sábado, 11 de maio de 2013

Solenidade da Ascensão do Senhor (Ano C)


Solenidade da Ascensão do Senhor (Ano C)

Leituras e subsídios para a homilia:

LITURGIA DIÁRIA - O Domingo – Crianças

Jesus sobe ao céu!




HOMÍLIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 12/05/2013

12 de Maio de 2013

Ano C

 

Lucas 24,46-53

Comentário do Evangelho


Promessa do envio do Espírito Santo

É a ascensão do Senhor que lhes permite afirmar que ele, por sua ressurreição, está junto do Pai, sentado à sua direita. Tanto no Evangelho de Lucas como nos Atos dos Apóstolos, que é a segunda parte da obra lucana, o relato da Ascensão é precedido da promessa do envio do Espírito Santo e da missão confiada aos discípulos de serem testemunhas de Jesus Cristo (Lc 24,47-49; At 1,8).
Se o Evangelho dá uma breve notícia, dizendo simplesmente que “afastou-se deles e foi levado ao céu” (Lc 24,51), os Atos dedicam um espaço maior à ascensão (At 1,9-11).
O Cristo Ressuscitado continua a ter palavra e a ensinar os apóstolos, mas não de viva voz, e sim pelo Espírito Santo, que faz na comunidade dos discípulos a memória de Jesus, atualiza e esclarece suas palavras e move ao testemunho. Pela ação do Espírito, a presença do Senhor podia e pode ser sentida e reconhecida em todos os âmbitos da vida. É no cotidiano da existência humana que o Senhor se deixa encantar. A sua “elevação” é sentida em todos os lugares e em todo tempo.

Os três versículos que narram a ascensão nos Atos têm por finalidade instruir os discípulos. Em primeiro lugar, a ascensão é uma profissão de fé: tendo ressuscitado dos mortos, Jesus Cristo foi elevado ao céu. Nesse sentido, o relato não se oferece ao exercício ótico nem deve aguçar a imaginação, perguntando-se como se deu esta elevação. A imagem apresentada é ajuda para a intelecção da fé.
Em segundo lugar, o relato da ascensão visa responder à pergunta pelo onde e como encontrar o Ressuscitado elevado ao céu. O verbo “elevar” no passivo – “foi elevado” (v. 9.11), chamado de passivo divino, indica que foi Deus, o Pai, quem o elevou. “Uma nuvem o envolveu” (v. 9). A nuvem é, na tradição bíblica, símbolo da presença de Deus (ver: Ex 13,22). Jesus entra no mistério de Deus; no que é seu, antes da criação do mundo.
Os dois mensageiros celestes auxiliam na compreensão do mistério: “Esse Jesus que vocês viram ser elevado ao céu, virá, assim, do mesmo modo como o vistes partir para o céu” (v. 11). Agora, não depois, o modo da presença de Jesus Ressuscitado é envolto no mistério. Ele se oferece para o reconhecimento na nossa própria humanidade e nas vicissitudes do tempo e da história: “Por que ficais parados, olhando pra o céu?” (v. 11). Neste novo tempo é a fé que permite ver.
Na fé a “elevação” de Jesus não é sentida como ausência, mas como uma forma de presença. O fruto desta presença é a alegria: “Em seguida olharam para Jerusalém, com grande alegria” (Lc 24,52).
Carlos Alberto Contieri, sj


Vivendo a Palavra

Para mergulhar no Mistério da Encarnação do Verbo de Deus, mais do que da presença física de Jesus os discípulos precisavam ser revestidos da Força do Alto que o Mestre prometia. Também para nós, sua Igreja, é o Paráclito que revela o inefável Mistério Trinitário do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Ambientação:

Sejam bem-vindos amados irmãos e irmãs!

INTRODUÇÃO DO FOLHETO DOMINICAL PULSANDINHO: A solenidade da Ascensão que hoje celebramos está permeada por um grande sentido de alegria: "Fazei- -nos exultar de alegria e fervorosa ação de graças [...]" A liturgia de hoje não é, portanto, uma saudosa liturgia de adeus a Jesus que deixa a terra e volta ao seu tranquilo paraíso, mas uma liturgia de louvor e exaltação. Descobrir o motivo deste louvor e desta exaltação significa celebrar o verdadeiro mistério do dia de hoje. A festa da Ascensão é uma festa de entronização, pois celebra o Cristo ressuscitado enquanto constituído Senhor pelo Pai, isto é, soberano do mundo. Assentado à direita do Pai, Jesus continua junto à humanidade. Celebramos hoje também o dia mundial das comunicações sociais, com o tema: "Redes sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços de evangelização". Alegres celebramos também com todas as mães neste dia a elas dedicado.

INTRODUÇÃO DO FOLHETO DOMINICAL O POVO DE DEUS: A solenidade da Ascensão que hoje celebramos está permeada por um grande sentido de alegria: "Fazei- -nos exultar de alegria e fervorosa ação de graças [...]" A liturgia de hoje não é, portanto, uma saudosa liturgia de adeus a Jesus que deixa a terra e volta ao seu tranquilo paraíso, mas uma liturgia de louvor e exaltação. Descobrir o motivo deste louvor e desta exaltação significa celebrar o verdadeiro mistério do dia de hoje. A festa da Ascensão é uma festa de entronização, pois celebra o Cristo ressuscitado enquanto constituído Senhor pelo Pai, isto é, soberano do mundo. Assentado à direita do Pai, Jesus continua junto à humanidade. Celebramos hoje também o dia mundial das comunicações sociais, com o tema: "Redes sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços de evangelização". Alegres celebramos também com todas as mães neste dia a elas dedicado.

INTRODUÇÃO DO WEBMASTER: Interpretando teologicamente a Ascensão de Jesus, recomendam os anjos que não se fique a olhar para o céu, mas que se espere e prepare a volta gloriosa do Senhor. Esta é, até o fim dos tempos, a missão da Igreja, em tensão entre o visível e o invisível, entre a realidade presente e a futura cidade para a qual caminhamos (cf SC 2).

Sintamos em nossos corações a alegria da Ressurreição e entoemos alegres cânticos ao Senhor!


COMENTÁRIOS DO EVANGELHO

FAÇA UMA DOAÇÃO AO NPDBRASIL...

1. DE VOLTA PARA O CÉU!
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Diácono José da Cruz - Diácono da Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim – SP)

Um leitor que acompanha as nossas reflexões, e que costumeiramente sempre lê o evangelho antes do domingo, me fez uma observação muito interessante, e que na verdade serviu de “gancho” para esta reflexão. “Olha, achei que o evangelho desse domingo, fosse aquele tão bonito, quando Jesus vai subindo ao céu, de volta para o Pai, de onde saiu para realizar a Salvação, mas parece que o autor Lucas, não deu muita atenção para esse detalhe cinematográfico, de Jesus flutuando entre as nuvens”

Em parte o leitor tem razão, pois Ascensão significa a volta de Jesus para o Pai. Entretanto, precisamos entender uma coisa importante: enquanto Verbo Divino, Jesus nunca saiu do lado do Pai, mas como Verbo encarnado, ele esteve em meio a humanidade, e no dia da sua paixão e morte, ressuscitou e voltou para o Pai, isso significa dizer que, um homem subiu ao céu e assentou-se á direita de Deus Pai.

O Evangelista Lucas gosta de nos mostrar em seu evangelho, que Jesus é o Salvador, e nesta narrativa da Ascensão do Senhor, resume em praticamente uma linha, no que consiste esse ato de salvação que Jesus realizou a favor do gênero humano. “Assim está escrito, o Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia, e no seu nome, serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém”.Eis aí a Salvação que Deus havia prometido nas Escrituras antigas, e que agora se cumpre plenamente na missão de Jesus: o perdão dos pecados!...

A comunhão de vida que o homem havia perdido por causa do pecado, agora é resgatada, poderíamos dizer em uma linguagem mais simples, que a ascensão significa: o Céu desceu á terra, e esta subiu ao céu! Os anjos Querubins que em Gênesis, após a queda do homem, guardavam a entrada do Paraíso com espadas de fogo, agora saem de cena, o paraíso é destino de toda humanidade, Deus quer e deseja intensamente, que toda a humanidade volte um dia aquele estado de vida de comunhão plena, com ele, no paraíso.

É precisamente essa “Esperança Escatológica”, Dom que Jesus concede, que alimenta a vida de um cristão, dando um sentido totalmente novo á sua vida. Nesse sentido, a vida terrena não é um “Esperar para ver o que vai acontecer no pós-morte”, esperar para ver no que vai dar tudo isso, esperar para ver qual a sorte que está nos reservada, ou pior ainda, esperar, como se a Salvação fosse um jogo de loteria, se dermos sorte, chegaremos na Casa de Deus que fica em algum lugar, longe daqui.

Se Esperança Cristã fosse isso, não teríamos o que celebrar, e nem valeria a pena ter Fé, a Igreja já teria ido à falência nos primeiros séculos do seu nascimento, e Jesus Cristo seria apenas mais um, entre aos homens célebres, que marcaram a História da Humanidade.

Esse “Céu” já está no coração de quem crê não como uma utopia, como um “faz de conta”, como uma imagem alegórica do mundo das idéias, como imaginava Platão, mas como algo real, que reflete o “Pensar Cristão” nas atitudes e nas relações com o próximo, na Vida Verdadeira e na Esperança que se celebra em comunidade, no Louvor e no Bendizer a Deus, pela possibilidade da Salvação que ele nos deu em Cristo, e acima de tudo, nesse amor infinito que permite ao homem tomar decisões no se dia a dia, capaz de refletir o paraíso que já está no meio de nós, mas que ainda não chegou.

Ascensão de Jesus é o reencontro da Humanidade com Deus, e não há e nem haverá por certo, expressão mais acertada do que aquela que escreveu o apóstolo, na carta aos Hebreus, 9,20 “Ele nos abriu um caminho novo e vivo, através da cortina, quer dizer, através da sua humanidade”.

Que em nossa vida de cristãos, não haja lugar para o desânimo, devemos saber que a conquista do céu não depende de nós, mas é dom que em Cristo, Deus Pai nos concedeu, e se a aceitarmos, viveremos como aqueles apóstolos, em nossas comunidades, louvando, agradecendo e testemunhando essa obra, que mudou definitivamente a sorte de toda humanidade, porque a Fé nos leva a crer, que esta realidade invisível e sobrenatural, se tornou visível na Igreja, assembléia dos que crêem e louvam o Senhor Jesus, como o único Deus e Salvador de todos... (Festa da Ascensão do Senhor)
José da Cruz é Diácono da 
Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim – SP

2. Promessa do envio do Espírito Santo


(O comentário do Evangelho abaixo é feito por Carlos Alberto Contieri, sj - e disponibilizado no Portal Paulinas)
VIDE ACIMA
ORAÇÃO
Espírito que nos move a ser testemunhas, faze-me sempre mais ativo na missão que o Senhor me confiou: proclamar a salvação a toda a humanidade.

3. EIS  QUE A BOA NOVA SE COMPLETA


(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado no Portal Dom Total a cada mês).

Jesus recorda aos seus discípulos a trajetória redendora de sua vida como cumprimento das Escrituras: era necessário que padecesse. O caminho incluiu sofrimento que, na dimensão bíblico-teológica, resultou na ressurreição.

Eis que, agora, os discípulos estão legitimados para a missão: pregar a penitência e a remissão dos pecados a todas as nações.

A missão visa a conversão e o perdão dos pecados. Dádiva, Graça da vida, paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo.

Sob a força do Prometido de seu Pai, os discípulos, entendem a missão, adoram o seu Mestre e Redentor e dirigem-se à Jerusalém, cheios de júbilo.
Oração
Senhor, ajuda-me a crer na Graça do perdão dos pecados e na força do Espírito Santo, a fim de que, renascido pelo batismo desse Espírito Prometido do Pai, eu possa anunciar a boa-nova a todos.



12.05.2013
Ascensão de Nosso Senhor Jesus Cristo — ANO C
(BRANCO, GLÓRIA, CREIO, PREFÁCIO DA ASCENSÃO – OFÍCIO DA SOLENIDADE)

__ "O destino do Homem Novo: O ressuscitado continua conosco. " __


DIA DAS MÃES
Dia Mundial das Comunicações Sociais
Coleta Arquidiocesana de São Paulo para a Rádio Nove de Julho
Semana preparatória de Pentecostes

EVANGELHO DOMINICAL EM DESTAQUE

APRESENTAÇÃO ESPECIAL DA LITURGIS DESTE DOMINGO
FEITA PELA NOSSA IRMÃ MARINEVES JESUS DE LIMA


12 de maio: Ascensão do Senhor


OS NOVOS ESPAÇOS DE EVANGELIZAÇÃO

O evangelho deste domingo da Ascensão do Senhor mostra-nos que a paixão e a ressurreição de Jesus desembocam na pregação apostólica, universal, a partir de Jerusalém. Os discípulos, depois de fazerem a experiência do encontro com o Senhor, são chamados a sair pelo mundo para serem testemunhas do que viram e ouviram.
O mundo é o lugar onde estão as pessoas concretas que esperam a Palavra transformadora que sacia a sede e a fome de amor, de esperança, de justiça, de paz, de misericórdia, de fraternidade, enfim, de um sentido profundo para a vida.
O espaço de evangelização é onde estão os seres humanos, homens e mulheres, transitando, trabalhando, estudando, intercambiando e se relacionando. Hoje, com o avanço das novas tecnologias, especialmente da sociedade em rede de computadores, as pessoas não estão somente situadas em áreas geográficas. O “continente digital” é também o lugar onde se encontram os destinatários da missão evangelizadora.
“Redes sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços de evangelização” é o tema que Bento XVI escolheu para o 47º dia mundial das comunicações. Na sua mensagem, o papa tem presente que a internet não é um instrumento de comunicação a mais, mas é, de fato, uma cultura que veio para ficar. De modo especial, as redes sociais digitais se compõem num ambiente onde milhões de seres humanos interagem e no meio dos quais os cristãos são chamados a imprimir o seu estilo de vida iluminado pelo Ressuscitado.
Animados pela mensagem da ressurreição e no contexto do Ano da Fé, possamos renovar nosso compromisso com o evangelho de vivê-lo e de levá-lo a todos, também no mundo digital, no esforço contínuo de construir uma vida digna para todos à luz das palavras e ações de Jesus.
Pe. Valdir José de Castro, ssp

Adoremos o Senhor presente no meio de nós


Postado por: homilia

maio 12th, 2013


“Então, Jesus levou-os para fora, até perto de Betânia. Ali ergueu as mãos e abençoou-os. Enquanto os abençoava, afastou-se deles e foi levado para o céu. Eles o adoraram” (Lc 24,50-52a).
Enquanto o Senhor subia ao céu, à vista de uma multidão de anjos e santos, serafins, querubins e tronos, todos permaneceram em constante adoração ao Senhor.
É assim que a Igreja do Senhor vive até hoje, porque Ele se foi, mas permanece com Sua Igreja até o fim dos tempos. Conforme Jesus mesmo prometeu: “Eis que estarei convosco até o fim dos tempos”. E, porque o Senhor permanece conosco, nós nos reunimos para adorá-Lo; reunimo-nos nas Igrejas, nos templos, em todos os lugares, pois onde dois ou três se reúnem, o Senhor está presente no meio deles.
O que nós queremos é reconhecer a presença de Jesus no meio de nós, no meio da Sua Igreja, no meio do Seu povo. Uma vez que reconhecemos Jesus presente no meio de nós, queremos também adorá-Lo em espírito e verdade, queremos que o nosso coração esteja n’Ele, porque a Ele damos todo louvor, toda honra, toda glória e adoração.
Essa é a vontade do Pai, esse é o desígnio, porque em Jesus está a nossa salvação; do alto do céus o Senhor nos abençoa, permanece no meio de nós abençoando-nos, protegendo-nos e livrando-nos de todo o mal.
Hoje, a Igreja celebra o Dia das Comunicações e o nosso dever é anunciar a Boa Nova, anunciar o Evangelho a todas os cantos da terra, onde quer que a Palavra de Deus chegue, que o nome de Jesus seja exaltado, glorificado acima de todo e qualquer nome. Unimo-nos ao coro dos serafins, querubins e tronos, das dominações e potestades. Adoremos, glorifiquemos e exaltemos o Senhor Nosso Deus!
Padre Roger Araújo – Comunidade Canção Nova
LEITURA ORANTE

Lc 24,46-53 - Vocês são testemunhas dessas coisas (Ascensão)




Hoje, celebramos o 47º Dia Mundial das Comunicações Sociais

cujo tema é:
«Redes sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços de evangelização»
- A todos nós, a paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!

Canto: Por tudo dai graças, por tudo dai graças, dai graças por tudo, dai graças (1Ts 5,18). 

(CD Palavras Sagradas de Paulo Apóstolo - Frei Luíz Turra , Paulinas Comep). 

Preparamo-nos para a Leitura Orante pensando nas muitas comunidades que, no mundo inteiro celebram a solenidade da Ascensão do Senhor! E pedimos as luzes ao Espírito Santo: 

Espírito de verdade,
a ti consagramos a mente e nossos pensamentos: ilumina-nos.
Que conheçamos Jesus Mestre
e compreendamos o seu Evangelho. Amém.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do Evangelho? 

Lemos atentamente o texto: Lc 24,43-56, e observamos pessoas, palavras, relações, lugares. Diz o texto:
E disse:
- O que está escrito é que o Messias tinha de sofrer e no terceiro dia ressuscitar. E que, em nome dele, a mensagem sobre o arrependimento e o perdão dos pecados seria anunciada a todas as nações, começando em Jerusalém. Vocês são testemunhas dessas coisas. E eu lhes mandarei o que o meu Pai prometeu. Mas esperem aqui em Jerusalém, até que o poder de cima venha sobre vocês.
Então Jesus os levou para fora da cidade até o povoado de Betânia. Ali levantou as mãos e os abençoou. Enquanto os estava abençoando, Jesus se afastou deles e foi levado para o céu. Eles o adoraram e voltaram para Jerusalém cheios de alegria. E passavam o tempo todo no pátio do Templo, louvando a Deus.

Este texto nos faz pensar que todo cristão é chamado a um encontro com Jesus, à conversão, ao discipulado, à comunhão e à missão. 


2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para nós, hoje?
O texto nos diz que também nós somos pessoas convocadas para serem discípulas e missionárias de Jesus. Bento XVI, na mensagem para o dia de hoje, afirma: "Estes espaços (redes sociais), quando bem e equilibradamente valorizados, contribuem para favorecer formas de diálogo e debate que, se realizadas com respeito e cuidado pela privacidade, com responsabilidade e empenho pela verdade, podem reforçar os laços de unidade entre as pessoas e promover eficazmente a harmonia da família humana. A troca de informações pode transformar-se numa verdadeira comunicação, os contactos podem amadurecer em amizade, as conexões podem facilitar a comunhão. Se as redes sociais são chamadas a concretizar este grande potencial, as pessoas que nelas participam devem esforçar-se por serem autênticas, porque nestes espaços não se partilham apenas ideias e informações, mas em última instância a pessoa comunica-se a si mesma."


3.Oração (Vida)
O que o texto nos leva a dizer a Deus? 

O texto e a reflexão nos sugerem que façamos a deus Criador e autor de todo bem, um Ofertório desta fantástica "era digital" e do fluxo comunicativo ininterrupto da «rede». 
Oração: Ofertório da comunicação digital 
A cada oferta, pode-se cantar um refrão, como: 
Canto: "Deus não está longe de cada um de nós. Nele vivemos, nos movemos e existimos" (At 17,27b-28).

Senhor Deus, modelo de rede na Trindade, onde circula a comunicação perfeita entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo, aceita nossos dons.

1- Aceita a oferta de todas as redes sociais virtuais por onde circula a comunicação no mundo inteiro.
2- Aceita todas as mensagens construtivas, mensagens de paz, de justiça e de amor que tornam este mundo mais humano e mais cristão.
3- Aceita, Senhor, o nosso pedido de perdão, e transforma as mensagens que alienam, que despertam maus sentimentos e ações menos dignas.
4 - Aceita também, as mensagens descartadas, que não são conhecidas, e são deixadas de lado porque a elas são preferidas as que dão lucro, alimentam as aparências, a ganância, o egoísmo e o poder.
5- Aceita, Senhor, as imagens e os sons que, instantaneamente, chegam a todos tornando o mundo consciente dos mais diferentes fatos, catástrofes e eventos.
6- Aceita também, Senhor, os milhões de analfabetos digitais que não são incluídos nesta grande mesa da comunicação.
7- Aceita e abençoa todos os portais, sites, canais, redes, e-mails, os aplicativos Web 2.0, que através de textos, arquivos, imagens, fotos, vídeos, que facilitam pessoas e grupos discutirem, debaterem e apresentarem temas variados às comunidades cristãs pautados nos princípios do Evangelho.
8- Aceita e abençoa a todos os que se dedicam a navegar neste "mar profundo" para levar mais longe a Palavra e o amor de Deus.
Senhor, que todos possamos nos dispor a nos lançar "duc in altum" para ampliar sempre mais, em número e qualidade, as conexões das pessoas entre si e contigo no amor, para concretizar teu profundo anseio: "Que todos sejam um". Amém.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Agora, neste momento de contemplação, nos perguntamos: Qual o nosso novo olhar, a partir da leitura, meditação e oração da Palavra? 

O papa emérito  Bento XVI nos propõe um olhar novo para o mundo digital. "A autenticidade dos fiéis, nas redes sociais, é posta em evidência pela partilha da fonte profunda da sua esperança e da sua alegria: a fé em Deus, rico de misericórdia e amor, revelado em Jesus Cristo." Este é o novo olhar!

Bênção
A bênção do Deus de Sara, Abraão e Agar,
a bênção do Filho, nascido de Maria,
a bênção do Espírito Santo de amor,
que cuida com carinho,
qual mãe cuida da gente,
esteja sobre todos nós. Amém!
Canto: Toda língua proclame Jesus Cristo é senhor para a glória de Deus Pai. (Fl 2,11).

Informação

Semana de Oração para a Unidade dos Cristãos (SOUC)
de 12 a 19 de maio. O tema será “O que Deus exige de nós?”, inspirado em Miquéias 6,6-8.
Saiba mais:
Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil - CONIC
SCS Quadra 1, Bloco E, Edifício Ceará, Sala 713
70303-900, Brasília - DF
Telefone/Fax: (61) 3321-4034
http://semanadeoracaopelaunidade.blogspot.com.br


Ir. Patrícia Silva, fsp


Oração Final
Pai Santo, que revelando o Filho e o Espírito Santo nos indicas a Comunidade Divina como modelo para construirmos as relações humanas, ajuda-nos a vencer o individualismo e o egoísmo para seguirmos, neste planeta encantado que nos emprestaste, o exemplo do Cristo Jesus, teu Filho que se fez nosso Irmão e contigo reina na unidade do Espírito Santo.

Confira as cifras do Salmo Dominical 46


12/05/2013 Salmo 46

Responsório (Sl 46)
          E             B           A     E/G#   E            B4 B  
 — Batei palmas, povos todos, o Senhor subiu ao toque da trombeta.
          E             B           A     E/G#   E            B E  A  E
 — Batei palmas, povos todos, o Senhor subiu ao toque da trombeta.
C#m7            B        A          E  C#m7              B/D#            A/E E
 Povos todos do universo, batei palmas, gritai a Deus aclamações de alegri---a! 
                     B                A    E  D                A/C#          B4 B
 Porque sublime é o Senhor, o Deus Altíssimo,  o soberano que domina toda a terra. 
 Por entre aclamações Deus se elevou, o Senhor subiu ao toque da trombeta.
  
 Salmodiai ao nosso Deus ao som da harpa, salmodiai ao som da harpa ao nosso Rei! 
 Porque Deus é o grande Rei de toda a terra, ao som da harpa acompanhai os seus louvores!  
  
 Deus reina sobre todas as nações, está sentado no seu trono glorioso.
 APRENDA A TOCAR O SALMO COM @paulinhodejesus http://blog.cancaonova.com/cliquesom
http://wiki.cancaonova.com/index.php/12/05/2013_Salmo_46

Baixe e Ouça o Salmo Dominical - 46

Salmo Dominical - 46
12 de Maio


O canal da música traz para você a sugestão de melodia para o Salmo 46, o qual será entoado na liturgia do domingo do dia das mães.


"Batei palmas, povos todos, o Senhor subiu ao toque da trombeta."




Produção musical, arranjos e execução - Paulinho de Jesus

Melodia: André Florêncio e Paulinho de Jesus


Como baixar:
Ao ir para a página do Podcast dos Salmos dominicais, você encontrará, abaixo de cada um deles, uma seta; ao clicar nela você conseguirá baixar o arquivo em MP3.

Confira:



A melodia do Salmo 46 é interpretada por André Florêncio, membro da Comunidade Canção Nova desde 2006. O missionário contribui com a animação nas Santas Missas semanais e dominicais nos Acampamentos de Oração em Cachoeira Paulista (SP), sede da comunidade fundada pelo monsenhor Jonas Abib.

http://www.cancaonova.com/cnova/ministerio/temp/inf_txt.php?id=2393

LITURGIA DIÁRIA - 12/05/2013




Tema do Dia

Ascensão do Senhor

«Mas o Espírito Santo descerá sobre vocês, e dele receberão força para serem as minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os extremos da terra.» Depois de dizer isso, Jesus foi levado ao céu à vista deles. (At 1,1-11)

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda 

e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame

 e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por

 todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores

se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos 

a vida eterna. Amém.


Branco. Ascenção do Senhor Páscoa


Primeira leitura (Atos dos Apóstolos 1,1-11)
Domingo, 12 de Maio de 2013 
Ascensão do Senhor

Leitura dos Atos dos Apóstolos: 

1No meu primeiro livro, ó Teófilo, já tratei de tudo o que Jesus fez e ensinou, desde o começo, 2até o dia em que foi levado para o céu, depois de ter dado instruções, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que tinha escolhido. 3Foi a eles que Jesus se mostrou vivo, depois de sua paixão, com numerosas provas. Durante quarenta dias, apareceu-lhes falando do Reino de Deus. 
4Durante uma refeição, deu-lhes esta ordem: “Não vos afasteis de Jerusalém, mas esperai a realização da promessa do Pai, da qual vós me ouvistes falar: 5‘João batizou com água; vós, porém, sereis batizados com o Espírito Santo, dentro de poucos dias’”. 
6Então os que estavam reunidos perguntaram a Jesus: “Senhor, é agora que vais restaurar o Reino em Israel?”
7Jesus respondeu: “Não vos cabe saber os tempos e os momentos que o Pai determinou com a sua própria autoridade. 8Mas recebereis o poder do Espírito Santo que descerá sobre vós, para serdes minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e na Samaria, e até os confins da terra”. 
9Depois de dizer isso, Jesus foi levado ao céu, à vista deles. Uma nuvem o encobriu, de forma que seus olhos não podiam mais vê-lo. 
10Os apóstolos continuavam olhando para o céu, enquanto Jesus subia. Apareceram então dois homens vestidos de branco, 11que lhes disseram: “Homens da Galileia, por que ficais aqui, parados, olhando para o céu? Esse Jesus, que vos foi levado para o céu, virá do mesmo modo como o vistes partir para o céu”. 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.


Salmo (Salmos 46)
Domingo, 12 de Maio de 2013
Ascensão do Senhor


— Batei palmas,/ povos todos, o Senhor subiu ao toque da trombeta. 
— Batei palmas,/ povos todos,/ o Senhor subiu ao toque da trombeta.

— Povos todos do universo, batei palmas,/ gritai a Deus aclamações de alegria!/ Porque sublime é o Senhor, o Deus Altíssimo,/ o soberano que domina toda a terra.
— Por entre aclamações Deus se elevou,/ o Senhor subiu ao toque da trombeta./ Salmodiai ao nosso Deus ao som da harpa,/ salmodiai ao som da harpa ao nosso Rei!
— Porque Deus é o grande Rei de toda a terra,/ ao som da harpa acompanhai os seus louvores!/ Deus reina sobre todas as nações,/ está sentado no seu t
rono glorioso.


Segunda leitura (Efésios 1,17-23)
Domingo, 12 de Maio de 2013
Ascensão do Senhor

Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios: 

Irmãos: 17O Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai, a quem pertence a glória, vos dê um espírito de sabedoria que vo-lo revele e faça verdadeiramente conhecer. 
18Que ele abra o vosso coração à sua luz, para que saibais qual a esperança que o seu chamamento vos dá, qual a riqueza da glória que está na vossa herança com os santos,19e que imenso poder ele exerceu em favor de nós que cremos, de acordo com a sua ação e força onipotente. 
20Ele manifestou sua força em Cristo, quando o ressuscitou dos mortos e o fez sentar-se à sua direita nos céus, 21bem acima de toda a autoridade, poder, potência, soberania ou qualquer título que se possa nomear, não somente neste mundo, mas ainda no mundo futuro. 
22Sim, ele pôs tudo sob seus pés e fez dele, que está acima de tudo, a Cabeça da Igreja,23que é o seu corpo, a plenitude daquele que possui a plenitude universal. 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.

Opcional

2ª Leitura - Hb 9,24-28;10,19-23

Cristo entrou no próprio céu.
Leitura da Carta aos Hebreus 9,24-28;10,19-23
24De fato,
Cristo não entrou num santuário feito por mão humana,
imagem do verdadeiro,
mas no próprio céu,
a fim de comparecer, agora, na presença de Deus,
em nosso favor.
25E não foi para se oferecer a si muitas vezes,
como o sumo sacerdote que, cada ano,
entra no Santuário com sangue alheio.
26Porque, se assim fosse,
deveria ter sofrido muitas vezes,
desde a fundação do mundo.
Mas foi agora, na plenitude dos tempos,
que, uma vez por todas, ele se manifestou
para destruir o pecado pelo sacrifício de si mesmo.
27O destino de todo homem é morrer uma só vez,
e depois vem o julgamento.
28Do mesmo modo, também Cristo,
oferecido uma vez por todas,
para tirar os pecados da multidão,
aparecerá uma segunda vez, fora do pecado,
para salvar aqueles que o esperam.
10,19Sendo assim, irmãos, temos plena liberdade
para entrar no Santuário, pelo sangue de Jesus.
20Ele nos abriu um caminho novo e vivo,
através da cortina,
quer dizer, através da sua humanidade.
21Temos um grande sacerdote
constituído sobre a casa de Deus.
22Aproximemo-nos, portanto,
de coração sincero e cheio de fé,
com coração purificado de toda a má consciência
e o corpo lavado com água pura.
23Sem desânimo, continuemos a afirmar a nossa esperança,
porque é fiel quem fez a promessa.
Palavra do Senhor.




Evangelho (Lucas 24,46-53)
Domingo, 12 de Maio de 2013 
Ascensão do Senhor


Ascensão do Senhor

— O Senhor esteja convosco. 
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
46“Assim está escrito: O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia 47e no seu nome serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém.
48Vós sereis testemunhas de tudo isso. 49Eu enviarei sobre vós aquele que meu Pai prometeu. Por isso, permanecei na cidade, até que sejais revestidos da força do alto”.
50Então Jesus levou-os para fora, até perto de Betânia. Ali ergueu as mãos e abençoou-os. 51Enquanto os abençoava, afastou-se deles e foi levado para o céu. 52Eles o adoraram.
Em seguida voltaram para Jerusalém, com grande alegria. 53E estavam sempre no Templo, bendizendo a Deus.



- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações
que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática.
Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedeis todos por mim. Amém.