sexta-feira, 2 de maio de 2014

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 03/05/2014

3 de Maio de 2014

ANO A


Jo 14,6-14

Comentário do Evangelho

Jesus imagem do Deus invisível.

A nossa fé é apostólica, ela depende do testemunho dos apóstolos que foram testemunhas oculares de tudo o que Jesus fez e ensinou. Por isso, a festa dos apóstolos Filipe e Tiago é a ocasião de agradecermos a Deus por aqueles que nos precederam e pela fé que nos transmitiram. O evangelho deste dia é parte do discurso de despedida de Jesus (13,31–14,31). O discurso é interrompido algumas vezes pela intervenção de um dos discípulos. Do ponto de vista retórico, essas intervenções fazem o discurso avançar e permitem a Jesus esclarecer questões importantes acerca do seu destino e da vida dos seus discípulos. O pedido de Filipe, repetido por Jesus (v. 9), revela a incompreensão e a incredulidade dos discípulos (v. 10), a dificuldade de poder entrar no mistério de Deus revelado em Jesus. A comunhão de Jesus com o Pai é tal (v. 10) que estar diante de Jesus é estar diante de Deus. O que é dito a Nicodemos vale para os discípulos: “É preciso nascer do alto” (Jo 3,7). A verdade é essa: Jesus “é a imagem do Deus invisível” (Cl 1,15). Os discípulos terão de passar pela dura prova da paixão e morte de Jesus para que, à luz da ressurreição, possam compreender que na vida de Jesus a graça de Deus habitava em plenitude.
Carlos Alberto Contieri, sj
Oração
Pai, que eu saiba reconhecer-te na pessoa de Jesus, expressão consumada de teu amor misericordioso por todos os que desejam estar perto de ti.

Vivendo a Palavra

Paulo pede aos discípulos que guardem o Evangelho tal como ele o transmitiu. De fato, desde cedo corremos o perigo das adulterações da Boa Notícia – que a adaptam aos interesses menores de falsos profetas. Mantenhamo-nos ligados à Fonte e peçamos ao Espírito Santo sua luz para anunciarmos o Reino do Pai.

Reflexão

Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém pode chegar ao Pai sem Jesus, pois ele é verdadeiramente o único caminho que nos leva ao Pai. Ninguém pode de fato conhecer o Pai se não for através de Jesus, pois ele é a Verdade que nos revela o Pai, ele é o próprio Ícone do Pai, ele vive em perfeita comunhão com o Pai. Quem conhece Jesus, conhece o Pai e quem conhece o Pai, conhece Jesus. Nós também participamos dessa comunhão na medida em que nos tornamos ícones de Cristo e a participação nessa comunhão é que nos garante a vida em plenitude, a vida eterna.
http://liturgiadiaria.cnbb.org.br/app/user/user/UserView.php?ano=2014&mes=5&dia=3

Recadinho


Jesus diz que quem acreditar nele fará obras maiores que ele. Um exagero, é claro. O que de mais grandioso você faz em favor da fé? - Você sabe pedir ao Pai? - O que basicamente pede? – Tem consciência do que devemos pedir a Deus?
Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R

Comentário do Evangelho

VER JESUS É VER O PAI 

O anseio de ver a Deus face a face é um anseio fundamental, latente no íntimo do ser humano. No entanto, Deus transcende as categorias humanas de tempo e espaço. E isto impossibilita a realização deste desejo. Então, a experiência de Deus transforma-se em experiência do mistério.
Com Jesus, porém, dá-se um passo adiante. Ele foi a revelação de Deus para a humanidade. Por isso, o Pai tornou-se visível na pessoa de Jesus. Tudo o que Jesus dizia e realizava, era feito na mais total sintonia com o Pai. Nada do ser de Jesus escapava da comunhão com o Pai. Por isso, ele podia dizer-se estar totalmente radicado no Pai e o Pai totalmente radicado nele. Jesus tinha consciência de ser instrumento nas mãos do Pai. Suas ações eram ações do Pai, em benefício da humanidade. Suas palavras expressavam o projeto de vida proposto pelo Pai a todas as pessoas.
Esta interação com o Pai é que dava relevância à vida de Jesus e lhe permitia apresentar-se como certeza de salvação. Neste contexto deve também ser entendida a Ressurreição. O Ressuscitado é a presença permanente do Pai junto à comunidade. A vida em comunhão com o Ressuscitado desemboca na comunhão com o Pai. Por sua vez, a comunidade, torna-se transparência de Deus na história humana.
Oração
Senhor Jesus, possa eu experimentar a presença de Deus na vida em comunhão contigo e com minha comunidade de fé.
(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês)
Oração
Ó Deus, vós nos alegrais cada ano com a festa dos apóstolos são Filipe e são Tiago. Concedei-nos, por suas preces, participar de tal modo da paixão e ressurreição do vosso filho, que vejamos eternamente a vossa face. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
HOMILIA
JESUS É O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA! Jo 14,6-14
Neste dia em que celebramos a Festa dos Apóstolos Filipe e Tiago o Evangelho nos revela que é no Cristo Ressuscitado que está o fundamento da nossa fé. Ele é verdadeira mente a nossa alegria e esperança. Pois nos revela o rosto do verdadeiro Deus. Os Apóstolos vão entendendo, vivendo e experimentando esta verdade gradualmente.
Depois de Jesus se ter apresentado aos discípulos como sendo o Caminho a Verdade e a Vida; e que ninguém iria ao Pai senão por Ele, Filipe rompe o silêncio confuso e de ignorância dos demais discípulos e diz: Senhor mostre-nos o Pai, e assim não precisaremos de mais nada. Como se tivesse dito; Jesus pare de fazer discursos platônicos, seja concreto.
Nós queremos coisas palpáveis, queremos a prova visível. Falas-nos de um pai que nem sequer conhecemos. Quem é a final e onde está ele? Mostre-nos quem é. Esta tem sido a preocupação de muitos nos nossos dias! Quere que Deus apareça e atenda o meu pedido no dia e na hora que eu quero. Esquecemos-nos que Jesus está bem perto de mim. Basta ter fé, esperança e confiança n’Ele. E assim como Ele respondeu à Filipe também diz: Faz tanto tempo que estou com vocês, Filipe, e você ainda não me conhece? Quem me vê, vê também o Pai.
A motivação fundamental que presidia às decisões de Jesus era realizar a vontade de seu Pai. Seu alimento é fazer a vontade do Pai que o enviou e realizar a sua obra. Ele é aquele que não procura fazer a sua vontade, mas a vontade daquele que o enviou. Assim é a pessoa de Jesus. Sua pessoa significa estreita união de vontades com o Pai. Identifica-se com o Pai em seu amor para com toda a humanidade.
Portanto, todos os que crêem em Jesus são chamados a fazer obras maiores do que as que vêem. Jesus é o caminho que nos conduz à Vida em plenitude, eterna. Ele é a Verdade.
Peça, no meio deste mundo incrédulo com muitos semeadores de dúvidas e incerteza, a virtude da fé e da esperança. Para que aprendendo a amar a Deus sobre todas as coisas tenhas fé viva em Jesus Cristo o Caminho, a Verdade e a Vida que nos conduz a Deus nosso Pai.
Ó Deus Onipotente, a quem verdadeiramente conhecer é a vida eterna; concede-nos que conheçamos perfeitamente que teu Filho Jesus Cristo é o caminho, e a verdade, e a vida; para que, seguindo os passos de teus bem-aventurados Apóstolos, São Felipe e São Tiago, andemos com perseverança no caminho que conduz à vida eterna; mediante Jesus Cristo, nosso Senhor, que vive e reina contigo e com o Espírito Santo, um só Deus, agora e sempre. Amém
Fonte Padre Bantu Mendonça Katchipwi Sayla
http://www.liturgiadapalavra.com/
HOMILIA DIÁRIA
Jesus é a direção e o sentido para o nosso caminhar!
Que ao longo da estrada da vida encontremos a direção e Aquele que é o caminho para a nossa vida! Jesus é o caminho ao qual nós devemos seguir!


A Igreja nos dá hoje a graça de celebrarmos os apóstolos Filipe e Tiago. Filipe, que era natural de Betsaida, foi o primeiro discípulo de João Batista e depois se tornou discípulo de Jesus Cristo. Tiago, também chamado de Tiago menor, era parente de Jesus, foi aquele que cuidou da Igreja de Jerusalém e nos deu o exemplo de uma vida austera da vivência da Palavra de Deus e uma carta apostólica maravilhosa.
Ao olharmos hoje para a pergunta de Filipe: ”’Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta!’ Jesus respondeu: ‘Há tanto tempo estou convosco, e não me conheces, Filipe? Quem me viu, viu o Pai. Como é que tu dizes: ‘Mostra-nos o Pai’?”’ (João 14, 8-9), vemos que o próprio Jesus nos diz que Ele é o caminho, que nos conduz ao Pai, que Ele é a verdade, que leva ao Pai e a vida a qual o Pai nos chamou a viver.
A verdade, meus irmãos, é que todos nós precisamos da direção do caminho, da direção da estrada e do rumo na vida, porque, nós, muitas vezes, estamos com Jesus, caminhamos com Ele, fazemos parte dos grupos d’Ele, somos até consagrados a Ele, mas nós não sabemos o rumo e a direção que devemos dar à nossa vida. 
Enquanto nós não entregamos totalmente nossa vida a Deus e não somos capazes de “perder” a nossa vida n’Ele, nós não encontramos o caminho para a nossa existência. Porque, muitas vezes, limitamos a nossa vida ou o caminho da nossa vida a uma existência puramente material e existencial aqui na Terra, como se o fim do caminho chegasse quando a morte viesse nos visitar. É isso que escutamos das pessoas: ”Até que a morte chegue!” Ou “Até que a morte venha!” Ou: “Terminou!”. 
Mas para aqueles que entregaram a sua vida a Deus, a entregaram já para a eternidade, estão construindo o seu caminho para a eternidade em direção ao céu.
Jesus não é só a seta a quem devemos seguir, Ele é mais do que isso. A seta podemos ser eu e você. A seta tem que saber mostrar onde é o caminho, onde é a estrada. Jesus é o caminho ao qual nós devemos seguir, é a estrada por onde devemos andar, é a vida que nós devemos andar e ter! É por isso que nós olhamos para Ele e acreditamos que Ele é o sentido e a direção da nossa vida.
Não sei em que caminho nós nos encontramos, para qual direção da estrada nós estamos indo, mas a verdade é que nós devemos parar sempre e rever os passos de nossa vida. Nós podemos até encontrar o caminho, e devemos encontrá-lo, mas a verdade é que nós, muitas vezes, andamos nos atalhos da vida; andamos nas rotas mais fáceis da vida e aí acabamos perdendo a direção e o sentido do caminhar.
Que ao longo da estrada da vida encontremos a direção e Aquele que é o caminho para a nossa vida! Jesus é o caminho ao qual nós devemos seguir!
Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Facebook Twitter
 LEITURA ORANTE

Jo 14,6-14 - "Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida"



Preparo-me para a Leitura da Palavra com todos os internautas, rezando:
Espírito de amor, dai-nos o dom do
vosso santo temor,
para que, conscientes de
nossas fragilidades,reconheçamos a força de vossa graça.
Vinde, Espírito Santo, E dai-nos um novo coração. Amém

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia,  o texto: Jo 14,6-14, e observo como Jesus fala do Pai.
Jesus respondeu: - Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao pai senão por mim. O que eu digo a vocês não digo em meu próprio nome; o Pai, que está em mim, é quem faz o seu trabalho. Creiam no que lhes digo: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Se vocês não crêem por causa das minhas palavras, creiam pelo menos por causa das coisas que eu faço. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quem crê em mim fará as coisas que eu faço e até maiores do que estas, pois eu vou para o meu Pai. E tudo o que vocês pedirem em meu nome eu farei, a fim de que o Filho revele a natureza gloriosa do Pai. Eu farei qualquer coisa que vocês me pedirem em meu nome. 
Filipe queria vê-lo e Jesus . Veja no texto quantas vezes Jesus fala do Pai. Ele está no Pai e o Pai está nele. Ele fala em nome do Pai. O Pai é que nele realiza as obras. E Jesus, finaliza este texto, garantindo que toda coisa boa que pedirmos em nome dele, ele vai atender.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
É Deus, o Pai que age em mim?
Deixo que ele me conduza?
É importante recordar o que disseram os bispos, em Aparecida: “A admiração pela pessoa de Jesus, seu chamado e seu olhar de amor despertam uma resposta consciente e livre desde o mais íntimo do coração do discípulo, uma adesão de toda sua pessoa ao saber que Cristo o chama por seu nome (cf. Jo 10,3). É um “sim” que compromete radicalmente a liberdade do discípulo a se entregar a Jesus, Caminho, Verdade e Vida (cf. Jo 14,6). É uma resposta de amor a quem o amou primeiro “até o extremo” (cf. Jo 13,1). A resposta do discípulo amadurece neste amor de Jesus: “Te seguirei por onde quer que vás” (Lc 9,57). (DAp 136).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo:
Espírito vivificador,
a ti consagro o meu coração:
aumenta em mim o amor a Jesus, Vida da minha vida.
Faze-me sentir filho amado do Pai. Amém.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é de filho/a que, como dizia Alberione, “vive em Deus e comunica Deus”

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Patrícia Silva, fsp
Oração Final
Pai Santo, sabemos que tua Palavra não é letra morta, mas é viva, transmite vida e responde sempre à nossa situação existencial. Ilumina-nos, Pai amado, para ouvirmos o que tu queres nos dizer e nos dá coragem e força para seguir o Cristo Jesus, que contigo reina na unidade do Espírito Santo.

LITURGIA DIÁRIA 03/05/2014


Tema do Dia

S Filipe e S. Tiago, Apóstolos

Lembramos hoje dois encontros de Jesus: Na Carta aos Coríntios, Paulo conta como o Ressuscitado apareceu a Tiago; no Evangelho, João fala do diálogo com Filipe. Ambos testemunharam a fé sacrificando suas vidas para anunciar a Boa Notícia do Reino.

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda
e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame
 e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por
 todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores
se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos
a vida eterna. Amém.

Vermelho. São Felipe e São Tiago, Apóstolos, Festa


Primeira Leitura (1Cor 15,1-8)
Ss. Filipe e Tiago, Apóstolos – Sábado 03/05/2014

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.

1Irmãos, quero lembrar-vos o evangelho que vos preguei e que rece­bestes, e no qual estais firmes. 2Por ele sois salvos, se o estais guardando tal qual ele vos foi pregado por mim. De outro modo, teríeis abraçado a fé em vão.
3Com efeito, transmiti-vos, em primeiro lugar, aquilo que eu mesmo tinha recebido, a saber: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras; 4que foi sepultado; que, ao terceiro dia, ressuscitou, segundo as Escrituras’; 5e que apareceu a Cefas e, depois, aos Doze. 6Mais tarde, apareceu a mais de quinhentos irmãos, de uma vez. Destes, a maioria ainda vive e alguns já morreram. 7Depois, apareceu a Tiago e, depois, apareceu aos apóstolos todos juntos. 8Por último, apareceu também a mim, como a um abortivo.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Responsório (Sl 18)
Ss. Filipe e Tiago, Apóstolos – Sábado 03/05/2014

— Seu som ressoa e se espalha em toda a terra.
— Seu som ressoa e se espalha em toda a terra.

— Os céus proclamam a glória do Senhor, e o firmamento, a obra de suas mãos; o dia ao dia transmite esta mensagem, a noite à noite publica esta notícia.
— Não são discursos nem frases ou palavras, nem são vozes que possam ser ouvidas; seu som ressoa e se espalha em toda a terra, chega aos confins do universo a sua voz.


Evangelho (Jo 14,6-14)
Ss. Filipe e Tiago, Apóstolos – Sábado 03/05/2014


Jesus caminho para o Pai.

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, Jesus disse a Tomé: 6“Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim. 7Se vós me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. E desde agora o conheceis e o vistes”. 8Disse Filipe: “Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta!” 9Jesus respondeu: “Há tanto tempo estou convosco, e não me conheces, Filipe? Quem me viu, viu o Pai. Como é que tu dizes: ‘Mostra-nos o Pai’? 10Não acreditas que eu estou no Pai e o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo, mas é o Pai que, permanecendo em mim, realiza as suas obras. 11Acreditai-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Acre­ditai, ao menos, por causa destas mesmas obras. 12Em verdade, em verdade vos digo, quem acredita em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai,13e o que pedirdes em meu nome, eu o realizarei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho.14Se pedirdes algo em meu nome, eu o realizarei”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática.
Minha Mãe Imaculada, meu protetor São  José e Anjo da minha guarda, intercedeis todos por mim. Amém.

BOM FIM DE SEMANA! Nunca é tarde. Às vezes é apenas cedo demais.

BOM DIA!!! Agradeço à Deus sempre! Pelo principal... o Dom da Vida!!

QUE SEU SÁBADO SEJA COM PRESENTE FLORIDO PRA ALEGRAR SEU DIA.

Bem-aventurada Mafalda - 02 de Maio


Mafalda
Bem-aventurada
1184-1257
Mafalda passou para a história do povo português como "a rainha santa Mafalda". Ela foi uma das filhas do primeiro rei de Portugal, Sancho I, o Povoador, e da rainha Dulce de Aragão. Em 1184, quando nasceu, herdou o nome de sua avó paterna, Mafalda de Savóia, e tornou-se uma jovem muito bela. Recebeu a educação própria aos nobres.

Santo Atanásio - 2 de Maio






Santo Atanásio, Bispo e Doutor da Igreja

Sua atuação foi primorosa tanto pela lucidez de sua doutrina quanto pela argumentação bíblica apresentada
Atanásio nasceu em Alexandria, no Egito, em 296. No ano de 325, deu-se o I Concílio Ecumênico, em Niceia, para definir a doutrina autêntica contra a heresia tão capciosa dos arianos, a qual fazia de Jesus uma criatura inferior a Deus Pai. Atanásio participou do Concílio na qualidade de assessor do seu bispo, embora fosse somente diácono na época.

São Peregrino Laziosi - 01 de Maio

São Peregrino Laziosi
1265-1345
Peregrino pertencia à família dos nobres Laziosi. Nasceu na cidade de Forli, no norte da Itália, no ano 1265. Cresceu em meio a uma população conhecida pelo espírito reacionário e anárquico. Tornou um jovem idealista, de caráter intempestivo, recebendo o apelido de "furacão".

São José Operário - 1 de Maio





São José Operário, protetor e modelo de todos os trabalhadores

Revela com sua vida que o Deus que trabalha sem cessar na santificação de Suas obras, é o mais desejoso de trabalhos santificados
A Igreja, providencialmente, nesta data civil marcada, muitas vezes, por conflitos e revoltas sociais, cristianizou esta festa, isso na presença de mais de 200 mil pessoas na Praça de São Pedro, as quais gritavam alegremente: "Viva Cristo trabalhador, vivam os trabalhadores, viva o Papa!" O Papa, em 1955, deu aos trabalhadores um protetor e modelo: São José, o operário de Nazaré.

São Pio V - 30 de Abril

São Pio V
Papa
1504-1572
Antonio Miguel Ghislieri nasceu em 1504, em Bosco Marengo, na província de Alexandria, e, aos quatorze anos, já ingressara na congregação dos dominicanos. Depois que se ordenou sacerdote, sua carreira atravessou todas as etapas de maneira surpreendente. Foi professor, prior de convento, superior provincial, inquisidor em Como e Bérgamo, bispo de Sutri e Nepi, depois cardeal, grande inquisidor, bispo de Mondovi e, finalmente, papa, em 1566, tomando o nome de Pio V.

São José Benedito Cottolengo - 30 de Abril






São José Benedito Cottolengo, acolhia pobres, doentes mentais e físicos

Hoje, lembramos São José Benedito Cottolengo que nasceu em Bra, na Itália, onde desde de pequeno demonstrou-se inclinado à caridade. Com o passar do tempo e trabalho com sua vocação, tornou-se um sacerdote dos desprotegidos na diocese de Turim.