quinta-feira, 26 de maio de 2016

HOMÍLIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DOS DIAS 27/05/2016 E 28/05/2016

ANO C



27 de Maio de 2016

Mc 11,11-26

Comentário do Evangelho

Sem fé não é possível conhecer a origem de Jesus

Nós estamos na segunda parte do evangelho segundo Marcos, dominada pelos relatos da paixão de Jesus. Nas proximidades de sua paixão, o conflito de Jesus com as autoridades religiosas do seu tempo vai se tornando cada vez mais intenso. O trecho do evangelho de hoje é uma controvérsia. A questão apresentada pelo grupo é acerca da origem da autoridade de Jesus, pela qual ele ensina e age. Lembremo-nos de que, no início do evangelho, as pessoas se admiram do ensinamento de Jesus feito com autoridade. Jesus não responde, porque nenhuma resposta seria satisfatória para os seus opositores, uma vez que já haviam decidido matar Jesus (cf. Mc 3,6). Sem fé não é possível conhecer e admitir a origem divina de Jesus. O Espírito com o qual ele foi ungido é o que o reveste de autoridade. A dureza do coração e a inveja impedem de reconhecer a origem divina da autoridade de Jesus, autoridade pela qual ele expulsa os comerciantes do templo.
Pe. Carlos Alberto Contieri
Oração
Pai, faze-me esperto no trato com os inimigos do Reino, de modo a não ser vítima de suas ciladas e de suas intenções perversas.
FONTE: Paulinas em 30/05/2015

Vivendo a Palavra

No texto, o Mestre exalta a pureza que deve ser preservada no Templo. Destemidamente Ele acusa os abusos cometidos, impede os comerciantes de profanar a Casa de Oração e ensina aos discípulos o poder da fé, da oração e o dever de todos: perdoar sempre com generosidade sem limites.
http://www.arquidiocesebh.org.br/mdo/pg05.php

Reflexão

O Evangelho de hoje nos leva a questionar se a Igreja é para nós o local privilegiado para o encontro com Deus e o crescimento da fé ou é o local de práticas que têm por finalidade a nossa promoção pessoal, o lucro, a competição e a concorrência entre as pessoas, o desenvolvimento de sentimentos como ciúmes, rancor, raiva, ira, inveja, etc. A Igreja deve ser o local onde se cria comunhão entre nós e o próprio Deus e entre nós mesmos, como irmãos e irmãs. Tudo o que diverge disso não corresponde ao plano de Deus e faz com que a nossa presença na Igreja seja ocasião de pecado.
http://liturgiadiaria.cnbb.org.br/app/user/user/UserView.php?ano=2016&mes=5&dia=27

Meditando o Evangelho

O TEMPLO PROFANADO

O comércio no templo deu margem para que a corrupção tomasse conta dele. Jesus interpretou o fato como uma forma de profanação, embora a classe sacerdotal e o pessoal ligado ao culto fossem coniventes com a situação implantada. Criou-se um perigoso conluio entre religião e comércio, a ponto de se operar uma sacralização deste em desprestígio daquela. Os comerciantes, é óbvio, ambicionavam o lucro, esquecendo-se de que sua presença no lugar sagrado só deveria visar a facilitação da vida dos peregrinos. A casa de Deus transformou-se num pólo de exploração. De outra parte, o comércio acentuava ainda mais a distinção entre ricos e pobres. Os primeiros possuíam dinheiro suficiente para comprar animais de grande porte para oferecer em sacrifício, e trocavam grandes somas de dinheiro com os cambistas. Quanto aos pobres, pouco tinham para adquirir o suficiente para a própria oferta.
Sendo assim, os verdadeiros fundamentos da religião acabavam sendo olvidados. Antes de mais nada, a vida de oração baseada numa fé sólida, que dá ao orante a certeza de ser atendido. A fé abre o coração para Deus, impedindo a pessoa de confiar na posse dos bens. Pelo contrário, perdão e a reconciliação deixavam de fazer parte das disposições de quem se aproximava de Deus, no templo convertido em um antro de ladrões. O ambiente dispersivo impedia que o peregrino se conscientizasse do dever de buscar a comunhão com o próximo, antes de voltar-se para Deus.
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado no Portal Dom Total - http://www.domtotal.com/religiao/eucaristia/liturgia_diaria.php).
Oração
Pai, ensina-me a viver a religião pura e agradável a ti. Cheio de fé e disposto a perdoar e a viver reconciliado, que eu possa rejeitar tudo o que desvirtua a verdadeira religião.
http://domtotal.com/religiao-meu-dia-com-deus.html?data=2016-05-27


28 de Maio de 2016

LITURGIA DIÁRIA DOS DIAS 27/05/2016 E 28/05/2016


Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigam a vida eterna. Amém.


27 de Maio de 2016

6ª-feira da 8ª Semana Tempo Comum
Cor: Verde

Primeira Leitura (1Pd 4,7-13)
8ª Semana Comum - Sexta-feira 27/05/2016

Leitura da Primeira Carta de São Pedro.

Caríssimos, 7o fim de todas as coisas está próximo. Vivei com inteligência e vigiai, dados à oração. 8Sobretudo, cultivai o amor mútuo, com todo o ardor, porque o amor cobre uma multidão de pecados. 9Sede hospitaleiros uns com os outros, sem reclamações. 10Como bons administradores da multiforme graça de Deus, cada um ponha à disposição dos outros o dom que recebeu. 11Se alguém tem o dom de falar, proceda como com palavras de Deus. Se alguém tem o dom do serviço, exerça-o como capacidade proporcionada por Deus, a fim de que, em todas as coisas, Deus seja glorificado, em virtude de Jesus Cristo, a quem pertencem a glória e o poder, pelos séculos dos séculos. Amém.
12Caríssimos, não estranheis o fogo da provação que se alastra entre vós, como se algo de estranho vos estivesse acontecendo. 13Alegrai-vos por participar dos sofrimentos de Cristo, para que possais também exultar de alegria na revelação da sua glória.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório(Sl 95)
8ª Semana Comum - Sexta-feira 27/05/2016

— O Senhor vem julgar nossa terra.
— O Senhor vem julgar nossa terra.

— Publicai entre as nações: “Reina o Senhor!” Ele firmou o universo inabalável, e os povos ele julga com justiça.
— O céu se rejubile e exulte a terra, aplauda o mar com o que vive em suas águas; os campos com seus frutos rejubilem e exultem as florestas e as matas.
— Na presença do Senhor, pois ele vem, porque vem para julgar a terra inteira. Governará o mundo todo com justiça, e os povos julgará com lealdade.

Evangelho (Mc 11,11-26)
8ª Semana Comum - Sexta-feira 27/05/2016


Minha casa será chamada de oração

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Tendo sido aclamado pela multidão, 11Jesus entrou, no Templo, em Jerusalém, e observou tudo. Mas, como já era tarde, saiu para Betânia com os doze. 12No dia seguinte, quando saíam de Betânia, Jesus teve fome. 13De longe, ele viu uma figueira coberta de folhas e foi até lá ver se encontrava algum fruto. Quando chegou perto, encontrou somente folhas, pois não era tempo de figos. 14Então Jesus disse à figueira: “Que ninguém mais coma de teus frutos”. E os discípulos escutaram o que ele disse.
15Chegaram a Jerusalém. Jesus entrou no Templo e começou a expulsar os que vendiam e os que compravam no Templo. Derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos vendedores de pombas. 16Ele não deixava ninguém carregar nada através do Templo. 17E ensinava o povo, dizendo: “Não está escrito: 'Minha casa será chamada casa de oração para todos os povos?'. No entanto, vós fizestes dela uma toca de ladrões”. 18Os sumos sacerdotes e os mestres da Lei ouviram isso e começaram a procurar uma maneira de o matar. Mas tinham medo de Jesus, porque a multidão estava maravilhada com o ensinamento dele. 19Ao entardecer, Jesus e os discípulos saíram da cidade. 20Na manhã seguinte, quando passavam, Jesus e os discípulos viram que a figueira tinha secado até a raiz. 21Pedro lembrou-se e disse a Jesus: “Olha, Mestre: a figueira que amaldiçoaste secou”. 22Jesus lhes disse: “Tende fé em Deus. 23Em verdade vos digo, se alguém disser a esta montanha: 'Levanta-te e atira-te no mar', e não duvidar no seu coração, mas acreditar que isso vai acontecer, assim acontecerá. 24Por isso vos digo, tudo o que pedirdes na oração, acreditai que já o recebestes, e assim será. 25Quando estiverdes rezando, perdoai tudo o que tiverdes contra alguém, 26para que vosso Pai que está nos céus também perdoe os vossos pecados”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


28 de Maio de 2016

Um excelente e abençoado fim de semana! Oh Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós!

Oi... BOM DIA! BOA TARDE! BOA NOITE! - Tudo Bem? - O que nos faz a mente fechada? "Um burbilhão de apelos e vozes no dia-a-dia, o consumismo, a perda dos valores, e, sobretudo a perda da fé, da esperança e do amor aos demais."

Desejo um Lindo Domingo. "Que o Sol venha com sua luz e energia lhe despertar para um novo "dia"! Que o seu dia seja abençoado com muita luz! Hei!!! Sorria! O sorriso brilha, assim como o sol quando nasce: lindo, perfeito e contagiante! Vim lhe desejar um domingo de muita paz! Beijos carinhosos.

Feliz Sábado!

ÓTIMA SEXTA! BOM DIA! "Seja amado em todas partes o Sagrado Coração de Jesus."

HOMÍLIA DIÁRIA - Lc 9, 11b-17 - (CANÇÃO NOVA) - 26/05/2016


OUÇA E/OU LEIA AGORA A HOMÍLIA DIÁRIA

Nossa missão é levar a Eucaristia às pessoas

Precisamos ser alimento e Eucaristia na vida das pessoas, precisamos ser a presença viva de Cristo onde quer que estejamos
“Todas as vezes, de fato, que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, estareis proclamando a morte do Senhor, até que ele venha” (1Cor 11,26).


Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova
http://homilia.cancaonova.com/homilia/nossa-missao-e-levar-a-eucaristia-as-pessoas/

LEITURA ORANTE DO DIA 26/05/2016



LEITURA ORANTE

Lc 9,11b-17 - Banquete da vida: solenidade de Corpus Christi



Saudação
- A nós, a paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me para a Leitura, rezando:
Jesus Mestre, que dissestes:
"Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome,
eu aí estarei no meio deles",
ficai conosco,
aqui reunidos (pela grande rede da internet),
para melhor meditar
e comungar com a vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade:
iluminai-nos, para que melhor compreendamos
as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho:
fazei-nos dóceis ao vosso seguimento.
Sois a Vida:
transformai nosso coração em terra boa,
onde a Palavra de Deus produza frutos
abundantes de santidade e missão.
(Bv. Alberione)

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Lc 9,11b-17.
E Jesus os recebeu, falou a respeito do Reino de Deus e curou os que precisavam ser curados.
Estava anoitecendo, e por isso os doze apóstolos foram e disseram a Jesus:
- Mande esta gente embora. Eles podem ir aos povoados e sítios que ficam por perto daqui e lá encontrarão o que comer e onde ficar, pois este lugar é deserto.
Mas Jesus respondeu:
- Deem vocês mesmos comida a eles.
Os discípulos disseram:
- Só temos cinco pães e dois peixes. O senhor quer que a gente vá comprar comida para toda esta multidão?
Estavam ali mais ou menos cinco mil homens. Jesus ordenou aos seus discípulos:
- Mandem o povo sentar-se em grupos de mais ou menos cinqüenta pessoas.
Os discípulos obedeceram e mandaram que todos se sentassem. Aí Jesus pegou os cinco pães e os dois peixes, olhou para o céu e deu graças a Deus por eles. Depois partiu os pães e os peixes e os entregou aos discípulos para que eles distribuíssem ao povo. Todos comeram e ficaram satisfeitos, e os discípulos ainda encheram doze cestos com os pedaços que sobraram.
Refletindo
O grande ensinamento de Jesus neste fato, é que não é preciso muito dinheiro, nem as duzentas moedas de prata para “comprar pão” para o povo que o acompanhava. É preciso: repartir o que se tem, reunir e organizar o povo “em grupos de cem e de cinqüenta”, entregar a Deus o que se tem – “Jesus pegou os cinco pães e os dois peixes” -, confiar em Deus, acima de tudo – “olhou para o céu” -, agradecer – “deu graças a Deus”; distribuir às pessoas. Este é o novo Reino, a nova sociedade instituída por Jesus, onde o comércio é substituído pelo dom e pelo serviço aos demais. Nesta sociedade todos são satisfeitos e ainda há sobra: “recolheram doze cestos cheios de pães e peixes”.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Entro em diálogo com o texto.
Reflito e atualizo.
O que o texto me diz no momento?
Este texto me faz pensar em nossa sociedade onde muitos passam fome e outros têm em abundância e há tanto desperdício.
Meditando
Os bispos na Conferência de Aparecida lembraram os pobres que passam fome e outros tipos de pobreza: “Milhões de pessoas e famílias vivem na miséria e inclusive passam fome. Preocupam-nos também os dependentes das drogas, as pessoas com limitações físicas, os portadores e vítimas de enfermidades graves como a malária, a tuberculose e HIV – AIDS, que sofrem a solidão e se vêem excluídos da convivência familiar e social. Não nos esqueçamos também dos sequestrados e aqueles que são vítimas da violência, do terrorismo, de conflitos armados e da insegurança na cidade. Também os anciãos que, além de se sentirem excluídos do sistema produtivo, vêem-se muitas vezes recusados por sua família como pessoas incômodas e inúteis. Sentimos as dores, enfim, da situação desumana em que vive a grande maioria dos presos, que também necessitam de nossa presença solidária e de nossa ajuda fraterna. Uma globalização sem solidariedade afeta negativamente os setores mais pobres. Já não se trata simplesmente do fenômeno da exploração e opressão, mas de algo novo: da exclusão social. Com ela o pertencimento à sociedade na qual se vive fica afetado, pois já não se está abaixo, na periferia ou sem poder, mas se está de fora. Os excluídos não são somente “explorados”, mas “supérfluos” e “descartáveis”. (DAp 65).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo a
Oração do Ano Santo da Misericórdia

Senhor Jesus Cristo que nos ensinastes a
ser misericordiosos como o Pai celeste,
e nos dissestes quem vos vê, vê a Ele.

Mostrai-nos o teu rosto e seremos salvos.
O vosso olhar amoroso libertou Zaqueu e
Mateus da escravidão do dinheiro;
a adúltera e  Madalena de colocar
a felicidade apenas numa criatura;
fez Pedro chorar depois da traição,
e assegurou o Paraíso ao ladrão arrependido.

Fazei que cada um de nós considere,
como dirigida a si mesmo
as palavras que dissestes à mulher samaritana:
Se tu conhecesses o dom de Deus!

Vós sois o rosto visível do Pai invisível,
Do  Deus que manifesta sua onipotência sobretudo
com o perdão e a misericórdia.
Fazei que, a Igreja seja no mundo,
o rosto visível de vós,
seu Senhor, ressuscitado e na glória.

Vós quisestes que os vossos ministros
fossem também eles revestidos de fraqueza,
para sentirem justa compaixão por aqueles que
estão na ignorância e no erro:

Fazei que todos os se aproximarem
de cada um deles se sintam esperados,
amados e perdoados por Deus.
Enviai o vosso Espírito e consagrai-nos a
todos com a sua unção,
para que o Jubileu da Misericórdia
seja um ano de graça do Senhor
e vossa Igreja possa, com renovado entusiasmo,
levar aos pobres a alegre mensagem,
proclamar aos cativos e oprimidos a libertação
e aos cegos restaurar a vista.

Nós vo-lo pedimos por intercessão de Maria,
Mãe da Misericórdia,
a vós que viveis e reinais
com o Pai e o Espírito Santo,
pelos séculos dos séculos.
Amém!

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. Vou viver a solidariedade para com os que sofrem.

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Sugerimos também uma Hora de Adoração Eucarística

1. Introdução
“A Visita Eucarística faz-nos ver tudo sob uma nova luz. Na Família Paulina, nasceu há mais de cinqüenta anos.Foi numa noite de adoração, quando Deus nos fez compreender que ao iniciar o novo século tínhamos que estabelecer a vida sobre a Eucaristia” (Bem-aventurado Alberione, 1952)

"Dividimos a Visita em três partes", de vinte minutos cada.

“Nada temam. Eu estou com vocês” (Jo 14,1;Mt 28,20)
- “Na primeira parte, adoramos a Jesus Verdade. Temos imensa necessidade de conhecimento, de sabedoria.
Por isso, pedimos ao Senhor o saber (verdades naturais e sobrenaturais) e o aumento da Fé.
O objetivo é conhecer a Jesus Verdade, pedindo-lhe a graça do caminho da santidade."(HM, IV, 64-66).
a)    Colocamo-nos  na presença de Deus.
b)    Fazemos uma leitura espiritual. De preferência seja do Evangelho ou das Cartas de são Paulo. Ou algum livro que ajude a meditar.
c)    Concluímos com uma oração simples, pedindo a graça de viver a Verdade, proposta por Jesus.

“Tenham o coração arrependido” (Mc 1,15)

- "Na segunda parte honramos a Jesus Caminho. Admiramos os exemplos de Jesus e espelhamos nossa vida na dele, procurando dar-lhe a forma do Mestre" (HM, IV, 64-66).

Sugestões práticas

a)    Fazemos o exame de consciência, confrontando nossa conduta com a de Jesus.
b)    Concluimos com a oração, por exemplo, de algum mistério doloroso, do Ato de Contrição ou outra oração.

“Daqui quero iluminar” (Jo 8,12).
"Na terceira parte honramos a Jesus Vida. A Ele pedimos as graças que nos são mais necessárias. 'Pedi e recebereis'.(HM, IV, 64-66).

Sugestões práticas
a)    Pedimos as graças necessárias: dons do Espírito Santo, piedade, vivência da caridade..”

2. Faço o meu programa:
Meu nome:.............................................................
Meu horário de Visita Eucarística:................................

3. Roteiro para a Visita Eucarística

Preparação
1º Junto ao Sacrário, minha “tenda de encontro”, (Ex 33,7) acolho a Santíssima Trindade, rezando:
Em nome do Pai, do Filho e  do Espírito Santo.
Trindade  Santíssima
 - Pai, Filho, Espírito Santo -
presente e atuante na Igreja
e na profundidade do meu ser,
eu vos adoro, amo e agradeço.
Canto: Deus não está longe de cada um de nós.
Nele vivemos, nos movemos e existimos(At 17,27b,28)
Nesta Visita a Jesus Mestre Eucarístico retribuo a Ele a Visita que me fez pela Comunhão, na Missa.
Crio em volta de mim um espaço de silêncio.
O bem-aventurado Alberione nos sugere uma postura: “sentemo-nos aos pés de Jesus Eucarístico e digamos:
Vós sois o Caminho, quero seguir vossos passos e imitar vossos exemplos.
Vós sois a Verdade: iluminai-me!
Vós sois a Vida: dai-me a vossa graça!” (ER I 132).

2º Sentindo-me membro do Corpo de Cristo (1Cor 12,27ss), acolho a todos os outros membros formando com eles uma  “comunidade orante”.

Saúdo e me uno a esta comunidade: Maria Mãe de Jesus, são Paulo, pessoas com quem convivo, todos os crentes e não crentes.
Recordo ainda, todas as realidades: “as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens e mulheres de hoje sobretudo dos pobres e de todos aqueles que sofrem, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo. Não há realidade alguma verdadeiramente humana que não encontre eco no seu coração”. (GS 1).
Creio, meu Deus, que estou diante de Ti.
Que me vês e escutas as minhas orações.
Tu és tão grande e tão santo: eu te adoro.
Tu me deste tudo: eu te agradeço.
Foste tão ofendido por mim:
eu te peço perdão de todo o coração.
Tu és tão misericordioso: eu te peço todas as graças
que sabes serem necessárias para mim.

Continuo a Visita Eucarística com o método Verdade, Caminho, Vida (ou da Leitura Orante)

1. LEITURA (Verdade)
Antes da Leitura da Palavra
Jesus Mestre, creio com viva
que estais aqui presente, junto de mim,
para indicar-me o caminho que leva ao Pai.
Iluminai minha mente, movei meu coração,
para que a Palavra produza em mim frutos de vida.
- O que diz o texto?
Leio, na Bíblia, o texto indicado para o dia, devagar, e atentamente. Releio. Demoro em alguma expressão mais forte. Procuro compreendê-la.
Depois da Leitura da Palavra, rezo:
Jesus Mestre,
agradeço-vos pelas luzes que me destes na Palavra. Perdoai-me, pelos limites que me impediram de fazê-la melhor.
Ofereço-vos a resolução que tomei
e que espero viver,pela vossa graça.
Maria, Rainha dos Apóstolos, rogai por nós!
São Paulo Apóstolo, rogai por nós!
Canto: A Palavra está perto de ti,
Em tua boca, em teu coração. (Rm 10,8)

2. MEDITAÇÃO (Caminho)
-  O que a Palavra diz para mim?
Recordo outros textos bíblicos relacionados.
Atualizo, trazendo o texto para hoje.
Espelho na Palavra a minha vida, a comunidade e o mundo.
Faço o exame de consciência, como orienta o Bem-aventurado Alberione.
Passos para o exame de consciência:
Recordo os momentos e as situações em que percebi a presença de Deus.
Agradecimento a Deus por  todas as graças recebidas.
Exame. Examino-me desde a hora em que me despertei, a cada momento, sobre os pensamentos, palavras, ações, sentimentos.
Arrependimento. Peço perdão a Deus pelas faltas e omissões.
Proponho-me viver conforme à vontade de Deus.
Rezo, como Moisés, que disse:
Senhor, se gozo do teu favor, peço-te,
caminha conosco. Perdoa nossas faltas,e acolhe-nos como propriedade tua! (Nm 6,24-27)
Canto: Até que Cristo se forme em  vós,  em mim, em ti, em nós. (Gl  4,19)
Faço, em silêncio, adoração e pedidos.

3. ORAÇÃO (Vida)
O que o texto me faz dizer a Deus?
Faço, em silêncio, adoração e pedidos.
E peço a Jesus Mestre
Jesus Mestre, santificai minha mentee aumentai minha fé.Jesus, Mestre vivo na Igreja,atraí todos à vossa escola.Jesus Mestre, libertai-me do erro,dos pensamentos inúteis e das trevas eternas.Jesus Mestre, caminho entre o Pai e nós,tudo vos ofereço e de vós tudo espero.Jesus, caminho da santidade,tornai-me vosso fiel seguidor.Jesus caminho, tornai-me perfeitocomo o Pai que está nos céus.Jesus vida, vivei em mim, para que eu viva em vós.Jesus vida, não permitais que eu me separe de vós.Jesus vida, fazei-me viver eternamentena alegria do vosso amor.Jesus verdade, que eu seja luz para o mundo.Jesus caminho, que eu sejavossa testemunha autêntica diante dos homens.Jesus vida, fazei que minha presença contagie a todos com o vosso amor e a vossa alegria.
Canto: Eu sei, eu sei, eu sei em quem acreditei/
Eu sei, eu sei em quem acreditei. (2Tm 1,12)

4. CONTEMPLAÇÃO/ MISSÃO (Vida)
- Qual o novo olhar que a Palavra despertou em mim?
Assumo um compromisso.
E anoto, a cada dia,  numa pequena agenda, a síntese da oração:
VERDADE (Palavra mais forte);
CAMINHO (apelos,exame);
VIDA (compromisso)

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
-Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Canto Final: Toda língua proclame “Jesus Cristo é Senhor para a glória de Deus Pai “(Fl 2,11)

Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br
http://leituraorantedapalavra.blogspot.com.br/