sábado, 8 de novembro de 2014

Dedicação da Basílica do Latrão


Dedicação da Basílica do Latrão

Leituras e subsídios para liturgia e homilia:
FONTE: http://www.presbiteros.com.br/site/

Música para o Domingo da Dedicação da Basílica de Latrão - 09 de Novembro de 2014


Dedicação de uma Igreja.

Os vídeos ou áudios aqui apresentados têm o objetivo de proporcionar apenas amostras dos cantos litúrgicos suficientes para os que desejam aprender e cantar nas liturgias. As músicas completas poderão ser adquiridas em estabelecimento que comercialize músicas católicas ou pela internet nos sites especializados.

ENTRADAVídeo ou mp3PartituraCifraIndicação
Eu vi novo céu, nova terraVídeoPartituraCifra1
Ó Pai somos nós o povo eleitoVídeoPartituraCifra3
SALMO RESPONSORIAL
Os braços de um rioVídeoPartituraCifra1
ACLAMAÇÃO
Aleluia! Esta casa eu escolhiVídeoPartituraCifra1
OFERENDAS
Bendito seja Deus PaiVídeoPartituraCifra1
A Ti meu DeusVídeoPartituraCifra3
COMUNHÃO
O passarinho encontrou agasalhoVídeoPartituraCifra1
OUTROS
Eu vi, eu vi, foi água a manarVídeoPartituraCifra3
Se eu não tiver amorVídeoPartituraCifra4
Indicações:
1. Folhetos litúrgicos de circulação nacional.
3. Diocese de Colatina – ES.
4. Arquidiocese de São Paulo – SP.

Confira as cifras do Salmo Dominical 45



ATENÇÃO: Para baixar (copiar) o MP3 e/ou a CIFRA/LETRA, clique com o botão direito do mouse e escolha a opção "Salvar destino como..."

Baixe e Ouça o Salmo Dominical 45


* Salmo 45 *
Dedicação da Basílica de Latrão
Cifra & Letra (Word)

MP3 (música)
Ficha técnica:
 Voz, melodia, instrumentos e vinheta de abertura: Alex Olliveira
(Banda Canal da Graça)
 Divulgação e Apoio: Rafael de Angeli
& Portal da Música Católica

Saiba mais sobre a Banda Canal da Graça e sobre
o Alex Olliveira (e/ou entre em contato):
 WebSite Oficial: canaldagraca.com
 Fé&Som: feesom.com/canaldagraca
 Facebook: fb.com/canaldagraca Orkut: Clique AQUI para entrar na comunidade
 Twitter: twitter.com/canaldagraca
 MySpace: myspace.com/canaldagraca 
 SoundCloud: soundcloud.com/canaldagraca

 Twitter Alex Olliveira: twitter.com/alexolliveira
 Facebook Alex Olliveira: fb.com/AlexOlliveira

 Comprar ou conhecer os CDs e o DVD do Canal da Graça? Clique AQUI!


ATENÇÃO: Para baixar (copiar) o MP3 e/ou a CIFRA/LETRA, clique com o
botão direito do mouse e escolha a opção "Salvar destino como..."

MP3 (música) - OUÇA - CLIQUE NO LINK ABAIXO:

* Salmo 45 *

LITURGIA DIÁRIA - 9/11/2014


Tema do Dia

Dedicação da Basílica de Latrão

Então o homem levou-me para o Templo e me disse: «Essa água que escorre para o lado oriental entra no mar e a sua água se torna potável. Por isso, em todo lugar por onde passar a torrente, os seres vivos que a povoam terão vida.»
(Ez 47,1-2.8-9.12)

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos a vida eterna. Amém.

Dedicação da Basílica do Latrão . Festa
Cor: Branco


Primeira Leitura (Ez 47,1-2.8-9.12)
Dedicação da Basílica do Latrão - Domingo 09/11/2014

Leitura da Profecia de Ezequiel.

Naqueles dias, 1o homem fez-me voltar até a entrada do Templo e eis que saía água da sua parte subterrânea na direção leste, porque o Templo estava voltado para o oriente; a água corria do lado direito do Templo, a sul do altar. 2Ele fez-me sair pela porta que dá para o norte, e fez-me dar uma volta por fora, até à porta que dá para o leste, onde eu vi a água jorrando do lado direito. 8Então ele me disse: “Estas águas correm para a região oriental, descem para o vale do Jordão, desembocam nas águas salgadas do mar, e elas se tornarão saudáveis. 9Onde o rio chegar, todos os animais que ali se movem poderão viver. Haverá peixes em quantidade, pois ali desembocam as águas que trazem saúde; e haverá vida onde chegar o rio. 12Nas margens junto ao rio, de ambos os lados, crescerá toda espécie de árvores frutíferas; suas folhas não murcharão e seus frutos jamais se acabarão: cada mês darão novos frutos, pois as águas que banham as árvores saem do santuário. Seus frutos servirão de alimento e suas folhas serão remédio”.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Responsório (Sl 45)
Dedicação da Basílica do Latrão - Domingo 09/11/2014

— Os braços de um rio vêm trazer alegria à Cidade de Deus, à morada do Altíssimo.
— Os braços de um rio vêm trazer alegria à Cidade de Deus, à morada do Altíssimo.

— O Senhor para nós é refúgio e vigor, sempre pronto, mostrou-se um socorro na angústia; assim não tememos, se a terra estremece, se os montes desabam, caindo nos mares.
— Os braços de um rio vêm trazer alegria à Cidade de Deus, à morada do Altíssimo. Quem a pode abalar? Deus está no seu meio! Já bem antes da aurora, ele vem ajudá-la.
— Conosco está o Senhor do universo! O nosso refúgio é o Deus de Jacó. Vinde ver, contemplai os prodígios de Deus e a obra estupenda que fez no universo: reprime as guerras na face da terra.


Segunda Leitura (1Cor 3,9c-11.16-17)
Dedicação da Basílica do Latrão - Domingo 09/11/2014

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.

Irmãos, 9cvós sois lavoura de Deus, construção de Deus. 10Segundo a graça que Deus me deu, eu coloquei —como experiente mestre de obra  o alicerce, sobre o qual outros se põem a construir. Mas cada qual veja bem como está construindo. 11De fato, ninguém pode colocar outro alicerce diferente do que está aí, já colocado: Jesus Cristo.
16Acaso não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus mora em vós? 17Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá, pois o santuário de Deus é santo e vós sois esse santuário.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Anúncio do Evangelho (Jo 2,13-22)
Dedicação da Basílica do Latrão - Domingo 09/11/2014


A casa de Deus

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

13Estava próxima a Páscoa dos judeus e Jesus subiu a Jerusalém. 14No Templo, encontrou os vendedores de bois, ovelhas e pombas e os cambistas que estavam aí sentados. 15Fez então um chicote de cordas e expulsou todos do Templo, junto com as ovelhas e os bois; espalhou as moedas e derrubou as mesas dos cambistas. 16E disse aos que vendiam pombas: “Tirai isto daqui! Não façais da casa de meu Pai uma casa de comércio!” 17Seus discípulos lembraram-se, mais tarde, que a Escritura diz: “O zelo por tua casa me consumirá”. 18Então os judeus perguntaram a Jesus: “Que sinal nos mostras para agir assim?” 19Ele respondeu: “Destruí este Templo, e em três dias o levantarei”. 20Os judeus disseram: “Quarenta e seis anos foram precisos para a construção deste santuário e tu o levantarás em três dias?” 21Mas Jesus estava falando do Templo do seu corpo. 22Quando Jesus ressuscitou, os discípulos lembraram-se do que ele tinha dito e acreditaram na Escritura e na palavra dele.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática. Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedem todos por mim. Amém.

MARAVILHOSA SEMANA!!! BEIJOS.

 

BOM DIA! Um sorriso significa muito. Enriquece quem o recebe, sem empobrecer quem o oferece. Dura apenas um segundo, mas a sua recordação, por vezes, nunca apaga.

BOM DOMINGO PARA VOCÊ!! - "FELICIDADE É SABER APROVEITAR TODOS OS MOMENTOS COMO SE FOSSEM OS ÚLTIMOS."

♫♪ BOA NOITE!!! A PAZ DE JESUS E O AMOR DE MARIA. ♫♪

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 08/11/2014

ANO A


Lc 16,9-15

Comentário do Evangelho

É necessário partilhar.

O texto do evangelho que nos é proposto para hoje é uma aplicação da parábola do administrador infiel. Os destinatários são os discípulos, mas os fariseus que ouviram a parábola e que eram “amigos do dinheiro” faziam pouco do que Jesus dizia (vv. 14-15), pois, certamente, se viam concernidos ao que Jesus anunciava e exortava. Se antes, como dissemos, Jesus elogia a atitude do administrador que usa com inteligência e astúcia os meios para alcançar o seu objetivo, aqui, a questão é a do bom uso dos meios e a fidelidade. Trata-se, podemos assim considerar, de uma aplicação da parábola precedente. Já em 12,15 Jesus disse que a vida do homem não é assegurada pela abundância de seus bens; é preciso, isso sim, viver a centralidade do Reino de Deus a quem os meios devem servir (cf. 12,31). Aqui, nesta aplicação da parábola, a mensagem é bastante semelhante: não se trata de fazer amigos para tirar proveito deste mundo; é fundamental fazer amigos em vista da eternidade. Nesse sentido, a parábola é uma exortação a não imitar a atitude do administrador infiel que não soube partilhar. A fé exige empenho; no entanto, quando se trata do dinheiro, é necessário partilhar (cf. 14,13-14; Tb 12,9).
Carlos Alberto Contieri, sj
Oração
Pai, meu coração está todo centrado em ti, e em ti encontra consolo e proteção. Meu único anseio é não deixar que se abale esta segurança, fonte de minha felicidade.

Vivendo a Palavra

O Cristão é fiel ao Reino, não ao poder ou ao dinheiro. Mas, estando no mundo, cabe-lhe viver nele, transformando-o em sinal antecipado da Terra Prometida para onde Cristo nos conduz. Os talentos que nos são emprestados pelo Pai devem ser desenvolvidos e postos a serviço do bem comum.

Reflexão

Devemos usar do dinheiro da injustiça para conquistar os bens eternos. De fato, o dinheiro é sempre uma realidade injusta, independentemente da forma como foi conquistado, porque vai sempre significar separação, apossamento, divisões e condições de vida diferentes, gerando oportunidades diferentes e privilégios, além de uma concorrência sempre injusta com os nossos irmãos e irmãs. Por isso, Jesus diz que ninguém pode servir a Deus e ao dinheiro. Usar do dinheiro da injustiça para conquistar os bens eternos significa usar de tudo o que o dinheiro nos concede, tanto em termos de bens materiais como pessoais, como por exemplo a formação profissional, para a construção do Reino e a promoção da dignidade de todos.

Comentário do Evangelho

DEUS E O DINHEIRO

A pedagogia de Jesus não consistia em afastar os discípulos das coisas materiais, e sim, em ensinar-lhes a usar corretamente os bens deste mundo, de forma a tirar proveito deles, para a salvação.
Este é o caso do dinheiro. Seria ingênuo pretender segregar os discípulos num ambiente onde o "dinheiro da iniqüidade" fosse abolido. Pelo contrário, deveriam inserir-se na sociedade que faz uso dele, mas pautando seu agir por parâmetros compatíveis com o Reino. Muitas vezes, quando se fala em dinheiro, pensa-se logo em acumulação indevida, fraude, dolo, injustiça.
O discípulo, no entanto, deve servir-se dele para "fazer amigos", na perspectiva do Reino. Como? Despertando, no mundo, a solidariedade, conforme as exigências do Reino, onde os bens são partilhados com os pobres, porque, conforme o provérbio bíblico "Quem dá aos pobres, empresta a Deus". Deve, ainda, servir-se do dinheiro, mas sem lançar mão de meios desonestos para acumulá-lo, muito menos às custas da espoliação do próximo, e jamais permitindo que a riqueza o torne insensível à indigência dos seus semelhantes.
Agindo assim, o discípulo coloca o dinheiro a serviço do Reino, impedindo-o de ocupar o lugar de Deus em seu coração. Em outras palavras, a riqueza é colocada a serviço da misericordiosa bondade do Pai, em favor de seus filhos mais necessitados.
Oração
Espírito de indiferença, faze como que meu coração seja sempre livre, no tocante à riqueza, de modo que eu possa usá-la para fazer o bem aos mais necessitados.
(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês)
Oração
Ó Deus de poder e misericórdia, que concedeis a vossos filhos e filhas a graça de vos servir como devem, fazei que corramos livremente ao encontro das vossas promessas. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

REFLEXÕES DE HOJE


DIA 08 DE NOVEMBRO – SÁBADO

Por isso, se vós não sois fiéis no uso do dinheiro injusto, quem vos confiará o verdadeiro bem?

Pai,
meu coração está todo centrado em ti,
e em ti encontra consolo e proteção.
Meu único anseio é não deixar
que se abale esta segurança,
fonte de minha felicidade.

HOMILIA - Lc 16,9-15
A CHAVE DA NOSSA FELICIDADE Lc 16,9-15
Jesus continua nos ensinando a como usar das coisas do mundo tendo como motivação as coisas do alto. Não podemos separar as duas realidades. Temos que viver aqui com o sentido naquilo que viveremos depois. Uma coisa não dispensa a outra. O verdadeiro bem é a vida eterna, prometida àqueles que viverem bem, isto é, com fidelidade, a vida terrena. Só o Senhor conhece profundamente as intenções do nosso coração e pode ajuizar as nossas ações com justiça e equidade. Enquanto aqui estamos, nós precisamos do dinheiro “injusto” para sobreviver.
O dinheiro injusto é o dinheiro que compra as coisas passageiras, mas que não serve para nos comprar o céu. O modo como nós ganhamos esse dinheiro e como nós o usamos, só poderá ser avaliado por Deus, que sonda os nossos corações e conhece a nossa verdade. No entanto, nós podemos, conscientemente, também fazer uma reflexão dos nossos sentimentos e intenções quando praticamos as nossas ações tendo em vista o objetivo para o qual nós vivemos. Dependendo do modo como nós usamos o dinheiro injusto que nós ganhamos, ele poderá se converter em boas obras as quais se transformarão em riquezas que nos esperarão no céu. Jesus fala em fidelidade no pouco e no muito. Ser fiel no pouco é ser leal a Deus com relação à Sua providência na nossa vida, empregar bem o dinheiro que Ele nos propicia ganhar.
A chave da nossa felicidade aqui na terra está na maneira como nós nos relacionamos uns com os outros bem como na reciprocidade com que cultivamos o amor, mandamento maior da lei de Deus. Tudo o mais, os nossos bens materiais, a nossa bagagem intelectual e todas as coisas que nós adquirimos pelo trabalho, honesto, ou desonesto, com esforço ou sem empenho, são apenas instrumentos que dispomos para desenvolver entre nós a vivência do amor.
Nas nossas pequenas ações diárias nós já demonstramos amor ou desamor. Às vezes, nós pensamos que seremos julgados apenas pelas grandes “coisas” que fazemos, no entanto, para Deus não importa o que nós realizamos, mas, o caráter com que nós fazemos essas “coisas”. “O que é importante para os homens é detestável para Deus”, diz-nos Jesus. Desse modo, vejamos, se o que tem sido “tão importante” para nós, é abominável para Deus, porque ainda é tempo de conversão.
Todo homem, consciente ou inconsciente, tem na vida um valor fundamental, um absoluto que determina toda a sua forma de ser e viver. Qual é o absoluto: Deus ou as riquezas? Deus leva o homem à liberdade e à vida, através da justiça que gera a partilha e a fraternidade. As riquezas são resultado da opressão e da exploração, levando o homem à escravidão e à morte. È preciso escolher a qual dos dois queremos servir.
Você está usando o dinheiro que ganha, com justiça, ou você o tem usado só para comprar as coisas do mundo?- Os bens que você amealha o ajudam a adquirir um tesouro no céu? – Em que você tem investido o seu dinheiro injusto? – Você o esbanja com coisas supérfluas? – Você tem ajudado as pessoas que estão precisando, porque passam necessidade?
Pai, meu coração está todo centrado em ti, e em ti encontra consolo e proteção. Meu único anseio é não deixar que se abale esta segurança, fonte de minha felicidade.
Fonte padre BANTU SAYLA
HOMILIA
Coloque no Senhor a sua confiança e a sua esperança
Se eu creio em Deus, se coloco n’Ele a minha confiança, eu não me desanimo, não me desespero, não perco o rumo nem a direção
Tudo posso naquele que me dá força” (Filipenses 4,13).


A Palavra de Deus, apresentada aos nossos corações no dia de hoje, leva-nos a viver a virtude da confiança plena no Senhor, saber que d’Ele nós tudo podemos. Diante de todas as fraquezas, necessidades e penúrias que podemos viver nesta vida, não podemos perder a convicção e a certeza de que tem um Deus que olha e cuida de nós. Sim, meus irmãos, é dessa forma que nós devemos viver.
O apóstolo São Paulo nos diz: “Eu aprendi a me contentar, em qualquer situação, com aquilo que sou e que tenho, porque eu sei viver na miséria, mas também na abundância”.
Aprenda o segredo de viver em toda e qualquer situação. Sim, porque há momentos em que estamos saciados, mas também há aqueles em que podemos passar fome. Em todas as necessidades, saiba viver a confiança e a esperança no Senhor!
Se olharmos para a nossa própria vida, veremos que há momentos em que estamos bem, felizes em abundância, parece que nada de mau, nada de errado acontece conosco e nós exultamos de alegria; mas também há momentos difíceis na vida, momentos de dores, de perdas, fases em que estamos agoniados por dentro, parece que as coisas não saem do jeito que queríamos. Há também os momentos em que somos surpreendidos por perdas, por coisas que não dão certo, e o segredo é saber viver bem, de uma forma ou de outra, tendo a plena convicção de que é Deus quem cuida de nós, que Ele é o nosso suporte e a nossa vida.
Se eu creio em Deus, se coloco n’Ele a minha confiança, eu não vou desanimar, não vou me desesperar nem perder o rumo e a direção, porque sei que é n’Ele que eu coloco a minha confiança e a minha esperança!
Permita, hoje, que a Palavra de Deus venha ao encontro de seu coração e o console, dando-lhe as respostas que precisa para as angústias grandes da sua alma e da sua vida. Não se deixe dominar pela tristeza nem pelo desânimo; não deixe a desconfiança invadir o seu coração, mas que toda sua fé esteja no Senhor!
Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.https://www.facebook.com/rogeraraujo.cn
LEITURA ORANTE

Lc 16,9-15 - Prioridade ao Reino


Paulinas

Preparo-me para a Leitura Orante, fazendo uma rede de comunicação
e comunhão em torno da Palavra com todas as pessoas
que se encontram neste ambiente
virtual. Rezamos em sintonia com a Santíssima Trindade.
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém
Senhor, nós te agradecemos por este dia.
Abrimos, com este acesso à internet,
nossas portas e janelas para que tu possas
Entrar com tua luz.
Queremos que tu Senhor, definas os contornos de
Nossos caminhos,
As cores de nossas palavras e gestos,
A dimensão de nossos projetos,
O calor de nossos relacionamentos e o
Rumo de nossa vida.
Podes entrar, Senhor em nossas famílias.
Precisamos do ar puro de tua verdade.
Precisamos de tua mão libertadora para abrir
Compartimentos fechados.
Precisamos de tua beleza para amenizar
Nossa dureza.
Precisamos de tua paz para nossos conflitos.
Precisamos de teu contato para curar feridas.
Precisamos, sobretudo, Senhor, de tua presença
Para aprendermos a partilhar e abençoar!
Ó Jesus Mestre, Verdade-Caminho-Vida, tem piedade de nós.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Lc 16,9-15
Por isso eu digo a vocês: usem as riquezas deste mundo para conseguir amigos a fim de que, quando as riquezas faltarem, eles recebam vocês no lar eterno. Quem é fiel nas coisas pequenas também será nas grandes; e quem é desonesto nas coisas pequenas também será nas grandes. Pois, se vocês não forem honestos com as riquezas deste mundo, quem vai pôr vocês para tomar conta das riquezas verdadeiras? E, se não forem honestos com o que é dos outros, quem lhes dará o que é de vocês?
- Um escravo não pode servir a dois donos ao mesmo tempo, pois vai rejeitar um e preferir o outro; ou será fiel a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e também servir ao dinheiro.
Os fariseus ouviram isso e zombaram de Jesus porque amavam o dinheiro. Então Jesus disse a eles:
- Para as pessoas vocês parecem bons, mas Deus conhece o coração de vocês. Pois aquilo que as pessoas acham que vale muito não vale nada para Deus.
O Mestre Jesus diz algumas sentenças relacionadas à riqueza. Começa dizendo que o bom uso deste valor pode garantir a vida eterna. Fala daqueles que são fiéis nas pequenas coisas e com certeza serão fiéis nas grandes. Por sua vez a desonestidade nas pequenas revela desonestidade nas grandes. Fala ainda que não se pode viver duplamente, ou seja, ser fiel ao dinheiro e a Deus. Os fariseus zombavam de Jesus ao ouvir isto porque “amavam o dinheiro”. O discípulo dá prioridade ao Reino. Não abre mão da fidelidade. Sua vida não está dividida entre a fidelidade a Deus e fidelidade ao dinheiro.
Um texto paralelo que fala das preocupações do mundo e a riqueza que sufocam a Palavra:
Jesus fala na parábola da semente: "A semente que caiu no meio dos espinhos é aquele que ouve a Palavra, mas a preocupação do mundo e a ilusão da riqueza sufocam a Palavra, e ela fica sem dar fruto."(Mt 13,22)

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Os bispos na Conferência de Aparecida lembraram: “
No entanto, no exercício de nossa liberdade, às vezes recusamos essa vida nova (cf. Jo 5,40) ou não perseveramos no caminho (cf. Hb 3,12-14). Com o pecado, optamos por um caminho de morte. Por isso, o anúncio de Jesus sempre convoca à conversão”. (DAp 351).
E eu me interrogo: Como me situo frente ao dinheiro, a busca de sucesso, de status, de consumismo, de destaque e o amor a Deus? Sou egoísta e sinto dificuldade em partilhar com os demais os dons que Deus me deu?

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos e concluo com a oração do bem-aventurado Alberione, cuja festa celebramos no dia 26 de novembro.
Jesus, Mestre:
que eu pense com a tua inteligência, com a tua sabedoria.
Que eu ame com o teu coração.
Que eu veja com os teus olhos.
Que eu fale com a tua língua.
Que eu ouça com os teus ouvidos.
Que as minhas mãos sejam as tuas.
Que os meus pés estejam sobre as tuas pegadas.
Que eu reze com as tuas orações.
Que eu celebre como tu te imolaste.
Que eu esteja em ti e tu em mim. Amém”.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Sinto-me discípulo/a de Jesus.
Meu olhar, neste dia, será iluminado pela presença de Jesus Cristo, acolhido no meu coração e no coração das demais pessoas. Um olhar sem ambição ou dominação pelo que tenho e sou. Vou carregar comigo esta expressão: "Deus conhece meu coração".

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.

- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.

- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.


Ir. Patrícia Silva, fsp

patricia.silva@paulinas.com.br
Oração Final
Pai Santo, dá-nos desapego para utilizar com generosidade os bens que nos ofereces. Queremos partilhar, Pai amado, o que temos e o que somos com a humanidade, a partir dos irmãos mais próximos de nós nesta caminhada rumo ao Reino de Amor. Pelo Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.