quarta-feira, 25 de abril de 2012

Organização da JMJ informa: Inscrições para a JMJ Rio2013 começam em julho deste ano



Rio de Janeiro, 25 Abr. 12 / 11:31 am (ACI)

Esta semana a página oficial da Jornada Mundial da Juventude 2013, que será realizada na cidade do Rio de Janeiro, informou que as inscrições para o evento terão início no mês de julho deste ano através do portal oficial www.rio2013.comdisponível em português e outros idiomas.

O Setor de comunicações da próxima JMJ informou em nota oficial publicada este fim de semana que o Rio já está se organizando para receber os milhares de peregrinos de todas as partes do mundo que desejam participar “deste sonho do coração de Deus”.

QUINTA-FEIRA - Tenha uma quinta-feira fascinante!


BOA NOITE


O Terço - Mistérios Luminosos - Quinta-Feira.


Terço do Rosário: Mistérios Luminosos   


Nossa Senhora do Bom Conselho - 26 de abril


A devoção que comemoramos hoje, remonta a Igreja Primitiva, de forma que não temos dados precisos sobre sua origem. Tão antiga é a devoção que a Mãe do Bom Conselho é invocada na Ladainha Lauretana.  Sabemos, contudo,  que entre os anos de 432 e 440,  o Papa Xisto III mandou construir uma Igreja dedicada a Nossa Senhora do Bom Conselho na cidade de Genezzano, Itália, ao lado de um convento fundado por Santo Agostinho. Esta cidade havia sido doada à Igreja com o advento dos Imperadores cristãos, sucessores do Imperador Constantino que, convertido, decretara o fim da perseguição aos cristãos e da crucifixão (ano 312). Genezzano iria ser agraciada, cerca de mil anos depois,   com um presente milagroso de Nossa Senhora, como veremos a seguir:  

São Luis Maria Grignon de Monfort - 26 de abril

São Luis Maria Grignon de Monfort

NascimentoNo ano de 1673
Local nascimentoFrança (Monfort)
OrdemJesuíta
Local vidaFrança
EspiritualidadeUm dos mais admiráveis devotos de Nossa Senhora, cuja devoção iniciou quando ainda menino. Criado e ambiente profundamente religioso, eram em dezesseis irmãos, três dos quais fizeram os votos. Tamanho era seu amor a Mãe de Deus que acrescentou o nome "Maria" em honra de Nossa Senhora, no dia da sua crisma. Posteriormente, em Paris, iria desenvolver as bases de um magnífico movimento que teria por lema "os escravos de Jesus em Maria".

Santo Arcangelo Tadini - 26 de abril


ARCANGELO TADINI, sacerdote do interior de Brescia (Itália) que viveu de 1846 a 1912, é figura cristalina e fascinante. Homem de iniciativa, sacerdote autêntico, soube entrelaçar ousadia e fé, amor pelos homens e amor a Deus, austeridade e ternura.
Nasce em Verolanuova (BS) a 12 de outubro de 1846. Terminados os estudos primários na cidade natal, frequenta o ginásio em Lovere (BG).
Em 1864 entra no Seminário Diocesano de Brescia e em 1870 é ordenado sacerdote. De 1871 a 1873 é nomeado vigário paroquial em Lodrino (BS), pequeno vilarejo de montanha, e a partir de 1873 é capelão no Santuário de S. Maria della Noce, periferia de Brescia.

Santo Anacleto - 26 de abril

Santo Anacleto
Papa
76-88
Eis uma curiosidade com relação ao santo venerado nesta data: seus dados biográficos se embaralharam ao serem transcritos século após século. 
Papa Anacleto teve sua vida contada como se ele "fosse dois": papa Anacleto e papa Cleto, comemorados em datas diferentes, 26 de abril e 13 de julho. 

São Pascásio - 26 de Abril

São PascásioPascásio Radbert foi personagem considerável no seu tempo. Os historiadores da Teologia continuam a mencionar a teoria que ele imaginou para "esclarecer" o mistério da presença de Jesus no Santíssimo Sacramento. Como diplomata, viajou muito entre 822 e 834, para solucionar questões da Igreja e tentar apaziguar os conflitos que punham em campo os sucessores de Carlos Magno.

HOMÍLIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 26/04/2012

26 de Abril de 2012 


João 6,44-51

Comentário do Evangelho

O Pai revela seu amor em Jesus

Continuando a longa fala após a partilha dos pães com a multidão, Jesus testemunha sua origem divina. O Pai revela seu amor em Jesus, e por ele somos atraídos. O pão descido do céu é Jesus concebido no ventre de Maria, e que viveu, cerca de trinta anos, uma vida comum na sua cidade de origem, e, depois, cerca de três anos, em contato com as multidões revelando-lhes o Pai que o enviou. Jesus é o Verbo que se fez carne, com sua presença corpórea, concreta, no mundo e na história. Doando-se a fim de comunicar a vida, consagrou-se à libertação de todos das opressões e da morte, levando a esperança de um mundo novo, pela prática do amor. 
Ser atraído por Jesus e crer nele é segui-lo, na adesão ao projeto de Deus. O pão representa o alimento da vida. Alimentar-se de Jesus é contemplá-lo e seguir seus passos. No serviço, na fraternidade comunitária e na solidariedade social, na busca da justiça e da paz, entra-se em comunhão com Jesus, pão da vida eterna.

José Raimundo Oliva


Vivendo a Palavra

Todos nós somos atraídos pelo Pai, que é puro Amor, pura gratuidade. Mas Ele nos dá a liberdade de aceitar ou não ao convite. Só nos resta seguir o único Caminho, Verdade e Vida, que é Jesus de Nazaré, o Pão Vivo descido do céu. Seguindo seus passos, nossa última palavra não será morte, mas Ressurreição.

Reflexão
Um dos elementos fundamentais na fé católica é o primado da graça. Se Deus não age, nós não podemos agir, nos tornamos incapazes de fazer o bem. Para nós, o bem maior é conhecer Jesus, sermos capazes de ir até ele, mas isso só é possível pela atuação da graça. Mas, se por um lado, a graça é necessária para chegarmos até Jesus, por outro lado, Deus respeita a nossa liberdade, de modo que associada à graça divina, deve estar a nossa procura de Cristo. De nada adianta a graça nos mostrar que Jesus é o Pão da vida descido do céu para ser alimento de vida eterna a todos nós, se nós não queremos vê-lo.


COMENTÁRIOS DO EVANGELHO

FAÇA UMA DOAÇÃO AO NPDBRASIL...

1. "Só Aquele que vem de Deus é que viu o Pai..."
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Diácono José da Cruz - Diácono da Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim – SP)

Confesso que quando vou a algum lugar desconhecido, mesmo com GPS acabo me perdendo, normalmente porque há outros caminhos e modos de se chegar a este lugar, e o que temos de fazer é ver qual é o melhor caminho, o mais curto e fácil... Mas já conheci lugares que só há um caminho de acesso, os demais caminhos passam por perto, mas não dão acesso ao lugar.

O acesso do homem a Deus tem um único e Verdadeiro caminho: Jesus Cristo! É único e verdadeiro por uma razão muito simples: Só Ele veio de Deus, Só Ele viu o Pai, todas as demais definições sobre Deus - Pai não merecem confiança e crédito, e usando uma linguagem bem de hoje, apenas a Revelação de Jesus sobre o Pai têm o certificado de garantia e autenticidade, o resto é imitação grotesca, se a Revelação não for cristã, não merece nenhum crédito.

É o próprio Pai que atrai a todos os homens, e esta atração é Jesus Cristo. Muitos existem que querem inventar um Deus diferente do Deus Cristão, principalmente na pós-modernidade, tentando adequar Deus ao consumismo, um Deus que satisfaz plenamente o Cliente, em certas igrejas que asseguram ter entre seus ministros os Porta-Vozes Oficiais da Vontade Divina, e ainda usam Jesus Cristo, que nas mãos desses gananciosos torna-se apenas um garoto propaganda da Fé.

E o que faz Jesus Cristo, único caminho, único acesso para se chegar ao Pai? Fecha-se em uma comunhão egoísta na Vida de Deus, deixando os homens a incumbência de descobrirem por si só esse caminho? Não, de modo algum! E aqui está o Amor Divino em toda sua magnificência... Jesus não é só o caminho, ele nos ajuda a caminhar, Jesus não é só a Verdade, ele nos ajuda a encontra-la, Jesus não é só a Vida, ele nos possibilita termos essa Vida, por isso se faz Pão, se dá e se entrega a cada Homem que Nele professa a sua Fé.

E o Pão enquanto alimento, se transforma em parte do nosso ser, e daí podemos experimenta-lo e senti-lo em nós, e cada vez mais por ele próprio alimentados e maduros em nossa Fé, vamos nos configurando a Ele, vivendo assim mergulhados na Vida de Deus e ao mesmo tempo permitindo que Deus mergulhe em nós... E assim, aquele que é eterno penetra no mortal, e aquele que é mortal, penetra no que é Eterno e ganha a Vida Eterna para sempre.

2. O Pai revela seu amor em Jesus
(O comentário do Evangelho abaixo é feito por José Raimundo Oliva - e disponibilizado no Portal Paulinas)

VIDE ACIMA

Oração

Espírito de docilidade ao Pai, reforça minha disposição para acolher os ensinamentos divinos e colocar-me, resolutamente, na busca do Ressuscitado.


3. O PÃO DA VIDA
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado no Portal Dom Total a cada mês).

A palavra "vida" é mencionada onze vezes no capítulo 6. A obra de Deus, fruto do seu amor, é o dom da vida plena para todos. O Pai e o Filho comunicam a vida. Todos são atraídos a Jesus, que foi enviado pelo Pai. Não há, absolutamente, discriminações nem privilégios nesta atração. Com plena liberdade, o Pai acolhe a todos os povos em todos os tempos; atrai todos ao seguimento de Jesus. Esse universalismo significa que a nova comunidade dos seguidores de Jesus não é continuação nem restauração de Israel. Quem comeu o maná, da tradição do êxodo de Israel, morreu. Agora se trata de um povo novo, para o qual o valor supremo é a geração, a restauração e o cultivo da vida. É o povo que crê em Jesus e o segue. A este povo é servido o pão descido do céu, que dá a vida eterna. Quem comer deste pão não morrerá. Já está participando da vida eterna, inserido na vida divina pela prática do amor, em comunhão com Jesus.


É fundamental que o cristão lute pela unidade


Postado por: homilia

abril 26th, 2012


A Palavra pregada por Jesus deve ser recebida, acolhida e refletida, pois é o anúncio da Boa Nova. Por meio dela, toda a humanidade, com alegria e fé, reconhece que o Senhor é o Pão da vida, que conduz os homens à comunhão com o Pai.
Por sua vez, com alegria e entusiasmo, a humanidade deve se comprometer com a Palavra e anunciá-la aos seus irmãos, fazendo dela uma única realidade. Assim como Jesus e o Pai são um só, também os homens devem ser um só com Ele. Este foi, é e deverá sempre ser o conteúdo da mensagem de Jesus. É fundamental que nós cristãos lutemos pela unidade, mas não pela desunião.
O ditado que afirma “cada um por si e Deus por todos” não tem lugar para nós, nem mesmo entre aqueles que não se conhecem ou são de outras confissões religiosas. Quando você se encontra com pessoas que não são católicas, qual é o seu comportamento? Sobre o que vocês têm falado ou discutido? Quanto a mim, por exemplo, não dialogo sobre coisas que nos dividem, mas sim sobre assuntos que nos aproximam e nos unem. Muitas vezes, nos julgamos os “melhores” e os “sabedores de tudo”, mas nos esquecemos de que o nosso Deus também é o Senhor daqueles que julgamos “ruins”.
Hoje, Jesus volta a nos ensinar. Cristo vem nos mostrar que Ele e o Pai estão unidos pelo mesmo amor. E essa mesma união deve acontecer com os discípulos que estão unidos a Jesus.
“Ninguém pode vir a mim, se o pai que me enviou não o atrai” (Jo 6,44). Viver em comunhão com Deus – e entre nós – deve ser nosso desejo e nossa missão de cristãos. Fomos feitos para a comunhão de irmãos, jamais para a divisão e a separação. Portanto, se você estiver vivendo isso, levante-se, hoje mesmo, e vá se encontrar com quem você brigou ou discutiu. Peça-lhe perdão e reconcilie-se com ele. Esse é o pão do qual Jesus, redundantemente, quer que comamos: “Eu sou o pão vivo descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo” (Jo 6,51) .
Estamos diante do longo discurso sobre o Pão da vida, pronunciado após a partilha dos pães com a multidão na montanha. Um dos aspectos salientados por Jesus é que a iniciativa da salvação vem do Pai. Ninguém se faz discípulo de Jesus se não for designado por Deus. Todo aquele que escuta a Sua Palavra e procura fazer a vontade d’Aquele que o enviou, é introduzido na vida que nunca mais terá fim. Aqui está o Pão que desceu do céu. Quem comer d’Ele nunca morrerá.
Nos nossos dias, alimentar-se de Jesus é ter vida, é contemplá-Lo e seguir Seus passos. No serviço, na fraternidade, na solidariedade social, na busca pela justiça e pela paz, entra-se em comunhão de vida eterna com o Senhor.
Deixemo-nos tocar pelo convite de Jesus: “Vinde, convidados do meu Pai! A mesa está posta. Vinde!”. Participemos plena, consciente e ativamente. Comamos e bebamos o Corpo e o Sangue de Jesus. Repito: essa mesa é da compreensão, do diálogo, do perdão, da reconciliação. Ninguém deve se aproximar dela se não perdoar, de todo coração,  a seu irmão, sua irmã, seu marido, sua esposa, seu esposo, seus filhos, colegas, amigos e até aos inimigos.
“Mas, padre, o que ele me fez foi muito duro e doloroso! Sinto as feridas até agora.” Eu lhe respondo: “Busque, em primeiro lugar, o Reino do Deus e a Sua justiça, pois o resto lhe será dado por acréscimo!”. É Jesus quem está dizendo isso a você, meu irmão e minha irmã!
Corra atrás daquilo que você chama de “prejuízo”. Deus é maior, Ele pode tudo. Aliás, o verdadeiro cristão não deve ser inimigo de ninguém nem se um devedor, a não ser ter a dívida do amor.
Padre Bantu Mendonça

Leitura Orante 

Preparo-me para a Leitura Orante, rezando: 

Vinde, Espírito Santo, 
E dai-nos o dom da sabedoria, 
para que possamos avaliar todas as coisas 
à luz do Evangelho e 
ler nos acontecimento da vida 
os projetos de amor do Pai. 

1. Leitura (Verdade) 

O que diz o texto do dia? 

Leio atentamente, na Bíblia, o texto: 
Jo 6,44-51, 
e observo Jesus que fala do pão da vida. 
Só poderão vir a mim aqueles que forem trazidos pelo Pai, que me enviou, e eu os ressuscitarei no último dia. Nos Profetas está escrito: "Todos serão ensinados por Deus." E todos os que ouvem o Pai e aprendem com ele vêm a mim. Isso não quer dizer que alguém já tenha visto o Pai, a não ser aquele que vem de Deus; ele já viu o Pai. 
- Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quem crê tem a vida eterna. Eu sou o pão da vida. Os antepassados de vocês comeram o maná no deserto, mas morreram. Aqui está o pão que desce do céu; e quem comer desse pão nunca morrerá. Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer desse pão, viverá para sempre. E o pão que eu darei para que o mundo tenha vida é a minha carne. 
Ele afirma que quem crê, tem a vida eterna. Volta a dizer que é o pão da vida. Diz ainda que quem come deste pão tem a vida eterna. 

Espírito de verdade, a ti consagro a mente e meus pensamentos: ilumina-me. 
Que eu conheça Jesus Mestre e compreenda o seu Evangelho.
 Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós. 

2. Meditação (Caminho) 

O que o texto diz para mim, hoje? 

Jesus me questiona de novo sobre meus alimentos.
 O que busco como alimento para meu espírito, para minha vida cristã? 
Como pessoa batizada sou também convocada a uma missão.
 De que me nutro para esta missão? 
Qual é a fonte que sacia minha sede de vida? 

Os bispos em Aparecida, disseram que a Eucaristia deve ser o centro da nossa vida: 
"Todas as comunidades e grupos eclesiais darão fruto na medida em que a Eucaristia for o centro de sua vida e a Palavra de Deus for o farol de seu caminho e de sua atuação na única Igreja de Cristo."
(DAp 180) 

3.Oração (Vida) 

O que o texto me leva a dizer a Deus?
 
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo: 

Espírito vivificador, a ti consagro o meu coração: 
aumenta em mim o amor a Jesus, Vida da minha vida. 
Faze-me sentir filho amado do Pai. Amém. 

Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós. 

4.Contemplação (Vida e Missão) 

Qual meu novo olhar a partir da Palavra? 

Buscarei alimentar minha vida com o pão do céu e ver 
o mundo na ótica de Jesus Mestre. 

Bênção
 
- Deus nos abençoe e nos guarde. 
Amém. 
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. 
Amém. 
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. 
Amém. 
- Abençoe-nos Deus misericordioso,
 Pai e Filho e Espírito Santo. 
Amém. 
Irmã Patrícia Silva, fsp 

Oração Final
Pai Santo, que nos deste o Pão Vivo, dá-nos, também, a fome deste Pão. Dá-nos coragem para empregar toda a nossa força no anúncio da Boa Notícia da chegada de teu Reino a nós e nos torna testemunhas vivas do teu Amor a todos os seres que criaste. Por Jesus Cristo, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.


LITURGIA DIÁRIA - 26/04/2012



Tema do Dia

«Quem come deste pão viverá para sempre.»

O ministro da rainha Candace, batizado por Filipe, aparece na biografia de Mateus, anos depois. Já em sua terra, ele acolhe o apóstolo evangelista que, perseguido em sua terra, na Arábia e Pérsia, refugia-se na Etiópia. Ali Mateus foi martirizado.


Oração para antes de ler a Bíblia 

orkut e hi5, Religiosos, palavras do Senhor Jesus, imagens de biblia, recados de Jesus, gifs de religião para orkut

Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda 

e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame

 e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por

 todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores

se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos 

a vida eterna. Amém.


            Branco. 5ª-feira da 3ª Semana da Páscoa 


Primeira leitura (Atos dos Apóstolos 8,26-40)

Quinta-Feira, 26 de Abril de 2012
3ª Semana da Páscoa



Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, 26um anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: “Prepara-te e vai para o sul, no caminho que desce de Jerusalém a Gaza. O caminho é deserto”. Filipe levantou-se e foi.27Nisso apareceu um eunuco etíope, ministro de Candace, rainha da Etiópia, e administrador geral do seu tesouro, que tinha ido em peregrinação a Jerusalém.
28Ele estava voltando para casa e vinha sentado no seu carro, lendo o profeta Isaías.29Então o Espírito disse a Filipe: “Aproxima-te desse carro e acompanha-o”. 30Filipe correu, ouviu o eunuco ler o profeta Isaías e perguntou: “Tu compreendes o que estás lendo?”
31O eunuco respondeu: “Como posso, se ninguém mo explica?” Então convidou Filipe a subir e a sentar-se junto a ele. 32A passagem da Escritura que o eunuco estava lendo era esta: “Ele foi levado como ovelha ao matadouro; e qual um cordeiro diante do seu tosquiador, ele emudeceu e não abriu a boca. 33Eles o humilharam e lhe negaram justiça; e seus descendentes, quem os poderá enumerar? Pois sua vida foi arrancada da terra”.
34E o eunuco disse a Filipe: “Peço que me expliques de quem o profeta está dizendo isso. Ele fala de si mesmo ou se refere a algum outro?” 35Então Filipe começou a falar e, partindo dessa passagem da Escritura, anunciou Jesus ao eunuco. 36Eles prosseguiram o caminho e chegaram a um lugar onde havia água. 37Então o eunuco disse a Filipe: “Aqui temos água. O que impede que eu seja batizado?”
38O eunuco mandou parar o carro. Os dois desceram para a água e Filipe batizou o eunuco. 39Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe. O eunuco não o viu mais e prosseguiu sua viagem, cheio de alegria. 40Filipe foi parar em Azoto. E, passando adiante, evangelizava todas as cidades até chegar a Cesareia.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Salmo (Salmos 65)

Quinta-Feira, 26 de Abril de 2012
3ª Semana da Páscoa



— Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira.
— Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira.

— Nações, glorificai ao nosso Deus, anunciai em alta voz o seu louvor! É ele quem dá vida à nossa vida, e não permite que vacilem nossos pés.
— Todos vós que a Deus temeis, vinde escutar: vou contar-vos todo bem que ele me fez! Quando a ele o meu grito se elevou, já havia gratidão em minha boca!
— Bendito seja o Senhor Deus que me escutou, não rejeitou minha oração e meu clamor, nem afastou longe de mim o seu amor!


Evangelho (João 6,44-51)

Quinta-Feira, 26 de Abril de 2012
3ª Semana da Páscoa




Jesus é o pão vivo 


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: 44“Ninguém pode vir a mim, se o pai que me enviou não o atrai. E eu o ressuscitarei no último dia. 45Está escrito nos Profetas: ‘Todos serão discípulos de Deus’. Ora, todo aquele que escutou o Pai e por ele foi instruído, vem a mim. 46Não que alguém já tenha visto o Pai. Só aquele que vem de junto de Deus viu o Pai. 47Em verdade, em verdade vos digo, quem crê possui a vida eterna.
48Eu sou o pão da vida. 49Os vossos pais comeram o maná no deserto e, no entanto, morreram. 50Eis aqui o pão que desce do céu: quem dele comer, nunca morrerá. 51Eu sou o pão vivo descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


orkut e hi5, Religiosos, mensagem religiosa, imagem da biblia, recados de religião, scraps religioso para orkut


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações
que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los
 em prática. Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da
minha guarda, intercedeis todos por mim. Amém.



FRASES DE SANTO AGOSTINHO





FRASE DE SÃO JOÃO DA CRUZ

FRASE DE SANTO ANTÔNIO

LITURGIA DAS HORAS - Quarta - SÃO MARCOS, EVANGELISTA - Completas

Clique no ícone abaixo
para acesso à Hora Canônica

A VOZ DO PASTOR - DIOCESE DE CAMPOS DOS GOYTACAZES (RJ)

A 50º ASSEMBLÉIA GERAL DA CNBB 
18/04/2012


 dom_roberto_francisco_paz
O ano de 2012 é sem dúvida marcado pela memória histórica: 90 anos da Diocese, 10 anos da Administração Apostólica São João Maria Vianney, 50 anos de abertura do Concílio Vaticano II e no dia 18 início da Quinquagésima Assembléia Geral da CNBB. A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), é a primeira pelo número de Bispos e Prelados, e o Brasil é o primeiro país em quantidade de católicos (contabilidade em números absolutos e não percentagem). Esta Conferência se destacou pela sua ação inovadora na pastoral fazendo acontecer no planejamento a aplicação do Concílio Vaticano II. Levou a sério o comprometimento com os pobres efetivando uma opção preferencial pelos empobrecidos não excludente nem exclusiva. Tornou-se defensora coerente e intransigente dos direitos humanos ajudando na redemocratização do país; incentivando sempre o resgate da ética na política, bem como a adesão aos princípios do Estado de Direito. Foi ao longo do cinqüentenário uma voz clara e inequívoca em defesa da vida e da família como também da educação cristã e do ensino religioso. Manteve o diálogo ecumênico participando como Igreja membro do CONIC; e o diálogo inter religioso procurando a paz e o entendimento na sociedade. As Campanhas da Fraternidade foram caixas de ressonância de temas urgentes e incisivos para o desenvolvimento do Brasil. A Conferência estabeleceu relacionamento de apoio e ajuda eclesial para com os povos de Angola, Moçambique, Haiti bem como presença de evangelização junto aos brasileiros emigrantes em outras terras (EEUU, Canadá, Inglaterra, Portugal). Suas cinco semanas sociais foram como as da França e da Itália, momentos fortes de repensar o projeto do país, buscando a isonomia, a equidade e justiça social. Várias vezes, esteve no topo das instituições de maior credibilidade e confiabilidade de acordo com a amostragem de opinião sobre entidades sociais. Participar de uma Assembléia Geral para um Bispo é reviver um momento de graça na colegialidade episcopal, na reflexão e diálogo fraterno e sempre respeitoso, mostrar o rico pluralismo existente na Igreja Católica na diversidade das pastorais, movimentos e comunidades. Elevo minha oração de gratidão, de reconhecimento das inúmeras graças recebidas ao longo dos 50 anos, que tornaram a Igreja Católica que peregrina no Brasil uma Igreja viva, profética, solidária e misericordiosa em estado permanente de missão. Vida longa a CNBB, a seus projetos, a sua presença pública de fé em Cristo Salvador. Deus seja louvado!
+Dom Roberto Francisco Ferreria Paz Bispo Diocesano de Campos
Campos dos Goytacazes, 22 de Abril de 2012

PARA RECONHECER A ÚNICA IGREJA VERDADEIRA DE CRISTO USA ESTA TABELA COMO MEDIDA:

FRASE DO PAPA BENTO XVI