domingo, 5 de janeiro de 2014

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 06/01/2014

6 de Janeiro de 2014

ANO A


Mt 4,12-17.23-25

Comentário do Evangelho

Consagrado ao anúncio da Boa-Nova

A prisão de João Batista faz com que Jesus volte da Judeia para a Galileia. No entanto, não para Nazaré, mas para Cafarnaum, lugar de afluxo de pessoas. A Galileia é o lugar em que, em grande parte, se desenvolve o ministério de Jesus. O comentário do redator, “para cumprir-se”, faz com que o leitor compreenda que Jesus realiza a Escritura, o que ele afirmará explicitamente mais adiante no relato (cf. Mt 5,17). Mateus segue Lucas no que se refere ao tempo: depois da prisão de João, começa a missão de Jesus com uma pregação, às margens do Mar da Galileia, a qual apela à conversão. É como se estivéssemos em duas etapas da única história da salvação. Sem a confiança nele e na sua palavra, não será possível reconhecer o tempo da visita de Deus, tampouco reconhecer a vida de Deus que habita em Jesus de Nazaré. Jesus é apresentado como um pregador itinerante que, percorrendo toda a Galileia, ensina e, pela sua presença e gestos, transforma para melhor a vida das pessoas. Jesus atrai multidões, e a razão dessa atração é a sua coerência interna e a palavra que ele anuncia, que, acompanhada de seus gestos, comunica a vida e desperta a fé na vida.
Carlos Alberto Contieri, sj
ORAÇÃO
Pai, torna-me beneficiário do Reino anunciado por Jesus, e dá-me, de novo, a alegria de viver e de empenhar-me pelo advento de um mundo melhor e mais fraterno.

Vivendo a Palavra

Simão, André, Tiago, João... até hoje. Também o nosso nome está incluído nesta relação e Jesus continua curando numerosas multidões. Será que nós estamos cumprindo papel semelhante ao daqueles discípulos? Anunciamos, com a nossa adesão ao Cristo Jesus e o testemunho de convivência fraterna, a chegada em nós do Reino do Pai Misericordioso?

Recadinho


Jesus deu-se a conhecer para que a humanidade acreditasse nele. Vendo meu modo de viver alguém pode se sentir atraído a me seguir? - Todos temos uma missão: mostrar Jesus ao mundo! Como exerço essa missão? - Jesus é a grande luz. Procuro ser luz? Para quem? - Tenho boa fama? Sou do bem? - Não tenho poderes para curar ninguém. Mas consigo ser portador de paz?
Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R

Comentário do Evangelho

UMA LUZ PARA A HUMANIDADE

O ministério de Jesus descortinou, para a humanidade, um horizonte novo. O Reino dos Céus, irrompendo na História por meio de Jesus e de sua ação, reavivou a esperança do povo de Deus. Iniciou-se um tempo novo, na história do relacionamento da humanidade com Deus.
A presença do Messias Jesus, na visão da comunidade cristã primitiva, levou a cumprimento antigas esperanças do povo de Israel. Um texto do profeta Isaías foi particularmente importante neste processo de compreensão da pessoa de Jesus. O profeta, olhando para o futuro, prelibava a alegria que haveria de tomar conta da Galiléia, região tradicionalmente considerada como reduto da infidelidade. Olhada com desprezo e apelidada como terra de pagãos, tudo quanto havia de pior lhe era atribuído. Pois bem, Isaías anteviu a superação das trevas e da morte em que se encontravam os galileus ao se levantar uma grande luz. Essa luz seria o Messias.
Jesus iniciou sua pregação exatamente na Galiléia, símbolo da humanidade jazendo nas trevas da morte, carente de luz. Sua convocação - "Convertei-vos, pois o Reino dos Céus está próximo" - soou como um apelo dirigido a toda a humanidade para romper com a escravidão do egoísmo e deixar-se guiar por Deus. A profecia estava sendo realizada!
Oração
Senhor, faze-me portador de tua luz para toda a humanidade, ajudando-a a superar a escravidão do pecado e da morte.
(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês)
Oração
Nós vos pedimos, ó Deus, que o esplendor da vossa glória ilumine os nossos corações para que, passando pelas trevas deste mundo, cheguemos à pátria da luz que não se extingue. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

REFLEXÕES DE HOJE


06  de JANEIRO –SEGUNDA
Liturgia comentada

Convertei-vos! (Mt 4,12-17.23-25)
O mesmo imperativo da pregação de João Batista é agora assumido por Jesus: “Convertei-vos!” Pena que o conceito de “conversão” tenha sido tão distorcido, tão deteriorado!
Quando se fala em “conversão”, logo se pensa em alguma perda. “Eu me converti: deixei de beber.” “Ele se converteu: deixou de fumar.” Ora, a conversão no sentido do Evangelho é uma conversão “para”... É uma reviravolta na direção de Alguém. Na direção de Deus, na pessoa de Jesus Cristo. É um redirecionamento em vista de uma amizade definitiva. Conversão é um encontro pessoal com Cristo.
Na recente Carta apostólica “Evangelii Gaudium” [24/11/2013], o Papa Francisco escrevia: “Não me cansarei de repetir estas palavras de Bento XVI que nos levam ao centro do Evangelho: ‘Ao início do ser cristão, não há uma decisão ética ou uma grande ideia, mas o encontro com um acontecimento, com uma Pessoa que dá à vida um novo horizonte e, desta forma, o rumo decisivo’.
Somente graças a este encontro – ou reencontro – com o amor de Deus, que se converte em amizade feliz, é que somos resgatados da nossa consciência isolada e da autorreferencialidade. Chegamos a ser plenamente humanos, quando somos mais do que humanos, quando permitimos a Deus que nos conduza para além de nós mesmos a fim de alcançarmos o nosso ser mais verdadeiro. Aqui está a fonte da ação evangelizadora. Porque, se alguém acolheu este amor que lhe devolve o sentido da vida, como é que pode conter o desejo de o comunicar aos outros?” (EG, 7-8)
Assim sendo, o convite à conversão não significa prejuízo nem perdas, mas, ao contrário, a possibilidade imediata de entrar na posse de um amor pleno e plenificante, fruindo da proximidade, da intimidade e do amor de Deus.
Isto fica bem claro na profecia de Isaías citada neste Evangelho: trata-se de uma “passagem”, uma mudança de situação: “O povo que estava nas trevas viu uma grande luz”.
Claro, segundo o ditado popular, “o pior cego é aquele que não quer ver”. E aí está o terrível mistério da recusa da luz. Acostumado à sombra da caverna, perdido em elucubrações íntimas, o homem corre o risco de preferir as trevas. E isto não se faz sem culpa...
Orai sem cessar: “... e à tua luz, vemos a luz.” (Sl 36,9)
Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.
santini@novaalianca.com.br


HOMILIA
JESUS COMEÇA O SEU TRABALHO NA GALILÉIA Mt 4,12-17.23-25

Jesus recebe o batismo e inicia uma nova fase em sua vida. Deixa a sua cidade de origem, Nazaré, onde morava sua família, e vai morar em Cafarnaum, às margens do mar da Galiléia.
Após a prisão de João, Jesus volta para a Galiléia, abandona sua cidade de origem e parte para Cafarnaum. Mesmo identificado com a pregação do Batista, Jesus orienta seu ministério para as regiões habitadas com maior ou menor concentração de população. O anúncio da Boa-Nova é o da conversão à prática da justiça, com a integração dos excluídos, frágeis, doentes e enfermos.
Durante o Seu ministério na Galiléia e por outros lugares acorriam à Ele gentios e judeus. O grande número de doentes e enfermos era a expressão das precárias condições de vida do povo oprimido, com o qual Jesus se relacionava e comungava. Portanto, trata-se de multidões provenientes das regiões exclusivamente gentílicas, vizinhas da Galiléia. Fica bem em evidência o caráter universalista do anúncio de Jesus, visando à libertação de toda opressão e ao favorecimento da vida.
É um convite universal da salvação. Este convite à conversão constitui a conclusão vital do anúncio feito pelos apóstolos depois de Pentecostes. Nele, o objeto do anúncio fica totalmente explícito: já não é genericamente o “reino”, mas sim a obra mesma de Jesus, integrada no plano divino predito pelos profetas. Ao anúncio do que teve lugar com o Jesus Cristo morto, ressuscitado e vivo na glória do Pai, segue-lhe o premente convite à “conversão”, a que está ligada o perdão dos pecados. Tudo isto aparece claramente no discurso que Pedro pronuncia no pórtico de Salomão: “Deus deu cumprimento deste modo ao que tinha anunciado por boca de todos os profetas: que seu Cristo padeceria. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que vossos pecados sejam apagados” (At 3,18-19). Este perdão dos pecados, no Antigo Testamento, foi prometido por Deus no contexto da “nova aliança”, que Ele estabelecerá com seu povo (cf Jr 31,31-34). Deus escreverá a lei no coração. Nesta perspectiva, a conversão é um requisito da aliança definitiva com Deus e ao mesmo tempo uma atitude permanente daquele que, acolhendo as palavras do anúncio evangélico, passa a formar parte do reino de Deus em seu dinamismo histórico e escatológico.
Os destinatário da mensagem de Jesus sou eu, és tu quando nos abrimos à Palavra, para escutá-la com sinceridade, alcançamos a paz, a salvação, a vida. Ele continua a revelar-se para nossa divindade, quando fazemos o esforço necessário para nossa conversão.
Pai, torna-me beneficiário do Reino anunciado por Jesus, e dá-me, de novo, a alegria de viver e de empenhar-me pelo advento de um mundo melhor e mais fraterno.
Fonte Homilia: Padre Bantu Mendonça Katchipwi Sayla
HOMÍLIA DIÁRIA
A Palavra de Deus é cura
A Palavra de Deus, pregada na autoridade que ela tem, é fonte de cura e libertação para a nossa vida!
”Daí em diante, Jesus começou a pregar, dizendo: ‘Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo”’ (Mt 4, 17).
Nós vamos acompanhar agora o Mestre Jesus na Sua missão no meio de nós. É o início da vida pública de Jesus, por isso o Evangelho começa nos dizendo que Ele deixou Nazaré, lugar onde foi criado; onde seus pais, Maria e José, deram a educação, a instrução e a formação que todo menino recebe. Naquele momento Jesus está adulto, e como adulto Ele vai iniciar plenamente a Sua missão, por isso Ele vai para Cafarnaum, às margens do mar da Galileia. Ali as pessoas andam para lá e para cá, em busca de trabalho, de sustento, de lazer. Onde a vida acontece é em Cafarnaum. É no meio do povo, onde o povo está é que Jesus quer se fazer presente para anunciar para aquelas pessoas, correndo de um lado para outro, que existe uma única vida que salva e que liberta. É essa vida que Jesus veio anunciar!
O ministério de Jesus na Galileia é feito de três pontos principais. Na Galileia Jesus ensina nas Sinagogas, Ele prega o Evangelho do Reino de Deus, e cura as doenças e as enfermidades das pessoas. A missão de Jesus é esta: ensinar, pregar e curar.
Deixemos Jesus nos ensinar! A cada dia Ele nos ensina pela Sua Palavra, nos ensina pelo Seu Evangelho; quando nós aprendemos o que devemos fazer por meio da pregação. Quantas pregações? Curtas, longas? Aqui não importa! Mas importa que essa Palavra tem que ser pregada e anunciada. Quando esta Palavra é pregada e anunciada ela faz o Reino de Deus acontecer entre nós.
Nós temos que ser ouvintes da Palavra ensinada e da Palavra pregada. Mas aquele que uma vez aprende e bebe desta Palavra, ele também deve levar o que foi aprendido aos outros. Porque quando nós ensinamos e pregamos a Palavra de Deus, como consequência disso as curas de Deus acontecem no meio de nós.
Quantas vezes, você já ouviu esta Palavra e ela foi cura para você, o curou e o livrou dos espíritos que o atormentavam, ela foi cura da solidão que se apoderava do seu coração. A Palavra é cura para tantas incógnitas, medos, receios e temores que se apoderam de nós. A Palavra de Deus, pregada na autoridade que ela tem, é fonte de cura e libertação para a nossa vida!
Que o ministério de Jesus aconteça todos os dias da nossa vida por intermédio do ensino, da pregação e da cura que vêm da Palavra poderosa do nosso Deus.
Que Deus abençoe você!
LEITURA ORANTE

ORAÇÃO INICIAL
- A nós, neste ambiente virtual, que buscamos a Palavra,
a paz de Deus, nosso Pai, 

a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo, 
no amor e na comunhão do Espírito Santo. 
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me para a Leitura, rezando:
Jesus Mestre, 
Sois o Mestre e a Verdade: 
iluminai-nos, para que melhor compreendamos 
as Sagradas Escrituras. 
Sois o Guia e o Caminho: 
fazei-nos dóceis ao vosso seguimento. 
Sois a Vida: 
transformai nosso coração em terra boa,
onde a Palavra de Deus produza frutos 
abundantes de santidade e missão. 

(Bv. Alberione)

1- LEITURA (VERDADE)
O que diz o texto do dia? 
Leio atentamente o texto: Jesus começa o seu trabalho na Galileia
Mt 4,12-17.23-25
João foi preso e Jesus andou por toda a Galileia, ensinando nas sinagogas, anunciando a boa notícia do Reino e curando as enfermidades e as doenças graves do povo. As notícias a respeito dele se espalharam por toda a região da Síria. Por isso o povo levava a Jesus pessoas que sofriam de várias doenças e de todos os tipos de males, isto é, epiléticos, paralíticos e pessoas dominadas por demônios; e ele curava todos. Grandes multidões o seguiam; eram gente da Galiléia, das Dez Cidades, de Jerusalém, da Judéia e das regiões que ficam no lado leste do rio Jordão.

2- MEDITAÇÃO (CAMINHO)
O que o texto diz para mim, hoje?
Qual palavra mais me toca o coração?
Entro em diálogo com o texto.
Reflito e atualizo.
O que o texto me diz no momento?
Minha vida reflete o que o texto diz ou há contradições?
Pratico o jejum da conversão, ou seja, tenho um coração novo?
A Conferência de Aparecida nos recorda:
“No exercício de nossa liberdade, às vezes recusamos essa vida nova (cf. Jo 5,40) ou não perseveramos no caminho (cf. Hb 3,12-14). Com o pecado, optamos por um caminho de morte. Por isso, o anúncio de Jesus sempre convoca à conversão, que nos faz participar do triunfo do Ressuscitado e inicia um caminho de transformação.” (DAp 351). 

3- ORAÇÃO (VIDA)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo com o bem-aventurado Alberione:
Jesus Mestre, disseste que a vida eterna consiste
em conhecer a ti e ao Pai.
Derrama sobre nós, a abundância
do Espírito Santo!
Que ele nos ilumine, guie e fortaleça no teu seguimento,
porque és o único caminho para o Pai.
Faze-nos crescer no teu amor,
para que sejamos, como o apóstolo Paulo
testemunhas vivas do teu Evangelho.
Com Maria,
Mãe Mestra e Rainha dos Apóstolos,
guardaremos tua Palavra,
meditando-a no coração. 

Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida, tem piedade d
e nós.

4- CONTEMPLAÇÃO (VIDA E MISSÃO)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra? 
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. Vou eliminar do meu modo de pensar e agir aquilo que não vem de Deus, que não é conforme o Projeto de Jesus Mestre. Vou demonstrar pela vida que pratico o jejum recomendado por Jesus.

BÊNÇÃO
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Patricia Silva, fsp
 Oração Final
Pai Santo, faze-nos conscientes de que o chamado que ouvimos hoje no Evangelho não era apenas para aqueles discípulos, mas se dirige a cada um de nós. E nos dá, Pai amado, sabedoria para acolhê-lo e força para fazê-lo vivo em nossa existência. Nós te pedimos pelo Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, que contigo reina na unidade do Espírito Santo


LITURGIA DIÁRIA 06/01/2014


Tema do Dia

«Sigam-me. Eu farei de vocês pescadores de homens.»

João carinhosamente nos adverte, como seus ‘filhinhos’, sobre a existência de dois espíritos – de Deus e do mundo – que devem ser examinados e discernidos. E reforça a Lei Maior: que tenhamos fé no nome de Jesus Cristo e nos amemos uns aos outros.

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda
e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame
 e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por
 todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores
se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos
a vida eterna. Amém.

Branco. SEGUNDA-FEIRA DEPOIS DA EPIFANIA Natal



Primeira Leitura (1Jo 3,22-4,6)
Segunda-feira depois da Epifania
Segunda-feira 06/01/2014

Leitura da Primeira Carta de São João.

Caríssimos: 22qualquer coisa que pedimos recebemos dele, porque guardamos os seus mandamentos e fazemos o que é do seu agrado. 23Este é o seu mandamento: que creiamos no nome do seu Filho, Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, de acordo com o mandamento que ele nos deu.
24Quem guarda os seus mandamentos permanece com Deus e Deus permanece com ele. Que ele permanece conosco, sabemo-lo pelo Espírito que ele nos deu.4,1Caríssimos, não acrediteis em qualquer espírito, mas examinai os espíritos para ver se são de Deus, pois muitos falsos profetas vieram ao mundo. 2Este é o critério para saber se uma inspiração vem de Deus: todo espírito que leva a professar que Jesus Cristo veio na carne é de Deus; 3e todo espírito que não professa a fé em Jesus não é de Deus; é o espírito do Anticristo. Ouvistes dizer que o Anticristo virá; pois bem, ele já está no mundo.
4Filhinhos, vós sois de Deus e vós vencestes o Anticristo. Pois convosco está quem é maior do que aquele que está no mundo. 5Os vossos adversários são do mundo; por isso, agem conforme o mundo, e o mundo lhes presta ouvidos.
6Nós somos de Deus. Quem conhece a Deus, escuta-nos; quem não é de Deus não nos escuta. Nisto reconhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Responsório (Sl 2)
Segunda-feira depois da Epifania
Segunda-feira 06/01/2014

— Eu te darei por herança os povos todos.
— Eu te darei por herança os povos todos.

— O decreto do Senhor promulgarei, foi assim que me falou o Senhor Deus: “Tu és o meu Filho, e eu hoje te gerei”!
— Podes pedir-me, e em resposta eu te darei por tua herança os povos todos e as nações, e há de ser a terra inteira o teu domínio.
— E agora, poderosos, en­tendei; soberanos, aprendei esta lição: Com temor servi a Deus, rendei-lhe glória e prestai-lhe homenagem com respeito!


Evangelho (Mt 4,12-17.23-25)
Segunda-feira depois da Epifania
Segunda-feira 06/01/2014


Prisão de João Batista


— O Senhor esteja convosco
— Ele está no meio de nós.
—Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 12Ao saber que João tinha sido preso, Jesus voltou para a Galileia.13Deixou Na­zaré e foi morar em Cafarnaum, que fica às margens do mar da Galileia,14no território de Zabulon e Neftali, para se cumprir o que foi dito pelo profeta Isaías:15“Terra de Zabulon, terra de Neftali, caminho do mar, região do outro lado do rio Jordão, Galileia dos pagãos! 16O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz; e para os que viviam na região escura da morte brilhou uma luz”.
17Daí em diante, Jesus começou a pregar, dizendo: “Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo”. 23Jesus andava por toda a Galileia, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino e curando todo tipo de doença e enfermidade do povo. 24E sua fama espalhou-se por toda a Síria. Levaram-lhe todos os doentes, que sofriam diversas enfermidades e tormentos: endemoninhados, epilépticos e paralíticos. E Jesus os curava. 25Numerosas multidões o seguiam, vindas da Galileia, da Decápole, de Jerusalém, da Judeia, e da região além do Jordão.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações
que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática.
Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedeis todos por mim. Amém

DESEJO A TODOS UMA SEMANA ABENÇOADA COM A GRAÇA DA INTERCESSÃO DA VIRGEM SANTÍSSIMA. PAZ E BENÇÃO...

BOM DIA ESPÍRITO SANTO. - O QUE VAMOS FAZER JUNTOS HOJE? - Cenáculo de Amor-Walmir Alencar.






Cenáculo de amor


Reunidos aqui, num Cenáculo de amor
Pedimos forças pelas mãos de Maria
Ela conhece bem todos seus queridos filhos
E não deixará faltar para nós seu auxílio

Vinde, Espírito Santo! Vinde por meio da poderosa intercessão
Do Imaculado Coração de Maria, Vossa amadíssima Esposa
Vinde, Espírito Santo! Vinde por meio da poderosa intercessão
Do Imaculado Coração de Maria, Vossa amadíssima Esposa(bis)

Vossa amadíssima Esposa!

FELIZ SEGUNDA-FEIRA!! TRABALHE, ESTUDE, AME, CURTA A VIDA, SEJA FELIZ!!

Nossa Senhora da Romã - 05 de janeiro


A cidade de Paestum está situada no Golfo de Salerno, sul da Itália, cuja capital é a famosa cidade de Nápoles. A partir da metade do século VII antes de Cristo chegaram, os agricultores gregos e fundaram a cidade Poseidonia, além de vários santuários. O mais importante era o da deusa Hera Argiva, adorada como a Verdadeira Senhora por ser a esposa do deus supremo do Olímpo. Graças às excelentes condições geográficas, a cidade prosperou muito, se desenvolveu e seus templos ganharam fama em toda Grécia.

São Gerlach - 05 de janeiro

São Gerlach, ermitão e confessor

NascimentoWalkuenberg
Local nascimentoHolanda
EspiritualidadeSua conversão originou-se da morte repentina e sua esposa. Caindo em si, Gerlach muda radicalmente a sua vida. Dirige-se para Roma, onde se confessa com o Papa Eugênio III. A penitência que o papa lhe impõe é de por sete anos cuidar dos doentes, de um hospital na Terra Santa. Depois de cumprir a penitência, retorna à terra natal, vivendo como eremita, sozinho, sem pertencer a nenhuma ordem religiosa. Vivendo o resto de sua vida, buscando no silêncio mais profundo de si mesmo, a face e Deus, que passou a ser a razão de sua vida.
Local morteHolanda
Fonte informaçãoOs santos de cada dia
OraçãoDeus, nosso Pai, de vós procedem todo o bem e toda a graça. Fazei que nossos corações, a exemplo de São Gerlach, sejam tocados e transformados pelo vosso amor que dura para sempre. Senhor, queremos vos amar com um amor que renove a nossa mente e o nosso coração; com um amor que contenha o sentido e a razão de toda a nossa existência, que encerrenos ardores de nossa juventude e o declínio de nossa velhice, um amor que arranque a cegueira dos nossos olhos e torne fortes as nossas mãos, dê segurança aos nossos braços, certeza aos nossos passos e multiplique a ternura e a compaixão em nossos corações.
Outros Santos do diaOutros santos: Telésforo, Rogério, Simeão, Emiliana, Apolinária, Amélia, João Nepomuceno, Neumann
FONTE: ASJ

São Telésforo - 05 de janeiro


São Telésforo, Papa e Mártir


Pontificado  - 125 a 138

Comemoração litúrgica: 05 de janeiro.

Também nesta data - Santos: Simão Estilita, Eduardo, João Neumann e Emiliana

São Telésforo, de nacionalidade grega,  foi o oitavo Papa da Igreja Católica e sucedeu a São Xisto I na cadeira da verdade. Era um homem extremamente espiritual e sua fama alastrou-se pelas regiões orientais, chegando finalmente a Roma,  onde seus méritos foram reconhecidos. Por ocasião da morte de seu predecessor, foi escolhido por Deus para governar Sua Igreja, fato que concretizou-se no dia 09 de abril de 125.