segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

SANTOS DO DIA 04/02/2014

SANTOS DOS DIA 04/02/2014



CLIQUE ACIMA DO NOME

1 - São João de Brito
2 - Santa Joana de Valois
3 - Santa Catarina de Ricci
4 - Santo André Corsini
5 - São Gilberto
6 - São Gregório, Bispo de Langres

TERÇOS – VÍDEOS

TERÇO DA DIVINA PROVIDÊNCIA
 

TERÇO DE CURA E LIBERTAÇÃO
 

TERÇO DA FÉ
 

TERÇO DO ESPÍRITO SANTO
 

TERÇO DA LIBERTAÇÃO CANTADO - JOÃO GREGÓRIO

TERÇO DA MISERICÓRDIA - VÍDEOS - APRENDA A REZAR O TERÇO DA MISERICÓRDIA






"Quando rezarem este Terço junto aos agonizantes, Eu me colocarei entre o Pai e a alma agonizante, não como justo Juiz, mas como Salvador misericordioso".

JESUS, EU CONFIO EM VÓS!!!

APRENDA A REZAR O TERÇO DA MISERICÓRDIA



Para ser rezado nas contas do terço

No começo:

Pai nosso, que estais no céus, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco; bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

Creio em Deus Pai, todo poderoso, criador do Céu e da Terra; e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor; que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia; subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espirito Santo, na santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna Amém.

Nas contas de Pai Nosso, dirás as seguintes palavras usando o terço de Maria:

Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e o Sangue, a Alma e a Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e dos do mundo inteiro.

Nas contas de Ave Maria rezarás as seguintes palavras:

Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.

No fim, rezarás três vezes estas palavras:

Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro” 
(Diário, 476).

Oração do Angelus - Padre Antonello - VÍDEO - Como rezar o Ângelus






Como rezar o Ângelus:

1) O Anjo do Senhor anunciou a Maria
- E Ela concebeu pelo poder do Espírito Santo.
Ave Maria...

2) Eis aqui a serva do Senhor.
- Faça-se em Mim segundo a vossa palavra.
Ave Maria...

3) E o Verbo Divino se fez homem,
- e habitou entre nós.
Ave Maria...

4) Rogai por nós, Santa Mãe de Deus,
- para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos: Derramai ó Deus, a Vossa graça em nossos corações, para que, conhecendo pela mensagem do anjo a encarnação do Vosso filho, cheguemos por Sua Paixão e Cruz à glória da ressurreição. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

Glória ao Pai... (repete-se 3 vezes)

LITURGIA DAS HORAS

Clique no ícone abaixo
para acesso à Hora Canônica

Mensagens diárias prá vc

Terço - Mistérios Dolorosos - Terça-feira e Sexta-Feira




Terço do Rosário: Mistérios Dolorosos





COMENTÁRIOS E REFLEXÕES DOS EVANGELHOS DOS DIAS 03/02/2014 a 10/02/2014

CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO

COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 03/02/2014 a 10/02/2014

LITURGIA DIÁRIA - Leituras dos dias 03/02/2014 a 10/02/2014

Leituras

CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO

LITURGIA DIÁRIA - Leituras dos dias 20/01/2014 a 26/01/2014

BOM DIA! DEUS TE ABENÇOE.

FELIZ TERÇA-FEIRA - FICA NA PAZ!!! - DEUS TE ABENÇOE!

Beato Stefano Bellezini - 3 de fevereiro


Beato Stefano Bellezini, Confessor


Comemoração Litúrgica:  03 de fevereiro.

Também nesta data: São Brás de Sebaste, Santo Oscar e Santa Celerina

Nasceu em Trento, em 25 de novembro de 1774. Aos 18 anos vestiu o hábito agostiniano no convento de São Marcos. Passou pois  pelo noviciado de Bolonha, tendo seguido a  Roma e de novo a  Bolonha para os estudos de filosofia e da teologia.  Por ocasião da invasão das tropas napoleônicas teve de abandonar o Estado pontifício, retornando a Trento, onde no ano de 1797 foi ordenado. Viveu no convento de São Marco ao final de 1809, ano em que o Mosteiro foi fechado por ocasião da supressão religiosa operada pelo governo da região.

Santo Oscar (Anscário) - 3 de fevereiro


Santo Oscar (Anscário)
800-865
Oscar, desde pequeno conviveu com os monges beneditinos da cidade de Corbiè, onde nasceu em 800, na França. Na infância, estudou no colégio do mosteiro, onde regressou, mais tarde, para se tornar um monge e professor interno. Aos vinte e três anos, foi exercer esta função na Saxônia. Nesta região era conhecido como Anscário.

São Brás - 3 de Fevereiro




São Brás – Médico e pastor das almas

São Brás, homem corajoso, de oração e pastor das almas, cuidava dos fiéis na sua totalidade
O santo de hoje nasceu na cidade de Sebaste, Armênia, no final do século III. São Brás, primeiramente, foi médico, mas entrou numa crise, não profissional, pois era bom médico e prestava um ótimo serviço à sociedade. Mas nenhuma profissão, por melhor que seja, consegue ocupar aquele lugar que é somente de Deus. Então, providencialmente, porque ele ia se abrindo e buscando a Deus, foi evangelizado. Não se sabe se já era batizado ou pediu a graça do Santo Batismo, mas a sua vida sofreu uma guinada. Esta mudança não foi somente no âmbito da religião, sua busca por Nosso Senhor Jesus Cristo estava ligada ao seu profissional e muitas pessoas começaram a ser evangelizadas através da busca de santidade daquele médico.

Nossa Senhora da Candelária - 2 de fevereiro



O culto à Nossa Senhora das Cadeias sempre foi muito expressivo no Brasil. Desembarcou junto com os jesuítas e beneditinos portuguêses na região Nordeste, onde perdura até hoje. Nesta oportunidade trouxeram a imagem e a mais antiga história sobre essa devoção mariana. A divulgação passou a ser transmitida tão logo os jesuítas a conheceram no início do século XVI. Mas ela só foi escrita, pelo frei Alonso de Espinosa, no final dele, em 1594.

Nossa Senhora da Purificação - 2 de fevereiro



Maria, executou sua parte no Plano da Salvação, seguindo todos os ensinamentos para que tudo se cumprisse conforme a vontade do Criador, de acordo com as Sagradas Escrituras.

Santa Catarina de Ricci - 2 de fevereiro


Santa Catarina de Ricci, Virgem


Comemoração Litúrgica:  02 de fevereiro.

Também nesta dataN. S. Purificação,  N. Senhora de Nazaré, N. S. dos Navegantes,  N. S. das Candeias (ou Candelária),  Santa Joana de Lestonnac, São Feliciano

Santa Catarina, uma das maiores Santas da idade média, nasceu em Florença, de família ilustríssima. Deus infundira no coração da criança um grande amor a oração e outras práticas de piedade, amor este que a levou ao desprezo de tudo que é do mundo. Com sete anos de idade foi confiada às religiosas do convento de Monticelli. Uma vez em contato íntimo com a vida religiosa, tanto se lhe afeiçoou, que, mais tarde, quando teve de voltar ao lar paterno, no meio dos trabalhos domésticos conservou os costumes do convento.

Nossa Senhora dos Navegantes - 2 de fevereiro



A tradição cristã nos mostra que antes de uma viagem todos os tripulantes e suas famílias participavam de uma missa no navio, para viajarem em comunhão com Jesus Cristo. Nela também o sacerdote invocava proteção também da Santíssima Mãe, que os navegantes consideravam a maior Estrela do Mar. Depois partiam transportando o Crucifixo e a imagem da Virgem Maria, para guarda-los dos perigos, inclusive no regresso. A devoção data da época dos cruzados, portanto, desde a Idade Média, quando navegavam pelo Mar Mediterrâneo com destino à Terra Santa.

Apresentação do Senhor - 2 de fevereiro


Apresentação do Senhor
Pintura Frà Angélico
A data de hoje lembra o cumprimento, por Maria e José, de um preceito hebraico. Quarenta dias após dar à luz, a mãe deveria passar por um ritual de "purificação" e apresentar o filho ao Senhor, no templo. Desde o século quatro essa festa era chamada de "Purificação de Maria".

Bem aventurada Maria Domenica Mantovani - 2 de fevereiro


Maria Domenica Mantovani
(Madre Maria Josefina da Imaculada)
Bem aventurada
1862-1934

Fundou a Congregação das
Pequenas Irmãs da Sagrada
Família
Maria Domenica, primogênita de quatro irmãos, nasceu em Castelletto de Brenzone, em Verona, no dia 12 de novembro de 1862. Teve nos seus pais João Batista Mantovani e Prudência Zamperini, e no seu avô, que vivia com eles, a influência profunda de uma família honesta e cristã de trabalhadores simples, piedosos e dignos.

São Cornélio - 2 de Fevereiro




São Cornélio - O primeiro bispo de Cesareia

São Cornélio foi um dos principais responsáveis pela evangelização de estrangeiros
Encontramos, nos Atos dos Apóstolos, este exemplo de entrega. No capítulo 10, nós assim ouvimos da Palavra de Deus: “Havia em Cesareia um homem por nome Cornélio. Centurião da corte que se chamava Itálica, era religioso; ele e todos de sua casa eram tementes a Deus. Dava muitas esmolas ao povo e orava constantemente” (At 10,1-2).

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 03/02/2014

3 de Fevereiro de 2014


ANO A



Mc 5,1-20

Comentário do Evangelho

A prática de Jesus é libertadora

Toda a cena se desenvolve num ambiente de impureza indicado pelos vários elementos do texto: Gerasa, território pagão, homem possuído por um espírito impuro, sua habitação nos túmulos, a manada de porcos. Quem diz de ambiente de impureza, diz de oposição a Deus. Não se trata de encontro, mas de confronto de Jesus com o mal (cf. Mc 1,21-28), em que, mais uma vez, se manifesta o poder de Jesus, inclusive em território pagão. O mal ou os muitos males (legião) presentes na vida do ser humano o desfiguram. O triunfo de Jesus sobre “legião” mostra que o ser humano não pode ser o “hospedeiro” do mal, pois o homem, feito à imagem e semelhança de Deus, é templo do Espírito Santo. Aquele homem deverá voltar para casa, pois sua fé deve esperar o tempo necessário ao amadurecimento. No entanto, o ser humano, libertado de seus males, pode proclamar o “quanto Jesus fez por ele” (cf. v. 20).
Carlos Alberto Contieri, sj
Oração
Pai, faze-me anunciador da compaixão que tens por mim, a qual se manifesta na libertação de meu egoísmo e na abertura do meu coração para o serviço ao meu semelhante.

Vivendo a Palavra

Aquele homem, curado da ‘legião’ de maus espíritos, recebe logo sua missão: anunciar, junto aos seus, a misericórdia do Senhor. Ele deveria sair do seu ‘cemitério’ – lugar dos que dormem – para habitar a terra dos despertos, daqueles que sabem que o Reino do Céu já está bem próximo – ele está em nós!

Reflexão

O que nós queremos fazer a partir do momento em que fazemos uma experiência mais profunda do amor de Deus em nossas vidas? Em muitos casos, o que acontece é que a pessoa adota uma postura intimista e individualista de vivência religiosa. O Evangelho de hoje nos mostra essa tendência, mas nos mostra também a vontade de Deus. Jesus não permitiu que o homem que tinha sido endemoninhado ficasse com ele, mas o enviou para ser evangelizador através do testemunho da misericórdia de Deus, mostrando-nos, assim, que a verdadeira resposta ao amor de Deus é o compromisso evangelizador.

Recadinho


Os gerasenos não querem saber de Jesus! Pedem que ele vá embora! Acontecem certas ocasiões em que tomo a mesma atitude dele, recusando-me a estar com Jesus? - Há outros bens, outras amizades, que querem me atrair mais que Jesus? - Há momentos na vida que parecemos estar com “espírito” igual ao destes porcos? - O homem testemunhou sua fé publicamente. Em que circunstâncias testemunho minha fé? - Anuncio a misericórdia de Deus? Como?
Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R

Comentário do Evangelho

A LIBERTAÇÃO DO MAL

Jesus também manifestou seu poder além das fronteiras de Israel, fazendo os pagãos se beneficiarem da presença do Reino. O gesto de Jesus indicava aos discípulos os caminhos que teriam pela frente, no seu afã missionário. O evangelho deveria ser levado até os pagãos.
O encontro com um homem possuído pelo espírito imundo não assustou Jesus. Impressiona seu alto grau de insociabilidade. Sua condição era apavorante! Porém, mesmo em terras estrangeiras, o espírito imundo reconheceu ser Jesus o Filho do Deus Altíssimo, que veio para atormentá-lo. E Jesus, como sempre, veio em socorro daquela pobre criatura, compadecido dela, para libertá-la de sua terrível escravidão.
O pedido da legião de espíritos para entrarem na manada de porcos indica que seu lugar de moradia não é o ser humano, mas, sim, o mundo da impureza, simbolizado pelos animais impuros. Os porcos, porém, se lançam no mar, símbolo das forças incontroladas do mal, significando que, pela ação de Jesus, o poder do mal foi aniquilado. Liberto do poder do mal, o homem retomou a convivência social, para espanto de muitos.
A reação do povo do lugar foi de rejeição a Jesus. Sua presença poderia arruinar a economia local. Eles o expulsaram para defender seus interesses. Porém, o homem liberto se encarregou de proclamar as grandes coisas que Jesus fez por ele.
Oração
Senhor Jesus, expulsa, com a força da tua palavra, o espírito do mal que insiste em manter a humanidade cativa do seu poder.
(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês)
Oração
Concedei-nos, Senhor nosso Deus, adorar-vos de todo o coração e amar todas as pessoas com verdadeira caridade. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

REFLEXÕES DE HOJE


03 de FEVEREIRO – SEGUNDA


HOMILIA
JESUS LIBERTA UM HOMEM Mc 5,1-20
Jesus veio ao mundo para salvar o homem do pecado e da morte eterna. No entanto, o homem muitas vezes continua refém e escravo das artimanhas do espírito do mal. Assim como aquele endemoninhado que vivia no “meio dos túmulos” muitos de nós ainda nos deixamos escravizar e insistimos em viver a cultura da morte. Não reconhecemos a Deus como nosso Pai e provedor persistimos em lutar com armas que, ao invés de nos libertar são como algemas e correntes que nos prendem à mesma situação durante muito tempo da nossa vida. Porém, o Pai não quer que se perca nenhum filho Seu, por isso, ainda hoje Jesus Cristo vem a nós a fim de nos libertar dos “espíritos maus” que nos perseguem. Jesus expulsou para longe os carcereiros que atormentavam aquele homem da região dos gerasenos e recomendou-lhe que fosse para casa, para junto dos seus. Assim também Ele quer fazer conosco. Somos curados e libertados para amar e cultivar relacionamentos saudáveis a partir da nossa casa, na nossa família. Ele nos tira do meio dos sepulcros e nos conduz a uma vida de paz e harmonia conosco e com o próximo, bastando para isso que nos rendamos ao Seu poder amoroso.
Os mortos que hoje nos cercam são o orgulho, a auto-suficiência, o egoísmo, amor próprio e outros males que nos afligem como o medo, o desânimo, os ressentimentos, as mágoas, etc., todos conseqüência do nosso ser pecador. Porém, o Pai não quer que se perca nenhum filho Seu, por isso, ainda hoje Jesus Cristo vem a nós a fim de nos libertar dos “espíritos maus” que nos perseguem e nos perdoa, nos purifica e nos ressuscita para nos tirar do sepulcro jogando para longe de nós os espíritos que nos prendiam. Depois que somos curados e libertados Jesus nos envia para amar e cultivar relacionamentos saudáveis a partir da nossa casa, na nossa família. Ele nos tira do meio dos sepulcros e nos conduz a uma vida de paz e harmonia conosco e com o próximo, bastando para isso que nos rendamos ao Seu poder amoroso.
Deixemo-nos transformar pela palavra libertadora de Cristo, que o nosso coração seja tocado por sua prática do amor misericordioso e acolhedor, expulsando qualquer espírito opressor, egoísta, que nos impede de nos apaixonarmos por Jesus, e mudarmos de vida, acolhendo em nosso coração a fonte de amor renovadora em nossas vidas. Essa é a liberdade que devemos buscar.
Você ainda continua lutando com as armas que o mundo lhe impõe ou já se rendeu ao poder do Deus que liberta o homem do pecado? – Quais são os “espíritos maus” que insistem em prender você no meio dos sepulcros? – Você ainda se vê caminhando entre os mortos ou já se sente capaz de amar na sua própria casa? Pense nisso!

Fonte Homilia: Padre Bantu Mendonça Katchipwi Sayla
HOMÍLIA DIÁRIA
Jesus nos liberta de todos os espíritos malignos
Jesus veio para nos curar, Ele veio para nos libertar!
”Jesus, porém, não permitiu. Entretanto, lhe disse: ‘Vai para casa, para junto dos teus e anuncia-lhes tudo o que o Senhor, em sua misericórdia, fez por ti”’ (Mc 5, 19).


O Evangelho de hoje nos apresenta um homem com um alto grau de possessão. E como ele era atormentado dia e noite, ele vivia as consequências daquilo que o maligno fazia em sua vida, de modo que ele não tinha paz, se encontrava em meio aos  túmulos e vivia se ferindo com as pedras. De modo que este endemoniado se prostra diante de Jesus e os demônios começam a gritar e a se agitar. O Senhor sabe o que está acontecendo, sabe que esse homem está realmente sendo atormentado por uma legião de demônios. No Seu poder, na Sua autoridade, Jesus tira e expulsa aqueles espíritos impuros, que atormentam esse homem, e os manda para o símbolo da impureza, que são os porcos. Jesus tira os demônios que agem naquele homem e os manda para a manada de porcos, de modo que essa manada, representando a impureza e a sujeira, se afoga em seguida.
Aquilo causa um grande tumulto, uma grande agitação em meio às pessoas: ”O que Jesus fez?”. Por essa razão, as pessoas ficaram com medo de chegar perto do Senhor Jesus, pois não entenderam o que Ele fez com poder: Ele purificou, lavou, tirou o tormento do coração daquele homem, que, daquele dia em diante, passou a proclamar as maravilhas do Reino de Deus, passou a testemunhar tudo o que Deus, na Sua infinita misericórdia, havia feito por ele. Jesus o libertou do poder das trevas, Jesus o libertou do domínio do mal!
Meus irmãos e minhas irmãs, não é que todo caso desse tipo seja possessão, é verdade que possessão existe, por isso, existem exorcistas que são designados pela própria Igreja para orar e para trabalhar de forma intensiva a fim de libertarem as pessoas da possessão do maligno. Mas, também é verdade que muitos de nós somos atormentados na mente, na consciência e, muita coisa tira a paz do nosso coração. Vivemos de forma inquieta, perturbada, por isso a nossa vida, muitas vezes, perde o rumo e nós precisamos olhar para Jesus, como este homem olhou, e pedir que Ele tenha piedade de nós, que nos liberte de todos os espíritos malignos que nos perturbam e tiram a nossa paz.
Esses espíritos, muitas vezes, vêm como uma legião em nossa vida, é uma legião de maus pensamentos, de maus sentimentos, de mágoas e de tantas coisas maléficas e malignas que atormentam o nosso coração e tiram a nossa paz interior.
Jesus, que veio para nos curar, veio para nos libertar! O que nós precisamos é nos entregar em Suas mãos para que esses espíritos malignos não nos atormentem!
Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.Facebook Twitter
LEITURA ORANTE




Preparo-me para a Leitura Orante,
rezando com todas as pessoas
que se encontram neste espaço virtual:

Espírito de verdade,
a ti consagro a mente
e meus pensamentos: ilumina-me.
Que eu conheça Jesus Mestre
e compreenda o seu Evangelho.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida,
tem piedade de nós

1. Leitura (Verdade)
Leio na Bíblia o texto todo, de uma vez: Mc 5, 1-20.
Releio, devagar, versículo por versículo.
Pergunto-me:
O que diz o texto em si?
Jesus e os discípulos chegaram à região de Gerasa, no lado leste do lago da Galiléia.
Assim que Jesus saiu do barco, foi encontrar-se com ele um homem que estava dominado por um espírito mau. O homem vinha do cemitério, onde estava morando. Ninguém conseguia prendê-lo, nem mesmo usando correntes. Muitas vezes já tinham amarrado as suas mãos e os seus pés com correntes de ferro, mas ele quebrava tudo, e ninguém conseguia dominá-lo. Passava os dias e as noites nos montes e entre os túmulos, gritando e se ferindo de propósito com pedras. Ele viu Jesus de longe, correu, caiu de joelhos diante dele e gritou:
- Jesus, Filho do Deus Altíssimo! O que o senhor quer de mim? Em nome de Deus eu peço: não me castigue!

Ele disse isso porque Jesus havia mandado: "Espírito mau, saia desse homem!"
Jesus perguntou:
- Como é que você se chama?
Ele respondeu:
- O meu nome é Multidão, porque somos muitos.
E pedia com muita insistência a Jesus que não expulsasse os espíritos maus para fora daquela região. Acontece que num morro perto dali havia muitos porcos comendo. Os espíritos pediram a Jesus com insistência:
- Nos mande ficar naqueles porcos; nos deixe entrar neles!
Ele deixou, e os espíritos saíram do homem e entraram nos porcos. E estes, que eram quase dois mil, se atiraram morro abaixo, para dentro do lago, e se afogaram.
Os homens que estavam tomando conta dos porcos fugiram e espalharam a notícia na cidade e nos campos. Muita gente foi ver o que havia acontecido. Quando chegaram perto de Jesus, viram o homem que antes estava dominado por demônios; e ficaram espantados porque ele estava sentado, vestido e no seu perfeito juízo. Os que tinham visto tudo aquilo lhes contaram o que havia acontecido com o homem e com os porcos. Então começaram a pedir com insistência a Jesus que saísse da terra deles. Quando ele estava entrando no barco, o homem curado pediu com insistência:
- Me deixe ir com o senhor!

Mas Jesus não deixou e disse:
- Volte para casa e conte aos seus parentes o que o Senhor lhe fez e como ele foi bom para você.
Então ele foi embora e contava, na região das Dez Cidades, o que Jesus tinha feito por ele. E todos ficavam admirados.

Ajudando a compreender...
Jesus entrou em Gerasa, território pagão, onde cuidavam de animais impuros, conforme a concepção da época. Aí encontrou um homem que estava dominado por um espírito mau e que vivia escondendo-se no cemitério. Este homem dominado pela “Multidão” de espíritos maus é liberto por Jesus e toda impureza foi para o fundo do mar. Os moradores daquela região não agradecem a Jesus por esta purificação. O homem, antes endemoninhado, recuperou sua dignidade individual e social. Os moradores assustam-se com o poder de Jesus e se sentem incomodados. A eles pesa mais o custo do rebanho de porcos do que a cura do homem. As coisas "valem" mais do que a pessoa.  Jesus é mandado embora. O homem liberto quer segui-lo, mas Jesus não o permite. Quer que ele seja testemunha do que Deus lhe fez.

2. Meditação (Caminho)
Paro onde Deus me fala interiormente, sem pressa, aprendendo a aprofundar. 

Pergunto-me:
O que o texto diz para mim?
Acolho o que vier à mente, o que tocar o meu coração: desejos, luzes, apelos, lembranças, inspirações. 
Meus valores dão prioridade à ação de Deus na minha vida e na vida das demais pessoas?
Os bispos, em Aparecida, falaram sobre este tema: “os cristãos precisam recomeçar a partir de Cristo, a partir da contemplação de quem nos revelou em seu mistério a plenitude do cumprimento da vocação humana e de seu sentido. Necessitamos nos fazer discípulos dóceis, para aprende d’Ele, em seu seguimento, a dignidade e a plenitude de vida. E necessitamos, ao mesmo tempo, que o zelo missionário nos consuma para levar ao coração da cultura de nosso tempo aquele sentido unitário e completo da vida humana que nem a ciência, nem a política, nem a economia nem os meios de comunicação poderão proporcionar. Em Cristo Palavra, Sabedoria de Deus (cf. 1 Cor 1,30), a cultura pode voltar a encontrar seu centro e sua profundidade, a partir de onde é possível olhar a realidade no conjunto de todos seus fatores, discernindo-os à luz do Evangelho e dando a cada um seu lugar e sua dimensão adequada.” (DAp 41 ).

3. Oração (Vida)
Deus é o Pai que nos ama muito mais do que imaginamos.
Pergunto-me:
O que o texto me faz dizer a Deus?
Faço oração com louvores, pedidos, ação de graças, adoração, silêncio.
Jesus Mestre,
ao meu coração, se substitua o teu.
Ao meu amor a Deus, ao próximo, a mim mesmo,
se substitua o teu.
(Bem-aventurado Alberione)

4. Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Sinto-me discípulo/a de Jesus. Vou viver este dia como discípulo e missionário de Jesus Mestre Verdade, Caminho e Vida.
E rezo, finalizando:
Jesus, Mestre:
que eu pense com a tua inteligência, com a tua sabedoria.
Que eu ame com o teu coração.
Que eu veja com os teus olhos.
Que eu fale com a tua língua.
Que eu ouça com os teus ouvidos.
Que as minhas mãos sejam as tuas.
Que os meus pés estejam sobre as tuas pegadas.
Que eu reze com as tuas orações.
Que eu celebre como tu te imolaste.
Que eu esteja em ti e tu em mim. Amém.

Jesus e Maria, dai-me a vossa bênção:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.


Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém
.

Irmã Patrícia Silva, fsp
Oração Final
Pai Santo, nós te pedimos que a fraternidade seja a nossa identidade. Assim, seremos testemunhas vivas e anunciaremos para o mundo que já vivemos, nesta terra encantada, os sinais do teu Reino de Amor. Ele ainda que não está em sua plenitude, mas esperamos atingi-la um dia, juntos com o Cristo Jesus, teu Filho que se fez nosso Irmão e contigo reina na unidade do Espírito Santo.