quinta-feira, 14 de novembro de 2013

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 15/11/2013

15 de Novembro de 2013

Ano C


Lc 17,26-37

Comentário do Evangelho

Buscar primeiro o Reino de Deus.

A excessiva preocupação com questões relativas à vida de cada dia e com o bem-estar pode não só nos distanciar das coisas do céu, como também fazer prescindir do próprio Deus ou até ignorar sua presença. A história do tempo de Noé e Ló serve para ilustrar esta situação e interpelar os discípulos a que mantenham a vida referida a Deus. A fé em Deus exige uma vida conforme a sua vontade. A vida de quem crê deve ser a expressão da fé que ele professa e do Deus em quem ele põe a sua esperança e confiança. O principal é buscar o Reino de Deus, que antecede todas as coisas, e por Deus o necessário é dado (ver: Lc 12,22-31).
Carlos Alberto Contieri, sj
ORAÇÃO
Pai, dá-me suficiente sensatez para não buscar segurança e salvação nos bens deste mundo, pois só as encontro junto de ti, na obediência fiel à tua vontade.

Vivendo a Palavra

“Eles comiam, bebiam, compravam, plantavam, construíam...” O Evangelho quer mostrar que o dia do Senhor chega, para cada um de nós, dentro da normalidade da vida. Vivamos o nosso cotidiano conscientes desta Boa Notícia: o Amor do Pai está sempre presente em nós e entre os irmãos.

Reflexão

Devemos estar sempre prontos para o nosso encontro com Jesus, e este encontro, na verdade, acontece todos os dias, quando ele vem até nós na pessoa dos fracos, dos pobres, dos oprimidos, dos excluídos, dos necessitados, enfim, de todos os que não são amados, são rejeitados pela sociedade e precisam de alguém que manifeste o amor que Deus tem por eles. O dia do Filho do Homem é o dia da vivência do amor, da caridade e da fraternidade para com todos. O verdadeiro cristão é aquele que faz de todos os dias da sua vida o dia do Filho do Homem.

Recadinho


Qual é a vida a que Jesus se refere e que não podemos perder? - Com qual vida eu mais me preocupo? - Jesus insiste na realidade do fim do mundo, do Reino de Deus: temos que pensar nisso, vivendo na austeridade da fé e vigilantes. Cuidado! Não empregue seu tempo somente nas coisas perecíveis! O que tenho a dizer sobre este questionamento? - As coisas de Deus estão em primeiro plano em minha vida? - Tenha em mente o que S. Gregório de Nissa escreveu-nos: “A eternidade será como um banquete!” Esta ideia nos é sugerida por Jesus, em símbolos de alegria e consolação, que vêm do Espírito.
Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R

REFLEXÕES DE HOJE


15 DE NOVEMBRO - SEXTA


Reflexão

Devemos estar sempre prontos para o nosso encontro com Jesus, e este encontro, na verdade, acontece todos os dias, quando ele vem até nós na pessoa dos fracos, dos pobres, dos oprimidos, dos excluídos, dos necessitados, enfim, de todos os que não são amados, são rejeitados pela sociedade e precisam de alguém que manifeste o amor que Deus tem por eles. O dia do Filho do Homem é o dia da vivência do amor, da caridade e da fraternidade para com todos. O verdadeiro cristão é aquele que faz de todos os dias da sua vida o dia do Filho do Homem.



HOMILIA
A CHEGADA DO REINO

Está preparado o banquete da Eucaristia e o banquete eterno. Seria este o título da homilia de hoje. Jesus deixou aos discípulos o sinal do pão e do vinho na última Ceia e anunciou-lhes que havia de participar com eles no banquete no reino de seu Pai. Neste texto de hoje se fala do reino, do banquete e da preparação indispensável para não ser excluído.
Em cada Eucaristia nós dizemos. «Vem, Senhor Jesus». Pedimos a sua vinda, mas não nos podemos esquecer-nos da preparação para essa chegada e perder o tempo de se preparar. Eis uma advertência de permanente atualidade hoje que as preocupações do material fazem esquecer o essencial, o espiritual a advertência do Evangelho tem permanente atualidade.
Deus nos chama a atenção. A Igreja dá-nos oportunidade e Jesus Cristo avisa-nos para não cair na tentação do desleixo. Para possuir a sabedoria e saber estar preparado. Cada Eucaristia antecipa sacramentalmente esta caminhada para a sala das núpcias. A Eucaristia é a grande preparação para o banquete do reino. S. Paulo afirma a fé na ressurreição e anima todos os crentes na certeza de que na ressurreição «Deus levará com Jesus aqueles que tiverem morrido em união com Ele».
É a vitória da vida sobre a morte, é aquilo que todo o ser humano deseja, que Paulo nos anuncia. E com toda a Igreja professamos: creio na vida do mundo que há de vir, a vida em Deus só o Espírito Santo a pode dar. Mas tudo isso só será possível se nós estivermos sempre preparado. Alias diz o ditado: O futuro só à Deus pertence. É dever de todo o homem de fé esperá-lo e prepará-lo com prudência.
O presente é o momento ideal para adquirir tudo quanto desejaríamos possuir na hora da chegada do esposo, quanto desejaríamos amanhã ter preparado e vivido. Deus é o ponto de chegada da nossa existência valorizada aqui e agora pelos nossos propósitos e ações, atitudes e comportamentos.
Quando Jesus se apresentou a pregar o Reino, anunciou que ele está próximo. Hoje a pregação de Jesus é idêntica, os destinatários são os homens do nosso tempo, sou eu é você, é cada um de nós. Meditar e viver agora o que quereríamos ter feito amanhã, eis o projeto e o programa a executar. O futuro prometido por Deus deve ser preparado por cada um dos cristãos, homens e mulheres da Igreja que escutam e meditam a palavra divina, quer individualmente, quer inseridos nas pastorais.
É fundamental que sejamos já aqui e agora homens novos, virgens prudentes, de lâmpada acesa, de modo a evitar portas fechadas no momento da entrada para o banquete. Saiba que vivemos num muito que corre sérios riscos e quedas que se repetem ao lado evolução tecnologia ou simplesmente da hiper-modernidade.
Não se esqueça que você é o agente da história hoje. Advertência que nos faz o Evangelho é o incentivo para todos, porque o Senhor é o «fim da história humana», a garantia de que ela pode ser construída de forma positiva com a sua ajuda. A presença de Cristo na história é constante, exigente e eficaz. É estímulo e motivo de esperança, única garantia da edificação do reino, do homem novo e do mundo novo.
Pai dá-me suficiente sensatez para não buscar segurança e salvação nos bens deste mundo, pois só as encontro junto de ti, na obediência fiel à tua vontade. 
Fonte Homilia: Padre Bantu Mendonça Katchipwi Sayla
Que o nosso coração esteja em Deus
Não importa o lugar, o que importa é onde está o nosso coração. Se ele está em Deus é para Ele que vamos, mas se não está é para longe d’Ele que vai nosso coração.
“Quem procura ganhar a sua vida vai perdê-la; e quem a perde vai conservá-la” (Lc 17,33).
Meus amados irmãos e irmãs em nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, no dia em que celebramos a Proclamação da República, em nossa Pátria, nós pedimos que Deus abençoe, por Seu amor e bondade, o nosso país e dirija, cada vez mais, o destino de nossa nação para que o Brasil se conserve no temor, no respeito a Sua Palavra, obedecendo Suas Leis. Feliz é a nação, cujo o Deus é o Senhor. 
No Evangelho de hoje, Deus nos mostra como devemos estar atentos, vigilantes, preparados para a Sua volta, para o nosso encontro definitivo com Ele. Senão, acontecerá conosco o mesmo que aconteceu nos dias de Noé: as pessoas vivendo de forma desmedida e despreparada, comendo, bebendo, dando-se em casamento e não se importando com a vida. 
Quando o dilúvio chegou, aqueles que estavam despreparados morreram nas águas. Nós podemos morrer longe do Senhor se apenas nos preocuparmos com as ocupações da vida cotidiana, se levarmos uma vida descompromissada, na qual os prazeres – comer, beber, embriagar-se – sejam as coisas mais importantes. Você sabe que comer e beber demais tiram a nossa vigilância, nos deixam, muitas vezes, dopados. Todos os nossos excessos nos mantêm embriagados na mente, tiram a nossa cabeça e o nosso coração da ocupação daquilo que é o essencial. Assim, não vigiamos nossos comportamentos, nossas palavras e atitudes; levamos uma vida descompromissada com Deus e com Sua Palavra. 
Quando o Evangelho diz que duas pessoas estarão no mesmo lugar, mas uma será levada e outra será tirada, é porque a vida é assim. Você pode estar com outra pessoa, com seu marido, seus filhos, com seu irmão ou amigos dentro da igreja. Um pode estar lá rezando, com o coração em Deus, mas o outro com a cabeça longe dali, com o coração bem distante. Na mesma casa, alguém pode estar vivendo no Senhor, mas o outro pode estar totalmente distante d’Ele. 
Não importa o lugar, o que importa é onde está o nosso coração. Se ele está em Deus é para Ele que vamos, mas se não está é para longe d’Ele que vai nosso coração. 
Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.Facebook Twitter
LEITURA ORANTE

Lc 17,26-37 - Marcas da eternidade em tudo



Graça e Paz a todos os que se reúnem aqui, na web, em torno da Palavra.
Juntos, rezamos ou cantamos o Salmo 94:
(Se, em grupo, pode ser rezado em dois coros ou um solista e os demais repetem)

- Venham, ó nações, ao Senhor cantar (bis)
- Ao Deus do universo, venham festejar (bis)
- Seu amor por nós, firme para sempre (bis)
- Sua fidelidade dura eternamente (bis)
- Toda a terra aclame, cante ao Senhor (bis)
- Sirva com alegria, venha com fervor (bis)
- Nossas mãos orantes para o céu subindo (bis)
- Cheguem como oferenda ao som deste hino (bis)
- Glória ao Pai, ao Filho e ao Santo Espírito (bis)
- Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito (bis)

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto, na minha Bíblia: Lc 17,26-37
Como foi no tempo de Noé, assim também será nos dias de antes da vinda do Filho do Homem. Todos comiam e bebiam, e os homens e as mulheres casavam, até o dia em que Noé entrou na barca. Depois veio o dilúvio e matou todos. A mesma coisa aconteceu no tempo de Ló. Todos comiam e bebiam, compravam e vendiam, plantavam e construíam. No dia em que Ló saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre e matou todos. Assim será o dia em que o Filho do Homem aparecer. Aí quem estiver em cima da sua casa, no terraço, desça, e fuja logo, e não perca tempo entrando na casa para pegar as suas coisas. E quem estiver no campo não volte para casa. Lembrem da mulher de Ló. A pessoa que procura os seus próprios interesses nunca terá a vida verdadeira; mas quem esquece a si mesmo terá a vida verdadeira. Naquela noite duas pessoas estarão dormindo numa mesma cama. Eu afirmo a vocês que uma será levada, e a outra, deixada. Duas mulheres estarão moendo trigo juntas: uma será levada, e a outra, deixada. [Naquele dia, dois homens estarão trabalhando na fazenda: um será levado, e o outro, deixado.]
Então os discípulos perguntaram:
- Senhor, onde vai ser isso?
Ele respondeu:
- Onde estiver o corpo de um morto, aí se ajuntarão os urubus.

Neste discurso, Jesus diz que "Será como no tempo de Noé, no tempo que veio o dilúvio, como nos tempos de Ló, quando veio enxofre e fogo do céu e matou a todos". O povo estava preocupado com o dia-a-dia, os assuntos imediatos e, despreocupado com o que viria, o transcendente, as coisas de Deus. Preocupava-se com o comer e beber, o plantar, construir, negociar... Numa palavra, o povo estava preocupado com a economia, a agricultura, a vida urbana. Jesus disse que assim acontecerá com a vinda do Filho do homem. Neste dia, diz o Mestre, não se deverá confiar em falsas referências, que acontecerá como um relâmpago ou um "apagão". O que era preocupação não o será mais. O "onde" ou o local será ali onde cada um estiver. Não haverá tempo, nem lugar. Enquanto no tempo de Noé e de Ló o povo tinha sua vida centrada nos prazeres da vida, os discípulos de Jesus devem estar preparados para a chegada de Deus, a cada instante, lugar, em todas as suas atividades e projetos. Tudo o que fazemos e vivemos tem marcas de eternidade

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Os bispos na Conferência de Aparecida lembraram: “No entanto, no exercício de nossa liberdade, às vezes recusamos essa vida nova (cf. Jo 5,40) ou não perseveramos no caminho (cf. Hb 3,12-14). Com o pecado, optamos por um caminho de morte. Por isso, o anúncio de Jesus sempre convoca à conversão, que nos faz participar do triunfo do Ressuscitado e inicia um caminho de transformação!”(DAp 351).
E eu me interrogo:
no exercício da minha liberdade acolho a vida nova?
Tenho consciência de que tudo que vivo tem reflexos na eternidade?

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
O bem-aventurado Alberione propõe um caminho para este encontro com o Filho do Homem:
“A pessoa é criada para o céu; unicamente para o céu. Todo o trabalho da pessoa consiste em não deixar que o seu coração seja conquistado pelos bens presentes, mas em servir-se dos bens presentes como meios para o céu. Todo o mal está em trocar o fim pelos meios. Se se fez isso, é necessário converter-se e orientar definitivamente o coração, as fadigas, o trabalho para o céu. (... ). 2. Jesus Cristo é o caminho para o céu, caminho único, caminho seguro; é a verdade, porque guia a mente de modo que esta não erre, de modo que se sobrenaturalize, se divinize; é a vida, pela qual a mente aderirá sempre a Jesus Cristo e, pela qual, o coração e a vida se manterão sempre no caminho por ele traçado.” (DF 98).

Oração

Bom-dia, Senhor Deus e Pai!
A ti, a nossa gratidão pela vida que desperta, pelo calor que cria vida,
pela luz que abre nossos olhos.
Nós te agradecemos por tudo que forma nossa vida, pela terra, pela água, pelo ar, pelas pessoas. Inspira-nos com teu Espírito Santo os pensamentos que vamos alimentar,as palavras que vamos dizer, os gestos que vamos dirigir,a comunicação
que vamos realizar.
Abençoa as pessoas que nós encontramos, os alimentos que vamos ingerir.
Abençoa os passos que nós dermos, o trabalho que devemos fazer.
Abençoa, Senhor, as decisões que vamos tomar, a esperança que vamos promover,a paz
que vamos semear,a fé que vamos viver,
o amor que vamos partilhar.
Ajuda-nos, Senhor,
a não fugir diante das dificuldades, mas a abraçar
amor as pequenas cruzes deste dia.
Queremos estar contigo, Senhor, no início, durante e no fim deste dia.

Amém.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Sinto-me discípulo/a de Jesus.
Meu olhar deste dia será iluminado pela presença de Jesus Mestre Verdade-Caminho-Vida. Terei no coração a certeza de que tudo que faço tem marca de eternidade.

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém. 

- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Irmã Patrícia Silva, fsp
Oração Final
Pai Santo, que te ofereces a nós, mas te escondes nos dons com que nos enriqueces, dá-nos discernimento para descobrir-te e louvar-te pela vida, pela fé, pela natureza e os irmãos que colocaste ao nosso lado para a caminhada. Por Jesus Cristo, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo. 

LITURGIA DIÁRIA 15/11/2013




Tema do Dia

Quem procura ganhar a sua vida, vai perdê-la.

O Livro da Sabedoria mostra como é insensato o homem que faz da natureza o seu Deus, não sendo capaz de transcendendo-a, chegar ao seu Autor. Sim, porque a grandeza e a beleza das criaturas devem levar-nos a contemplar o Criador do Universo.

Oração para antes de ler Bíblia



Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda
e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame
 e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por
 todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores
se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos
a vida eterna. Amém.

Verde. 6ª-feira da 32ª Semana Tempo Comum


Primeira Leitura (Sb 13,1-9)
32º Semana Comum
Sexta-feira 15/11/13

Leitura do Livro da Sabedoria.

1São insensatos por natureza todos os homens que ignoram a Deus, os que, partindo dos bens visíveis, não foram capazes de conhecer aquele que é; nem tampouco, pela consideração das obras, chegaram a reconhecer o Artífice.2Tomaram por deuses, por governadores do mundo, o fogo e o vento, o ar fugidio, o giro das estrelas, a água impetuosa, os luzeiros do dia. 3Se, encantados por sua beleza, tomaram estas criaturas por deuses, reconheçam quanto o seu Senhor está acima delas: pois foi o autor da beleza quem as criou. 4Se ficaram maravilhados com o seu poder e a sua atividade, concluam daí quanto mais poderoso é aquele que as formou: 5de fato, partindo da grandeza e da beleza das criaturas, pode-se chegar a ver, por analogia, aquele que as criou. 6Contudo, estes merecem menor repreensão: talvez se tenham extraviado procurando a Deus e querendo encontrá-lo. 7Com efeito, vivendo entre as obras dele, põem-se a procurá-lo, mas deixam-se seduzir pela aparência, pois é belo aquilo que se vê! 8Mesmo assim, nem a estes se pode perdoar: 9porque, se chegaram a tão vasta ciência, a ponto de investigarem o universo, como é que não encontraram mais facilmente o seu Senhor?

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Responsório (Sl 18)
32º Semana Comum
Sexta-feira 15/11/13

— Os céus proclamam a glória do Senhor!
— Os céus proclamam a glória do Senhor!

— Os céus proclamam a glória do Senhor, e o firmamento, a obra de suas mãos; o dia ao dia transmite esta mensagem, a noite à noite publica esta notícia.
— Não são discursos nem frases ou palavras, nem são vozes que possam ser ouvidas; seu som ressoa e se espalha em toda a terra, chega aos confins do universo a sua voz.

,

Evangelho (Lc 17,26-37)
32º Semana Comum
Sexta-feira 15/11/13


A vinda do Filho do Homem é surpreendente.


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 26“Como aconteceu nos dias de Noé, assim também acontecerá nos dias do Filho do Homem. 27Eles comiam, bebiam, casavam-se e se davam em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. Então chegou o dilúvio e fez morrer todos eles. 28Acontecerá como nos dias de Ló: comiam e bebiam, compravam e vendiam, plantavam e construíam. 29Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma, Deus fez chover fogo e enxofre do céu e fez morrer todos. 30O mesmo acontecerá no dia em que o Filho do Homem for revelado.31Nesse dia, quem estiver no terraço, não desça para apanhar os bens que estão em sua casa. E quem estiver nos campos não volte para trás. 32Lembrai-vos da mulher de Ló. 33Quem procura ganhar a sua vida vai perdê-la; e quem a perde vai conservá-la. 34Eu vos digo: nesta noite, dois estarão numa cama; um será tomado e o outro será deixado. 35Duas mulheres estarão moendo juntas; uma será tomada e a outra será deixada. 36Dois homens estarão no campo; um será levado e o outro será deixado”. 37Os discípulos perguntaram: “Senhor, onde acontecerá isso?” Jesus respondeu: “Onde estiver o cadáver, aí se reunirão os abutres”.


— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações
que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática.
Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedeis todos por mim. Amém