sexta-feira, 17 de abril de 2015

BOM DIA! BOA TARDE! BOA NOITE! Oração da noite, Oração da manhã e Oração do entardecer - Deus te abençoe!







Oração da Noite

Boa noite Pai.
Termina o dia e a ti entrego meu cansaço.
Obrigado por tudo e… perdão!!
Obrigado pela esperança que hoje animou meus passos, pela alegria que vi no rosto das crianças;
Obrigado pelo exemplo que recebi daquele meu irmão;
Obrigado também por isso que me fez sofrer…
Obrigado porque naquele momento de desânimo lembrei que tu és meu Pai; Obrigado pela luz, pela noite, pela brisa, pela comida, pelo meu desejo de superação…
Obrigado, Pai, porque me deste uma Mãe!
Perdão, também, Senhor!
Perdão por meu rosto carrancudo; Perdão porque não me lembrei que não sou filho único, mas irmão de muitos; Perdão, Pai, pela falta de colaboração e serviço e porque não evitei aquela lágrima, aquele desgosto; Perdão por ter guardado para mim tua mensagem de amor;
Perdão por não ter sabido hoje entregar-me e dizer: “sim”, como Maria.
Perdão por aqueles que deviam pedir-te perdão e não se decidem.
Perdoa-me, Pai, e abençoa os meus propósitos para o dia de amanhã, que ao despertar, me invada novo entusiasmo; que o dia de amanhã seja um ininterrupto “sim” vivido conscientemente.
Amém!!!

Oração da manhã

Bom-dia, Senhor Deus e Pai!
A ti, a nossa gratidão pela vida que desperta, pelo calor que
cria vida, pela luz que abre nossos olhos.
Nós te agradecemos por tudo que forma nossa vida, pela terra, pela água, pelo ar, pelas pessoas. Inspira-nos com teu Espírito Santo os pensamentos que vamos alimentar,as palavras que vamos dizer, os gestos que vamos dirigir,a comunicação que vamos realizar.
Abençoa as pessoas que nós encontramos, os alimentos que vamos ingerir.
Abençoa os passos que nós dermos, o trabalho que devemos fazer.
Abençoa, Senhor, as decisões que vamos tomar, a esperança que vamos promover,a paz que vamos semear,a fé que vamos viver, o amor que vamos partilhar.
Ajuda-nos, Senhor, a não fugir diante das dificuldades, mas a abraçar amor as pequenas cruzes deste dia.
Queremos estar contigo, Senhor, no início, durante e no fim deste dia.
Amém.

Oração do entardecer

Ó Deus!
Cai à tarde, a noite se aproxima.
Há neste instante, um chamado à elevação, à paz, à reflexão.
O dia passa e carregam os meus cuidados.
Quem fez, fez.
Também a minha existência material é um dia que se passa,
uma plantação que se faz, um caminho para algo superior.
Como fizeste a manhã, à tarde e a noite, com seus encantos,
fizeste também a mim, com os meus significados, meus resultados.
Aproxima de mim, Pai, a Tua paz para que usufrua desta
hora e tome seguras decisões para amanhã.
Que se ponha o sol no horizonte, mas que nasça
em mim o sol da renovação e da paz para sempre.
Obrigado, Deus, muito obrigado!
Amém!

Sagrada Família, Jesus, Maria e José, nossa família Vossa é. Um ótimo sábado prá você e toda sua família.

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 17/04/2015

ANO B


Jo 6,1-15

Comentário do Evangelho

Jesus é o Pão da vida que sacia as multidões

O relato dos pães precede o longo discurso do “pão da vida” (Jo 6,35-58). Encontramos esse relato também na tradição sinótica (Mt 14,13-21; Mc 6,30-44; Lc 9,10-17). A multidão é atraída a Jesus pelos sinais que ele fazia em favor dos doentes. Na verdade, a multidão é atraída pelo imediato, mas não consegue, ainda, dar o salto da fé. Por isso, para o evangelista o que Jesus fazia em favor dos enfermos é “sinal”, mas não é o caso para a multidão. Basta nos remetermos à crítica que Jesus faz aos que o procuravam, depois do acontecimento dos pães (cf. Jo 6,26). Por sua própria natureza o sinal é ambíguo; ele precisa ser compreendido e discernido para que remeta a pessoa à realidade para a qual aponta. A evocação da Páscoa dos judeus é importante, uma vez que ela nos faz ler e compreender o relato à luz da Páscoa de Jesus Cristo, em que Deus selou uma Aliança definitiva com o seu povo. A pergunta posta por Jesus a Filipe é para testá-lo. Lido à luz da Páscoa do Senhor, o relato põe implicitamente para o leitor outra questão: Qual é o verdadeiro alimento do povo que o Cristo atrai e reúne? A resposta será exaustivamente explicitada no discurso do pão da vida.
Pe. Carlos Alberto Contieri
Oração
Senhor, que nosso coração esteja sempre aberto para compreender os teus sinais. Que não nos falte o pão do sustento e o pão da Palavra.

Vivendo a Palavra

São Francisco chamava carinhosamente o seu corpo de ‘burrinho’, pois ele o ia carregando pelo caminho de volta à Casa do Pai. Jesus, depois de alimentar a multidão com a Palavra Criadora que trazia do Pai, lembra da humanidade de seus ouvintes e lhes dá o alimento para o corpo. Uma reflexão que nós, sua Igreja neste mundo, devemos levar em consideração.

Refleo

O capítulo sexto do evangelho de São João é reservado para o discurso sobre o sacramento da Eucaristia, e Jesus, no uso da sua pedagogia, prepara os judeus para esse discurso através da multiplicação dos pães. A prática pedagógica de Jesus deve ser o grande iluminativo para a nossa prática missionária, pastoral e evangelizadora. Nós devemos anunciar o evangelho a partir da realidade das pessoas, de suas experiências de vida, dos seus valores e das suas expectativas. Antes de anunciar a Palavra de Deus, precisamos criar a necessidade dela no coração das pessoas como Jesus, que a partir da necessidade do pão, cria a necessidade do pão da vida eterna.

Meditando o Evangelho

O VERDADEIRO PROFETA

A multiplicação dos pães levou a multidão a considerar Jesus como o verdadeiro profeta, aquele que todos esperavam, desde longa data. O fato de ter alimentado uma imensa multidão, contando apenas com cinco pães de cevada e dois peixes, revelou-se como sinal inequívoco da messianidade de Jesus. Daí o desejo do povo de fazê-lo rei, na esperança de que todos os seus problemas fossem resolvidos da mesma forma eficiente e rápida, que acabavam de presenciar. Foi grande a expectativa criada em torno dele.
Todavia, Jesus não se deixou levar por tal raciocínio demasiado pragmático. O povo não havia entendido o sentido do milagre, uma vez que o consideravam apenas sob o aspecto material de superação da fome pela abundância de pão. O objetivo visado por Jesus era bem outro: ensinar a todos que a partilha fraterna é um sinal irrefutável da presença do Reino, acontecendo na história humana. Por outras palavras: a partilha é um imperativo na vida de quem aderiu ao Reino, fazendo dele o centro de sua vida. Ou seja, o milagre dependeu da postura interna de cada pessoa, e não somente da iniciativa de Jesus.
O Mestre é o verdadeiro profeta não porque multiplicou os pães de forma prodigiosa, à revelia das pessoas, e sim, porque abriu o coração humano para o amor, muito bem expresso na partilha dos bens.
Oração
Espírito de partilha, arranca do meu coração toda tentação egoísta de usufruir sozinho os bens deste mundo, sensibilizando-me para a pobreza dos meus irmãos.

Oração Final
Pai Santo, que o testemunho de vida e, quando oportuno, uma palavra inspirada pelo teu Espírito, ajudem nossos vizinhos peregrinos a encontrar o Caminho de volta para o Lar Paterno. E que nosso cuidado os socorra nas necessidades sofridas durante a caminhada. Pelo Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.
http://www.arquidiocesebh.org.br/mdo/pg06.php

BOA NOITE!!! "Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine." 1 Coríntios 13:1 DORME COM OS ANJOS!! BEIJOS.

TERÇOS – VÍDEOS


Acesse:

1 - Terço da Divina Providência - http://youtu.be/5mzUbLl_P48

2 - Terço de Cura e Libertação - http://youtu.be/TWmZ47JoC0I

3 - Terço da FÉ - http://youtu.be/-I1tuBSDtkU

4 - Terço do Espírito Santo - http://youtu.be/BJqMkwQsOeQ

5 - Terço da Libertação Cantado - http://youtu.be/9ofE4VoEZPU

6 - Terço da Sagrada Face de Nosso Senhor Jesus Cristo - http://youtu.be/dr_BtsQtRvo

7 - Terço de São Bento - http://youtu.be/p-iD6TySLmY

8 - TERÇO DE CURA E LIBERTAÇÃO (PADRE JOÃOZINHO) - http://youtu.be/hUuaQk1ydWw

LITURGIA DAS HORAS

Clique no ícone abaixo
para acesso à Hora Canônica

Oração desta Hora

Oração do Angelus - Padre Antonello - VÍDEO - Como rezar o Ângelus






Como rezar o Ângelus:

1) O Anjo do Senhor anunciou a Maria
- E Ela concebeu pelo poder do Espírito Santo.
Ave Maria...

2) Eis aqui a serva do Senhor.

- Faça-se em Mim segundo a vossa palavra.
Ave Maria...

3) E o Verbo Divino se fez homem,

- e habitou entre nós.
Ave Maria...

4) Rogai por nós, Santa Mãe de Deus,

- para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos: Derramai ó Deus, a Vossa graça em nossos corações, para que, conhecendo pela mensagem do anjo a encarnação do Vosso filho, cheguemos por Sua Paixão e Cruz à glória da ressurreição. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

Glória ao Pai... (repete-se 3 vezes)

Terço - Mistérios Dolorosos - Terça-feira e Sexta-Feira


Terço do Rosário: Mistérios Dolorosos






"Mediante o Rosário, o povo cristão aprende com Maria a contemplar a beleza do rosto de Cristo, e a experimentar a profundidade do seu amor."
São João Paulo II

ABORTO - EU DIGO NÃO - ABORTO: VIA-SACRA DOS INOCENTES (VÍDEO)


MEDITE A VIA-SACRA





MEDITE A VIA-SACRA

- Primeira Estação: Jesus é condenado à morte
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

- Segunda Estação: Jesus levando a cruz às costas.
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

- Terceira Estação: Jesus cai por terra
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

- Quarta Estação: Jesus encontra Maria Santíssima
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

- Quinta Estação: Jesus é ajudado por Cirineu
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

- Sexta Estação: Verônica enxuga a Face de Jesus
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

- Sétima Estação: Jesus cai pela segunda vez
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

- Oitava Estação: Jesus pede que as mulheres não chorem
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

- Nona Estação: Jesus cai pela terceira vez
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

- Décima Estação: Jesus é despido de suas vestes
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

- Décima Primeira Estação: Jesus é cravado na cruz
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

- Décima Segunda Estação: Jesus morre na cruz
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

- Décima Terceira Estação: Jesus é descido da cruz
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

- Décima Quarta Estação: Jesus é sepultado
Pai-Nosso, Ave-Maria e Gria.

Ninguém Te Ama Como Eu


Ninguém Te Ama Como Eu

Tenho esperado este momento
Tenho esperado que viesses a mim
Tenho esperado que me fales
Tenho esperado que estivesses assim

Eu sei bem o que tens vivido
Sei também que tens chorado
Eu sei bem que tens sofrido
Pois permaneço ao teu lado

Ninguém te Ama como Eu
Ninguém te Ama como Eu
Olhe para a cruz, está é a minha grande prova
Ninguém te Ama como Eu

Ninguém te Ama como Eu
Ninguém te Ama como Eu
Olhe para a cruz, foi por ti, porque Te amo
Ninguém te Ama como Eu

Eu sei bem o que me dizes
Ainda que nunca me fales
Eu sei bem o que tens sentido
Ainda que nunca me reveles
"Tenho andado ao teu lado
Junto a ti permanecido
Eu te levo em meus braços
Pois sou teu melhor amigo."

Ninguém te Ama como Eu
Ninguém te Ama como Eu
Olhe para a cruz, está é a minha grande prova
Ninguém te Ama como Eu

Ninguém te Ama como Eu
Ninguém te Ama como Eu
Olhe para a cruz, foi por ti, porque Te amo
Ninguém te Ama como Eu


Dia da semana: Sexta-feira - Dedicado a: Paixão de Cristo - Sagrado Coração de Jesus - Oração a Chaga do Coração de Jesus


Oração a Chaga do Coração de Jesus

Oh! dulcíssimo Jesus meu, seja a Chaga de vosso Sacratíssimo Coração meu refúgio, minha força e proteção contra vossa justa ira, contra o pecado, e em especial contra o pecado mortal, contra os enganos da carne, do mundo e do demônio e defesa contra meu amor próprio, contra todos os males do corpo e da alma.

Seja vossa Chaga Sacratíssima o lugar onde possa sepultar meus inumeráveis pecados, os quais detesto e aborreço, colocando-os no abismo aberto desta Santíssima Cjaga, aberta por amor, para nunca jamais voltar a ver estes pecados.

Oh! amabilíssimo Jesus, pela Chaga de vosso Coração, concedei-me uma só gota desse Sangue Preciosismo que Dele flui, como prenda de eterno perdão de meus pecados.

Nesta Chaga profunda, escondei-me e guardai-me ali como prisioneiro de amor. Ali purificai-me, dissolvei-me, mudai-me em um amante de vosso Coração.

Convertei-me em outro coração de Jesus, para que assim não pense, nem diga nem faça nada, senão o que é de vosso maior agrado.

Assim seja.