quarta-feira, 1 de abril de 2015

QUINTA-FEIRA - DIA DA SEMANA DEDICADO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO - ABENÇOADA QUINTA. BOM DIA! "LEVANTA-TE, RESPLANDECE, PORQUE É CHEGADA A TUA LUZ E É NASCIDO SOBRE TI A GLÓRIA DO SENHOR." IS. 60/01


BOA NOITE!!! Maria santa e fiel ensina-nos a viver como escolhidos. Maria, passa na frente... SALVE MARIA!!!

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 01/04/2015

ANO B


Mt 26,14-25

Comentário do Evangelho

A traição de Jesus por um dos Doze

Ainda mais uma vez o tema da traição de Jesus ocupa o espaço do evangelho. O plano diabólico por parte de alguns judeus, notadamente do Sinédrio, de matar Jesus conta com a colaboração de um dos seus discípulos, Judas Iscariotes. Nos aproximadamente três anos de convívio com os seus discípulos, Jesus os conhecia muito bem, suas fraquezas e seus valores. O real motivo pelo qual Judas entrega Jesus, os evangelhos não nos dizem explicitamente. O trecho do evangelho de hoje, assim como o de João (12, 1-11), parece querer nos fazer entender se tratar de dinheiro. A ceia pascal é a ceia de despedida de Jesus, uma ceia de adeus. A ceia pascal, lugar da memória da misericórdia de Deus que fez seu povo sair da “casa da servidão” (Ex 12,1ss), é palco da revelação dramática da traição de Jesus por um dos Doze. A memória da escravidão e da libertação do Egito, parte integrante da ceia pascal, desvela o mal que ainda aprisiona o ser humano. Em face da fidelidade de Jesus ao Pai se revela, paradoxalmente, a infidelidade de Judas. À pergunta de Judas, a resposta de Jesus é intencionalmente ambígua: “Tu o dizes”. A cada um é deixada a possibilidade de julgar-se na sua relação pessoal com Jesus Cristo.
Pe. Carlos Alberto Contieri
Oração
Senhor Jesus, vós que caminhastes na dor e na morte para nos salvar, não nos deixeis desviar de vossa verdade e de vosso Evangelho.

Vivendo a Palavra

O texto nos convida a refletir sobre a fragilidade de nosso compromisso. Judas se vendeu por trinta dinheiros. Qual é o limite de ofertas a que nós seremos capazes de resistir, perseverando no Caminho de Jesus? Não nos precipitemos para julgar o nosso próximo, mas peçamos a Força do Alto para nos preservar do mal.

Reflexão

O amor que Deus tem por todas as pessoas nunca foi plenamente correspondido, pois sempre o pecado manifestou o desamor que o homem tem por ele. O episódio da traição de Judas nos mostra de um modo muito mais profundo esta verdade. O Filho, verdadeiro Deus, Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, por amor a nós, renuncia à sua condição divina e se faz homem, tornando-se um de nós. A resposta que ele encontra dos homens não é o amor, mas a traição e a morte. Mas nem mesmo esta realidade diminui o amor que Deus tem por nós, uma vez que, por amor, Jesus nos dá livremente a sua vida.

Comentário do Evangelho

O MESTRE VENDIDO

Jesus celebrou sua última Páscoa em meio a uma grande contradição. A ceia da fraternidade foi corrompida pela presença do traidor que o havia vendido pelo irrisório preço de um escravo. A ceia da libertação tornou-se prelúdio da injustiça e da opressão que se abateria sobre ele. A recordação dos feitos poderosos de Deus foi obscurecida pelo confronto com os feitos humanos cheios de perversidade.
Os laços que uniam discípulos e Mestre eram frágeis. Tudo não passava de aparência. O anúncio da próxima traição e a maldição prevista para quem perpetrasse esta maldade contra Jesus foram chocantes. Uma terrível suspeita pairou sobre todos. Quando Jesus desvendou o mistério e denunciou Judas, um clima de revolta deve ter tomado conta dos comensais. A convivência com um "amigo" traidor era insuportável.
Em meio a tudo isto, Jesus sabia estar dando passos firmes rumo à Páscoa definitiva. A grande obra libertadora do Pai em favor da humanidade estava para ser consumada. Não era possível queimar etapas e eliminar os aspectos dolorosos do processo de libertação.
No entanto, a ceia da fraternidade acabou por tornar-se um tormento para Jesus. Estava para ser selado o pacto de traição por parte de um amigo. Apesar dos pesares, era preciso manter a cabeça erguida para enfrentar a paixão iminente.
Oração
Senhor Jesus, torna cada vez mais verdadeira minha amizade por ti!

REFLEXÕES DE HOJE


DIA 01 DE ABRIL-QUARTA

===============
PARA REZAR CLICA AQUI
========================

MAIS HOMILIAS CLIQUE ABAIXO

1 - LITURGIA DA PALAVRA - LITURGIA E HOMILIA DIÁRIA - Mt 26,14-25 - 01.04.2015 - O Filho do Homem vai morrer, conforme diz a Escritura a respeito dele. Contudo, ai daquele que o trair. 
2 - CANÇÃO NOVAQue Deus tire do nosso coração toda cobiça pelo dinheiro - http://homilia.cancaonova.com/homilia/que-deus-tire-do-nosso-coracao-toda-cobica-pelo-dinheiro/
3 - LEITURA ORANTE (Irmã Patrícia Silva,fsp) Mt 26,14-25 - "Vai me trair aquele que come comigo"
4 - LEITURA ORANTE PAULINAS - http://www.paulinas.org.br/diafeliz/?system=evangelho&action=busca_result&data=01%2F04%2F2015




Oração Final
Pai Santo, faze-nos conscientes de que a nossa força está em Ti, na Tua Presença amorosa em nós. Livra-nos da pretensão de sermos melhores do que nossos irmãos e nos colocarmos na posição de seus juízes. E, Pai amado, sobretudo, que sejamos agradecidos. Pelo Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.


LITURGIA DIÁRIA - 01/04/2015


Tema do Dia

Semana Santa: «Mestre, será que sou eu?»

O Profeta se referia à Presença de Javé junto ao povo que sofria. Nova leitura pode ser feita para a situação dolorosa de Jesus Cristo – traído, julgado e condenado. E, pelos tempos afora, lembra que o Senhor está presente em nós já nesta caminhada.

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos a vida eterna. Amém.

4ª-feira da Semana Santa Páscoa
Cor: Roxo

Conheça a história de


Primeira Leitura (Is 50,4-9a)
Semana Santa - Quarta-feira 01/04/2015

Leitura do Livro do Profeta Isaías.

4O Senhor Deus deu-me língua adestrada, para que eu saiba dizer palavras de conforto à pessoa abatida; ele me desperta cada manhã e me excita o ouvido, para prestar atenção como um discípulo.
5O Senhor abriu-me os ouvidos; não lhe resisti nem voltei atrás. 6Ofereci as costas para me baterem e as faces para me arrancarem a barba: não desviei o rosto de bofetões e cusparadas. 7Mas o Senhor Deus é o meu Auxiliador, por isso não me deixei abater o ânimo, conservei o rosto impassível como pedra, porque sei que não sairei humilhado. 8A meu lado está quem me justifica; alguém me fará objeções? Vejamos. Quem é meu adversário? Aproxime-se. 9aSim, o Senhor Deus é meu Auxiliador; quem é que me vai condenar?

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Responsório (Sl 68)
Semana Santa - Quarta-feira 01/04/2015

— Respondei-me pelo vosso imenso amor, neste tempo favorável, Senhor Deus.
— Respondei-me pelo vosso imenso amor, neste tempo favorável, Senhor Deus.

— Por vossa causa é que sofri tantos insultos, e o meu rosto se cobriu de confusão; eu me tornei como um estranho a meus irmãos, como estrangeiro para os filhos de minha mãe. Pois meu zelo e meu amor por vossa casa me devoram com fogo abrasador: e os insultos de infiéis que vos ultrajam recaíram todos eles sobre mim!
— O insulto me partiu o coração; Eu esperei que alguém, de mim tivesse pena; procurei quem me aliviasse e não achei! Deram-me fel como se fosse um alimento, em minha sede ofereceram-me vinagre!
— Cantando eu louvarei o vosso nome e agradecido exultarei de alegria! Humildes, vede isto e alegrai-vos: o vosso coração reviverá, se procurardes o Senhor continuamente! Pois nosso Deus atende à prece dos seus pobres, e não despreza o clamor de seus cativos.



Evangelho (Mt 26,14-25)
Semana Santa - Quarta-feira 01/04/2015

Ouça: 


Um de vós me vai entregar...

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 14um dos doze discípulos, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os sumos sacerdotes 15e disse: “Que me dareis se vos entregar Jesus?” Combinaram, então, trinta moedas de prata. 16E daí em diante, Judas procurava uma oportunidade para entregar Jesus.
17No primeiro dia da festa dos Ázimos, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Onde queres que façamos os preparativos para comer a Páscoa?” 18Jesus respondeu: “Ide à cidade, procurai certo homem e dizei-lhe: ‘O Mestre manda dizer: o meu tempo está próximo, vou celebrar a Páscoa em tua casa, junto com meus discípulos’”.
19Os discípulos fizeram como Jesus mandou e prepararam a Páscoa. 20Ao cair da tarde, Jesus pôs-se à mesa com os doze discípulos. 21Enquanto comiam, Jesus disse: “Em verdade eu vos digo, um de vós vai me trair”. 22Eles ficaram muito tristes e, um por um, começaram a lhe perguntar: “Senhor, será que sou eu?”
23Jesus respondeu: “Quem vai me trair é aquele que comigo põe a mão no prato. 24O Filho do Homem vai morrer, conforme diz a Escritura a respeito dele. Contudo, ai daquele que trair o Filho do Homem! Seria melhor que nunca tivesse nascido!” 25Então Judas, o traidor, perguntou: “Mestre, serei eu?” Jesus lhe respondeu: “Tu o dizes”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática. Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedem todos por mim. Amém.

Dia da semana: Quarta-feira – Dedicado a – São José – Sete Dores e Alegrias de São José


Primeira Dor de São José - Oh! Esposo puríssimo de Maria Santíssima, glorioso São José, assim como foi grande a amargura de vosso coração na perplexidade de abandonardes vossa castíssima Esposa, assim foi inexplicável a vossa alegria, quando pelo Anjo vos foi revelado o soberano mistério da encarnação. Por esta vossa dor e por esta vossa alegria, vos rogamos a graça de consolardes agora e nas extremas dores, a nossa alma com a alegria de uma boa morte semelhante à vossa entre Jesus e Maria.
Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória

Segunda Dor de São José - Oh! felicíssimo Patriarca, glorioso São José, que fostes escolhido para o cargo de pai adotivo do Verbo Humanado, a dor que sentistes ao ver nascer em tanta pobreza o Deus Menino, que se transformou em celeste júbilo ao escutardes a angélica melodia e ao verdes a glória daquela brilhantíssima noite. Por esta vossa dor e por esta vossa alegria, suplicamos a graça de nos alcançardes que depois da jornada desta vida, passemos a ouvir os angélicos louvores e gozar os resplendores da glória celeste.
Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória

"AS SETE PALAVRAS DE JESUS NA CRUZ"

"AS SETE PALAVRAS DE
JESUS NA CRUZ"

Face de Jesus
estrela azul
1ª palavra:
"PAI, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem!"
Jesus na cruz_1
estrela azul
2ª palavra:
"Ainda hoje estarás comigo no paraíso".
Jesus na cruz_2
estrela azul
3ª palavra:
"Mulher, eis aí o teu filho. Filho, eis aí a tua mãe!"
Jesus na cruz_3
estrela azul
4ª palavra:
"Tenho sede!"
Jesus na cruz_4
estrela azul
5ª palavra:
"Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?"
Jesus na cruz_5
estrela azul
6ª palavra:
"Tudo está consumado."
Jesus na cruz_6
estrela azul
7ª palavra:
"Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito."
Jesus na cruz_7

Que ElE esteja sempre contigo!

estrela azul

AS SETES DORES DE MARIA


AS SETE DORES DE NOSSA SENHORA NA TERRA

1ª A espada a transpassar a alma - Conforme a profecia de Simeão, no Templo, o Filho dela seria a salvação de muitos, mas também serviria para ruína de outros.
2ª A fuga da Sagrada Família para o Egito.
3ª Nossa Senhora perde seu Divino Filho por três dias.
 O encontro com Nosso Senhor todo flagelado e carregando às costas a sua pesadíssima cruz.
 A bárbara crucificação e morte de seu Divino Filho.
6ª Nossa Senhora recebe em seus braços seu Filho inteiramente chagado e transpassado pela lança.
7ª Nossa Senhora acompanha seu Divino filho à Sepultura.

No fim repete-se três vezes:

"Ó Jesus, olhai para as lágrimas de sangue daquela que mais Vos amou no mundo e vós ama mais intensamente no céu."

ORAÇÃO

Ó Maria, Mãe de amor, das dores e da misericórdia, nós vos suplicamos: uni as vossas súplicas às nossas a fim de que Jesus, Vosso Divino filho, a quem nos dirigimos em nome de vossas lágrimas maternais de sangue, atenda as nossas súplicas e se digne conceder-nos as graças pelas quais suplicamos, a coroa da vida eterna. Amém.
Que vossas lágrimas de sangue, ó Mãe das dores, destruam as forças do inferno.
Pela vossa mansidão divina, ó Jesus crucificado, preservai o mundo da perda ameaçadora!

Nossa Senhora das Dores rogai por nós!