sábado, 19 de outubro de 2013

XXIX Domingo do Tempo Comum (Ano C)


XXIX Domingo do Tempo Comum (Ano C)

Leituras e subsídios para liturgia e homilia:

Confira as cifras do Salmo Dominical 120

20/10/2013 Salmo 120

        G                        Em7           Eb             F           G   Dsus
 Do Senhor é que me vem o meu socorro,/ do Senhor, que fez o céu e fez a terra
        G                        Em7           Eb             F           G
 Do Senhor é que me vem o meu socorro,/ do Senhor, que fez o céu e fez a terra
       Em7                         Bm7
 Eu levanto os meus olhos para os montes:/ 
          F      Am7       D4  D
 de onde pode vir o meu socorro?/
        Em7                      Bm7  
 Do Senhor é que me vem o meu socorro,/
        F             Am7         D4 D
 do Senhor que fez o céu e fez a terra"
 Ele não deixa tropeçarem os meus pés,/
 
 e não dorme quem te guarda e te vigia./ 
 
 Oh! não! ele não dorme nem cochila,/ 
 
 aquele que é o guarda de Israel!
 O Senhor é o teu guarda, o teu vigia,/ 
 
 é uma sombra protetora à tua direita./
 
 Não vai ferir-te o sol durante o dia,/ 
 
 nem a lua através de toda a noite.
 O Senhor te guardará de todo o mal,/ 
 
 ele mesmo vai cuidar da tua vida!/ 
 
 Deus te guarda na partida e na chegada./ 
 
 Ele te guarda desde agora e para sempre!
 APRENDA A TOCAR O SALMO COM @paulinhodejesus http://blog.cancaonova.com/cliquesom

Baixe e Ouça o Salmo Dominical 120

Cante e toque o Salmo 120
Por Graça Schelck

O canal da música traz para você a sugestão de melodia para o Salmo 120, que será entoado na liturgia do
 29º Domingo do Tempo Comum.

"Do Senhor é que me vem o meu socorro,/ do Senhor, que fez o céu e fez a terra"


\Produção musical, arranjos e execução - Paulinho de Jesus
Melodia: Graça Schelck e Paulinho de Jesus


Como baixar:
Ao ir para a página do Podcast dos Salmos dominicais, você encontrará, abaixo de cada um deles, uma seta; ao clicar nela você conseguirá baixar o arquivo em MP3.




A melodia do Salmo 120 é interpretada por Graça Schelck, é membro da Comunidade Canção Nova desde 2005. 

Reunidos em torno da mesa da Palavra e da Eucaristia, somos convidados a refletir sobre nossa vida, principalmente quanto à dimensão oracional e missionária. Precisamos valorizar essa dimensão que dá sentido à nossa existência e nos impulsiona para fazer chegar o Evangelho em todo o mundo. Celebremos com fé e esperança, na certeza de que Deus faz história conosco.

LITURGIA DIÁRIA 20/10/2013




Tema do Dia

O Filho do Homem vai encontrar a fé sobre a terra?

Os amalecitas atacaram Israel. Moisés disse a Josué: «Escolha álbuns homens e saia para combater. Eu ficarei na colina com a vara de Deus na mão». Josué fez o que Moisés havia dito. Enquanto Moisés ficava com as mãos levantadas, Israel vencia. (Ex 17,8-13)

Oração para antes de ler a Bíblia


 Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda
e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame
 e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por
 todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores
se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos
a vida eterna. Amém.

Verde. 29º DOMINGO Tempo Comum


Primeira Leitura (Êx 17,8-13)
29º Domingo do Tempo Comum
Domingo 20/10/13

Leitura do livro do Êxodo:

Naqueles dias, 8os amalecitas vieram atacar Israel em Rafidim.
9Moisés disse a Josué: “Escolhe alguns homens e vai combater contra os amalecitas. Amanhã estarei, de pé, no alto da colina, com a vara de Deus na mão”.
10Josué fez o que Moisés lhe tinha mandado e combateu os amalecitas. Moisés, Aarão e Ur subiram ao topo da colina. 11E, enquanto Moisés conservava a mão levantada, Israel vencia; quando abaixava a mão, vencia Amalec.
12Ora, as mãos de Moisés tornaram-se pesadas. Pegando então uma pedra, colocaram-na debaixo dele para que se sentasse, e Aarão e Ur, um de cada lado, sustentavam as mãos de Moisés. Assim, suas mãos não se fatigaram até ao pôr do sol,13e Josué derrotou Amalec e sua gente a fio de espada.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Responsório (Sl 120)
29º Domingo do Tempo Comum
Domingo 20/10/13

(Música igual à faixa 12 do CD.)
— Do Senhor é que me vem o meu socorro,/ do Senhor, que fez o céu e fez a terra.
— Do Senhor é que me vem o meu socorro,/ do Senhor, que fez o céu e fez a terra.

— Eu levanto os meus olhos para os montes:/ de onde pode vir o meu socorro?/ “Do Senhor é que me vem o meu socorro,/ do Senhor que fez o céu e fez a terra!”
— Ele não deixa tropeçarem os meus pés,/ e não dorme quem te guarda e te vigia./ Oh! não! ele não dorme nem cochila,/ aquele que é o guarda de Israel!
— O Senhor é o teu guarda, o teu vigia,/ é uma sombra protetora à tua direita./ Não vai ferir-te o sol durante o dia,/ nem a lua através de toda a noite.
— O Senhor te guardará de todo o mal,/ ele mesmo vai cuidar da tua vida!/ Deus te guarda na partida e na chegada./ Ele te guarda desde agora e para sempre!


Segunda Leitura (2Tm 3,14-4,2)
29º Domingo do Tempo Comum
Domingo 20/10/13

Leitura da segunda Carta de São Paulo a Timóteo:

Caríssimo: 14Permanece firme naquilo que aprendeste e aceitaste como verdade; tu sabes de quem o aprendeste. 15Desde a infância conheces as Sagradas Escrituras: elas têm o poder de te comunicar a sabedoria que conduz à salvação pela fé em Cristo Jesus.
16Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para ensinar, para argumentar, para corrigir e para educar na justiça, 17a fim de que o homem de Deus seja perfeito e qualificado para toda boa obra.
4,1Diante de Deus e de Cristo Jesus, que há de vir a julgar os vivos e os mortos, e em virtude da sua manifestação gloriosa e do seu Reino, eu te peço com insistência:2proclama a palavra, insiste oportuna ou importunamente, argumenta, repreende, aconselha, com toda a paciência e doutrina.  

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Evangelho (Lc 18,1-8)
29º Domingo do Tempo Comum
Domingo 20/10/13


A viúva e o juiz


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 1Jesus contou aos discípulos uma parábola, para mostrar-lhes a necessidade de rezar sempre, e nunca desistir, dizendo:
2”Numa cidade havia um juiz que não temia a Deus, e não respeitava homem algum.3Na mesma cidade havia uma viúva, que vinha à procura do juiz, pedindo: ‘Faze-me justiça contra o meu adversário!’
4Durante muito tempo, o juiz se recusou. Por fim, ele pensou: ‘Eu não temo a Deus, e não respeito homem algum. 5Mas esta viúva já me está aborrecendo. Vou fazer-lhe justiça, para que ela não venha a agredir-me!’”
6E o Senhor acrescentou: “Escutai o que diz este juiz injusto. 7E Deus, não fará justiça aos seus escolhidos, que dia e noite gritam por ele? Será que vai fazê-los esperar?
8Eu vos digo que Deus lhes fará justiça bem depressa. Mas o Filho do homem, quando vier, será que ainda vai encontrar fé sobre a terra?”


— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações
que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática.
Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedeis todos por mim. Amém

DESEJO A TODOS UMA SEMANA ABENÇOADA COM A GRAÇA DA INTERCESSÃO DA VIRGEM SANTÍSSIMA. PAZ E BENÇÃO...

BOM DIA!!! - "Jesus, olhai os que tombam. O vosso olhar nos redime: se nos olhais, nos erguemos, e prantos lavam o crime."

UM DOMINGO CHEIO DE AMOR PRÁ VOCÊ!.... ... Divirta-se, mas não se esqueça.... DOMINGO É O DIA DO SENHOR

São Pedro de Alcântara - 19 de Outubro

São Pedro de Alcântara franciscano
(1490-1562)
Aos 16 anos foi acolhido entre os franciscanos observantes. Eleito ministro (superior), empreendeu logo uma severa reforma, chamada reforma alcantarina. Diretor espiritual de Teresa de Ávila, encorajou-a e colaborou com ela na reforma carmelitana. Pelas duras penitências que se impunha, “incompreensíveis para a mente humana”, como escreve Teresa, “seu corpo parecia feito de raízes de árvore”. Canonizado em 1669.

São Paulo da Cruz - 19 de Outubro





Nasceu em Ovada (Itália) em 1694, de piedosos pais, que muito educaram o filho no Cristianismo. Foi o segundo de 16 filhos. Quando jovem de oração e contemplativo, fez uma aliança com colegas, a fim de meditarem a Paixão e morte de Jesus.

TENHA UM FIM DE SEMANA COLORIDO E ILUMINADO.

BOA NOITE! - "No coração da Igreja, minha MÃE, serei o AMOR." Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face

QUE SEU SÁBADO TENHA MUITA PAZ E SEJA FELIZ SEMPRE!! - A VIDA E SUAS BATALHAS...


:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:

A vida é uma sucessão de batalhas.

O que fazemos na vida,
ecoa na eternidade, no entanto,
as reviravoltas do destino nos surpreendem;

nem sempre dá para se fazer só o que
gostamos, mas aquele que gosta do
que faz e sente orgulho em fazer melhor
a cada dia vai mais longe.

E é extremamente agradável chegar
ao fim de mais uma etapa
e sentir que o dever foi cumprido
e que nao precisou de abrir mão dos
seus valores fundamentais de vida.

PAZ E LUZ PARA TODOS VOCÊS!!!

-:¦:- E -:¦:-

Um Dia Abençoado para todos!!

:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 19/10/2013

19 de Outubro de 2013

Ano C


Lc 12,8-12

Comentário do Evangelho

A blasfêmia contra o Espírito Santo não será perdoada.

Milhares de pessoas acorrem a Jesus (cf. 12,1) para ouvir sua palavra “cheia de sabedoria” (cf. 4,22) e ser curadas de seus males. Para Jesus é ocasião de instruir, de modo especial, os seus discípulos. No envio dos setenta e dois discípulos, Jesus previne-os acerca da possibilidade de resistência e rejeição da mensagem cristã. O trecho de hoje é uma exortação a que os discípulos não esmoreçam ante as perseguições, mas mantenham-se firmes no testemunho de sua fé: “Não temais os que matam o corpo, e nada mais podem fazer” (12,4).
A blasfêmia contra o Espírito Santo não será perdoada (cf. v. 10). Por quê? Porque é fechamento da pessoa ao testemunho que o Espírito dá de Jesus; blasfêmia contra o Espírito Santo é fechamento ao perdão que Jesus oferece. Daí que não é Deus quem não perdoa, mas a pessoa que rejeita o perdão. É Espírito Santo que move a pessoa ao testemunho de Cristo (cf. At 1,8); ele é o socorro de Deus na perseguição; é ele quem inspira a palavra acertada quando a fé for provada.
Carlos Alberto Contieri,sj
ORAÇÃO
Pai, seja eu instruído pelo Espírito Santo, para estar sempre pronto a dar testemunho corajoso de minha fé em teu Filho Jesus.

Vivendo a Palavra

Jesus pede que seus discípulos não se preocupem com o que dizer. Nós devemos simplesmente viver a sua Lei – o Amor – e nos entregarmos ao Espírito de Deus. Ele nos iluminará para, no momento oportuno, nós darmos respostas a quem quiser conhecer qual é a razão da nossa esperança, da nossa alegria, da nossa paz.

Reflexão

Durante o trabalho evangelizador, sempre somos assistidos pelo Espírito Santo. Somente com a sua ação é que podemos ser verdadeiras testemunhas de Jesus e o nosso trabalho pode produzir frutos que permanecem para a vida eterna. O Espírito Santo nos dá coragem e sabedoria para que possamos testemunhar Jesus e permanecer fiéis a ele até mesmo nos momentos mais difíceis. A história da Igreja está repleta de exemplos de santos e santas que, no momento do martírio, foram fiéis ao Espírito Santo e, além do derramamento de sangue, nos deixaram belas páginas sobre o amor a Deus.

Meditação


Você reza pedindo as luzes do Espírito Santo? - Procura também se preparar quando tem que expor algo a outros? - Você dá testemunho público de sua fé? - Em que circunstâncias? - Qual sua atitude quando ouve conversas que falam mal de sua vivência de fé? - Procura semear a boa semente?

REFLEXÕES DE HOJE


19 DE OUTUBRO - SÁBADO

Liturgia comentada

O Espírito Santo vos ensinará... (Lc 12, 8-12)
Gosto de uma passagem do Antigo Testamento que define o Espírito de Deus como alguém encarregado de nos educar: “O Espírito Santo, educador das almas, fugirá da perfídia, afastar-se-á dos pensamentos insensatos...” (Sb 1, 5.) De fato, temos no Espírito de Deus um “mestre interior” – o único que nos pode revelar o mistério divino que se encerra na pessoa de Jesus Cristo. Sem esse Mestre, a Palavra de Deus permanece como linguagem cifrada, impenetrável à lógica dos humanos.
Quando Jesus se preparava para entregar-se à Paixão e separar-se de seus discípulos, falou repetidamente do dom do Espírito Santo como um “revelador”, alguém que poderia devolver aos corações humanos o sentido perdido de sua existência e dos projetos de Deus. Assim, em São João, podemos ler: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Paráclito, para que fique eternamente convosco. É o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conhecereis,, porque permanecerá convosco e estará em vós”. (Jo 14, 16-17.)
E a seguir: “Mas o Paráclito, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, ensinar-vos-á todas as coisas e vos recordará tudo o que vos tenho dito.” (Jo 14, 26.) E nota sua função pedagógica: “Quando vier o Paráclito, o Espírito da verdade, ensinar-vos-á toda a verdade, porque não falará por si mesmo, mas dirá o que ouvir, e anunciar-vos-á as coisas que virão”. (Jo 16, 13.)
Desde Pentecostes, a Igreja percebeu que só poderia ser em verdade o “Corpo de Cristo” se fosse habitada pelo Espírito Santo. O Vaticano II, na Lumen Gentium, reconhece a ação do Espírito na Igreja: “O Espírito habita na Igreja e nos corações dos fiéis como num templo (cf. 1Cor 3, 16; 6, 19). Neles ora e testemunha a adoção de filhos (cf. Gl 4, 6; Rm 8, 15-16.26). Conduz a Igreja a toda a verdade (cf. Jo 16, 13). Unifica-a na comunhão e no ministério. Dota-a e dirige-a mediante os diversos dons hierárquicos e carismáticos. E adorna-a com seus frutos (cf. Ef 4, 11-12; 1Cor 12, 4; Gl 5, 22).” (LG, 4.)
Pairando sobre as águas primordiais da Criação, ungindo os profetas da Primeira Aliança, gerando na Virgem Maria a natureza humana do Salvador, descendo sobre Jesus no Rio Jordão, inflamando os discípulos em Pentecostes – eis a presença universal do Espírito de Deus na história dos homens...
Orai sem cessar: “Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis!”
Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.
santini@novaalianca.com.br
Testemunhamos Jesus ou O renegamos diante das pessoas?
Hoje, a Palavra de Deus nos coloca diante de duas condições: ou testemunhamos Jesus ou O renegamos diante das pessoas e do mundo.
“Todo aquele que der testemunho de mim diante dos homens, o Filho do Homem também dará testemunho dele diante dos anjos de Deus” (Lc 12,8).
Hoje, a Palavra de Deus nos coloca diante de duas condições: ou testemunhamos Jesus ou O renegamos diante das pessoas e do mundo.
Conhecer Jesus, Sua obra, Seu ensinamento, Sua pregação e tudo aquilo que Ele veio nos trazer não são tarefas tão difíceis! O grande desafio é testemunhar isso, deixar que a vida fale qual é a nossa convicção, qual é a nossa crença, em quem, de fato, acreditamos. Os nossos atos são a resposta mais concreta à Palavra de Deus em nossa vida.
Muitas vezes, nós até nos dedicamos muito a ler e a estudar a Palavra, mas não nos aplicamos com a mesma veemência e determinação em viver e testemunhar o ensinamento da Palavra que nós recebemos. Sobretudo, quando a nossa fé é provocada, quando somos colocados em xeque, nem sempre é fácil testemunhar. Diante de diversas situações na vida, nós, muitas vezes, negamos a fé que temos e até preferimos ou somos chamados a fazer o que todo o mundo faz, deixando-nos levar pela força do pecado, pelo contratestemunho, pelos escândalos, pela falta de convicção daquilo em que nós acreditamos.
É um sinal se nós negamos ou testemunhamos Jesus, mas a grande prova de amor e testemunho que podemos dar a Deus é não termos vergonha da nossa fé. Não precisa ter vergonha de dizer que, no domingo, você não vai para este ou para aquele lugar, porque você vai à Santa Missa, vai à igreja. Não precisa negar que você não frequenta certos locais, porque a sua fé e a sua convicção o ensinam diferente.
Você crê no Deus da vida e Ele o chama a testemunhá-Lo em seus atos e em suas ações. Que nós tenhamos sempre a graça de não negarmos o Senhor por nossos atos e por nossas atitudes. Que nós O testemunhemos tendo uma vida honesta e digna de sermos cristãos conforme a vontade de Deus.
Que Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.Facebook Twitter
LEITURA ORANTE

Lc 12,8-12 - Não se preocupem. O Espírito lhes ensinará!



Saudação
- A nós, a paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!

Preparo-me para a Leitura, rezando:
Senhor Deus,
Não tenho a menor ideia de para onde estou indo,
Não enxergo o caminho à minha frente,
Não sei ao certo onde irá dar esse caminho.

Também não conheço verdadeiramente a mim mesmo,
E o fato de que penso que estou seguindo a tua vontade
Não significa que realmente esteja seguindo a tua vontade.

Mas acredito que o meu desejo de te agradar
Realmente te agrada.
E espero ter esse desejo em tudo o que fizer,
Espero nunca me afastar desse desejo.
Sei que, se assim o fizer,
Tu me guiaras pelo caminho correto
Embora eu possa nem saber que o estou trilhando.

Assim, confiarei sempre em ti
Embora eu pareça estar perdido
E caminhando na sombra da morte.
E não temerei, porque tu estás sempre comigo
E nunca deixarás que eu enfrente os perigos sozinho.
 Thomas Merton

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na minha Bíblia, o texto: Lc 12,8-12, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
Jesus disse ainda: - Eu digo a vocês que, se alguém afirmar publicamente que é meu, então o Filho do Homem também afirmará, diante dos anjos de Deus, que essa pessoa é dele. Mas aquele que disser publicamente que não é meu, o Filho do Homem também dirá diante dos anjos de Deus que essa pessoa não é dele. - Quem falar contra o Filho do Homem será perdoado, porém quem blasfemar contra o Espírito Santo não será perdoado. - Quando levarem vocês para serem julgados nas sinagogas ou diante dos governadores e autoridades, não fiquem preocupados, pensando como vão se defender ou o que vão dizer. Pois naquela hora o Espírito Santo lhes ensinará o que devem dizer.

Jesus diz que o testemunho a favor ou contra Ele é que vai nos garantir o céu ou o inferno, ou seja, a separação dele. Fala também da blasfêmia contra o Espírito Santo que, neste contexto parece significar a rejeição intransigente de dar testemunho de Jesus, pelo qual a pessoa se fecha ao perdão de Deus. Quando a pessoa se encontrar em julgamento não deve se preocupar como se defender. O Espírito Santo falará por ela. Como diz o livro de Samuel: “O Espírito do Senhor fala por mim, sua palavra fala em minha língua” (Cf 2 Sm 23,2).

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Qual palavra mais me toca o coração?
Minha vida reflete o que o texto diz ou há contradições?
Dou testemunho de Jesus Cristo ou tenho vergonha?
A Conferência de Aparecida nos recorda: “No exercício de nossa liberdade, às vezes recusamos essa vida nova (cf. Jo 5,40) ou não perseveramos no caminho (cf. Hb 3,12-14). Com o pecado, optamos por um caminho de morte. Por isso, o anúncio de Jesus sempre convoca à conversão, que nos faz participar do triunfo do Ressuscitado e inicia um caminho de transformação.” (DAp 351).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo com toda Igreja a

Oração da manhã

Bom-dia, Senhor Deus e Pai!
A ti, a nossa gratidão pela vida que desperta, pelo calor que cria vida,
pela luz que abre nossos olhos.
Nós te agradecemos por tudo que forma nossa vida, pela terra, pela água, pelo ar, pelas pessoas. Inspira-nos com teu Espírito Santo os pensamentos que vamos alimentar,as palavras que vamos dizer, os gestos que vamos dirigir,a comunicação
que vamos realizar.
Abençoa as pessoas que nós encontramos, os alimentos que vamos ingerir.
Abençoa os passos que nós dermos, o trabalho que devemos fazer.
Abençoa, Senhor, as decisões que vamos tomar, a esperança que vamos promover,a paz
que vamos semear,a fé que vamos viver,
o amor que vamos partilhar.
Ajuda-nos, Senhor,a não
fugir diante das dificuldades, mas a abraçar com amor as pequenas cruzes deste dia.
Queremos estar contigo, Senhor, no início, durante e no fim deste dia.
 Amém.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. Vou eliminar do meu modo de pensar e agir aquilo que não vem de Deus, que não é conforme o Projeto de Jesus Mestre.

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.
Ir. Patrícia Silva, fsp
Oração Final
Pai Santo, dá-nos coragem para sermos tuas testemunhas perante o mundo. A tua Palavra que ouvimos seja guardada no coração e transformada em vida – que se mostra nas nossas relações com os irmãos e com a natureza – e anunciada com entusiasmo e gratidão. Por Jesus Cristo, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.