Thiago, João, Filipe, Bartolomeu, Mateus, André… Aí o chamado do Senhor vai chegar ao meu nome, ao seu nome, ao nome de cada um nós, porque o Senhor nos chama pelo nome, o Senhor nos designa a cada um de nós para a missão que nós temos neste mundo pelo nosso próprio nome!
O Senhor chamou você, meu filho; chamou você, minha querida irmã, para exercer a missão que você tem no mundo. Como é doce, aos nossos ouvidos, sermos chamados pelo nosso próprio nome! É verdade que existem nomes carinhosos que significam alguma coisa para nós; o que nós não podemos é chamar os filhos de Deus de um nome qualquer, de um apelido que seja ”depreciativo”, ou qualquer forma que nos deixe constrangidos.
O dia em que formos nos apresentar, diante do Senhor, nós seremos chamados pela última vez pelo nosso próprio nome. E, então, a nossa sorte eterna nos dará um lugar junto de Deus ou longe d’Ele.
O que nós precisamos é honrar o nome com o qual fomos batizados, o que nós precisamos é valorizar o nome que foi designado, para nós, pela graça do batismo. É assim que somos amados por Deus: de forma única, de forma singular, de forma pessoal! É dessa forma que Deus nos olha, é dessa forma que Deus nos chama, é dessa forma, também, que Deus cuida de nós.
Que nós saibamos valorizar, que sejamos os primeiros a respeitar o próprio nome que nós temos, ao nosso nome soma-se o nome de cristão, porque a graça de ser cristãos é que nos torna seguidores do Cristo Jesus. Assim como Jesus de Nazaré é Jesus o Cristo, o Roger é o Roger cristão, a Maria é a Maria cristã e, assim por diante; o nome de Cristo está associado ao nome de cada um de nós. Não se esqueça disto: você é de Jesus Cristo, você pertence a Ele!
Que o seu nome seja cada vez mais ligado ao nome de Jesus. Com isso, nossos atos, nossas responsabilidades, nossos compromissos e tudo aquilo que queremos fazer, o faremos em nome do Senhor Jesus. A Ele o louvor, a honra, a glória e a adoração!
Que Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.Facebook Twitter
http://homilia.cancaonova.com/homilia/o-senhor-nos-chama-pelo-nome/
LEITURA ORANTE

Mc 3,13-19 – Jesus constitui sua equipe de apóstolos



Saudação
- A nós, a paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me ao encontro com Deus mediante sua Palavra, rezando: Vem, Espírito Santo, nos nossos corações,
e concede-nos, por intercessão de Maria,
a graça de ler e reler as Escrituras.
Concede-nos, Espírito Santo,
a graça de reconhecer a obra de Deus atuante na História
e a sua presença de misericórdia.
Amém.


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Mc 3, 13-19, e observo pessoas que Jesus chama e o que lhes recomenda.
Jesus subiu um monte, chamou os que ele quis, e eles foram para perto dele. Então escolheu doze homens para ficarem com ele e serem enviados para anunciar o evangelho. A esses doze ele chamou de apóstolos. Eles receberam autoridade para expulsar demônios. Os doze foram estes: Simão, a quem Jesus deu o nome de Pedro; Tiago e João, filhos de Zebedeu (a estes ele deu o nome de Boanerges, que quer dizer "Filhos do Trovão"); André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Tadeu, Simão, o nacionalista; e Judas Iscariotes, que traiu Jesus.

Jesus não chamou para seu grupo os mais preparados do seu tempo, mas, os mais disponíveis. Há um provérbio popular que diz: “Deus não chamou os mais capacitados, mas capacitou os que chamou”. Chamou simples pescadores – Pedro, André, Tiago, João. Chamou o cobrador de impostos. Chamou gente simples. Não significa que discriminou. Apenas, significa que o coração mais simples está livre de muitas preocupações. Estes chamados recebem o mesmo poder de Jesus: anunciar o Reino, autoridade para expulsar os espíritos maus e curar todas as doenças, missão de libertar as pessoas de todos os males.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Sou livre para seguir Jesus? Pelo batismo todo cristão é chamado a seguir Jesus de acordo com seu estado de vida. Os bispos, em Aparecida, falam deste chamado:
 A admiração pela pessoa de Jesus, seu chamado e seu olhar de amor despertam uma resposta consciente e livre desde o mais íntimo do coração do discípulo, uma adesão de toda sua pessoa ao saber que Cristo o chama por seu nome (cf. Jo 10,3). É um “sim” que compromete radicalmente a liberdade do discípulo a se entregar a Jesus, Caminho, Verdade e Vida (cf. Jo 14,6). É uma resposta de amor a quem o amou primeiro “até o extremo” (cf. Jo 13,1). A resposta do discípulo amadurece neste amor de Jesus: “Te seguirei por onde quer que vás” (Lc 9,57). (DAp 136).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Senhor Jesus, eu creio que estou na tua presença
e te adoro profundamente.
Ilumina a minha inteligência e fortifica a minha vontade,
de modo que a minha vida seja, aos poucos,
transformada pelo encontro contigo.
Liberta-me de tantas coisas que me oprimem,
ensina-me a evitar a dispersão

em muitos interesses superficiais;
ajuda-me na busca contínua da tua vontade.
Espírito Santo, cria em mim um coração novo,
capaz de amar todas as pessoas.
Que a minha oração seja sustentada
pela intercessão de Maria, Mãe da Igreja
e modelo de disponibilidade à voz de Deus.
Amém.


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
“Somos chamados a encarnar o Evangelho no coração do mundo
(DGAE 2008-2009, no 21).
Como vou vivê-lo na missão?
Meu novo olhar me leva a viver a missão de apóstolo e missionário.
  
Bênção

- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.


Irmã Patrícia Silva, fsp
http://leituraorantedapalavra.blogspot.com.br/
http://www.paulinas.org.br/diafeliz/?system=evangelho&action=busca_result&data=24%2F01%2F2014
Oração Final
Pai Santo, além da fé, que tanto desejamos, dá-nos também a esperança, para que, ao trabalhar em tua messe, não nos preocupemos com resultados estatísticos, mas vejamos em cada ser humano que de nós se aproximar um irmão a ser conduzido gentilmente ao teu Reino de Amor. Por Jesus Cristo, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.
http://www.arquidiocesebh.org.br/mdo/pg06.php