sábado, 25 de maio de 2013

Confira as cifras do Salmo Dominical 8


26/05/2013 Salmo 08

Responsório (Sl 8)
   G     Em7  Bm7   C9            C     G/B   Am7      C9           D4
 — Ó Senhor, nosso Deus, como é grande vosso nome por todo o universo!
   G/B   Em7  D     C9            C     G/B   Am7      Dsus         G  C/G  G
 — Ó Senhor, nosso Deus, como é grande vosso nome por todo o universo! 
         Em7                      Bm7         C9         Am7           D4  D 
 Contemplando estes céus que plasmastes e formastes com dedos de artista;     
  Am7                        Bm7           Am7     C9                D4 D
 vendo a lua e estrelas brilhantes, perguntamos: ”Senhor, que é o homem,
       Am7    G/B            D4 D        Am7        C          D4 D
 para dele assim vos lembrardes  e o tratardes com tanto carinho?”
 Pouco abaixo de Deus o fizestes, coroando-o de glória e esplendor;
   
 Vós lhe destes poder sobre tudo, vossas obras aos pés lhe pusestes:
 As ovelhas, os bois, os rebanhos, todo o gado e as feras da mata;
  
 Passarinhos e peixes dos mares, todo ser que se move nas águas.
APRENDA A TOCAR O SALMO COM @paulinhodejesus 
http://wiki.cancaonova.com/index.php/26/05/2013_Salmo_08

Baixe e Ouça o Salmo Dominical - 8

Salmo Dominical - 8
26 de maio

O canal da música traz para você a sugestão de melodia para o Salmo 8, que será entoado na liturgia do próximo domingo e dedicado a Santíssima Trindade.

"Ó Senhor, nosso Deus, como é grande vosso nome por todo o universo!"




Produção musical, arranjos e execução - Paulinho de Jesus
Melodia: André Florêncio e Paulinho de Jesus


Como baixar:
Ao ir para a página do Podcast dos Salmos dominicais, você encontrará, abaixo de cada um deles, uma seta; ao clicar nela você conseguirá baixar o arquivo em MP3.


A melodia do Salmo 8 é interpretada por André Florêncio, membro da Comunidade Canção Nova desde 2006. O missionário contribui com a animação nas Santas Missas semanais e dominicais nos Acampamentos de Oração em Cachoeira Paulista (SP), sede da comunidade fundada pelo monsenhor Jonas Abib

Um profundo ato de amor de Deus para com seu povo se revela no mistério da Trindade. Deus é comunhão de pessoas, Pai, Filho e Espírito Santo. Deus Uno e Trino nos convida à plena comunhão com Ele e com os irmãos. De coração aberto, caminhemos animados pelo Espírito Santo que habita em nós, para que cheguemos à maturidade da fé em Cristo Jesus, que nos revela o rosto misericordioso do Pai.(Liturgia Diária)
http://www.cancaonova.com/cnova/ministerio/temp/inf_txt.php?id=2395

LITURGIA DIÁRIA - 26/05/2013




Tema do Dia

Santíssima Trindade

Javé me produziu como primeiro fruto, no começo de seus feitos antigos. Eu me achava presente quando ele condensava as nuvens e fixava as fontes do oceano; brincava o tempo todo em sua presença; brincava e me deliciava com a humanidade. (Pr 8,22-31)

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda 
e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame
 e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por
 todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores
se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos 
a vida eterna. Amém.

Branco. Solenidade da Santíssima Trindade Tempo Comum

 

Primeira Leitura (Pr 8,22-31)
Santíssima Trindade
Domingo 26/05/13

Leitura do Livro dos Provérbios:

Assim fala a Sabedoria de Deus: 22“O Senhor me possuiu como primícia de seus caminhos, antes de suas obras mais antigas; 23desde a eternidade fui constituída, desde o princípio, antes das origens da terra. 24Fui gerada quando não existiam os abismos, quando não havia os mananciais das águas, 25antes que fossem estabelecidas as montanhas, antes das colinas fui gerada.
26Ele ainda não havia feito as terras e os campos, nem os primeiros vestígios de terra do mundo.
27Quando preparava os céus, ali estava eu, quando traçava a abóbada sobre o abismo, 28quando firmava as nuvens lá no alto e reprimia as fontes do abismo, 29quando fixava ao mar os seus limites — de modo que as águas não ultrapassassem suas bordas — e lançava os fundamentos da terra, 30eu estava ao seu lado como mestre-de-obras; eu era seu encanto, dia após dia, brincando, todo o tempo, em sua presença, 31brincando na superfície da terra, e alegrando-me em estar com os filhos dos homens”.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.



Responsório (Sl 8)
Santíssima Trindade
Domingo 26/05/13

— Ó Senhor, nosso Deus, / como é grande vosso nome /por todo o universo!
— Ó Senhor, nosso Deus, /como é grande vosso nome /por todo o universo!

— Contemplando estes céus que plasmastes/ e formastes com dedos de artista;/ vendo a lua e estrelas brilhantes, perguntamos: /”Senhor, que é o homem,/ para dele assim vos lembrardes/ e o tratardes com tanto carinho?”
— Pouco abaixo de Deus o fizestes,/ coroando-o de glória e esplendor;/ vós lhe destes poder sobre tudo,/ vossas obras aos pés lhe pusestes:
— as ovelhas, os bois, os rebanhos,/ todo o gado e as feras da mata;/ passarinhos e peixes dos mares,/ todo ser que se move nas águas.



Segunda Leitura (Rm 5,1-5)
Santíssima Trindade
Domingo 26/05/13

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos:

Irmãos: 1Justificados pela fé, estamos em paz com Deus, pela mediação do Senhor nosso, Jesus Cristo. 2Por ele tivemos acesso, pela fé, a esta graça, na qual estamos firmes e nos gloriamos, na esperança da glória de Deus.
3E não só isso, pois nos gloriamos também de nossas tribulações, sabendo que a tribulação gera a constância, 4a constância leva a uma virtude provada, a virtude provada desabrocha em esperança; 5e a esperança não decepciona, porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Evangelho (Jo 16,12-15)
Santíssima Trindade
Domingo 26/05/13


Santíssima Trindade


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, disse Jesus:
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
12“Tenho ainda muitas coisas a dizer-vos, mas não sois capazes de as compreender agora.
13Quando, porém, vier o Espírito da Verdade, ele vos conduzirá à plena verdade. Pois ele não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido; e até as coisas futuras vos anunciará.
14Ele me glorificará, porque receberá do que é meu e vo-lo anunciará. 15Tudo o que o Pai possui é meu. Por isso, disse que o que ele receberá e vos anunciará, é meu”.


— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.



Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações
que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática.
Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedeis todos por mim. Amém.

SÃO QUATRO LEIS DA FELICIDADE... CONTA TUAS BÊNÇÃOS. PROCLAMA TUA RARIDADE. ANDA MAIS UMA MILHA. USA SABIAMENTE O TEU PODER DE ESCOLHA. TENHA UMA SEMANA ABENÇOADA.


BOM DIA!! - "Seguimos até onde devemos seguir e quando cremos que as forças nos abandonam é porque o Senhor nos pega nos braços e nos ensina a voar..."

QUE SEU DOMINGO SEJA EMOCIONANTE!! VAMOS AGRADECER PELA SEMANA QUE PASSOU E... DESEJAR A TODOS UMA NOVA SEMANA MARAVILHOSA!!

IMITAÇÃO DE CRISTO - CONSELHO DO DIA


CLIQUE NA FIGURA E LEIA NO TAMANHO ORIGINAL


FONTE (Você só pode ver um conselho por dia):
http://www.imitacaodecristo.com.br/


Conselho do Dia
Este é o conselho que a Imitação de
Cristo lhe dá para hoje:

Infelizmente, o vil deleite vence a alma mundana, que julga delícia o estar em meio dos espinhos (Jó 30,7), porque nunca viu nem provou a doçura de Deus, nem a intrínseca suavidade da virtude. Mas aqueles que perfeitamente desprezam o mundo e procuram viver para Deus, em santa disciplina, experimentam a doçura divina, e mais claramente conhecem os erros grosseiros do mundo e seus vários enganos. (Da confissão da própria fraqueza, e das misérias desta vida)

AUTO AJUDA


¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:

Anote quanto auxílio poderá
você prestar ainda hoje.

Em casa, pense no valor desse ou daquele
gesto de cooperação e carinho.

No relacionamento comum, faça a gentileza
que alguém esteja aguardando
conforme a sua palavra.

No grupo de trabalho, ouça com bondade a
frase menos feliz sem passá-la adiante.

Ofereça apoio e compreensão ao
colega em dificuldade.

Estimule o serviço com expressões de louvor.

Quanto puder, procure resolver problemas
sem alardear seu esforço.

Em qualquer lugar, pratique a boa influência.

Desculpe faltas alheias, consciente de
que você também pode errar.

Observe quanto auxílio poderá você
desenvolver no trânsito, respeitando sinais.

Acrescente paz e reconforto à dadiva que fizer.
E o que fizer com a mão direita não conte nem
para a mão esquerda. Não cobre pelo que fez,
não espere nenhuma recompensa aqui pois
Deus verá seu esforço e ele sim te recompensará.

Evite gritar para não chocar a quem ouve.

Pague a sua pequena prestação de
serviço à comunidade,
conservando a limpeza, por onde passe.

Sobretudo, mostre simpatia e reconhecerá que
o seu sorriso, em favor dos outros,
é sempre uma chave de luz para que
você encontre novas bênçãos de Deus.

Ajudando você encontrará ajuda.
Pois sempre colheremos o que plantamos.

PAZ E LUZ PARA TODOS VOCÊS!!!

-:¦:- E -:¦:-

Um Dia Abençoado para todos!!

¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:

MAIS UMA NOITE CHEGOU! DEIXE A PAZ DOMINAR SEUS SONHOS.

Você sabia que:

A cor branca na liturgia se utiliza principalmente no Natal e Páscoa, assim como em festas marianas, de santos e anjos. Simboliza a pureza e integridade da vida de fé.

Podcast - Ouça a história do santo do dia

Podcast

Podcast - Ouça a Homilia do Evangelho do dia

Podcast

Homilia do dia

Marcos 10,13-16

Homilia
Data
05/25/13
05/24/13
05/23/13

Podcast - Ouça o Evangelho do Dia

Podcast

Evangelho do dia

Marcos 10,13-16

Evangelho
Data
05/25/13
05/24/13
05/23/13

LITURGIA DAS HORAS

Clique no ícone abaixo
para acesso à Hora Canônica

Oração desta Hora

Terço - Mistério Gozosos - Segunda-Feira e Sábado.


Terço do Rosário: Mistérios Gozosos




Santo Urbano I - 25 de maio

Santo Urbano I, Papa e Mártir


Pontificado 222 a 230

Comemoração litúrgica: 25 de maio.

Também nesta data: S. Gregório VII, Papa ,   S. Beda  e  S. Maria Madalena de Pazzi

Santo Urbano I, natural da Itália, é também um dos  grandes  Pontífices caluniado e perseguido por tomar a  defesa dos direitos da  esposa de Cristo. Durante seus  oito anos de fiel  guardião da sã doutrina,  distinguiu-se pelo zelo apostólico, que culminou na sua morte em decorrência das perseguições perpetradas  pelo prefeito de Roma, sob o império de  Alexandre Severo.

São Beda - 25 de Maio

São Beda

Todas as informações que temos sobre o extraordinário Beda, foram escritas por ele mesmo no livro "História da Inglaterra", um dos raros e mais completo registro da formação do povo inglês antes do século VIII, narradas assim:

São Cristóbal Magallanes Jara - 25 de Maio

São Cristóbal Magallanes Jara
1869-1927
Cristóbal nasceu em um pequeno rancho do município de Totaltiche, Jalisco, arquidiocese de Guadalajara, México, em 30 de julho de 1869. Até os dezenove anos de idade ali permaneceu, estudando e trabalhando nos mais diversos serviços. Em 1888, matriculou-se no seminário em Guadalajara, realizando o seu sonho de ser sacerdote ao ser designado para a paróquia de sua cidade natal.

Santa Madalena Sofia Barat - 25 de Maio

Santa Madalena Sofia Barat
1779-1865

Fundou a Congregação do Sagrado
Coração de Jesus
Madalena Sofia nasceu prematura em Ivigny, na Borgonha, França, devido a um incêndio assustador que arrasou a casa vizinha àquela em que moravam seus pais, na madrugada de 13 de dezembro de 1779. Se um incêndio marcou seu nascimento, o fogo da fé, presente em sua alma, contagiou muitas outras durante toda a sua existência, que abrangeu o período da sangrenta e anticristã Revolução Francesa.

São Gregório VII - 25 de Maio

São Gregório VII
Papa
1020-1085
Hildebrando nasceu numa família pobre na cidade de Soana, na Toscana, Itália, em 1020. Desde jovem o atraía a solidão, por isso foi para o mosteiro de Cluny e se tornou monge beneditino. Depois estudou em Laterano, onde se destacou pela inteligência e a firmeza na fé. Galgou a hierarquia eclesiástica e foi consagrado cardeal.

Santa Maria Madalena de Pazzi - 25 de Maio





Nasceu no ano de 1566 em Florença, na Italia, e pertenceu a uma nobre família.
Ela muito cedo se viu chamada à vida religiosa e queria consagrar-se totalmente. Abandonou tudo: os bens e os projetos.

HOMÍLIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 25/05/2013

25 de Maio de 2013

Ano C


Mc 10,13-16

Comentário do Evangelho

Papel do discípulo é facilitar que as pessoas se aproximem de Jesus

No tempo de Jesus, as crianças eram respeitadas, bem tratadas e acolhidas.

Há um contraste entre as crianças levadas a Jesus e a resistência dos discípulos.

É ocasião para Jesus esclarecer os discípulos: o Reino de Deus precisa ser acolhido como dom. Em primeiro lugar o Reino de Deus se manifesta e se aproxima de nós através da pessoa de Jesus Cristo, com seus gestos e suas palavras.

A criança, talvez por causa de sua dependência, recebia tudo dos pais. O seu exemplo é usado para interpelar os discípulos a se abrirem ao novo e a superarem a teologia da retribuição. A resposta à gratuidade de Deus é a gratuidade: “… quem não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele!” (v. 15).

Papel do discípulo, escolhido pelo Senhor, é facilitar a que as pessoas se aproximem dele, Fonte de vida: “Deixai as crianças virem a mim. Não as impeçais…” (v. 14).
Carlos Alberto Contieri, sj


Vivendo a Palavra

Marcos usa poucas palavras para que não nos desviemos da essência do seu recado: a Mensagem de Jesus de Nazaré é simples e nós devemos nos fazer crianças para compreendê-la. Despojemo-nos dos nossos muitos saberes ou títulos universitários e fiquemos atentos aos sinais dos tempos. Eles nos falam do Reino de Deus.

Reflexão

O Reino de Deus é para aqueles que são como crianças. A criança é aquela que depende totalmente das outras pessoas e não tem nada a oferecer em troca daquilo que lhes dão. Assim devemos ser diante de Deus. Devemos ter plena consciência de que dependemos totalmente dele para que possamos entrar no Reino dos Céus e nada podemos oferecer em troca disso. A salvação nos é dada pelo amor gratuito de Deus e pelos méritos de Jesus Cristo. Ninguém pode se salvar. Jesus é o único salvador.Devemos, como as crianças diante dos adultos, colocar a nossa confiança em Deus, e viver em constante ação de graças porque ele, gratuitamente, nos salva.


COMENTÁRIOS DO EVANGELHO

FAÇA UMA DOAÇÃO AO NPDBRASIL...

1. Vinde à mim as criancinhas
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Diácono José da Cruz - Diácono da Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim – SP)

Muita gente vê as crianças na comunidade como problema, principalmente nas celebrações quando gritam, choram, correm prá lá e prá cá, tirando a concentração das pessoas e até de quem está celebrando. A ideia de se tirar aas crianças fora do espaço celebrativo, como em algumas paróquias fazem, mantendo-as em outro espaço onde alguém as distrai com dinâmicas e brincadeiras, não é nada catequética embora dê sossego aos pais que assim podem participar mais intensamente da Missa.

O ideal seria haver tolerância e compreensão para com elas, afinal são crianças, mas compete aos pais a missão e o papel de darem a elas uma educação cristã, para que aos poucos possam apreender a se comportarem na celebração. É um processo longo e gradativo que elas têm que passar, mas priva-las da celebração não é bom.

Há pais que alegam não poderem ir á celebração porque as crianças dão muito trabalho e eles sentem-se envergonhados de não poder controlá-las. O que fazer com nossas crianças então? Claro que não podemos esperar delas um comportamento de adulto durante a celebração.

Parece que nas comunidades de Marcos eles tinham esse problema, mas havia um agravante: naquele tempo mulheres e crianças não eram nem contados, o que diziam ou pensavam de nada valia. Penso que um trabalho ou uma ação em conjunto entre os pais e a equipe de Acolhida poderia ser bem valioso nesse sentido. Jesus quer as crianças na comunidade, pois alguns discípulos rabugentos tentaram impedir que as crianças se aproximassem de Jesus que imediatamente os censurou e acolheu os pequeninos que se aproximaram fazendo festa.

Comunidade que não tem espaço para crianças é certamente uma comunidade sem futuro, o mesmo se diga dos pré-adolescentes e jovens. Jesus aproveita a ocasião para falar de como as pessoas devem ser para receber o Reino de Deus e daí, as crianças que são um problema, tornam-se a solução. Quem não tiver a mentalidade de uma criança não entrará no Reino de Deus.

Receber o Reino com a mentalidade de uma criança não significa viver uma Fé infantil e ingênua, pois o chamado cristão para vivermos na Fé supõe amadurecimento e equilíbrio e não podemos ter uma Fé acomodada.

Não sabemos ao certo qual foi a questão que originou esse evangelho, mas o que fica claro é a oportunidade que Jesus encontra para falar do Novo Reino e da renovação da mentalidade para acolhê-lo. Primeiramente é ter absoluta confiança no Pai, na certeza de que em tudo dependemos dele.

A criança em tudo depende do Pai e da Mãe em quem confia cegamente. Essa mesma confiança devemos ter em Deus, muito mais do que em nossos projetos falíveis, pois o Reino está entre nós, mas caminha para a sua plenitude.

2. Papel do discípulo é facilitar que as pessoas se aproximem de Jesus
(O comentário do Evangelho abaixo é feito por Carlos Alberto Contieri, sj - e disponibilizado no Portal Paulinas)
VIDE ACIMA
ORAÇÃO
Pai, coloca no meu coração o mesmo carinho e afeto que Jesus demonstrou às criancinhas, pois a simplicidade delas me ensina como devo acolher o teu Reino.

3. O REINO É DAS CRIANÇAS
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado no Portal Dom Total a cada mês).

Havia, no tempo de Jesus, várias categorias de pessoas vítimas da exclusão social. Entre elas, estavam as crianças. Juntamente com as mulheres, as crianças eram consideradas como propriedade dos pais. Sua dignidade de não passava disto.

O Reino inaugurado por Jesus rejeitava este esquema social, descobrindo o valor que cada criança traz dentro de si. E, mais, encarnavam a atitude requerida de quem pensava fazer-se discípulo do Reino. Elas eram a parábola viva do discipulado. Como as crianças, o discípulo verdadeiro não tem malícia coração e acolhe o Reino com simplicidade. Confia plenamente em Deus e a ele se entrega, como as crianças em relação aos pais. As crianças são indefesas e despretensiosas, como devem ser os discípulos. Os discípulos têm que predispor-se para sofrer a mesma exclusão e marginalização, sofridas pelas crianças, por causa de sua opção pelo Reino. Por causa do Reino, também haveriam de ser considerados gente de segunda categoria, sem privilégios, vivendo como párias da sociedade. 

Reduzido à condição social de uma criança, por causa de sua fé, o discípulo estaria em condições de voltar-se totalmente para Deus e só nele colocar sua esperança. O Reino, enquanto senhorio de Deus, se faz verdade na vida do discípulo, quando ele o recebe como uma criancinha. Assim, se estabelecem relações verdadeiras com Deus.
Oração
Senhor Jesus, dá-me a simplicidade de uma criancinha, para acolher o Reino com despretensão e colocar-me inteiramente nas mãos do Pai.
Todas as crianças são a manifestação do amor divino

No coração de um pequenino está o grande segredo dos céus. Todas as crianças são a manifestação do amor divino.
“Traziam crianças para que Jesus as tocasse. Mas os discípulos as repreendiam. Vendo isso, Jesus se aborreceu e disse: ‘Deixai vir a mim as crianças. Não as proibais, porque o Reino de Deus é dos que são como elas’” (Mc 10,13-14).
O Reino de Deus pertence às crianças. Primeiro, porque elas não foram contaminadas com a maldade do mundo, pois os pequenos não conseguem fazer o mal do qual, infelizmente, o mundo está envolto. Para entrar no Reino dos Céus é preciso ser como elas. Nossas igrejas, nossas casas, nossas famílias precisam acolher as crianças como bênção do Senhor. Onde está uma criança, ali está o Reino do Pai acontecendo.
Precisamos, com todo amor do nosso mundo, acolher nossas crianças, pois elas são sinais de alegria, de bênção, da graça e da presença do Senhor nosso Deus. As crianças chamam a atenção dos pais, daqueles que já estão crescidos. Precisamos acolher, com muito amor, nossas crianças.
Maldito seja aquele que despreza nossas crianças, maldito seja aquele que abusa delas, faz qualquer mal a uma delas. Todas as crianças são a manifestação do amor divino.
A segunda coisa é que precisamos aprender com elas, sugar delas o melhor que elas têm. No coração de um pequenino está o grande segredo dos céus, está a simplicidade, a inocência, mas, sobretudo, a pureza. Como nós precisamos da pureza para nos relacionarmos uns com os outros, para enxergamos Deus e a Sua vontade! Precisamos ser puros para dependermos do Senhor e de Sua graça.
À medida em que aprendemos a amar as crianças, a olhar para elas, aprendemos que em cada uma se esconde o segredo do Reino do Céus. Deus abençoe as crianças que estão próximas a você! Deus abençoe seus filhos!
Deus abençoe você.
Padre Roger Araújo – Comunidade Canção Nova

LEITURA ORANTE

Mc 10,13-16 - Crianças são acolhidas por Jesus



Preparo-me para a Leitura Orante, rezando, com todos os internautas:
Espírito de verdade,
a ti consagro a mente e meus pensamentos: ilumina-me.
Que eu conheça Jesus Mestre e compreenda o seu Evangelho.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia? 

Leio atentamente, na Bíblia, o texto: Mc 10,13-16, e observo as atitudes e recomendações de Jesus.

Depois disso, algumas pessoas levaram as suas crianças a Jesus para que ele as abençoasse, mas os discípulos repreenderam aquelas pessoas. Quando viu isso, Jesus não gostou e disse: 
- Deixem que as crianças venham a mim e não proíbam que elas façam isso, pois o Reino de Deus é das pessoas que são como estas crianças. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quem não receber o Reino de Deus como uma criança nunca entrará nele. 
Então Jesus abraçou as crianças e as abençoou, pondo as mãos sobre elas. 
O relato da apresentação das crianças a Jesus, inicialmente repreendidas pelos discípulos, fazem refletir no sentido de que as crianças também fazem parte da família, assim como os idosos, os doentes. Jesus lhes responde com a frase: "Deixem que as crianças venham a mim". As crianças também fazem parte da comunidade. Não só. Elas são modelo de transparência, pureza, de abandono nas mãos do Pai. E Jesus pôs as mãos sobre elas, ou seja, as abençoou.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Fala-me de ensinamentos e gestos de Jesus que devem ser assumidos por mim e por toda pessoa cristã. Disseram os bispos, em Aparecida: "A resposta a seu chamado (de Jesus)exige entrar na dinâmica do Bom samaritano (cf. Lc 10,29-37), que nos dá o imperativo de nos fazer próximos, especialmente com o que sofre, e gerar uma sociedade sem excluídos, seguindo a prática de Jesus que come com publicanos e pecadores (cf. Lc 5,29-32), que acolhe os pequenos e as crianças (cf. Mc 10,13-16), que cura os leprosos (cf. Mc 1,40-45), que perdoa e liberta a mulher pecadora (cf. Lc 7,36-49; Jo 8,1-11), que fala com a Samaritana (cf. Jo 4,1-26). ( DAp 135)

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, a canção Amar como Jesus amou, Pe. Zezinho, scj
Um dia uma criança me parou
Olhou-me nos meus olhos a sorrir
Caneta e papel na sua mão
Tarefa escolar para cumprir
E perguntou no meio de um sorriso
O que é preciso para ser feliz?
Amar como Jesus amou
Sonhar como Jesus sonhou
Pensar como Jesus pensou
Viver como Jesus viveu
Sentir o que Jesus sentia
Sorrir como Jesus sorria
E ao chegar ao fim do dia
Eu sei que dormiria muito mais feliz
Ouvindo o que eu falei ela me olhou
E disse que era lindo o que eu falei
Pediu que eu repetisse, por favor
Mas não dissesse tudo de uma vez
E perguntou de novo num sorriso
O que é preciso para ser feliz?
Depois que eu terminei de repetir
Seus olhos não saíram do papel
Toquei no seu rostinho e a sorrir
Pedi que ao transmitir fosse fiel
E ela deu-me um beijo demorado
E ao meu lado foi dizendo assim:
Amar como Jesus amou...

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra? Meu novo olhar é orientado pelo que disseram os bispos na Conferência de Aparecida: "Jesus nos diz: "Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida" (Jo 14,6). Ele é o verdadeiro caminho para o Pai., quem tanto amou ao mundo que deu a seu Filho único, para que todo aquele que nele creia tenha a vida eterna" (cf. Jo 3,16)".(DAp 101)

Bênção
A bênção do Deus de Sara, Abraão e Agar,
a bênção do Filho, nascido de Maria,
a bênção do Espírito Santo de amor, que cuida com carinho,
qual mãe cuida da gente, esteja sobre todos nós. Amém!


Ir. Patrícia Silva, fsp

Oração Final
Pai Santo, ajuda-nos a prestar atenção à vida que acontece ao redor de nós. Que saibamos ver nela a tua Presença inefável, o teu Amor de Pai que também é Mãe e a tua Misericórdia que nos conduz ao abraço final no Reino que preparas para nós. Por Jesus Cristo, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.