sexta-feira, 20 de junho de 2014

TERÇOS – VÍDEOS


Acesse:

1 - Terço da Divina Providência - http://youtu.be/5mzUbLl_P48

2 - Terço de Cura e Libertação - http://youtu.be/TWmZ47JoC0I

3 - Terço da FÉ - http://youtu.be/-I1tuBSDtkU

4 - Terço do Espírito Santo - http://youtu.be/BJqMkwQsOeQ

5 - Terço da Libertação Cantado - http://youtu.be/9ofE4VoEZPU

TERÇO DA MISERICÓRDIA - VÍDEOS - APRENDA A REZAR O TERÇO DA MISERICÓRDIA






"Quando rezarem este Terço junto aos agonizantes, Eu me colocarei entre o Pai e a alma agonizante, não como justo Juiz, mas como Salvador misericordioso".

JESUS, EU CONFIO EM VÓS!!!

APRENDA A REZAR O TERÇO DA MISERICÓRDIA



Para ser rezado nas contas do terço

No começo:

Pai nosso, que estais no céus, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco; bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

Creio em Deus Pai, todo poderoso, criador do Céu e da Terra; e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor; que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia; subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espirito Santo, na santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna Amém.

Nas contas de Pai Nosso, dirás as seguintes palavras usando o terço de Maria:

Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e o Sangue, a Alma e a Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e dos do mundo inteiro.

Nas contas de Ave Maria rezarás as seguintes palavras:

Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.

No fim, rezarás três vezes estas palavras:

Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro” 
(Diário, 476).

Oração do Angelus - Padre Antonello - VÍDEO - Como rezar o Ângelus






Como rezar o Ângelus:

1) O Anjo do Senhor anunciou a Maria
- E Ela concebeu pelo poder do Espírito Santo.
Ave Maria...

2) Eis aqui a serva do Senhor.
- Faça-se em Mim segundo a vossa palavra.
Ave Maria...

3) E o Verbo Divino se fez homem,
- e habitou entre nós.
Ave Maria...

4) Rogai por nós, Santa Mãe de Deus,
- para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos: Derramai ó Deus, a Vossa graça em nossos corações, para que, conhecendo pela mensagem do anjo a encarnação do Vosso filho, cheguemos por Sua Paixão e Cruz à glória da ressurreição. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

Glória ao Pai... (repete-se 3 vezes)

LITURGIA DAS HORAS

Clique no ícone abaixo
para acesso à Hora Canônica

Mensagens diárias prá vc

Terço - Mistério Gozosos - Segunda-Feira e Sábado


Terço do Rosário: Mistérios Gozosos




HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 21/06/2014

21 de Junho de 2014

ANO A


Mt 6,24-34

Comentário do Evangelho

Não se pode viver uma vida de ambigüidade

Como sugerimos acima, o ser humano não pode deixar de decidir, nem viver a sua vida de fé na ambiguidade (servir a dois senhores). A preocupação excessiva com os bens terrenos se opõe a Deus e reivindica o lugar de Deus: “Ninguém pode servir a dois senhores… Não podeis servir a Deus e ao dinheiro” (v. 24). O discípulo deve rejeitar a ambiguidade e viver a sua vida na confiança em Deus: “Vosso Pai que está nos céus sabe que precisais de tudo isso” (v. 32). Não é convite ao comodismo ou à passividade, mas à confiança, “fazendo tudo como se tudo dependesse de nós, e esperando tudo como se tudo dependesse de Deus” (Santo Inácio de Loyola).
Carlos Alberto Contieri, sj
Oração
Pai, centra toda minha vida na busca do teu Reino e na justiça que dele vem, de forma que nenhuma outra preocupação possa ser importante para mim.

Vivendo a Palavra

O dia de hoje é o presente que recebemos do Pai Misericordioso, Vivamo-lo agradecidos, conscientes de que já estamos caminhando nas estradas do seu Reino de Amor. Nem angústia pelo passado, nem ansiedade diante do futuro. Simplesmente nossa entrega confiante aos cuidados do Pai, que fará de nós fontes de esperança para os irmãos de caminhada.

Reflexão

A vida moderna é cada vez mais marcada pela satisfação de necessidades urgentes criadas pela sociedade e pela cultura. A busca da satisfação dessas necessidades nos ocupa praticamente o tempo todo e nunca obtém pleno sucesso, pois sempre fica faltando alguma coisa. Por que acontece isso? É porque a pessoa contemporânea deixou de lado o Deus verdadeiro para se colocar ao serviço dos deuses que marcam o paganismo moderno, como o dinheiro, o prazer e o poder, e esses deuses nunca estão satisfeitos e nem trazem satisfação para o coração humano. É claro que não devemos nos alienar, nos afastar do mundo como se ele fosse uma coisa má, mas não distanciamento não pode significar servidão aos deuses e mitos da modernidade.

Recadinho


Procuro em primeiro lugar o Reino de Deus e sua justiça? - Ou sou daqueles que ficam só se preocupando com os acréscimos, desprezando o Reino de Deus? - Será que as preocupações do dia a dia não estão sufocando o crescimento do Reino de Deus em nosso coração? - Que lição nos dá a Bíblia quando nos adverte que há tempo para tudo? - Posso dizer com segurança que toda a minha vida é centrada na vivência da Eucaristia?
Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R

Comentário do Evangelho

CONFIAR NA PROVIDÊNCIA

Nada mais contrário à espiritualidade do Sermão da Montanha do que a ansiedade por causa da sobrevivência pessoal, em termos de satisfação das necessidades materiais. A preocupação exagerada em relação aos bens deste mundo revela que a opção fundamental do discípulo do Reino está alicerçada na própria segurança e nos esforços humanos para consegui-la, e não em Deus. Quem orienta sua vida pela busca do Reino de Deus e sua justiça, não tem por que deixar-se dominar pela avidez de bens materiais. O olhar do discípulo centra-se no que é essencial. O resto vem-lhe por acréscimo.
Numa sociedade como a nossa, em que somos pressionados a consumir e acumular para garantir o nosso futuro, e na qual se exalta o valor do trabalho, da produção e da planificação, é desafiador por em prática este ensinamento de Jesus. Muitos irão considerá-lo utópico e impraticável. Outros acharão que seus destinatários são um pequeno grupo de pessoas especiais, capazes de se manterem radicalmente livres diante do consumismo moderno. Outros, ainda, o tomarão como fundamento de uma religião ecológica, baseada num estilo de vida espontâneo, sem preocupações.
Nada disto corresponde ao pensamento de Jesus. Seu esforço concentrou-se em levar os discípulos a terem confiança total em Deus e na sua providência. Esta será a opção orientadora de suas vidas, eles saberão como colocá-la em prática.
Oração
Espírito de fé na Previdência, num mundo que valoriza a acumulação de bens, ensina-me a viver uma vida despojada, totalmente confiada no amor previdente do Pai.
(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês)
Oração
Ó Deus, fonte dos dons celestes, reunistes no jovem Luís Gonzaga a prática da penitência e a admirável pureza de vida. Concedei-nos, por seus méritos e preces, imitá-lo na penitência, se não o seguimos na inocência. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

REFLEXÕES DE HOJE



HOMILIA
COMO VENCER A ANSIEDADE? Mt 6,24-34
Você é ansioso e tem vivido em ansiedade? Pois, bem, quero através deste texto do Evangelho de hoje, mostrar o caminho para a vitória sobre a ansiedade, a insegurança. Olha meu irmão. Sabia que quando damos vazão à ansiedade em nossos corações, estamos cultivando o sentimento de insegurança, que é algo que não vem de Deus? Na realidade, o ansioso não confia que Deus possa agir em tal área de sua vida, ele cultiva a ansiedade em saber como será o casamento daqui vinte anos, ansiedade por um negócio que ainda não se concretizou, ansiedade em possuir, em ter, em comprar, ansiedade em terminar aquele curso, ansiedade pelo nascimento de um filho e até ansiedade em esperar as promessas de Deus.
Ontem como hoje, Jesus nos exorta seus discípulos a não viverem na ansiedade, a não se preocuparem, é como se Jesus estivesse dizendo em outras palavras: "Relaxe! No Stress, fique tranqüilo, deixa comigo". Quando nos preocupamos (ansiedade) com as coisas da vida (Comida, bebida e vestuário) nos esquecemos das coisas de Deus. Quando focamos nossa vida e direcionamos nossas forças em buscar as realizações de nossos desejos carnais, não fazemos a vontade de Deus, pois deixamos a ansiedade tomar conta. Podemos dizer que a ansiedade atrapalha a vida cristã. Jesus procura combater a ansiedade de seus discípulos, que haviam deixado tudo para segui-lo, basta ver, as inúmeras vezes que aparece à expressão: "Não se preocupem" (5 vezes).
Nunca se esqueça o que está em Romanos 8,37 “ somos mais do que vencedores, por meio de Cristo Jesus”! Na cruz Jesus nos fez mais que vencedores, e nos deu a vitória sobre todas as coisas.
Optando em servir somente a Deus deixaremos de lado o conflito que deveria existir em nós e sabemos que uma das primeiras orientações que Deus falou ao seu povo através de Moisés em Êxodo 20:1-6 é o culto exclusivo a ele, o serviço dedicado somente a Deus. Fica claro que Deus não divide o trono com ninguém, nem do universo e nem do nosso coração. O cristão precisa estar atento ao seu contexto, vivemos em uma sociedade do culto ao dinheiro, basta ligarmos um aparelho de TV, acessarmos a Internet, lermos uma revista, olharmos para as propagandas espalhadas pela cidade: "Compre, tenha, é seu, troque seu carro por uma ainda melhor, vai pagar quanto, tudo em 1000 vezes sem juros, compre e ganhe". Vivemos na era da ideologia do consumo. Os meios massivos de comunicação se encarregam de difundir, tanto nos bairros ricos como nas favelas dos grandes centros urbanos, a imagem de felicidade. Infelizmente uma felicidade passageira!
Podemos afirmar que a vitória sobre a ansiedade acontece quando optamos em servir somente a Deus, de viver segundo a sua vontade, seus princípios e suas ordenanças para nossas vidas. Podemos afirmar que a ansiedade é fruto do amor ao dinheiro, do serviço ao dinheiro (1 Timóteo 6,10). Nota: "O dinheiro é um ótimo servo, mas um péssimo senhor". Nunca se esqueça que servir a Deus é a melhor opção, basta nos lembrarmos do Salmo 40,4: "Como é feliz o homem que põe no Senhor a sua confiança e não vai atrás dos orgulhosos (idolatras) dos que se afastam para seguir deuses falsos", e de Marcos 12,29-30 onde Jesus nos ensina a amarmos a Deus acima de todas as coisas.
Como vencer a ansiedade? Creio que se optarmos em servir somente a Deus, se crermos que ele é nosso Pai Celestial e se esperarmos em suas promessas, com toda certeza teremos a vitória sobre a ansiedade. Algo que ficou claro em nosso coração é que viver em ansiedade é pecado, pois demonstra nossa falta de dependência e confiança em Deus, no seu cuidado e provisão, por isso que possamos seguir as orientações do Apóstolo Pedro: "Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês" (1 Pedro 5,7). Que Deus nos abençoe e nos ajude a caminharmos em vitória sobre a ansiedade e nos ajude a resistirmos a toda proposta de estilo de vida consumista, vivendo uma vida simples e que glorifique a Deus. Em nome de Jesus, Amém!
Fonte Padre Bantu Mendonça Katchipwi Sayla
HOMILIA
Não permitamos que o dinheiro se torne o deus de nossa vida
Deus nos acompanha e nos ajuda a sermos vitoriosos desde que trabalhemos com o nosso coração e não fiquemos preocupados em sempre mais ter e servirmos ao dinheiro como nosso deus.
“Ninguém pode servir a dois senhores: pois, ou odiará um e amará o outro, ou será fiel a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro” (Matheus 6, 24).


O dinheiro é um bem necessário para a nossa vida, nós precisamos dele para sobreviver, para comprar coisas, para evangelizar e fazer o bem, mas o que nós não podemos deixar é que ele vire um deus em nossa vida; porque, quando nós nos tornamos dependentes dele, a nossa vida gira em torno dele e da preocupação com ele. Porque, na verdade, há pessoas que dormem pensando em dinheiro, acordam pensando nele dinheiro, passam o dia pensando nele e nunca estão satisfeitas com aquilo que têm.
O que tem pouco se preocupa com o ter mais; o que tem mais se preocupa em ter mais e mais, desse modo, o dinheiro se torna uma obsessão em nossa vida. Nós nos tornamos, muitas vezes, obcecados em possuí-lo. Por isso a palavra-chave que Deus hoje quer colocar em nosso coração é “preocupação”, na verdade, o Senhor deseja tirá-la do nosso coração.
Jesus diz muitas vezes: “Não vos preocupeis! Não vos preocupeis com a vossa vida, com o que haveis de comer, de beber, com o que haveis de vestir, não vos preocupeis com o dia de amanhã“.
A cada dia basta o seu cuidado, porque as preocupações são tudo aquilo que ocupam o nosso coração antes do tempo. E toda pessoa preocupada é agitada, é ansiosa e nervosa e está sempre inquieta; e tudo aquilo que nos causa inquietação tira a nossa paz. Você pode dizer: “Mas eu tenho dívidas para pagar, eu tenho coisas para resolver!”. A vida anda, e desde quando preocupação paga a dívida de alguém? Desde quando agitar o coração resolve os nossos problemas?
É verdade que nós precisamos, a cada dia, correr atrás do nosso “pão nosso de cada dia”, e e quando temos o coração livre, desapegado, quando nós temos o nosso coração centrado no essencial é que Deus pode fazer mais por nós. Não pensemos que o nosso ser só vai se encher de pão ou que o nosso bolso vai se encher de dinheiro porque nós nos preocupamos e nos agitamos que Deus terá piedade de nós. Deus nos acompanha e nos ajuda a sermos vitoriosos desde que coloquemos n’Ele o nosso coração e não fiquemos preocupados em sempre mais ter, nem sirvamos ao dinheiro como se ele fosse nosso deus.
Que o bom Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Facebook Twitter
LEITURA ORANTE

Mt 6,24-34 - O Pai cuida da gente



Preparo-me para a Leitura Orante, rezando, com os internautas que visitam este espaço:
Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.
O amor e a paz de Deus nosso Pai,
que em Cristo nos libertou para que permanecêssemos livres,
estejam com todos nós
e nos mantenham firmes no evangelho de Jesus.
Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia, o texto: Mt 6,24-34, e observo as recomendações de Jesus.
- Um escravo não pode servir a dois donos ao mesmo tempo, pois vai rejeitar um e preferir o outro; ou será fiel a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e também servir ao dinheiro.
- Por isso eu digo a vocês: não se preocupem com a comida e com a bebida que precisam para viver nem com a roupa que precisam para se vestir. Afinal, será que a vida não é mais importante do que a comida? E será que o corpo não é mais importante do que as roupas? Vejam os passarinhos que voam pelo céu: eles não semeiam, não colhem, nem guardam comida em depósitos. No entanto, o Pai de vocês, que está no céu, dá de comer a eles. Será que vocês não valem muito mais do que os passarinhos? E nenhum de vocês pode encompridar a sua vida, por mais que se preocupe com isso.
- E por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem as flores do campo: elas não trabalham, nem fazem roupas para si mesmas. Mas eu afirmo a vocês que nem mesmo Salomão, sendo tão rico, usava roupas tão bonitas como essas flores. É Deus quem veste a erva do campo, que hoje dá flor e amanhã desaparece, queimada no forno. Então é claro que ele vestirá também vocês, que têm uma fé tão pequena! Portanto, não fiquem preocupados, perguntando: "Onde é que vamos arranjar comida?" ou "Onde é que vamos arranjar bebida?" ou "Onde é que vamos arranjar roupas?" Pois os pagãos é que estão sempre procurando essas coisas. O Pai de vocês, que está no céu, sabe que vocês precisam de tudo isso. Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus e aquilo que Deus quer, e ele lhes dará todas essas coisas. Por isso, não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades.
Jesus recomenda a confiança em Deus e a busca dos valores do Reino. Jesus nos ensina a sermos contemplativos na observação da natureza: as flores do campo, os passarinhos. Recomenda também a confiança em Deus para que cesse a preocupação com o alimento, o vestuário. E chega a dizer que este tipo de preocupação é de pessoas pagãs e não, de quem acredita no Pai. No final, recomenda uma ordem de valores que tem como prioridade o Reino de Deus.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Quais são os valores que ocupam o primeiro lugar na minha vida?
Como ajudamos na construção do Reino de Deus?
Em Aparecida, na V Conferência, os bispos disseram que a alegria que se recebe no encontro com Cristo deve ser comunicada a todos: "Desejamos que a alegria que recebemos no encontro com Jesus Cristo, a quem reconhecemos como o Filho de Deus encarnado e redentor, chegue a todos os homens e mulheres feridos pelas adversidades; desejamos que a alegria da boa nova do Reino de Deus, de Jesus Cristo vencedor do pecado e da morte, chegue a todos quantos jazem à beira do caminho, pedindo esmola e compaixão (cf. Lc 10,29-37; 18,25-43). A alegria do discípulo é antídoto frente a um mundo atemorizado pelo futuro e agoniado pela violência e pelo ódio. A alegria do discípulo não é um sentimento de bem-estar egoísta, mas uma certeza que brota da fé, que serena o coração e capacita para anunciar a boa nova do amor de Deus. Conhecer a Jesus é o melhor presente que qualquer pessoa pode receber; tê-lo encontrado foi o melhor que ocorreu em nossas vidas, e fazê-lo conhecido com nossa palavra e obras é nossa alegria." (DAp 32).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Faço o oferecimento do meu dia:
Bom-dia, Senhor Deus e Pai!
A ti, a nossa gratidão pela vida que desperta, pelo calor que cria vida,
pela luz que abre nossos olhos.
Nós te agradecemos por tudo que forma nossa vida,
pela terra, pela água, pelo ar, pelas pessoas.
Inspira-nos com teu Espírito Santo
os pensamentos que vamos alimentar,
as palavras que vamos dizer,
os gestos que vamos dirigir,
a comunicação que vamos realizar.
Abençoa as pessoas que nós encontrarmos,
os alimentos que vamos ingerir.
Abençoa os passos que nós dermos,
o trabalho que devemos fazer.
Abençoa, Senhor, as decisões que vamos tomar,
a esperança que vamos promover,
a paz que vamos semear,
a fé que vamos viver,
o amor que vamos partilhar.
Ajuda-nos, Senhor,
a não fugir diante das dificuldades,
mas a abraçar com amor as pequenas cruzes deste dia.
Queremos estar contigo,
Senhor, no início, durante e no fim deste dia.
Amém.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é de confiança em Deus.
Vou lembrar muitas vezes o convite de Jesus:
"Olhe os passarinhos do céu... olhe as flores... O Pai cuida".

nção
A bênção do Deus de Sara, Abraão e Agar,
a bênção do Filho, nascido de Maria,
a bênção do Espírito Santo de amor,
que cuida com carinho,
qual mãe cuida da gente,
esteja sobre todos nós. Amém!
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Irmã Patrícia Silva, fsp
Oração Final
Pai Santo, ensina-nos a valorizar os dons maiores que nos ofereces por amor – a vida, a fé e o corpo. E que nossos cuidados se dirijam apenas às carências dos irmãos, não à busca de dinheiro, prazeres, poder e prestígio junto aos companheiros de jornada. Pelo Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.