quarta-feira, 31 de maio de 2017

JUNHO - DIVIRTA-SE - VAMOS DANÇAR NO MEU ARRAIÁ!!!!

SEJA BEM VINDO JUNHO!!! QUE SEJA ABENÇOADO, CHEIO DE PAZ E MUITAS ALEGRIAS.

Tchau MAIO - Leve tudo de ruim e que venha JUNHO cheio de coisas boas, muitas alegrias. Bem vindo JUNHO!!

JUNHO é um mês diferente - Dia dos Namorados, Dia de Santo Antônio, Dia de São João, Dia de São Pedro e São Paulo.

Junho é um mês diferente.

Contempla:

- Dia dos Namorados


É uma festa que atinge milhares de brasileiros. O Dia dos Namorados é comemorado no dia 12 de junho, e é quando os casais celebram sua união. É muito comum nessa data a troca de cartões e presentes especiais, além de flores, bombons e jantares. Nessa data, os casais também agradecem o companheirismo e a dedicação entre ambos durante o ano todo.
Fora do Brasil, especialmente nos Estados Unidos e na Europa, o Dia dos Namorados é comemorado dia 14 de fevereiro, é conhecido também como Dia de São Valentim.




- Dia de Santo Antônio

JUNHO - MÊS DE FESTA JUNINA - Isto é lá com Santo Antônio



Isto é lá com Santo Antônio


Eu pedi numa oração
Ao querido São João
Que me desse um matrimônio.
São João disse que não!
São João disse que não!
Isto é lá com Santo Antônio!
Eu pedi numa oração
Ao querido São João
Que me desse um matrimônio.
Matrimônio! Matrimônio!
Isto é lá com Santo Antônio!
Implorei a São João
Desse ao menos um cartão,
Que eu levava a Santo Antônio.
São João ficou zangado.
São João só dá cartão
Com direito a batizado.
Implorei a São João
Desse ao menos um cartão,
Que eu levava a Santo Antônio.
Matrimônio! Matrimônio!
Isso é lá com Santo Antônio!
São João não me atendendo,
A São Pedro fui correndo
Nos portões do paraíso.
Disse o velho num sorriso:
"Minha gente, eu sou chaveiro,
Nunca fui casamenteiro!"
São João não me atendendo
A São Pedro fui correndo
Nos portões do paraíso.
Matrimônio! Matrimônio!
Isso é lá com Santo Antônio!




MÊS DE JUNHO - DEDICADO AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS - A GRANDE REVELAÇÃO. - Sagrado Coração - Rinaldo e Samuel


A GRANDE REVELAÇÃO.

A chamada Grande Revelação foi feita a Margarida Maria durante a oitava da festa do Corpus Domini (Corpus Christi) de 1675.
Mostrando o seu Coração divino, Jesus confiou à Santa:
“Eis o Coração que tanto amou os homens, que nada poupou, até se esgotar e se consumir para lhes testemunhar seu amor. Como reconhecimento, não recebo da maior parte deles senão ingratidões, pelas suas irreverências, sacrilégios, e pela tibieza e desprezo que têm para comigo na Eucaristia. Entretanto, o que Me é mais sensível é que há corações consagrados que agem assim. Por isto te peço que a primeira sexta-feira após a oitava do Santíssimo Sacramento seja dedicada a uma festa particular para  honrar Meu Coração, comungando neste dia, e O reparando pelos insultos que recebeu durante o tempo em que foi exposto sobre os altares”.

Junho - Mês dos Sagrados Corações


O mês de junho é dedicado ao Sagrado Coração de Jesus. A devoção ao Sagrado Coração tem as suas origens na devoção popular e, sem dúvida, é uma das piedades mais difundidas e mais amada pelos fiéis.

JUNHO MÊS DEDICADO AOS CORAÇÕES DE JESUS E DE MARIA


JUNHO MÊS DEDICADO AO IMACULADO CORAÇÃO DA VIRGEM MARIA SANTÍSSIMA E SANTÍSSIMO CORAÇÃO DE JESUS

A Devoção ao Coração Imaculado de Maria é bem antiga na Santa Igreja, desenvolvendo-se na Idade Média. Depois, com as aparições em Fátima em 1917 ganhou grande destaque.: “Deus quer estabelecer no mundo a Devoção ao Meu Imaculado Coração”. A devoção ao Coração de Maria está associada à devoção ao Sacratíssimo Coração de Jesus, pois esses Dois Corações se uniram no Mistério da Encarnação, Paixão e Morte do Verbo Encarnado. Honrar o Coração de Maria é honrar o Coração que foi preparado por Deus para ser uma digna morada do Espírito Santo, que formaria a seu tempo o Redentor no Ventre Imaculado da Virgem Maria. Esta devoção ao Coração de Maria é devoção à própria Mãe de Jesus. É também veneração dos santos sentimentos e afetos, a ardente caridade de Maria para com Deus, para com seu Filho e para com todos os homens, que lhe foram confiados solenemente por Jesus agonizante. Assim, louvamos e agradecemos a Deus por nos haver dado por Mãe e intercessora Aquela que acreditou.

IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

Dia da semana: Quinta-feira Dedicado ao - Santíssimo Sacramento - Graças e louvores se deem a todo momento, ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento! - Top 10 Músicas de Adoração Católicas ao Santíssimo Sacramento




Bom Dia! - "Contigo o meu nada se faz tudo..."

Tenha uma QUINTA-FEIRA maravilhosa!!! Jesus, eu confio em Vós!

Visitação de Nossa Senhora - 31 de Maio




Visitação de Nossa Senhora, a mãe do nosso Salvador

A visitação de Maria a sua prima nos convoca a essa caridade ativa
Sabemos que Nossa Senhora foi visitada pelo Arcanjo Gabriel com esta mensagem de amor, com esta proposta de fazer dela a mãe do nosso Salvador. E ela aceitou. E aceitar Jesus é estar aberto a aceitar o outro. O anjo também comunicou a ela que sua parenta – Santa Isabel – já estava grávida. Aí encontramos o testemunho da Santíssima Virgem – no Evangelho de São Lucas no capitulo 1, – quando depois de andar cerca de 100 km ela encontrou-se com Isabel.

LEITURA ORANTE DO DIA - 31/05/2017



LEITURA ORANTE

Lc 1,39-56 - Maria visita Isabel


Visitação de Nossa Senhora
Saudação
- A todos nós que nos encontramos neste ambiente virtual,
paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me para a Leitura, rezando:
Jesus Mestre, que dissestes:
"Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome,
eu aí estarei no meio deles", ficai conosco, aqui reunidos,
pela grande rede da internet,
para melhor meditar e comungar com a vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade: iluminai-nos, para que melhor compreendamos
as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho: fazei-nos dóceis ao vosso seguimento.
Sois a Vida: transformai nosso coração em terra boa,
onde a Palavra de Deus produza frutos
abundantes de santidade e missão.
(Bv. Alberione)

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia,  o texto:
Lc 1,39-56, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
Alguns dias depois, Maria se aprontou e foi depressa para uma cidade que ficava na região montanhosa da Judéia. Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança se mexeu na barriga dela. Então, cheia do poder do Espírito Santo, Isabel disse bem alto:
- Você é a mais abençoada de todas as mulheres, e a criança que você vai ter é abençoada também! Quem sou eu para que a mãe do meu Senhor venha me visitar?! Quando ouvi você me cumprimentar, a criança ficou alegre e se mexeu dentro da minha barriga. Você é abençoada, pois acredita que vai acontecer o que o Senhor lhe disse.
Então Maria disse:
- A minha alma anuncia a grandeza do Senhor.
O meu espírito está alegre por causa de Deus, o meu Salvador.
Pois ele lembrou de mim, sua humilde serva!
De agora em diante todos vão me chamar de mulher abençoada, porque o Deus Poderoso
fez grandes coisas por mim.
O seu nome é santo, e ele mostra a sua bondade
a todos os que o temem em todas as gerações.
Deus levanta a sua mão poderosa e derrota os orgulhosos com todos os planos deles.
Derruba dos seus tronos reis poderosos e põe os humildes em altas posições.
Dá fartura aos que têm fome e manda os ricos embora com as mãos vazias.
Ele cumpriu as promessas que fez aos nossos antepassados e ajudou o povo de Israel, seu servo.
Lembrou de mostrar a sua bondade a Abraão e a todos os seus descendentes, para sempre.
Maria ficou mais ou menos três meses com Isabel e depois voltou para casa.
Refletindo
No episódio da Visitação, Maria e Isabel viveram uma experiência inédita de si mesmas, quando uma se abriu para a experiência da outra, para a habitação de Deus na outra.
No momento, elas conseguiram assumir em si a outra pessoa, ou outro projeto de Deus. O sentido último, o sentido teologal da solidariedade, é esta capacidade de hospedar dentro de si uma outra pessoa – qualquer que ela seja -, e no episódio da Visitação tivemos a dilatação máxima do significado da solidariedade, porque as duas mulheres que foram protagonistas da cena estavam grávidas de filhos que, do ponto de vista das possibilidades humanas, eram filhos do impossível. Elas se visitaram enquanto mães. Elas se reconheceram enquanto pessoas amadas e chamadas por Deus. Elas vibraram de alegria e se abençoaram enquanto foram capazes de escutar uma outra voz, capazes de agradecer, e de rezar.
Solidariedade não significa apenas experimentar em si sentimentos positivos genéricos, ou um bem intencionado fazer algo por alguém. Não podemos reduzir o conceito a fatos exteriores, operativos, pois a solidariedade é algo que nasce da escuta interior, e cuja finalidade última é o descobrir-se em Deus, sentir-se na sua presença, sentir-se inserido no seu projeto. Não seria impossível nem impróprio dizer que o último degrau da solidariedade é a oração: não tanto enquanto um ato específico, mas como um estado habitual.
A solidariedade é uma resposta ao chamado de Deus e, de qualquer maneira que ela seja vivida, constitui sempre uma forma ativa de compromisso, é um serviço recíproco. No episódio da Visitação é difícil dizer qual das duas mulheres precisava da outra, qual delas auxiliava e servia a outra. Nós estamos acostumados a dizer que Maria foi ao encontro de Isabel para servi-la: isso por força do hábito, e que empreendeu uma viagem para ver a outra. Mas as dinâmicas desse episódio não são assim tão simples. A obrigação que motivou a visita de Maria a Isabel, segundo nos informou Lucas, não era uma obrigação de caráter material, de serviços práticos, desses auxílios caseiros que Isabel poderia receber sem problema algum por outras vias. Era uma necessidade que elas tinham de se confrontar na fé.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Convida-me a ser uma pessoa solidária.
Meditando
Recordamos as palavras dos bispos na Conferência de Aparecida: “Agora, desde Aparecida, Maria convida-os a lançar as redes ao mundo, para tirar do anonimato aqueles que estão submersos no esquecimento e aproximá-los da luz da fé. Ela, reunindo os filhos, integra nossos povos ao redor de Jesus Cristo.” (DAp 265).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Faço minha oração pessoal e rezo a  Maria:
Odogitria Pan-Haghia
Pe. Zezinho, scj 

Odogitria
Mostra-nos, Maria, os caminhos de Jesus
Odogitria
Mostra-nos, Maria, o caminho pra Jesus

Pan haghia, toda santa és Maria
Pan haghia, toda santa és Maria

Sabes conduzir
Sabes conduzir ao teu Jesus
Quem procura uma luz
CD Quando Deus se calou, Pe. Zezinho,scj - 

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus e o coração de Maria, reconhecendo as graças que Ele nos concede a cada instante.
Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

ir. Patricia Silva, fsp
irpatricias@gmail.com

HOMÍLIA DIÁRIA - Lc 1,39-56 - (CANÇÃO NOVA) - 31/05/2017


OUÇA E/OU LEIA AGORA A HOMÍLIA DIÁRIA

Saiamos ao encontro do próximo

Quando saímos ao encontro do outro, estamos levando Deus para ele

“Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia” (Lucas 1,39).


Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Caão Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 31/05/2017

Ano A



Lc 1,39-56

Comentário do Evangelho

Maria mulher de fé.

O relato da visitação de Maria a sua prima Isabel conclui os relatos dos anúncios do nascimento de João Batista e de Jesus (Lc 1,5-25.26-38). A alegria messiânica que faz João pular no ventre de sua mãe é dom do Espírito Santo. É por ele que Isabel pode conhecer que Maria não somente está grávida, mas que a criança que ela está gerando é o Messias. Pulando de alegria diante do seu Senhor, João, desde o ventre de sua mãe, começa a realizar sua missão de precursor do Messias. No cântico de Isabel, é dito que Maria é bendita. De fato, ela o é pela presença no seu ventre daquele que Deus nos deu como bênção, Jesus Cristo. Maria é a mulher de fé, que confiou e se entregou inteiramente ao projeto de Deus. No cântico atribuído a Maria, o Magnificat, um mosaico de citações veterotestamentárias, a Mãe do Filho de Deus reconhece com júbilo que o poder de Deus a transformou. Reconhece que a bondade, a misericórdia do Santo de Israel é que está na origem da encarnação do Verbo de Deus.
Carlos Alberto Contieri, sj
Oração
Pai, conduze-me pelos caminhos de Maria, tua fiel servidora, cuja vida se consumou, sendo exaltada por ti. Que, como Maria, eu saiba me preparar para a comunhão plena contigo.
Fonte: Paulinas em 31/05/2014

Vivendo a Palavra

A missão de Jesus inicia antes mesmo do seu nascimento. Maria se põe a caminho para levar conforto à prima que tanto precisava. No seu ventre estava gestando o Verbo de Deus que seguiria em toda vida o exemplo da Mãe. Maria e seu Filho nos ensinaram o caminho a seguir – a solidariedade e a compaixão.

Reflexão

O encontro de Maria com Isabel nos mostra um pouco do que deve ser um encontro de verdadeiro amor entre duas pessoas. Por um lado, vemos Maria, que vai ao encontro de Isabel assim que sabe da sua situação, vai para servir, fazer com que seu amor se transforme em gesto concreto. Quando encontra Isabel, a saúda, pois valoriza aquele momento de encontro e também a pessoa com quem se encontra. Por outro lado, vemos Isabel que, ao ver sua prima, exalta imediatamente todos os seus valores como mãe do seu Senhor, assim como as suas virtudes. E este encontro termina com um cântico de exaltação ao amor de Deus.
Fonte: CNBB em 31/05/2014

Recadinho

Hoje, festa da Visitação de Nossa Senhora à sua prima Isabel, é uma grande oportunidade que a Igreja nos dá de refletir sobre o canto do “Magnificat”. Temos tantos motivos para dar glória a Deus! E mesmo que nossa vida seja de cruzes e dores! Maior generosidade oferecendo tudo a Deus aqui, maior será a recompensa que nos está reservada no céu! Só nos resta, com Maria, fazer um ato de fé no amor misericordioso de Deus. Saber servir, sendo verdadeiros mensageiros do Evangelho!
Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R
Fonte: a12 - Santuário Nacional em 31/05/2014

Meditando o evangelho

SANTIFICADA PELO AMOR

A assunção de Maria ao céu deve ser entendida no contexto da totalidade de sua vida. Sem este enraizamento histórico, correr-se-á o risco de divinizá-la, a ponto de esquecer que o desfecho de sua vida está em perfeita sintonia com sua caminhada terrena. E mais: deve ser entendida como o reconhecimento divino de sua plena adesão ao desígnio que Deus tem reservado para cada ser humano. Maria soube viver com radicalidade este projeto.
Refletindo sobre a visita de Maria a Isabel, é possível detectar o elemento centralizador de sua existência: o amor entranhado pelo próximo, caminho de santificação.
Ao saber da gravidez da prima Isabel, Maria pôs-se, apressadamente, a caminho. Sem medir esforços nem intimidar-se pelos eventuais perigos que poderia encontrar ao longo do caminho, ela se sentiu no dever de colocar-se a serviço da parenta. Assim, durante três meses, a "humilde escrava do Senhor" tornou-se a "humilde serva de Isabel". O serviço à prima era uma forma de desdobramento do serviço a Deus. Ou então, o serviço a Deus concretizava-se no serviço à sua parenta.
Este testemunho de amor gratuito e generoso não constituiu um fato isolado na vida de Maria. Ela se dispôs a servir a Isabel, e sempre esteve disponível para servir também a quantos dela precisassem. Por isso, mereceu ser acolhida na plenitude do amor de Deus.
(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês)
Oração
Espírito de amor gratuito e generoso, coloca-me no mesmo caminho de santificação trilhado por Maria, colocando-me sempre a serviço de quem carece de minha ajuda.

COMENTÁRIOS DO EVANGELHO

1. Maria visita Isabel
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Diácono José da Cruz - Diácono da Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim – SP)

Muitas vezes me perguntei, o que teria Maria ido fazer na casa de sua parenta Isabel, cujo caminho montanhoso era íngreme e distanciava mais ou menos 40 km de sua casa. Ela não foi sozinha, provavelmente acompanhou alguma caravana que seguia para aqueles lados, pois sozinha seria muito arriscado. A catequese Lucana nos dá a entender que Maria foi para servi-la, preocupada com a situação delicada da sua parenta, avançada em anos. Mas prestemos muita atenção na conversa dessas suas mulheres, nesse roteiro catequético muito bem preparado e magistralmente produzido por Lucas.
O que teria a ver essa visita com a História da Salvação, e por que Lucas registrou em seu evangelho essa conversa entre Maria e Isabel? Isabel, estéril e avançada em anos, como nos o texto, é o resumo da História do Povo de Israel, que havia feito uma grande caminhada na História, animados pelas promessas de Deus, mas até aquele momento nada de especial tinham visto e mesmo os profetas, que eram os porta-vozes de Deus, há 300 anos Deus não suscitava profetas no meio do povo. Os mais céticos achavam que Deus havia se esquecido do seu Povo e não faltava os mais os mais incrédulos que diziam ser tudo aquilo das Promessas Divinas uma grande Lorota. Podemos dizer que nesse encontro de Maria e Isabel, Deus tomou a pena de novo para começar a reescrever a História, com o final do tempo das promessas e a chegada dos templos da Plenitude.
Maria é uma menina, que vai ser a primeira Discípula de Jesus, a primeira Cristã, a primeira Mulher do Povo da Nova Aliança. É a portadora do Germe Divino que Deus havia prometido. Podemos dizer que essa passagem é o epílogo de todo Antigo Testamento, e ao mesmo tempo o início do Novo. De um ventre seco e do seio de uma Virgem, de maneira prodigiosa Deus interfere com o seu Espírito e a Fertilidade supera a esterilidade, o Possível Divino suplanta o impossível Humano.
Na resposta de Isabel ao Shalon desejado por Maria, quando chegou á sua casa, encontramos o Antigo Testamento, que exulta com o Novo. No vente de Isabel, João Batista, o último dos profetas do Antigo Testamento, manifesta alegria pela presença do Salvador. Aquela que acreditou nas promessas é Bendita, porque agora, não só vai vê-las ser realizadas, mas terá o privilégio de participar delas. Quase nada poderia a pobre serva fazer, para que se cumprissem as Promessas Messiânicas feitas á seu Povo. Quem era ela afinal? Apenas uma adolescente, moradora de um Vilarejo montanhoso chamado Nazaré. Dela nada poderia se esperar.
Também de nossas comunidades, principalmente as mais simples e pequenas, não se pode exigir nenhum grande empreendimento que mude os destinos da Humanidade. Mas é precisamente aí que Deus mora, plantando o Germe Divino, fazendo a Encarnação acontecer de Novo, trazendo uma grande e inexplicável alegria á nossa alma. Nos pequenos e nos simples, que confiam e esperam, tudo se renova e recomeça, a cada momento, a cada dia.

2. Bendita és tu entre as mulheres...
(O comentário do Evangelho abaixo é feito por Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2017’, Paulinas e disponibilizado no Portal Paulinas - http://comeceodiafeliz.com.br/evangelho)

Maria visita Santa Isabel, que está grávida e precisa de ajuda. Maria não demora. Maria vai depressa fazer a visita. Depois ela demora na casa de Isabel. Com a chegada de Maria e seu Filho em gestação, o ambiente se enche de alegria. Isabel se sente honrada. Diante dela está a Mãe do seu Senhor, a bendita entre todas as mulheres, aquela que acreditou no que lhe foi dito da parte do Senhor. É inacreditável que alguém possa aceitar Jesus e rejeitar sua Mãe.
Fonte: NPD Brasil

HOMILIA DIÁRIA

Maria deseja visitar sua casa e permanecer com você!

Maria, aquela que é portadora de Deus, deseja visitar a sua casa, visitar sua família e permanecer com você.
“Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia” (Lucas 1, 39-40).
Nós, hoje, celebramos a visita de Maria à sua prima Isabel. Quando celebramos a visita de Maria, nós podemos imaginar essa cena maravilhosa que vem à nossa mente e ao nosso coração: ela sendo visitada, primeiramente, por Deus, quando o anjo Gabriel lhe anuncia que ela será a Mãe do Salvador; anúncio que ela acolhe com um espírito de fé, de humildade e de entrega a Deus. Nossa Senhora não para, pelo contrário, a missão a chama e é por isso que ela se levanta apressadamente e vai para as regiões montanhosas de Israel na Judeia, vai à casa de sua parenta, Isabel, que está grávida, para lhe fazer companhia, para estar na sua presença.
Maria é aquela que vai ao encontro do outro, Maria é aquela que é a portadora de Deus, e Ele vai levar seu Filho amado a quem estiver precisando. A presença de Maria, na casa de Isabel, foi uma presença de consolo, uma presença confortadora, animadora.
Permita que a Mãe de Deus, aquela que é a portadora de Deus, hoje, também o visite! Sim, é o que Maria deseja fazer, deseja visitar a sua casa, visitar sua família, ela deseja permanecer com você. Você pode abrir as portas para ela? Ela vai entrar e ficar com você, mas você pode até não recebê-la; você pode não querer que ela seja bem-vinda. Mas, eu tenho certeza de que você precisa dessa visita do céu, desse consolo do céu hoje na sua casa e na sua família!
Permita que Maria esteja presente em sua vida, permita que a Mãe de Deus se faça presente nas suas aflições, nas suas necessidades, no seu dia a dia, naquilo que você faz! Permita que o céu o visite, e a visita do céu, no meio de nós, acontece pela presença amorosa, materna e consoladora daquela que é a Mãe do Senhor e é também a nossa Mãe!
Hoje abra as portas do seu coração, abra as portas da sua casa e diga: “Venha, Mãe de Deus, Mãe querida, Mãe amada, venha entrar em minha casa, venha entrar no meu coração, venha me fazer companhia, não me deixe sozinho nessa longa estrada da vida. Minha casa precisa da sua visita, a minha casa precisa que você esteja nela, ó Mãe querida e amável!”
Que no dia de hoje sejamos visitados pelo céu pela presença amorosa da Mãe de Deus!
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
Fonte: Canção Nova em 31/05/2014

Oração Final
Pai Santo, que a nossa devoção à Mãe de Jesus não apenas nos emocione, mas nos mova concretamente para exercermos relações fraternas com os homens e mulheres que tu colocaste ao nosso lado pelos caminhos do mundo. Pelo Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.