domingo, 24 de novembro de 2013

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 25/11/2013

25 de Novembro de 2013

Ano C


Lc 21,1-4

Comentário do Evangelho

É a atitude de entrega total que conta.

Depois de expulsar os comerciantes do Templo, Jesus elogia a atitude de uma viúva necessitada que depositou no cofre do Templo duas moedinhas, em contraste com as pessoas ricas que também depositavam suas ofertas. No reino inaugurado por Jesus, a quantidade passa a ser absolutamente secundária. É a atitude de confiança e de entrega total que conta e é exigida. As duas moedas depositadas pela viúva no cofre foram muito mais do que os ricos depositaram. Jesus mesmo explica: as pessoas ricas (cf. v. 1) ofertaram “parte do que tinham de sobra, mas ela, da sua pobreza, ofereceu tudo que tinha para viver” (v. 4). Nesse sentido, a viúva é imagem de Cristo que ofereceu toda a sua vida a Deus.
Carlos Alberto Contieri, sj
ORAÇÃO
Pai, dá-me um coração de pobre, capaz de partilhar até do que me é necessário, porque confio totalmente no teu amor providente.

Vivendo a Palavra

Dar tudo o que temos significa que nós não baseamos a nossa segurança no que guardamos, mas nos entregamos pobres e desarmados nas mãos fortes e misericordiosas do nosso Pai Celeste. Como aquela viúva, também nós colocamos o coração onde está o nosso tesouro. Tomara que seja em Deus!

Reflexão

Muitas vezes somos injustos com as pessoas porque fazemos do elemento quantitativo a principal fonte dos nossos juízos e das nossas decisões em relação a elas. Assumindo os critérios do mundo, o número cada vez mais torna-se o principal critério para a nossa avaliação. Jesus nos mostra que diante de Deus, devemos pensar de forma diferente. Não é o quanto foi dado que manifesta a generosidade da pessoa, mas o como, o porquê e o significado da quantia que são realmente importantes, pois nos revela o relacionamento da pessoa com Deus e o seu envolvimento com ele.

Recadinho


Que valor dou aos bens materiais? - E minha oferta como é? - Nas estradas da vida há cenas que nos chocam, devido ao tamanho do sofrimento humano. Ter, gastar, sem partilhar, é triste! Qual é meu modo de agir? - É preciso saber partilhar os bens e o que temos no coração, com os que encontramos pelas esquinas da vida. Posso dizer que sei partilhar? - Deus não se preocupa com a quantidade de nossa doação, mas com o amor que vai nela. Coloco amor em tudo?
Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R

REFLEXÕES DE HOJE


25 DE NOVEMBRO – SEGUNDA


Liturgia comentada

Da sua penúria... L
c 21, 1-4

Esta viúva pobrezinha do Evangelho está na contramão do sistema capitalista. Desde criança, ouvimos frases como esta: “Quem dá o que tem, a precisar vem!” Trabalhar para acumular dinheiro, terras e rebanhos sempre foi reconhecido como uma virtude. Os homens ainda são elogiados por terem sucesso neste campo. Já o “mão-aberta” é visto como um esbanjador sem juízo. Muitas vezes, os economistas comparam brasileiros e japoneses, realçando nestes últimos a sua capacidade de poupança.
Ora, a pobre viúva elogiada por Jesus faz exatamente o contrário: tinha pouco, quase nada, duas ínfimas moedinhas de cobre. Pois o pouco que possuía, ela doou como esmola, no cofre do Templo de Jerusalém. Em sua generosa simplicidade, quis dessa maneira manifestar a Deus o seu sentimento religioso.
A gente simples do povo ainda costuma fazer coisas semelhantes: gastam dinheiro com velas votivas e ex-votos, com romarias e peregrinações, doam cabeças de seu pequeno gado para leilões do santo padroeiro. É verdade que nas classes mais ricas, a generosidade também existe, ainda que em menores proporções. Quando o coração humano fica preso aos bens materiais, logo perde sua capacidade de doação. Segundo os párocos, a maior parte dos dizimistas sai das camadas mais pobres da população.
Mas não é só com doações em dinheiro que a generosidade se manifesta. Muita gente é generosa em doar seu tempo, como voluntários em creches e hospitais, evangelizando nas penitenciárias, rezando nas enfermarias, organizando associações em favelas e bairros de periferia. Tal como a viúva no Templo, cada um dá “de sua penúria”.
Na 2ª Carta aos Coríntios, Paulo exorta: “Dê cada um conforme o impulso de seu coração, sem tristeza nem constrangimento. Deus ama o que dá com alegria. Poderoso é Deus para cumular-vos com toda espécie de benefícios, para que tendo sempre e em todas as coisas o necessário, vos sobre ainda muito para toda espécie de boas obras.” (2Cor 10, 7-8)
E nós? Temos partilhado com os outros a abundância de dons que de Deus recebemos?
rai sem cessar: “Como retribuir ao Senhor todo o bem que me fez?” (Sl 116, 12)
Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.
santini@novaalianca.com.br
Quando dermos algo para Deus, o façamos de todo o coração
Quando dermos algo para Deus, o façamos de todo o coração. Não há nada mais agradável a Ele do que a nossa generosidade. Generoso é aquele que dá de dentro de si.
“Pois todos eles depositaram, como oferta feita a Deus, aquilo que lhes sobrava. Mas a viúva, na sua pobreza, ofertou tudo quanto tinha para viver” (Lc 21,4).
Que beleza é o Evangelho de hoje! Nele, vemos que Jesus não se importa com a quantidade, não presta atenção no quanto as pessoas estão levando ao Templo; Ele olha as atitudes, aquilo que realmente vem do coração de cada um. 
Pessoas ricas, de todas as qualidades de vida iam ao Templo e, lá, deixavam ofertas, tesouros. Mas uma pobre viúva levou apenas duas pequenas moedas. Que exemplo o óbulo dela! Foi a oferta mais generosa que o Senhor recebeu, pois ela deu tudo o que tinha para a casa do Senhor. 
Os outros, talvez, até tenham doado mais, no entanto, deram as sobras, aquilo que não lhes faria falta; deram como dão a qualquer outra instituição, para qualquer outra pessoa, como se doassem em um restaurante ou em qualquer coisa parecida. 
Nós, quando dermos algo para Deus, o façamos de todo o coração. Não há nada mais agradável a Ele do que a nossa generosidade. Generoso é aquele que dá de dentro de si. Às vezes, materialmente, pode ser que não tenhamos nada para dar, mas temos a vida, a capacidade, as mãos, os dons, os talentos. Quantas pessoas negam seus talentos para o Reino de Deus! Quantas pessoas não querem se comprometer com Ele! Há ainda os que, quando vão à Igreja, reclamam e dizem mal de quem trabalha, de quem doa. 
Se o seu coração é livre, desapegado, não é escravo do dinheiro, doe com o coração aberto, de mãos abertas, de forma generosa. 
A preocupação do Senhor é saber se o dinheiro nos escraviza, se ele faz de nós pessoas avarentas, escravas das posses. O que Ele quer é que sejamos livre para servi-Lo. Uma das maneiras de conseguir isso é sendo generoso, inclusive com os bens materiais que possuímos. 
Que nós aprendamos, com a viúva do Evangelho de hoje, a darmos o melhor de nós para o Senhor. 
Deus abençoe você!


Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.Facebook Twitter
LEITURA ORANTE

Lc 21,1-4 - "Deu tudo o que tinha para viver"


Ela deu tudo o que tinha para viver

e comunhão em torno da Palavra com todas as pessoas que circulam n
este ambientePreparo-me para a Leitura Orante, fazendo uma rede de comunicação
virtual. Rezamos em sintonia com a Santíssima Trindade.
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém

1. Leitura (Verdade) 
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Lc 21,1-4. A oferta da viúva pobre
Jesus estava no pátio do Templo, olhando o que estava acontecendo, e viu os ricos pondo dinheiro na caixa das ofertas. Viu também uma viúva pobre, que pôs ali duas moedinhas de pouco valor. Então ele disse:
- Eu afirmo a vocês que esta viúva pobre deu mais do que todos. Porque os outros deram do que estava sobrando. Porém ela, que é tão pobre, deu tudo o que tinha para viver.

Nesta passagem do Evangelho Jesus chama a atenção para o perigo das aparências, alerta para o egoísmo e a vaidade que colocam o "eu" em primeiro lugar. Muitos ricos davam muito dinheiro. Os que depositam sua oferta diziam em voz alta o valor depositado. Era uma forma de se fazerem reconhecidos, avaliados como pessoas generosas, ricas. A viúva pobre pôs duas moedinhas de pouco valor. Era já discriminada por ser mulher, pobre e viúva. No entanto, aos olhos de Deus, deu mais do que todos os outros. "Deu tudo o que tinha para viver". Os valores para Jesus não são medidos pela quantidade, mas pela qualidade, pelo gesto.  É diferente dar uma esmola e dar tudo. Os que deram esmolas, deram o que lhes era supérfluo e não os fazia carentes, nem o dinheiro lhes fazia falta. A viúva sim, pode sentir a insegurança material, mas sua confiança em Deus era muito maior do que o que tinha. Não são os valores econômicos que contam, mas a capacidade de crer, de partilhar.

2. Meditação (Caminho) 
O que o texto diz para mim, hoje?
Os bispos na Conferência de Aparecida lembraram: "A Igreja católica na América Latina e no Caribe, apesar das deficiências e ambiguidades de alguns de seus membros, tem dado testemunho de Cristo, anunciado seu Evangelho e oferecido seu serviço de caridade principalmente aos mais pobres, no esforço por promover sua dignidade e também no empenho de promoção humana nos campos da saúde, da economia solidária, da educação, do trabalho, do acesso à terra, da cultura, da habitação e assistência, entre outros". (DAp 98).
E eu me interrogo:
Vivo esta solidariedade da Igreja?
Ou vivo um sentimento de bem-estar egoísta? 

3.Oração (Vida) 
O que o texto me leva a dizer a Deus?
 
Rezo, espontaneamente, com salmos e concluo com a oração do bem-aventurado Alberione,

Oração a Jesus Mestre

Jesus Mestre, quero
pensar com a tua inteligência e com a tua sabedoria.

Amar com o teu Coração...
Ver sempre com os teus olhos.
Falar com a tua língua.
Ouvir somente com teus ouvidos.
Saborear aquilo que tu gostas.
Que as minhas mãos sejam as tuas.
Que os meus pés sigam os teus passos.
Quero rezar com as tuas orações.
Tratar as outras pessoas como Tu as trata.
Celebrar como tu te imolaste.
Quero estar em ti e que tu estejas em mim.
(Bem-aventurado Tiago Alberione)

4. Contemplação (Vida/Missão)
Qual meu novo olhar a partir da P
alavra?
Sinto-me discípulo/a de Jesus? 
Meu olhar deste dia será iluminado pela presença de Jesus Cristo, e pela sua proposta de solidariedade e reconhecimento dos valores dos mais pobres.
Rezo com o bem-aventurado Alberione: 
Jesus e Maria, dai-me a vossa bênção: 
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém 

Irmã Patrícia Silva, fsp
Oração Final
Pai Santo, dá-nos ser desapegados dos bens que nos emprestas, generosos para partilhá-los com os companheiros de peregrinação e humildes para reconhecer que tudo é dom de tua misericórdia. Que sejamos alegres e fonte de esperança para todos, te pedimos pelo Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.

LITURGIA DIÁRIA 25/11/2013


Tema do Dia

«A viúva depositou tudo o que possuía para viver.»

Lemos hoje como Daniel e seus companheiros se prepararam para servir ao rei. Eles recusaram as refeições da mesa real que lhes eram oferecidas, pois eram vegetarianos. A aparência e a inteligência deles fizeram com que fossem escolhidos pelo rei.

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda
e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame
 e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por
 todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores
se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos
a vida eterna. Amém.

Verde. 2ª-feira da 34ª Semana Tempo Comum


Primeira Leitura (Dn 1,1-6.8-20)
34º Semana Comum
Segunda-feira 25/11/13

Início da Profecia de Daniel.

1No terceiro ano do reinado de Joaquim, rei de Judá, Nabucodonosor, rei da Babilônia, avançou sobre Jerusalém e pôs-lhe cerco; 2o Senhor entregou em suas mãos Joaquim, rei de Judá, e parte dos vasos da casa de Deus, e ele os levou para a terra de Senaar, para o templo de seus deuses, depositando os vasos no tesouro dos deuses.
3Então o rei ordenou ao chefe dos eunucos, Asfenez, para que trouxesse, dentre os filhos de Israel, alguns jovens de estirpe real ou de família nobre, 4sem defeito físico e de boa aparência, preparados com boa educação, experientes em alguma ciência e instruídos, e que pudessem estar no palácio real, onde lhes deveriam ser ensinadas as letras e a língua dos caldeus.
5O rei fixou-lhes uma ração diária da comida e do vinho de sua mesa, de tal modo que, assim alimentados e educados durante três anos, eles pudessem no fim entrar para o seu serviço.
6Havia, entre esses moços, filhos de Judá, Daniel, Ananias, Misael e Azarias. 8Ora, Daniel decidiu secretamente não comer nem beber da mesa do rei por convicções religiosas, e pediu ao chefe dos eunucos que o deixasse abster-se para não se contaminar.
9Deus concedera que Daniel obtivesse simpatia e benevolência por parte do mordomo. Este disse-lhes: “Tenho medo do rei, meu Senhor, que determinou alimentação e bebida para todos vós; 10se vier a perceber em vós um aspecto mais abatido que o dos outros moços da vossa idade, estareis condenando minha cabeça perante o rei”.
11Mas disse Daniel ao guarda que o chefe dos eunucos tinha designado para tomar conta dele, de Ananias, Misael e Azarias: 12“Por favor, faze uma experiência com estes teus criados por dez dias, e nos sejam dados legumes para comer e água para beber; 13e que à tua frente seja examinada nossa aparência e a dos jovens que comem da mesa do rei, e, conforme achares, assim resolverás com estes teus criados”.
14O homem, depois de ouvir esta proposta, experimentou-os por dez dias. 15Depois desses dez dias, eles apareceram com melhor aspecto e mais robustos do que todos os outros jovens que se alimentavam com a comida do rei.
16O guarda, desde então, retirava a comida e bebida deles para dar-lhes legumes.17A esses quatro jovens Deus concedeu inteligência e conhecimento das letras e das ciências, e a Daniel, o dom da interpretação de todos os sonhos e visões.
18Terminado, pois, o prazo que o rei tinha fixado para a apresentação dos jovens, foram estes trazidos à presença de Nabucodonosor pelo chefe dos eunucos. 19Depois de o rei lhes ter falado, não se achou ninguém, dentre todos os presentes, que se igualasse a Daniel, Ananias, Misael e Azarias. E passaram à companhia do rei. 20Em todas as questões de sabedoria e entendimento que lhes dirigisse, achava o rei neles dez vezes mais valor do que em todos os adivinhos e magos que haviam em todo o reino.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Responsório (Dn 3,52s.)
34º Semana Comum
Segunda-feira 25/11/13

— A vós louvor, honra e glória eternamente!
— A vós louvor, honra e glória eternamente!

— Sede bendito, Senhor Deus de nossos pais. A vós louvor, honra e glória, eternamente! Sede bendito, nome santo e glorioso. A vós louvor, honra e glória, eternamente!
— No templo santo onde refulge a vossa glória. A vós louvor, honra e glória, eternamente! Em vosso trono de poder vitorioso. A vós louvor, honra e glória, eternamente!
— Sede bendito, que sondais as profundezas. A vós louvor, honra e glória, eternamente! E superior aos querubins vos assentais. A vós louvor, honra e glória, eternamente!
— Sede bendito no celeste firmamento. A vós louvor, honra e glória, eternamente!


Evangelho (Lc 21,1-4)
34º Semana Comum
Segunda-feira 25/11/13


A oferta das viúva pobre.

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus ergueu os olhos e viu pessoas ricas depositando ofertas no tesouro do Templo. 2Viu também uma pobre viúva que depositou duas pequenas moedas. 3Diante disso, ele disse: “Em verdade vos digo que essa pobre viúva ofertou mais do que todos. 4Pois todos eles depositaram, como oferta feita a Deus, aquilo que lhes sobrava. Mas a viúva, na sua pobreza, ofertou tudo quanto tinha para viver”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a blia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações
que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática.
Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedeis todos por mim. Amém

TENHAM UMA SEMANA ABENÇOADA!!! EM NOME DO PAI, FILHO E DO ESPÍRITO SANTO. AMÉM.

BOM DIA! - Faça do dia de hoje, um novo recomeço, deixe para ontem as coisas ruins e siga em frente, de cabeça erguida, pois sob o olhar dEle, você vencerá!

FELIZ SEGUNDA-FEIRA!!! - "Ó Senhor, Tu nos fazes prosperar, tudo o que conseguimos é feito por Ti." Isaías 26,12

BOA NOITE! - "No coração da Igreja, minha MÃE, serei o AMOR." Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face

GIFS NATALINAS





TERÇOS – VÍDEOS

TERÇO DA DIVINA PROVIDÊNCIA
 

TERÇO DE CURA E LIBERTAÇÃO
 

TERÇO DA FÉ
 

TERÇO DO ESPÍRITO SANTO
 

TERÇO DA LIBERTAÇÃO CANTADO - JOÃO GREGÓRIO

TERÇO DA MISERICÓRDIA - VÍDEOS






"Quando rezarem este Terço junto aos agonizantes, Eu me colocarei entre o Pai e a alma agonizante, não como justo Juiz, mas como Salvador misericordioso".

JESUS, EU CONFIO EM VÓS!!!

Oração do Angelus - Padre Antonello - VÍDEO


LITURGIA DAS HORAS

Clique no ícone abaixo
para acesso à Hora Canônica

Mensagens diárias prá vc

Terço - Mistérios Gloriosos - Quarta-Feira e Domingo


Terço do Rosário: Mistérios Gloriosos