terça-feira, 1 de março de 2022

BOM DIA! BOA TARDE! BOA NOITE! Oração da noite, Oração da manhã e Oração do entardecer - Deus te abençoe!



Oração da Noite

Boa noite Pai.
Termina o dia e a ti entrego meu cansaço.
Obrigado por tudo e… perdão!!
Obrigado pela esperança que hoje animou meus passos, pela alegria que vi no rosto das crianças;
Obrigado pelo exemplo que recebi daquele meu irmão;
Obrigado também por isso que me fez sofrer…
Obrigado porque naquele momento de desânimo lembrei que tu és meu Pai; Obrigado pela luz, pela noite, pela brisa, pela comida, pelo meu desejo de superação…
Obrigado, Pai, porque me deste uma Mãe!
Perdão, também, Senhor!
Perdão por meu rosto carrancudo; Perdão porque não me lembrei que não sou filho único, mas irmão de muitos; Perdão, Pai, pela falta de colaboração e serviço e porque não evitei aquela lágrima, aquele desgosto; Perdão por ter guardado para mim tua mensagem de amor;
Perdão por não ter sabido hoje entregar-me e dizer: “sim”, como Maria.
Perdão por aqueles que deviam pedir-te perdão e não se decidem.
Perdoa-me, Pai, e abençoa os meus propósitos para o dia de amanhã, que ao despertar, me invada novo entusiasmo; que o dia de amanhã seja um ininterrupto “sim” vivido conscientemente.
Amém!!!

Oração da manhã

Bom-dia, Senhor Deus e Pai!
A ti, a nossa gratidão pela vida que desperta, pelo calor que
cria vida, pela luz que abre nossos olhos.
Nós te agradecemos por tudo que forma nossa vida, pela terra, pela água, pelo ar, pelas pessoas. Inspira-nos com teu Espírito Santo os pensamentos que vamos alimentar,as palavras que vamos dizer, os gestos que vamos dirigir,a comunicação que vamos realizar.
Abençoa as pessoas que nós encontramos, os alimentos que vamos ingerir.
Abençoa os passos que nós dermos, o trabalho que devemos fazer.
Abençoa, Senhor, as decisões que vamos tomar, a esperança que vamos promover,a paz que vamos semear,a fé que vamos viver, o amor que vamos partilhar.
Ajuda-nos, Senhor, a não fugir diante das dificuldades, mas a abraçar amor as pequenas cruzes deste dia.
Queremos estar contigo, Senhor, no início, durante e no fim deste dia.
Amém.

Oração do entardecer

Ó Deus!
Cai à tarde, a noite se aproxima.
Há neste instante, um chamado à elevação, à paz, à reflexão.
O dia passa e carregam os meus cuidados.
Quem fez, fez.
Também a minha existência material é um dia que se passa,
uma plantação que se faz, um caminho para algo superior.
Como fizeste a manhã, à tarde e a noite, com seus encantos,
fizeste também a mim, com os meus significados, meus resultados.
Aproxima de mim, Pai, a Tua paz para que usufrua desta
hora e tome seguras decisões para amanhã.
Que se ponha o sol no horizonte, mas que nasça
em mim o sol da renovação e da paz para sempre.
Obrigado, Deus, muito obrigado!
Amém!

AO ENTRAR QUE VENHA COM DEUS... AO SAIR QUE DEUS TE ACOMPANHE…

INTENÇÕES DE ORAÇÃO DO SANTO PADRE PARA MARÇO DE 2022



Intenção

Pela resposta cristã aos desafios da bioética

Rezemos para que nós, cristãos, diante dos novos desafios da bioética, promovamos sempre a defesa da vida com a oração e a ação social.

Reflexão

A VIDA ACIMA DE TUDO

Neste mês de março, o Papa Francisco deseja mobilizar a oração e a ação de todos os cristãos e homens e mulheres de boa vontade para um tema especialmente delicado e central: a ciência ao serviço da vida. A bioética é a reflexão que se faz sobre a influência da ciência na vida humana, os seus benefícios e os seus limites. Com os avanços muito rápidos da investigação e da tecnologia torna-se muito complicado fazer uma reflexão que envolva não apenas os especialistas e quem está no terreno, mas também outros âmbitos da vida social, econômica e política, com o objetivo de determinar critérios de discernimento que garantam que as práticas estejam sempre ao serviço do ser humano e não sejam subjugadas por outros interesses.
Este é o principal foco de atenção que o Santo Padre pretende com esta intenção: que a bioética, ajude a impedir que, as práticas científicas não busquem interesses escusos, adotando uma lógica de mercado que não tem limites.
Estamos habituados a limitar os temas da bioética essencialmente ao início e ao fim da vida: as questões relacionadas com a concepção ou o aborto, ou tudo o que diz respeito ao final da vida, cuidados paliativos ou eutanásia. Mas a bioética abarca questões muito mais vastas, como, por exemplo, a manipulação genética, a robótica, as intervenções no corpo humano, etc. A própria questão das soluções para travar a pandemia da Covid-19, como felizmente foram as vacinas, levantou, para muitos, questões sobre a sua validade e eficiência, os interesses das farmacêuticas ou intenções políticas por detrás das medidas adotadas.
É essencial que a sociedade civil participe nestes debates e busque esclarecer questões tão complexas, para que a defesa da vida humana nunca se submeta a interesses mesquinhos, que acabam por enraizar ainda mais a cultura do descarte, presente em muitas das escolhas de quem tomas as decisões.

Oração

Bom Pai, fonte da Vida em abundância,
sabemos que nos chamas a ser guardiões
do dom da vida que recebemos de ti.
Que o teu Espírito Santo nos dê a coragem e a força
para colocar no centro dos nossos interesses
a vida de todo o ser humano, do início ao fim.
Que diante dos desafios da bioética
saibamos proteger este dom em todo o tempo e lugar,
como o defendeu o teu Filho Jesus, nosso irmão e amigo.
Dá-nos coragem e discernimento para denunciar o que tira a Vida,
e amor compassivo para dar vida a outros.
Amém.

Desafios

- Defender a vida. Consigo reconhecer atitudes de manipulação, agressão verbal ou física, à minha volta? Este mês terei especial cuidado nas minhas relações.
- Discernir. Dedicarei algum tempo a informar-me sobre os atuais desafios da bioética e a discernir, à luz dos ensinamentos da Igreja, o que me leva a agir, o que coloco no centro das minhas decisões. Corrigirei as minhas motivações egoístas.
- Cuidar. Ajudarei com bens e cuidados materiais as pessoas em situação de vulnerabilidade, em particular os imigrantes e os refugiados.
- Proteger. Terei cuidado e carinho, até nos pequenos gestos diários, pelas pessoas que encontre ao longo deste mês.

Passo a Rezar

Mês de Março - Dedicado a São José


MARÇO é o mês da devoção a São José, porque a sua festa maior é no dia 19 de março: São José, o esposo da Virgem; o homem justo que teve a honra e a glória de se escolhido por Deus para ser o pai legal, nutrício, de Seu Filho feito homem. Coube a José dar-lhe o nome de Jesus. Neste mês a Igreja nos convida a olhar para este modelo de pai amoroso, esposo fiel e casto, trabalhador dedicado; pronto a fazer, sem demora a vontade de Deus. A Igreja lhe presta um culto de “protodulia” (primeira veneração).
Há muitas orações dedicadas a São José, a Ladainha em sua honra, o Terço de São José, etc.. Santa Teresa de Ávila disse que sempre que lhe fazia um pedido a São José, em uma de suas festas (19 de março ou 1 de maio), nunca deixou de ser atendida. Todos os seus Carmelos renovados tiveram o nome de São José.

MARÇO! SEJA MUITO BEM VINDO. NOS TRAGA MUITA ALEGRIA, PAZ E AMOR.

ESTOU INDO EM DIREÇÃO A SUA CASA ABENÇOAR O MÊS DE MARÇO! DIGA AMÉM!

TERÇOS – VÍDEOS


Acesse:

1  Terço da Divina Providência - http://youtu.be/5mzUbLl_P48

2 - Terço de Cura e Libertação  http://youtu.be/TWmZ47JoC0I

3  Terço da FÉ  http://youtu.be/-I1tuBSDtkU

4 - Terço do Espírito Santo - http://youtu.be/BJqMkwQsOeQ

5 - Terço da Libertação Cantado - http://youtu.be/9ofE4VoEZPU

TERÇO DA MISERICÓRDIA - APRENDA A REZAR O TERÇO DA MISERICÓRDIA




CLIQUE O LINK ABAIXO E REZE COM O DEO:

TERÇO DA MISERICÓRDIA - MEDITADO COM SANTA FAUSTINA


"Quando rezarem este Terço junto aos agonizantes, Eu me colocarei entre o Pai e a alma agonizante, não como justo Juiz, mas como Salvador misericordioso".

JESUS, EU CONFIO EM VÓS!!!


APRENDA A REZAR O TERÇO DA MISERICÓRDIA

Para ser rezado nas contas do terço

No começo:

Pai nosso, que estais no céus, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco; bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

Creio em Deus Pai, todo poderoso, criador do Céu e da Terra; e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor; que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia; subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espirito Santo, na santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna Amém.

Nas contas de Pai Nosso, dirás as seguintes palavras usando o terço de Maria:

Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e o Sangue, a Alma e a Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e dos do mundo inteiro.

Nas contas de Ave Maria rezarás as seguintes palavras:

Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.

No fim, rezarás três vezes estas palavras:

Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro”
(Diário, 476)

LITURGIA DAS HORAS - COMO REZAR? - CATÓLICO ORANTE (Liturgia das Horas)



LITURGIA DAS HORAS


A essência da Liturgia das Horas é a santificação das horas do dia do cristão, através das várias horas canônicas.

Laudes ou Oração da Manhã, que é uma oração de louvor dado a Deus pela vida recebida.

Hora média, que pode se desdobrar em mais três: tércia, próxima das 09h00, sexta, próxima do meio dia e noa, próxima das 15h00.

Vésperas ou Oração da Tarde, composta por dois Salmos e um hino do Novo Testamento. Recita-se nessa hora o Magnificat, que é o Cântico de Nossa Senhora.

Completas ou Oração da Noite, composta por um Salmo e o hino de Simeão.

REZE PELO SITE CATÓLICO ORANTE
(Liturgia das Horas)

Clique no link abaixo
para acessar à Hora Canônica
http://www.catolicoorante.com.br/liturgiah.php

Oração do Angelus - Padre Antonello






Como rezar o Ângelus:

1) O Anjo do Senhor anunciou a Maria
- E Ela concebeu pelo poder do Espírito Santo.
Ave Maria...

2) Eis aqui a serva do Senhor.

- Faça-se em Mim segundo a vossa palavra.
Ave Maria...

3) E o Verbo Divino se fez homem,

- e habitou entre nós.
Ave Maria...

4) Rogai por nós, Santa Mãe de Deus,

- para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos: Derramai ó Deus, a Vossa graça em nossos corações, para que, conhecendo pela mensagem do anjo a encarnação do Vosso filho, cheguemos por Sua Paixão e Cruz à glória da ressurreição. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.


Glória ao Pai... (repete-se 3 vezes)

Terço - Mistérios Gloriosos - Quarta-Feira e Domingo



Terço do Rosário: Mistérios Gloriosos






"Mediante o Rosário, o povo cristão aprende com Maria a contemplar a beleza do rosto de Cristo, e a experimentar a profundidade do seu amor."
São João Paulo II

Dia da semana - Terça-feira - Dedicado aos: Santos Anjos - ORAÇÃO AO ANJO DA GUARDA - Banda Canal da Graça - Clipe: Anjo Guardião (HD)


Dia da semana - Terça-feira - Dedicado aos: Santos Anjos - ORAÇÃO AO ARCANJO GABRIEL

Dia da semana - Terça-feira - Dedicado aos: Santos Anjos - ORAÇÃO AO ARCANJO SÃO RAFAEL

Dia da semana - Terça-feira - Dedicado aos: Santos Anjos - ORAÇÃO A SÃO MIGUEL ARCANJO

Passando para desejar uma BOA NOITE para todos os meus AMIGOS.

 

♥BOA NOITE!♥ “Passarei o meu Céu fazendo o bem sobre a terra” "Farei cair uma chuva de rosas sobre o mundo!" Santa Teresinha

BOA NOITE! Deus te abençoe.

Boa Noite! "Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho. Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!"

Boa Noite! Senhor, Envia Teu Anjo para guardar e proteger esta pessoa que esta lendo essa mensagem nesse exato momento. Amém!

BOA TARDE!!! "Dê um tempo para o que realmente é importante para você. Para aquilo que faz você feliz." DEUS TE ABENÇOE.

BOA TARDE!!! JESUS, EU CONFIO EM VÓS!

♫ Boa Tarde ♫ "Desfrute de cada momento da sua vida sem medo, por que para ser feliz não tem segredo. Viver é nascer com o novo dia... É sorrir depois de cada dor... É conservar o coração para sentir um grande amor." Seja Feliz!!!

UMA TARDE RECHEADA DE FELICIDADES PRA VOCÊS. DEUS TE ABENÇOE. - ORAÇÃO DO INTERNAUTA

Boa Tarde! Aos Anjos que Deus colocou no meu caminho. O meu muito obrigada!!! Deus te abençoe. ♥

VIM REGAR COM BEIJOS O JARDIM DA NOSSA AMIZADE. AGRADECER O CARINHO DA SUA VISITA E, DESEJAR UM... LINDO DIA...

BOM DIA!!! Uma flor. Uma fonte. Um sorriso. Uma vida. Tudo começa. É importante começar bem. Mais importante, continuar bem. Seja sempre novo a cada momento do seu dia. Para fazer da sua vida uma dádiva sempre nova. Desejo a você um lindo dia!

BOM DIA!!! Sempre é um bom dia quando temos por perto amigos como você. Tenha um lindo dia!!! Beijos Carinhosos

LINDO DIA PRA VOCÊ! BEIJOS

BOM DIA! ESTOU ENVIANDO ESTE ANJO PARA QUE ELE TE PROTEJA E TE GUIE O DIA INTEIRO. PARA QUE SEU DIA SEJA ALEGRE E CHEIO DE PAZ!

UMA TERÇA BEM DOCINHA PARA VOCÊ!

QUERO DESEJAR UMA EXCELENTE TERÇA-FEIRA PRÁ VOCÊ!!

Vim te desejar uma Feliz Terça-Feira... Cheia de grandes realizações!

Feliz Terça-feira! Fica na Paz!

Feliz Terça-feira!!! "Porque aos seus anjos Ele mandou que te guardem em todos os teus caminhos." Salmo 90, 11

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA - 26/02/2022

ANO C


Mc 10,13-16

Comentário do Evangelho

Papel do discípulo é facilitar que as pessoas se aproximem de Jesus

No tempo de Jesus, as crianças eram respeitadas, bem tratadas e acolhidas. Há um contraste entre as crianças levadas a Jesus e a resistência dos discípulos. É ocasião para Jesus esclarecer os discípulos: o Reino de Deus precisa ser acolhido como dom. Em primeiro lugar o Reino de Deus se manifesta e se aproxima de nós através da pessoa de Jesus Cristo, com seus gestos e suas palavras. A criança, talvez por causa de sua dependência, recebia tudo dos pais. O seu exemplo é usado para interpelar os discípulos a se abrirem ao novo e a superarem a teologia da retribuição. A resposta à gratuidade de Deus é a gratuidade: “… quem não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele!” (v. 15). Papel do discípulo, escolhido pelo Senhor, é facilitar a que as pessoas se aproximem dele, Fonte de vida: “Deixai as crianças virem a mim. Não as impeçais…” (v. 14).
Carlos Alberto Contieri, sj
Oração
Pai, coloca no meu coração o mesmo carinho e afeto que Jesus demonstrou às criancinhas, pois a simplicidade delas me ensina como devo acolher o teu Reino.
Fonte: Paulinas em 25/05/2013

Comentário

Um repúdio à marginalização

Aqui a criança serve de exemplo não pela inocência ou pela perfeição moral. Ela é o símbolo do ser fraco, sem pretensões sociais: o simples, não tem poder nem ambições. Principalmente na sociedade do tempo de Jesus, a criança não era valorizada, não tinha nenhuma significação social. A criança é, portanto, o símbolo do pobre marginalizado, que está vazio de si mesmo, pronto para receber o Reino. A atitude de Jesus de acolher as criancinhas, que eram apresentadas para que lhes impusesse as mãos e rezasse por elas, foi chocante para os discípulos. Estes as repeliam. A reação deles não foi motivada pelo receio de que estivessem esperando de Jesus um gesto mágico, nem eram movidos por ciúme ou por impaciência. Simplesmente, eram ainda incapazes de compreender o verdadeiro sentido do ministério de Jesus. A atitude do Mestre deveria ser bem considerada, para dela tirar as devidas lições. O gesto de impor as mãos sobre as criancinhas aconteceu quando Jesus estava a caminho de Jerusalém, onde se consumaria o seu ministério. Momento terrivelmente sério de sua vida! No entanto, pelo caminho, mostrava-se sempre pronto a deter-se para acolher os humildes, os doentes e quem carecia de sua misericórdia. Embora a situação fosse grave, os pequeninos continuavam a ocupar o mesmo lugar no seu coração. Gesto semelhante deveriam fazer os seus discípulos. Contrariando a mentalidade de seu tempo, Jesus repudiava a marginalização à qual as criancinhas eram relegadas. As que lhe foram apresentadas, tornaram-se símbolo das crianças de todos os tempos e lugares, as quais deverão ser tidas como modelo de atitude existencial dos discípulos do Reino. Estes devem primar pela humildade e pequenez diante de Deus, rejeitando toda atitude soberba e orgulhosa. Os evangelhos relatam, com frequência, como Jesus convivia com as multidões, que lhe traziam, sempre, adultos enfermos, paralíticos, cegos, surdos-mudos e possuídos por espíritos impuros. A proliferação de doenças entre o povo era o resultado de sua exclusão pelo sistema de poder dominador. Agora, ao cortejo dos que são levados a Jesus, incluem-se as crianças. A imposição das mãos de Jesus, acompanhada da oração, era uma esperança de que a elas fosse reservado um futuro melhor. As crianças formam, também, um dos grupos integrantes do universo social dos fracos e excluídos. Ainda mais, dentro da família a criança é vítima indefesa da dominação possessiva e da violência inconsciente dos pais que, por sua vez, carregam em si a carga de um mundo de conflitos. "As pessoas assim, como as crianças, é que pertence o Reino dos Céus". A observação de Jesus tem um duplo aspecto, o da inversão da ordem social e o da conversão interior dos discípulos. A nova ordem social a ser implantada com o Reino, não é a dos adultos conformados ou satisfeitos, empenhados na busca de sucesso, status e riqueza. Na nova ordem do Reino dos céus estão integradas as pessoas simples, confiantes no Pai, comunicativas, em busca do novo, de um futuro promissor onde a vida desabroche na fraternidade e na alegria.
Oração
Pai, seja a simplicidade e a pureza de coração das crianças um exemplo no qual devo inspirar-me para ser fiel a ti.

Vivendo a Palavra

Marcos usa poucas palavras para que não nos desviemos da essência do seu recado: a Mensagem de Jesus de Nazaré é simples e nós devemos nos fazer crianças para compreendê-la. Despojemo-nos dos nossos muitos saberes ou títulos universitários e fiquemos atentos aos sinais dos tempos. Eles nos falam do Reino de Deus.
Fonte: Arquidiocese BH em 25/05/2013

VIVENDO A PALAVRA

O cuidado de Jesus com as crianças torna-se ainda mais notável quando lembramos que na cultura de seu tempo elas eram menosprezadas. Até os discípulos as repreendiam… Como seguidores do Caminho de Jesus que desejamos ser, qual é o nosso comportamento em relação às numerosas e variadas discriminações que nos são impostas por esta sociedade de consumo em que vivemos?
Fonte: Arquidiocese BH em 26/05/2018

Refleo

O Reino de Deus é para aqueles que são como crianças. A criança é aquela que depende totalmente das outras pessoas e não tem nada a oferecer em troca daquilo que lhes dão. Assim devemos ser diante de Deus. Devemos ter plena consciência de que dependemos totalmente dele para que possamos entrar no Reino dos Céus e nada podemos oferecer em troca disso. A salvação nos é dada pelo amor gratuito de Deus e pelos méritos de Jesus Cristo. Ninguém pode se salvar. Jesus é o único salvador.Devemos, como as crianças diante dos adultos, colocar a nossa confiança em Deus, e viver em constante ação de graças porque ele, gratuitamente, nos salva.
Fonte: CNBB em 25/05/2013

Refleo

Não era certamente comum ver crianças sendo familiarmente acolhidas por um mestre em Israel. Jesus surpreende e se deixa tocar por elas, e o faz não para aparecer nas manchetes dos noticiários, nem para conquistar votos da população. Não estava em jogo a concorrência para algum cargo político. O que se via era a manifestação do Reino de Deus, que não exclui ninguém com simplicidade de coração. No caso, as crianças, aqui apresentadas por Jesus como modelos para quem quer pertencer ao Reino, coisa que os discípulos não compreendiam. Os discípulos, aliás, repreendiam as pessoas que traziam crianças até Jesus. Ignoravam que o Reino de Deus é constituído de pessoas que, à semelhança das crianças, têm o espírito simples, aberto e generoso. Livres para se aproximarem de Jesus e o seguir.
(Dia a dia com o Evangelho 2018 – Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp)
Fonte: Paulus em 26/05/2018

Reflexão

No tempo em que as crianças tinham pouco valor e praticamente não faziam parte do convívio social, muitas mães camponesas levavam suas crianças para que Jesus as tocasse; quem sabe, para protegê-las ou libertá-las do mau-olhado que se supunha ser causa de doenças, que ceifavam muitas crianças desde cedo. Certamente não era comum que alguns mestres acolhessem crianças em público. Elas eram os membros mais frágeis e vulneráveis da sociedade. Jesus se indigna contra seus discípulos que repreendiam essas pessoas que se aproximavam dele. Além disso, o Mestre convida seus seguidores a ver nas crianças modelos para quem quer pertencer ao Reino de Deus. Jesus, ao demonstrar um carinho todo especial às crianças indefesas e pouco valorizadas, ensina que no seu Reino têm lugar privilegiado os francos e indefesos.
(Dia a dia com o Evangelho 2022)

Meditando o evangelho

A NECESSIDADE DE OPERÁRIOS

Confrontando-se com a grandiosidade da missão, Jesus reconhece a necessidade de contar com colaboradores, para poder levá-la adiante, a contento. Depois de ter enviado os doze apóstolos, o Mestre enviou, também, outros setenta e dois discípulos, com a tarefa de preparar as cidades e povoados para a sua passagem, ou seja, predispô-los para acolher a sua mensagem.
Os discípulos são orientados a suplicar ao Pai - Senhor da messe - para enviar muitas outras pessoas, dispostas a assumirem a missão evangelizadora. É ele quem tem a iniciativa da vocação e da missão. Devem evitar qualquer pretensão humana de querer arrogar-se tais dons. Todos dependem de quem os chamou e enviou.
Que tipo de operário requer-se para o serviço do Reino? É preciso que seja uma pessoa cheia de coragem, predisposta a viver na pobreza, capaz de adaptar-se a qualquer tipo de acolhida que lhe for oferecida, disposta a partilhar a vida de quem a acolhe, totalmente disponível para o serviço aos doentes e marginalizados, pronta a viver a experiência do fracasso, com otimismo, sem deixar-se abater.
Quem tem estas disposições internas, deve estar atento. Pode ser que o Senhor queira enviá-lo para trabalhar na sua messe. Por que não dizer um sim corajoso e generoso?
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado no Portal Dom Total).
Oração
Espírito de coragem e generosidade, predisponha-me para trabalhar na messe do Senhor, concedendo-me os pré-requisitos necessários para um serviço eficaz.
Fonte: Dom Total em 26/05/2018

Meditando o evangelho

MESTRE CARINHOSO

O carinho de Jesus para com as crianças aponta para o modo como os discípulos do Reino deverão tratar todos os pequeninos. As criancinhas simbolizavam todos os marginalizados, sem direito à cidadania, na sociedade da época. Quando alguém é privado deste direito, corre o risco de tornar-se vítima do desrespeito e da tirania dos orgulhosos e prepotentes. Sua dignidade é espezinhada, numa flagrante violação da vontade de Deus. Por isso, Jesus não suportou que os discípulos afastassem os que traziam as criancinhas para que ele as tocasse. Ficou indignado! É que eles não entendiam que as crianças e os marginalizados tinham precedência no Reino. Os discípulos, pelo contrário, pensavam o Reino como coisa de homens, de adultos, de gente cuja cidadania era reconhecida. Os demais não contavam. Mas Jesus não aprovou esta maneira de pensar. Ao tomar as crianças em seus braços, abençoá-las e impor-lhes as mãos, ele estava fazendo um gesto profético: quebrar as estruturas rígidas da sociedade de sua época, e inaugurar uma nova sociedade, onde as relações interpessoais são regidas por critérios compatíveis com a vontade de Deus. As normas antigas já não tinham valor. O carinho de Jesus pelas criancinhas revela o carinho de Deus pela humanidade. O discípulo do Reino sabe-se chamado a ser mediação deste amor.
(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês)
Oração
Espírito de carinho, põe no meu coração sentimentos de afeto para com as crianças e os marginalizados, para os quais devo ser mediação do amor do Pai.

COMENTÁRIOS DO EVANGELHO

1. Não as impeçam...
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Diácono José da Cruz - Diácono da Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim – SP)

Muita gente vê as crianças na comunidade como problema, principalmente nas celebrações quando gritam, choram, correm prá lá e prá cá, tirando a concentração das pessoas e até de quem está celebrando. A ideia de se tirar as crianças fora do espaço celebrativo, como em algumas paróquias fazem, mantendo-as em outro espaço onde alguém as distrai com dinâmicas e brincadeiras, não é nada catequética embora dê sossego aos pais que assim podem participar mais intensamente da Missa.
O ideal seria haver tolerância e compreensão para com elas, afinal são crianças, mas compete aos pais a missão e o papel de darem a elas uma educação cristã, para que aos poucos possam apreender a se comportarem na celebração. É um processo longo e gradativo que elas têm que passar, mas priva-las da celebração não é bom.
Há pais que alegam não poderem ir á celebração porque as crianças dão muito trabalho e eles sentem-se envergonhados de não poder controlá-las. O que fazer com nossas crianças então? Claro que não podemos esperar delas um comportamento de adulto durante a celebração.
Parece que nas comunidades de Marcos eles tinham esse problema, mas havia um agravante: naquele tempo mulheres e crianças não eram nem contados, o que diziam ou pensavam de nada valia. Penso que um trabalho ou uma ação em conjunto entre os pais e a equipe de Acolhida poderia ser bem valioso nesse sentido. Jesus quer as crianças na comunidade, pois alguns discípulos rabugentos tentaram impedir que as crianças se aproximassem de Jesus que imediatamente os censurou e acolheu os pequeninos que se aproximaram fazendo festa.
Comunidade que não tem espaço para crianças é certamente uma comunidade sem futuro, o mesmo se diga dos pré-adolescentes e jovens. Jesus aproveita a ocasião para falar de como as pessoas devem ser para receber o Reino de Deus e daí, as crianças que são um problema, tornam-se a solução. Quem não tiver a mentalidade de uma criança não entrará no Reino de Deus.
Receber o Reino com a mentalidade de uma criança não significa viver uma Fé infantil e ingênua, pois o chamado cristão para vivermos na Fé supõe amadurecimento e equilíbrio e não podemos ter uma Fé acomodada.
Não sabemos ao certo qual foi a questão que originou esse evangelho, mas o que fica claro é a oportunidade que Jesus encontra para falar do Novo Reino e da renovação da mentalidade para acolhê-lo. Primeiramente é ter absoluta confiança no Pai, na certeza de que em tudo dependemos dele. A criança em tudo depende do Pai e da Mãe em quem confia cegamente. Essa mesma confiança devemos ter em Deus, muito mais do que em nossos projetos falíveis, pois o Reino está entre nós, mas caminha para a sua plenitude.

2. Não as impeçais
(O comentário do Evangelho abaixo é feito por Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2017’, Paulinas e disponibilizado no Portal Paulinas - http://comeceodiafeliz.com.br/evangelho)

Ao falar do marido e da mulher, dos pais, da família, Jesus coloca novamente no centro as crianças. Os discípulos afastam as crianças para que não incomodem, mas Jesus não gosta da atitude deles. “Deixem que as crianças venham até mim”, dizia ele aos discípulos, “delas é o Reino de Deus. É preciso receber o Reino de Deus como uma criança.” Jesus estava propondo o que chamamos de infância espiritual. Ele abraçava as crianças, impunha as mãos sobre elas e as abençoava. A partir da discussão dos discípulos sobre quem era o maior, o evangelista São Marcos coloca cenas que envolvem a mulher e a criança para dizer que somos todos iguais. Homem, mulher e criança são iguais aos olhos de Deus. Suas diferenças enriquecem o ser humano e são o encanto da convivência familiar. A presença das crianças, acolhidas e acariciadas por Jesus, junto a questões de divórcio e adultério, fazem pensar que mais uma vez as crianças se tornam vítimas de situações que não criaram. Na relação entre o homem e a mulher, o apóstolo São Paulo dirá que, se é verdade que a mulher foi tirada do homem, é também verdade que o homem nasce da mulher, e tudo vem de Deus. Assim escreve ele na primeira carta aos Coríntios. Apesar de todas as nossas imperfeições, não sabemos apreciar e cultivar nas famílias a alegria do amor?

3. O REINO É DAS CRIANÇAS
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado no Portal Dom Total - http://domtotal.com/religiao-liturgia-diaria.php).

Havia, no tempo de Jesus, várias categorias de pessoas vítimas da exclusão social. Entre elas, estavam as crianças. Juntamente com as mulheres, as crianças eram consideradas como propriedade dos pais. Sua dignidade de não passava disto.
O Reino inaugurado por Jesus rejeitava este esquema social, descobrindo o valor que cada criança traz dentro de si. E, mais, encarnavam a atitude requerida de quem pensava fazer-se discípulo do Reino. Elas eram a parábola viva do discipulado. Como as crianças, o discípulo verdadeiro não tem malícia coração e acolhe o Reino com simplicidade. Confia plenamente em Deus e a ele se entrega, como as crianças em relação aos pais. As crianças são indefesas e despretensiosas, como devem ser os discípulos. Os discípulos têm que predispor-se para sofrer a mesma exclusão e marginalização, sofridas pelas crianças, por causa de sua opção pelo Reino. Por causa do Reino, também haveriam de ser considerados gente de segunda categoria, sem privilégios, vivendo como párias da sociedade.
Reduzido à condição social de uma criança, por causa de sua fé, o discípulo estaria em condições de voltar-se totalmente para Deus e só nele colocar sua esperança. O Reino, enquanto senhorio de Deus, se faz verdade na vida do discípulo, quando ele o recebe como uma criancinha. Assim, se estabelecem relações verdadeiras com Deus.
Oração
Senhor Jesus, dá-me a simplicidade de uma criancinha, para acolher o Reino com despretensão e colocar-me inteiramente nas mãos do Pai.
Fonte: NPD Brasil em 26/05/2018

HOMÍLIA DIÁRIA

Todas as crianças são a manifestação do amor divino

No coração de um pequenino está o grande segredo dos céus. Todas as crianças são a manifestação do amor divino.

“Traziam crianças para que Jesus as tocasse. Mas os discípulos as repreendiam. Vendo isso, Jesus se aborreceu e disse: ‘Deixai vir a mim as crianças. Não as proibais, porque o Reino de Deus é dos que são como elas’” (Mc 10,13-14).

O Reino de Deus pertence às crianças. Primeiro, porque elas não foram contaminadas com a maldade do mundo, pois os pequenos não conseguem fazer o mal do qual, infelizmente, o mundo está envolto. Para entrar no Reino dos Céus é preciso ser como elas. Nossas igrejas, nossas casas, nossas famílias precisam acolher as crianças como bênção do Senhor. Onde está uma criança, ali está o Reino do Pai acontecendo.
Precisamos, com todo amor do nosso mundo, acolher nossas crianças, pois elas são sinais de alegria, de bênção, da graça e da presença do Senhor nosso Deus. As crianças chamam a atenção dos pais, daqueles que já estão crescidos. Precisamos acolher, com muito amor, nossas crianças.
Maldito seja aquele que despreza nossas crianças, maldito seja aquele que abusa delas, faz qualquer mal a uma delas. Todas as crianças são a manifestação do amor divino.
A segunda coisa é que precisamos aprender com elas, sugar delas o melhor que elas têm. No coração de um pequenino está o grande segredo dos céus, está a simplicidade, a inocência, mas, sobretudo, a pureza. Como nós precisamos da pureza para nos relacionarmos uns com os outros, para enxergamos Deus e a Sua vontade! Precisamos ser puros para dependermos do Senhor e de Sua graça.
À medida em que aprendemos a amar as crianças, a olhar para elas, aprendemos que em cada uma se esconde o segredo do Reino do Céus. Deus abençoe as crianças que estão próximas a você! Deus abençoe seus filhos!
Deus abençoe você.
Padre Roger Araújo – Comunidade Canção Nova
Fonte: Canção Nova em 25/05/2013

HOMÍLIA DIÁRIA

Tenhamos os valores de uma criança em nosso coração

É preciso ter os valores de uma criança dentro da nossa alma e do nosso coração, se quisermos entrar no Reino dos Céus

“Jesus se aborreceu e disse: ‘Deixai vir a mim as crianças. Não as proibais, porque o Reino de Deus é dos que são como elas’” (Marcos 10,14).

O que nos chama atenção, logo no início da proclamação desse Evangelho de hoje, é saber que Jesus se aborreceu. O que aborrece o coração do Mestre Jesus? Afastar as crianças, colocá-las longe da vida e do sagrado. Aborrece o coração de Jesus porque querem tirar a criança que há dentro de nós, tirar o valor da pureza que elas significam no Reino de Deus.
O Reino dos Céus é de quem é como as crianças, é preciso ter os valores de uma criança dentro da nossa alma e do nosso coração, se quisermos entrar no Reino dos Céus.
A nossa evangelização, o nosso trabalho humano, cada vez mais, deve ser para incluir as crianças, estar perto delas, abraçá-las, respeitá-las, valorizar o sagrado que elas representam para nós.
No mundo em que vivemos é mais do que necessário proteger as nossas crianças. Não podemos, de forma nenhuma, permitir qualquer forma de abuso que se comete contra os pequenos, não me refiro somente ao abuso sexual, porque é uma infâmia, algo inadmissível mas, infelizmente, acontece. Essa preocupação é com todas as crianças que estão ao nosso alcance.
Tenhamos os olhos atentos onde as crianças estão sendo desrespeitadas e abusadas. Os pais têm todo o direito e a obrigação de amar, cuidar, zelar, educar suas crianças e ninguém pode roubar esse direito deles, mas os pais não têm direito de abusar, de exceder, seja por maus tratos ou pela forma de cuidado. Irrita e aborrece o coração de Deus quando ofendemos as nossas crianças, quando não as acolhemos, quando não damos a elas o lugar que é delas: a primazia no Reino de Deus.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
Fonte: Canção Nova em 26/05/2018

Oração Final
Pai Santo, ajuda-nos a prestar atenção à vida que acontece ao redor de nós. Que saibamos ver nela a tua Presença inefável, o teu Amor de Pai que também é Mãe e a tua Misericórdia que nos conduz ao abraço final no Reino que preparas para nós. Por Jesus Cristo, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.
Fonte: Arquidiocese BH em 25/05/2013

ORAÇÃO FINAL
Pai Santo, dá-nos um olhar parecido com o de Jesus de Nazaré, que seja capaz de ver além das aparências dos teus filhos como Tu mesmo os vês e, assim, não enxergar senão o Bem em cada um. Que a nossa presença seja misericordiosa e o nosso coração acolhedor e sem discriminações. Pelo mesmo Jesus Cristo, teu Filho que se fez nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.
Fonte: Arquidiocese BH em 26/05/2018