segunda-feira, 11 de junho de 2018

BOM DIA! BOA TARDE! BOA NOITE! Oração da noite, Oração da manhã e Oração do entardecer - Deus te abençoe!



Oração da Noite

Boa noite Pai.
Termina o dia e a ti entrego meu cansaço.
Obrigado por tudo e… perdão!!
Obrigado pela esperança que hoje animou meus passos, pela alegria que vi no rosto das crianças;
Obrigado pelo exemplo que recebi daquele meu irmão;
Obrigado também por isso que me fez sofrer…
Obrigado porque naquele momento de desânimo lembrei que tu és meu Pai; Obrigado pela luz, pela noite, pela brisa, pela comida, pelo meu desejo de superação…
Obrigado, Pai, porque me deste uma Mãe!
Perdão, também, Senhor!
Perdão por meu rosto carrancudo; Perdão porque não me lembrei que não sou filho único, mas irmão de muitos; Perdão, Pai, pela falta de colaboração e serviço e porque não evitei aquela lágrima, aquele desgosto; Perdão por ter guardado para mim tua mensagem de amor;
Perdão por não ter sabido hoje entregar-me e dizer: “sim”, como Maria.
Perdão por aqueles que deviam pedir-te perdão e não se decidem.
Perdoa-me, Pai, e abençoa os meus propósitos para o dia de amanhã, que ao despertar, me invada novo entusiasmo; que o dia de amanhã seja um ininterrupto “sim” vivido conscientemente.
Amém!!!

Oração da manhã

Bom-dia, Senhor Deus e Pai!
A ti, a nossa gratidão pela vida que desperta, pelo calor que
cria vida, pela luz que abre nossos olhos.
Nós te agradecemos por tudo que forma nossa vida, pela terra, pela água, pelo ar, pelas pessoas. Inspira-nos com teu Espírito Santo os pensamentos que vamos alimentar,as palavras que vamos dizer, os gestos que vamos dirigir,a comunicação que vamos realizar.
Abençoa as pessoas que nós encontramos, os alimentos que vamos ingerir.
Abençoa os passos que nós dermos, o trabalho que devemos fazer.
Abençoa, Senhor, as decisões que vamos tomar, a esperança que vamos promover,a paz que vamos semear,a fé que vamos viver, o amor que vamos partilhar.
Ajuda-nos, Senhor, a não fugir diante das dificuldades, mas a abraçar amor as pequenas cruzes deste dia.
Queremos estar contigo, Senhor, no início, durante e no fim deste dia.
Amém.

Oração do entardecer

Ó Deus!
Cai à tarde, a noite se aproxima.
Há neste instante, um chamado à elevação, à paz, à reflexão.
O dia passa e carregam os meus cuidados.
Quem fez, fez.
Também a minha existência material é um dia que se passa,
uma plantação que se faz, um caminho para algo superior.
Como fizeste a manhã, à tarde e a noite, com seus encantos,
fizeste também a mim, com os meus significados, meus resultados.
Aproxima de mim, Pai, a Tua paz para que usufrua desta
hora e tome seguras decisões para amanhã.
Que se ponha o sol no horizonte, mas que nasça
em mim o sol da renovação e da paz para sempre.
Obrigado, Deus, muito obrigado!
Amém!

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 12/06/2018

ANO B


Mt 5,13-16

Comentário do Evangelho

O discípulo é reflexo da luz divina.

Uma das características da vida cristã é a união entre a escuta da palavra e o agir em consonância com essa escuta (cf. Mt 7,21.24-27). É o que sugere a parábola do sal. Para realizar a sua dupla função de condimentar e conservar, o sal tem que preservar sua propriedade característica. Se o sal perde sua característica, não serve para mais nada, será lançado fora e pisoteado. Da mesma forma o discípulo, se ele perde a sua qualidade própria de testemunha, ele não serve para mais nada como discípulo. O sal simboliza a fé viva do discípulo; o desvirtuar-se de sua característica equivale à perda da fé. Para evitar a perda da fé e mantê-la viva é necessário que o discípulo permaneça unido ao Senhor. Desde muito cedo Israel é chamado a ser luz para as nações (Is 42,6; 49,6; Lc 2,32). A luz que resplandece no discípulo é a luz do Cristo ressuscitado e a luz da Palavra de Deus que ilumina os seus passos. É necessário que na sua vida no mundo essa luz apareça através do seu agir. Ela não pode ser ofuscada por qualquer outra preocupação que não a busca do que é próprio do Reino de Deus (cf. Mt 6,33). O discípulo é reflexo da luz divina.
Carlos Alberto Contieri, sj
Oração
Pai, tenho diante de mim o mundo todo a ser evangelizado. Transforma cada circunstância e cada momento da minha vida em chance para dar testemunho do teu Reino.
Fonte: Paulinas em 10/06/2014

Vivendo a Palavra

As metáforas de Jesus: sal e luz. O sal não deve aparecer, mas sua presença, na medida certa, ressalta o sabor do alimento. Os cristãos no mundo devem ser assim: não condenar, mas tornar a vida mais saborosa, colocando nela a Esperança – certeza de que somos filhos amados a caminho do encontro com o Pai.
Fonte: Arquidiocese BH em 10/06/2014

VIVENDO A PALAVRA

As sugestivas metáforas do sal e da luz nos ensinam que eles são importantes, desde que se restrinjam às suas funções: o sal, para dar sabor ao alimento; a luz, para que vejamos o espetáculo da natureza e da vida. Não devem faltar, mas também não devem sobrar: sal demais estraga o alimento e luz demais cega nossos olhos.

Reflexão

Todos nós devemos testemunhar Jesus e os valores do Reino dos céus a fim de que o mundo não se corrompa, mas descubra os caminhos da santidade, da justiça e da graça. Com isso, é de suma importância que o anúncio da Palavra seja acompanhado pela coerência de vida, pela busca da santidade e pelo seguimento de Jesus a partir da vivência dos seus mandamentos. O Papa Paulo VI nos falava sobre isso na sua Exortação Apostólica Evangelii Nuntiandi, quando se referia à exigência da santidade em todo trabalho evangelizador. Todo trabalho evangelizador deve começar pela caridade, pelo serviço, ou seja, pela explicitação, através da vida, dos valores do Evangelho.
Fonte: CNBB em 10/06/2014

Recadinho

O que é evangelizar? - De que modo participo da evangelização? - Minhas ações são evangelizadoras? - Tenho oportunidade de evangelizar através da palavra? - Procuro ser luz? Ao caminho de quem ilumino?
Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R
Fonte: a12 - Santuário Nacional em 10/06/2014

Comentário do Evangelho

SAL E LUZ

As parábolas do sal e da luz confrontam os discípulos do Reino com sua responsabilidade perante a realidade humana, apelando para a força transformadora de sua presença no mundo. Na medida em que se revelam servidores, manifestam a profundidade de sua adesão ao projeto de Deus.
A vocação de servidor concretiza-se na ajuda às pessoas a fim de que elas enfrentem as insinuações do maligno que quer corrompê-las pela maldade e pelo egoísmo.
Se, diante da corrupção do mundo, o discípulo permanece impassivo, recusando-se a agir, será como o sal insosso. Logo, tornar-se-á imprestável, e deverá ser jogado fora. A cozinheira não terá por que conservá-lo. Algo semelhante passa-se com o Pai em relação ao discípulo omisso diante da realidade a ser transformada.
Por outro lado, o discípulo mostra-se servidor, quando irradia a luz de Cristo para que seus semelhantes trilhem o caminho da verdade, do amor e da justiça. Sem esta luz, correriam o risco de descambar para a mentira, o egoísmo e a injustiça, com uma conseqüente condenação. No entanto, ele deverá buscar a posição adequada para que seu testemunho de vida abranja o maior número possível de pessoas. Sua luz deve chegar a todos os seres humanos, sem distinção, de modo a fazê-los encontrar o caminho para Deus.
Oração
Espírito de responsabilidade, que o meu testemunho de vida tenha ajude as pessoas a encontrarem o caminho para Deus.
(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês)
Oração
Ó Deus, fonte de todo bem, atendei ao nosso apelo e fazei-nos, por vossa inspiração, pensar o que é certo e realizá-lo com vossa ajuda. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Fonte: Dom Total em 10/06/2014

Meditando o evangelho

A RESPONSABILIDADE DOS DISCÍPULOS

O horizonte da responsabilidade dos discípulos deveria abarcar o mundo inteiro. E, assim, impedi-los de deixar-se mover por preconceitos, fazer acepção de pessoas ou optar pela reclusão, num círculo fechado e exclusivo.
A responsabilidade diz respeito à missão de pregar ao mundo a Boa-Nova da salvação, testemunhando-a por meio de gestos concretos de caridade, de compromisso com a justiça e a igualdade, de empenho pela construção da paz e da reconciliação entre os povos. Esta seria a melhor forma de manifestar a presença de Deus na entranhas da história humana, de modo a preservá-la do erro e da corrupção.
A orientação recebida pelos discípulos não aponta para o proselitismo nem para o absolutismo do projeto de Jesus. No primeiro caso, a orientação mal-entendida poderia levar os cristãos a se lançarem numa guerra santa, para constranger toda a humanidade a optar pelo caminho cristão. No segundo caso, cair-se-ia no erro de eliminar tudo quanto fosse diferente, desconhecendo que os caminhos de Deus são incontáveis.
As metáforas do sal e da luz apontam para um serviço humilde e despojado, conformado com a dinâmica do Reino de Deus, que não se impõe pela força. Antes, apela para a liberdade humana, e dela depende. A ação do sal e da luz deve ser percebida por sua qualidade. Caso contrário, um e outra serão inúteis.
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado no Portal Dom Total).
Oração
Pai, tenho diante de mim o mundo todo a ser evangelizado. Transforma cada circunstância e cada momento da minha vida em chance para dar testemunho do teu Reino.

COMENTÁRIOS DO EVANGELHO

1. SAL DA TERRA E LUZ DO MUNDO.
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Diácono José da Cruz - Diácono da Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim – SP)

Em uma sociedade marcada pela busca de poder, fama, prestígio e sucesso, a expressão de Jesus neste evangelho, corre o risco de ser mal compreendida “Vocês são a Luz do mundo”, isso por causa dessa busca desenfreada de um “glamour” que contamina até nossas comunidades aonde Leigos ou mesmo o próprio Clero, todos querem ‘brilhar” naquilo que fazem, serem referência e ostentarem um carisma que inegavelmente os coloca em destaque perante os demais, prevalecendo nos corações envaidecidos uma única determinação “ninguém poderá brilhar mais que eu, na paróquia”. Uma grande parte das discussões e conflitos nas reuniões pastorais, são por conta desse problema, que a gente vai camuflando e não quer admitir, haja visto a melindrosidade que ocorre em certas situações “não deixaram eu fazer tal coisa, não vou mais” ou “tiraram a minha função sem mais sem menos” ou uma que é ainda pior “Só a “panelinha” do padre é que tem vez na paróquia... Tudo isso porque, muitos querem brilhar, se impor, ter prestígio, ser consultado nas grandes decisões. Fazem com a melhor das boas intenções, porém se algo ameaçar apagar á sua “luz”, logo se manifestam.
Essa conduta nada tem a ver com o evangelho, mas ao contrário, são influencias perniciosas á Vida de Fé, que vem de fora da comunidade.
Ser Sal da terra e Luz do Mundo se refere ao testemunho cristão, não aquele dado na igreja, por ocasião de um retiro, mas aquele do dia a dia, onde em qualquer ambiente o SER CRISTÃO deve fazer a diferença, sua presença discreta, como uma pitada de sal, mas que contagia a todos.
Por esses tempos em que vivemos, o Cristão que é Sal da Terra e Luz do Mundo, em todos os Municípios Paulistas, terá coragem de ir para a Câmara Municipal, onde em datas determinadas pela Mesa Diretora, será votado o Plano de Ensino, que irá vigorar nos próximos 10 anos e onde está se colocando em votação a tal de Ideologia de Gênero, que vai liquidar de vez com a Família e os poucos valores que ainda restaram.
Um grupo elaborou um Projeto em que não entra nem ensino religioso nem uma educação afetivo-sexual em perspectiva antropológica cristã. Perpassa todo o projeto, misturado a questões de inclusão social e de combate á discriminação as propostas do movimento LGBT. A oportunidade é única de os Cristãos conseguirem elaborar um Plano que contemple a educação religiosa e sexual dentro da perspectiva de uma antropologia cristã. Cristãos Católicos e de todas as demais denominações cristãs, devem e precisam se fazer presentes nesta votação. Quem não o fizer estará se omitindo, estará sendo Sal estragado pisoteado pelos homens, estará sendo uma Luz apagada, que para nada serve. A Igreja através dos nossos Bispos está nos convocando a todos.
A gente logo imagina, quando meditamos esse evangelho, que ser Sal da Terra, Luz do Mundo e uma Cidade edificada no alto do monte, seja ser piedoso, assíduo frequentador da igreja, cumpridor de todos os deveres com Deus e a igreja. Claro que essas coisas implicam também, mas Jesus está falando das atitudes dos seus discípulos no meio da sociedade e o momento que se apresenta é uma grande oportunidade de darmos nosso testemunho. Não se trata de condenar os integrantes do Grupo LGBT, enquanto cristãos devemos sim respeita-los e trata-los com dignidade, contudo, a preservação da Família é nossa prioridade neste momento.
Tem muita gente assumindo ares de Cristão, escondida na igreja, nas pastorais e movimentos, mas no ambiente de trabalho, na escola, na política, nos esportes, no namoro, enfim, fora da igreja e do seu grupo, preferem ficar no anonimato, sem compromisso com a ética ou com a moral, são os cristãos de fim de semana, que depois do “ide em Paz e que o Senhor os acompanhe”, caem no “Vale Tudo”, acendendo uma vela para Deus e outra para o Diabo.
Ser Sal da Terra e Luz do mundo é ter atitude que contraria os usos e costumes da pós modernidade, nada se ganha com isso, ao contrário, perde-se. E a minha equipe de teólogos da comunidade concluiu de maneira brilhante a reflexão: os Cristãos do tipo “Maria vai com as outras, ou Vaquinha de Presépio, não são e nunca serão, Sal da Terra e Luz do Mundo... Acho que têm toda razão, e digo mais, são também o Sal insosso, que perdeu o seu sabor, são também uma lâmpada queimada, e uma cidade no fundo do vale, que ninguém vê e nem toma conhecimento.

2. Brilhe a vossa luz diante das pessoas
(O comentário do Evangelho abaixo é feito por Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2017’, Paulinas e disponibilizado no Portal Paulinas - http://comeceodiafeliz.com.br/evangelho)

O sol tem luz própria, assim como todas as estrelas. Os planetas não têm luz própria e são iluminados pelo sol. Quando Jesus nos diz que somos a luz do mundo, está nos dizendo para iluminar o que está na escuridão, e quando diz que somos sal, está dizendo para darmos sabor ao que é insosso. Na vida há situações sem sal e situações sem luz. Deixemos o sal, cujos méritos podem ser discutidos, e fiquemos com a luz. Sem a luz não enxergamos. Com a luz, caminhamos com mais segurança. Se devemos iluminar sem ter luz própria, de onde nos virá a luz para a retransmitirmos? Virá de quem tem luz própria. Virá de Deus. Nossas boas obras refletirão a luz de Deus, e Deus, fonte de toda luz, será louvado. O próprio sol não tem luz própria. Sua luz vem da obra criadora de Deus. No primeiro dia, Deus disse: “Haja luz”. E houve luz. Deus viu que a luz era boa. Uma vida sem luz seria simplesmente uma vida triste e sem rumo. Uma vida sem gosto seria uma vida sem objetivo, sem uma causa pela qual lutar, sem algo para construir. De repente surge alguém com uma proposta. “Segue-me”. Então, deixa-se tudo e põe-se a seguir aquele que chamou. É preciso, porém, que haja alguém com algo a propor, e que proponha. Este é luz do mundo e sal da terra.

HOMILIA

A VIDA COMO SAL E LUZ DO MUNDO

Quando a bíblia fala de sermos sal, é para que tenhamos uma vida decidida, sim sim ou não não, quente ou frio, ter e viver uma vida decidida, escolher claramente o que deseja viver. Pois se o sal deixa de ser salgado ele não presta mais para nada. Se o sal for doce, ele deixa de ser sal. Então é viver somente a verdade, e não viver entre a verdade e a mentira. Não se pode andar ao mesmo tempo para a direita e para a esquerda.
Jesus compara os seus discípulos a sal e luz. Ambos são símbolos de coisas muito presentes na vida de todas as pessoas. Sem sal, não se sente o sabor dos alimentos. Sem luz não se vê nada, nem sombras, nem caminho, nem cores. A vida se torna quase impossível. O discípulo tem esta missão dar sabor e sentido ao mundo. Dar vida e sentido aos irmão.
Ser sal é viver uma vida de decisão. E quando fala para sermos luz, isso é algo simples, pois quando se tem luz, nada está escondido, tudo está à vista de nossos olhos. Já na escuridão não se tem as coisas a vista. Então ser luz é viver uma vida de transparência, uma vida limpa e íntegra, onde todos possam ver tudo o que fazemos. Pois quem é santo não tem nada a esconder, sua vida é “um livro aberto”. Jesus é um exemplo, sua vida é transparente, está escrita em um livro universal. Ser luz é ter santidade, viver uma vida de transparência. E analisando nossa vida, será que ela pode ser lida por todos? Será que todos podem ver o que fazemos ou fizemos?
Quem vive a nova lei das Bem-aventuranças, proclamada por Jesus Cristo, o novo Moisés, torna-se sal e luz do mundo. Os dois provérbios parabólicos, do sal e da luz, definem a vida e missão dos discípulos, em contraste com a dos fariseus e pagãos: «Vós sois o sal da terra ... Vós sois a luz do mundo». O sal dá sabor aos alimentos, e ainda é usado para evitar a sua corrupção. O sal também era usado na confecção dos sacrifícios (Lv 2, 13) e, portanto, assumia um papel «consacratório» e, se perdesse a capacidade de salgar, era «pisado pelos homens», num gesto dessacralizante. O sal, finalmente, também lembra a sabedoria (Mc 9, 50): devemos condimentar com ele o nosso falar (Cl 4, 6).
Os discípulos são «luz do mundo», tal como Cristo, que é a fonte da luz (Jo 8, 12). Não se acende uma luz «para a colocar debaixo do alqueire» (cf. Mc 4, 21), caso contrário, apaga-se, como acontece quando se coloca o apagador sobre uma vela.
«Sal da terra… luz do mundo: a missão dos discípulos tem um horizonte cósmico, planetário.
Se você quer saber se o que você faz é pecado ou não, se é certou ou não, basta você pensar se pode contar para todos, como: colegas; amigos; pais; no trabalho; na escola; na igreja, se puder contar, pode ter certeza que não, mas se alguém não puder saber, então... Mas temos que ter bom senso. Santidade deve ser vista por todos. A vida cristã não deve ser escondida, tem que ser algo visível, como a vida de Cristo foi. Ser sal e luz é viver sempre decidido e transparente em todas as coisas. Vamos buscar uma vida de santidade, Deus nos chama para uma vida santa.
Pai, tenho diante de mim o mundo todo a ser evangelizado. Transforma cada circunstância e cada momento da minha vida em chance para dar testemunho do teu Reino e poder um dia alcançar a Santidade junto de Vós!
Padre Bantu Mendonça Katchipwi Sayla
Fonte: Liturgia da Palavra em 10/06/2014

HOMILIA DIÁRIA

Nada de sermos cristãos azedos, amargos e sem gosto!

Nada de sermos cristãos azedos, amargos, sem gosto, sem tempero! Precisamos ser cristãos com gosto, precisamos ser cristãos com tempero da melhor qualidade para salgar e para temperar o mundo.
“Vós sois o sal da terra. Vós sois a luz do mundo” (Mateus 5, 13-14).
Jesus hoje mostra para nós o que Seus discípulos ou o que cada um de nós precisa ser no mundo em que vivemos. A primeira coisa: precisamos ser sal, sim, nós precisamos temperar, salgar, precisamos dar gosto ao mundo e à realidade em que nós vivemos. Não podemos ser aquelas pessoas insossas, que levam a vida de qualquer jeito ou que a vida não tem sentido. Muito pelo contrário, nós encontramos em Deus o sentido da nossa vida e precisamos levar esse sentido e esse sabor para a vida das pessoas que andam tão perdidas à procura de um significado e de uma resposta para tantos vazios existenciais que batem no coração humano.
Aquele que encontrou Deus como razão da sua existência sabe que a sua vida tem um outro sabor, tem um outro gosto, tem um outro significado. Mas é preciso cuidar para que o sal não perca o seu sabor. Eu e você precisamos cuidar para que a nossa vida também não se torne uma vida sem gosto, sem graça.
Não podemos deixar que nossa vida cristã se torne uma vida morna, sem significado; sem dar à vida cristã aquilo que, de fato, ela é: um testemunho vivo da presença de Deus em nós e por intermédio de nós. Uma vida cada vez mais comprometida com o Evangelho, com a oração e com a união com o Senhor. E a nossa união com Ele é que dá sentido à nossa vida!
Quantas pessoas já encontrei nesta vida que diziam: “Padre, a minha vida perdeu o sentido, minha vida não tinha mais sentido. E quando eu encontrei Jesus minha vida foi transformada, minha vida passou a ter sabor, minha vida passou a ter jeito”. Essa vida à qual Jesus deu jeito e sabor é a vida que devemos levar ao mundo. Nada de sermos cristãos azedos, amargos, sem gosto, sem tempero! Precisamos ser cristãos com gosto, precisamos ser cristãos com tempero da melhor qualidade para salgar e para temperar o mundo.
A nossa vida andava na escuridão e Cristo, que é a luz do mundo, a iluminou! Como nós precisamos iluminar a vida uns dos outros! Não podemos deixar que quem está ao nosso lado tropece e caia na escuridão. Com a luz que nós recebemos de Cristo devemos iluminar a vida uns dos outros!
Que Deus reforce e revigore o sal que há em nós, que a luz de Cristo brilhe por intermédio de nós para que o mundo conheça a luz que ilumina toda a escuridão!
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
Fonte: Canção Nova em 10/06/2014

Oração Final
Pai Santo, ensina-nos a discrição do sal, a humildade da luz. Eles não querem ser elogiados, mas apenas mostrar o sabor do alimento ou a beleza dos objetos. Assim também sejamos nós: quem nos vir, não nos note, mas se lembre de glorificar-Te, Pai amado! Pelo Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, que contigo reina na unidade do Espírito Santo.
Fonte: Arquidiocese BH em 10/06/2014

ORAÇÃO FINAL
Pai Santo, faze-nos recordar a todo instante que tu nos criaste para que tenhamos vida e também ensinaste que somente o Amor é capaz de dar plenitude à nossa vida. Dá-nos, Pai amado, discernimento e coragem para seguir com humildade o caminho do Cristo Jesus, teu Filho que se fez nosso Irmão e contigo reina na unidade do Espírito Santo. Amém.

LITURGIA DIÁRIA - 12/06/2018


Tema do dia

VOCÊS SÃO O SAL DA TERRA, A LUZ DO MUNDO

A criação não terminou. O Pai continua sua obra, mantendo a vida através dos alimentos. A farinha e o azeite prometidos por Elias à viúva simbolizam o cuidado e a generosidade do Criador, que deseja que nós vivamos – e vivamos plenamente! – Amor de Pai Misericordioso!

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos a vida eterna. Amém.

3ª-feira da 10ª Semana do Tempo Comum
Cor: Verde


Primeira Leitura (1Rs 17,7-16)
10ª Semana do Tempo Comum - Terça-feira - 12/06/2018

Leitura do Primeiro Livro dos Reis.

Naqueles dias, 7secou a torrente do lugar onde Elias estava escondido, porque não tinha chovido no país. 8Então a palavra do Senhor foi-lhe dirigida nestes termos: 9“Levanta-te e vai a Sarepta dos sidônios, e fica morando lá, pois ordenei a uma viúva desse lugar que te dê sustento”.
10Elias pôs-se a caminho e foi para Sarepta. Ao chegar à porta da cidade, viu uma viúva apanhando lenha. Ele chamou-a e disse: “Por favor, traze-me um pouco de água numa vasilha para eu beber”. 11Quando ela ia buscar água, Elias gritou-lhe: “Por favor, traze-me também um pedaço de pão em tua mão!”
12Ela respondeu: “Pela vida do Senhor, teu Deus, não tenho pão. Só tenho um punhado de farinha numa vasilha e um pouco de azeite na jarra. Eu estava apanhando dois pedaços de lenha, a fim de preparar esse resto para mim e meu filho, para comermos e depois esperar a morte”.
13Elias replicou-lhe: “Não te preocupes! Vai e faze como disseste. Mas, primeiro, prepara-me com isso um pãozinho, e traze-o. Depois farás o mesmo para ti e teu filho. 14Porque assim fala o Senhor, Deus de Israel: ‘A vasilha de farinha não acabará e a jarra de azeite não diminuirá, até o dia em que o Senhor enviar a chuva sobre a face da terra’”.
15A mulher foi e fez como Elias lhe tinha dito. E comeram, ele e ela e sua casa, durante muito tempo. 16A farinha da vasilha não acabou nem diminuiu o óleo da jarra, conforme o que o Senhor tinha dito por intermédio de Elias.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Responsório (Sl 4)
10ª Semana do Tempo Comum - Terça-feira - 12/06/2018

— Sobre nós fazei brilhar o esplendor da vossa face!
— Sobre nós fazei brilhar o esplendor da vossa face!

— Quando eu chamo, respondei-me, ó meu Deus, minha justiça! Vós que soubestes aliviar-me nos momentos de aflição, atendei-me por piedade e escutai minha oração! Filhos dos homens, até quando fechareis o coração? Por que amais a ilusão e procurais a falsidade?
— Compreendei que nosso Deus faz maravilhas por seu servo, e que o Senhor me ouvirá quando lhe faço a minha prece! Se ficardes revoltados, não pequeis por vossa ira; meditai nos vossos leitos e calai o coração!
— Muitos há que se perguntam: “Quem nos dá felicidade?” Sobre nós fazei brilhar o esplendor de vossa face! Vós me destes, ó Senhor, mais alegria ao coração, do que a outros na fartura do seu trigo e vinho novo.


Evangelho (Mt 5,13-16)
10ª Semana do Tempo Comum - Terça-feira - 12/06/2018


Brilhe a vossa luz diante das pessoas

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 13“Vós sois o sal da terra. Ora, se o sal se tornar insosso, com que salgaremos? Ele não servirá para mais nada, senão para ser jogado fora e ser pisado pelos homens.
14Vós sois a luz do mundo. Não pode ficar escondida uma cidade construída sobre um monte. 15Ninguém acende uma lâmpada e a coloca debaixo de uma vasilha, mas sim num candeeiro, onde ela brilha para todos os que estão em casa. 16Assim também brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso Pai que está nos céus”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los em prática. Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedem todos por mim. Amém.

Mensagens e GIFS´s para o Dia dos Namorados


Foto

Foto

NOSSA!!! JUNHO... QUE MÊS ROMÂNTICO!!! FLORES PARA MEU AMOR... QUE TODOS OS NAMORADOS TENHAM UM NAMORO SANTO. É POSSÍVEL, EM CRISTO JESUS!!! - Richard Clayderman - Love Story




QUE TODOS OS NAMORADOS


TENHAM UM NAMORO SANTO.

É POSSÍVEL,
EM CRISTO JESUS!!!


Oração dos namorados


Oração dos namorados

Ó Pai Amado, Deus Criador de tudo e de todos, Deus que é Amor, e Justiça!
Eu e minha namorada(o) entramos na oração em concordância com um mesmo assunto!
Pedir que o Senhor, com Seu imenso poder abençoe o nosso namoro!
Que esse namoro esteja debaixo da benção do Senhor, trazendo, santidade, sabedoria, compreensão, amor, carinho, respeito, enfim tudo o que é permissão do Senhor em um namoro.
Sei Senhor que boa parte dos namoros não dão certo por causa de inveja, por isso, permita-me com que eu use a autoridade espiritual que o Senhor me deu para mandar a inveja embora!
Então eu digo assim: Inveja, Vai embora, Inveja que atrai todas as coisas ruins, como: brigas, ciúmes, desentendimentos, infidelidade e tudo quanto é mal, VAI EMBORA, TODO O MAL DO NOSSO NAMORO! em nome de Jesus Cristo!
Eu declaro que haja paz, união, compreensão, carinho, fidelidade, santidade, e que a benção de Deus sempre esteja neste relacionamento, em nome de Jesus Cristo!