sábado, 31 de agosto de 2013

XXII Domingo do Tempo Comum (Ano C)


XXII Domingo do Tempo Comum (Ano C)

Leituras e subsídios para liturgia e homilia:

Confira as cifras do Salmo Dominical 67

01/09/2013 Salmo 67

          D           D4 D      A/C# 
 — Com carinho preparastes uma mesa para o pobre.
           G          D/F#      Em   A4       D   G/D   D
 — Com carinho preparastes uma mesa para o pobre.
      F#m7(11)                Bm7
 — Os justos se alegram na presença do Senhor,/ 
      A          A/G       D/F#          A4 A
 rejubilam satisfeitos e exultam de alegria!/ 
          F#m7(11)                        Bm7
 Cantai a Deus, a Deus louvai, cantai um salmo a seu nome!/
        A       A/G      D/F#       A4  A
 O seu nome é Senhor: exultai diante dele!
 — Dos órfãos ele é pai, e das viúvas protetor:/ 
 
 é assim o nosso Deus em sua santa habitação./ 
 
 É o Senhor quem dá abrigo, dá um lar aos deserdados,/ 
 
 quem liberta os prisioneiros e os sacia com fartura. 
 — Derramastes lá do alto uma chuva generosa,/ 
 
 e vossa terra, vossa herança, já cansada, renovastes;/ 
  
 e ali vosso rebanho encontrou sua morada;/ 
 
 com carinho preparastes essa terra para o pobre.
 APRENDA A TOCAR O SALMO COM @paulinhodejesus http://blog.cancaonova.com/cliquesom
http://wiki.cancaonova.com/index.php/01/09/2013_Salmo_67

Baixe e Ouça o Salmo Dominical 67

Melodia do Salmo 67
Por Rosiane Tais

O canal da música traz para você a sugestão de melodia para o Salmo 67, o qual será entoado na liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum.


"Com carinho preparastes uma mesa para o pobre"


Produção musical, arranjos e execução - Paulinho de Jesus
Melodia: Rosiane Tais e Paulinho de Jesus

Como baixar:
Ao ir para a página do Podcast dos Salmos dominicais, você encontrará, abaixo de cada um deles, uma seta; ao clicar nela você consegu
irá baixar o arquivo em MP3.

Confira o vídeo:

A melodia do Salmo 67 é interpretada por Rosiane Tais, é membro da Comunidade Canção Nova desde 2011.

Neste mês iniciamos o Mês da Bíblia, a Palavra de Deus nos foi dada para iluminar nossa caminhada neste mundo. Sejamos não apenas ouvintes, mas praticantes da Palavra. É importante olhar para o projeto de Deus e nos perguntar se ele está sendo observado por nós. Muitos passam grande parte da vida correndo atrás de ilusões e, com isso, deixando Deus de lado. Que a Palavra de Deus, hoje, toque nosso coração.
http://www.cancaonova.com/cnova/ministerio/temp/inf_txt.php?id=2438

LITURGIA DIÁRIA 01/09/2013




Tema do Dia

Convide pobres, aleijados, mancos e cegos...

O poder do Senhor é grande, mas ele é glorificado pelos humildes. Não procure o que é difícil para você, e não investigue coisas que superam suas forças. Quem retribui com o bem armazena para o futuro e na queda encontrará apoio. (Eclo 3,19-21.30-31)

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda
e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame
 e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por
 todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores
se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos
a vida eterna. Amém.

Verde. 22º DOMINGO Tempo Comum


Primeira Leitura (Eclo 3,19-21.30-31)
22ª Domingo Comum
Domingo 01/09/13

Leitura do Livro do Eclesiástico.

19Filho, realiza teus trabalhos com mansidão e serás amado mais do que um homem generoso. 20Na medida em que fores grande, deverás praticar a humildade, e assim encontrarás graça diante do Senhor. Muitos são altaneiros e ilustres, mas é aos humildes que ele revela seus mistérios. 21Pois grande é o poder do Senhor, mas ele é glorificado pelos humildes.
30Para o mal do orgulhoso não existe remédio, pois uma planta de pecado está enraizada nele, e ele não compreende.
31O homem inteligente reflete sobre as palavras dos sábios, e com ouvido atento deseja a sabedoria.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Responsório (Sl 67)
22ª Domingo Comum
Domingo 01/09/13

(Música igual à faixa 3 do CD.)
— Com carinho preparastes uma mesa para o pobre.
— Com carinho preparastes uma mesa para o pobre.

— Os justos se alegram na presença do Senhor,/ rejubilam satisfeitos e exultam de alegria!/ Cantai a Deus, a Deus louvai, cantai um salmo a seu nome!/ O seu nome é Senhor: exultai diante dele!
— Dos órfãos ele é pai, e das viúvas protetor:/ é assim o nosso Deus em sua santa habitação./ É o Senhor quem dá abrigo, dá um lar aos deserdados,/ quem liberta os prisioneiros e os sacia com fartura.
— Derramastes lá do alto uma chuva generosa,/ e vossa terra, vossa herança, já cansada, renovastes;/ e ali vosso rebanho encontrou sua morada;/ com carinho preparastes essa terra para o pobre.


Segunda Leitura (Hb 12,18-19.22-24a)
22ª Domingo Comum
Domingo 01/09/13

Leitura da Carta aos Hebreus.

Irmãos: 18Vós não vos aproximastes de uma realidade palpável: “fogo ardente e escuridão, trevas e tempestade, 19som da trombeta e voz poderosa”, que os ouvintes suplicaram não continuasse.
22Mas vós vos aproximastes do monte Sião e da cidade do Deus vivo, a Jerusalém celeste; da reunião festiva de milhões de anjos; 23da assembleia dos primogênitos, cujos nomes estão escritos nos céus; de Deus, o juiz de todos; dos espíritos dos justos, que chegaram à perfeição; 24ade Jesus, mediador da nova aliança.

- Palavra
do Senhor.
- Graças a Deus.


Evangelho (Lc 14,1.7-14)
22ª Domingo Comum
Domingo 01/09/13


Conseqüências das escolhas


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

1Aconteceu que, num dia de sábado, Jesus foi comer na casa de um dos chefes dos fariseus. E eles o observavam. 7Jesus notou como os convidados escolhiam os primeiros lugares. Então contou-lhes uma parábola:
8“Quando tu fores convidado para uma festa de casamento, não ocupes o primeiro lugar. Pode ser que tenha sido convidado alguém mais importante do que tu, 9e o dono da casa, que convidou os dois, venha te dizer: ‘Dá o lugar a ele’. Então tu ficarás envergonhado e irás ocupar o último lugar.
10Mas, quando tu fores convidado, vai sentar-te no último lugar. Assim, quando chegar quem te convidou, te dirá: ‘Amigo, vem mais para cima’. E isto vai ser uma honra para ti diante de todos os convidados. 11Porque quem se eleva, será humilhado e quem se humilha, será elevado”.
12E disse também a quem o tinha convidado: “Quando tu deres um almoço ou um jantar, não convides teus amigos, nem teus irmãos, nem teus parentes, nem teus vizinhos ricos. Pois estes poderiam também convidar-te e isto já seria a tua recompensa. 13Pelo contrário, quando deres uma festa, convida os pobres, os aleijados, os coxos, os cegos. 14Então tu serás feliz! Porque eles não te podem retribuir. Tu receberás a recompensa na ressurreição dos justos”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações
que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática.
Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedeis todos por mim. Amém

Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática. Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedeis todos por mim. Amém

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame  e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por  todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos a vida eterna. Amém.

SETEMBRO, MÊS DA BÍBLIA! Para saber qual é a vontade de Deus, devemos ouvir a Sua voz. Devemos CONHECÊ-LO. Para conhecer a Deus, devemos ler a Bíblia, bem devagar!


SETEMBRO: MÊS DA BÍBLIA


CELEBRE COM ALEGRIA! POIS ESTAMOS EM SETEMBRO, O MÊS DAS FLORES!


AS ESTAÇÕES DO ANO TEM UM SIGNIFICADO MUITO ESPECIAL PARA MIM. MAS DESDE QUE PUDE COMPARTILHAR MINHA VIDA CONTIGO, A TERRA PAROU E AGORA SÓ É PRIMAVERA. FELIZ SETEMBRO!


QUE O SENHOR ILUMINE SUA VIDA E SEU CORAÇÃO! BOA SEMANA!

BOM DIA!! "Salvai o vosso povo. Senhor, abençoai-o. Regei-nos e guardai-nos até a vida eterna. Senhor, em cada dia, fiéis, vos bendizemos, louvamos vosso nome agora e pelos séculos. Dignai-vos, neste dia, guardar-nos do pecado. Senhor, tende piedade de nós, que a vós clamamos. Que desça sobre nós, Senhor, a vossa graça, porque em vós pusemos a nossa confiança. Fazei que eu, para sempre, não seja envergonhado: Em vós, Senhor, confio, sois vós minha esperança!"

FELIZ DOMINGO... “Muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor.” Prov. 19,21

O poder de uma Ave Maria

O poder de uma Ave Maria

Flávia Cristina de Oliveira - 2009/06/03

Padre Hans regressava recolhido, levando o Santíssimo ao peito, quando um jovem lenhador veio correndo a seu encontro gritando: "Um padre! Um padre!".

Flavia.JPG
Flávia Cristina de Oliveira

O PODER DE UMA AVE MARIA......jpg

Era uma manhã ensolarada. As montanhas do Tirol mostravam-se especialmente bonitas naquele dia de primavera. A neve já estava quase toda derretida, mas os cumes ainda brancos cintilavam sob os raios do Sol.

Dia da semana: Sábado - Dedicado a - Nossa Senhora - Imaculado Coração de Maria






“Mas como podereis vós, 
óh Maria, 
deixar de socorrer os infelizes,
se vós sois a rainha da misericórdia?”
(São Bernardo)

TERÇOS – VÍDEOS

TERÇO DA DIVINA PROVIDÊNCIA
 

TERÇO DE CURA E LIBERTAÇÃO
 

TERÇO DA FÉ
 

TERÇO DO ESPÍRITO SANTO
 

TERÇO DA LIBERTAÇÃO CANTADO - JOÃO GREGÓRIO

TERÇO DA MISERICÓRDIA - VÍDEOS






"Quando rezarem este Terço junto aos agonizantes, Eu me colocarei entre o Pai e a alma agonizante, não como justo Juiz, mas como Salvador misericordioso".

JESUS, EU CONFIO EM VÓS!!!

Oração do Angelus - Padre Antonello - VÍDEO


LITURGIA DAS HORAS

Clique no ícone abaixo
para acesso à Hora Canônica

Mensagens diárias prá vc

Terço - Mistério Gozosos - Segunda-Feira e Sábado


Terço do Rosário: Mistérios Gozosos




São Raimundo Nonato - 31 de Agosto







São Raimundo Nonato, modelo de santidade

O santo se tornou modelo para todo vocacionado à santidade e ao resgate das almas
Por ter encontrado dificuldades para vir à luz, é invocado como patrono e protetor das parturientes e das parteiras (seu nome significa “não nascido” porque foi extraído vivo das entranhas da mãe já morta).

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 31/08/2013

31 de Agosto de 2013

Ano C


Mt 25,14-30

Comentário do Evangelho

O medo impede de ir além do dever.

A parábola dos talentos é a mais longa do evangelho de Mateus. Ela insiste sobre o juízo do terceiro servo. Os dois primeiros não se limitaram em executar ordens; tomaram a iniciativa de fazer frutificar os bens do seu patrão. A questão-chave do comportamento do terceiro é o medo (v. 25; ver: Rm 8,15). É a escravidão e a mentalidade de escravo que são reprovadas pelo patrão. O espírito servil faz com que a pessoa não faça nada além do seu dever.
O elogio dos dois primeiros servos e a repreensão do terceiro indicam qual tipo de colaborador o Senhor deseja. É preciso fazer valer o dom de Deus.

Vivendo a Palavra

É tempo oportuno de considerarmos os nossos talentos. Será que nós os reconhecemos? Somos agradecidos por eles? Nós os desenvolvemos e aperfeiçoamos, com estudo e aplicação? Nós os colocamos a serviço da comunidade – ou nos utilizamos deles para nosso benefício pessoal?

Reflexão

Um dos maiores perigos que ameaçam a verdadeira vivência da fé é o medo. Este medo faz com que não sejamos capazes de produzir os frutos exigidos pelo Reino de Deus. Mas esse medo sempre aparece com máscaras que nos enganam e uma das mas sutis que encontramos é aquela que é confundida com a virtude da prudência. Perguntamos se é prudente fazer isso ou aquilo e em nome da prudência justificamos o nosso medo. Nesta hora, devemos nos recordar de Maria, a Virgem prudentíssima, que não julgou prudente conversar com José antes de responder ao Anjo ou ficou esperando a vida inteira pelo milagre de Caná.

Meditação

O que você considera como seu maior talento?- Dedica-se a ele? - Coloca seus talentos a serviço do bem comum? - Você procura colher onde está semeando? - Não corre o risco de invejar talentos dos outros?
Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R

Comentários do Evangelho


31 de AGOSTO – SÁBADO


1 - Como foste fiel na administração de tão pouco, vem participar da minha alegria!- Claretianos


2 - Qual é o seu talento? - José Salviano


3 - O dom da vida - Helena Serpa


4 - "LUCROS E PERDAS DA NOSSA FÉ" -Diac. José da Cruz



Liturgia comentada

E terá em abundância... (Mt 25, 14-30)
Mais uma vez, a Liturgia nos apresenta a “parábola dos talentos”. Três servos que recebem, respectivamente, 250, 100 e 50 quilos de prata, que deveriam ser investidos com lucro. Os dois primeiros se arriscam e lucram 100%. O terceiro servo, movido pelo temor, prefere enterrar o seu talento e, por isso mesmo, será castigado.
Não sei bem se a intenção de Jesus, ao contar esta parábola, se resumia a uma visão utilitarista (e mesmo capitalista!), segundo a qual temos de “render conforme o investimento” de Deus em nossas vidas. No fundo, acho pouco provável...
Em primeiro lugar, nada temos de nosso. Tudo é dom. Somos eternos mendigos. Em segundo lugar, que talentos são esses? Inteligência? Virtudes morais? Saúde? Força muscular? Recursos materiais? Ora, tudo isso são ninharias diante do verdadeiro investimento de Deus em nossa vida: Ele-mesmo!
Sim! Deus se entregou em nossas mãos. Veio morar no meio de nós. Vestiu-se de nossa carne. E continua presente na Eucaristia. Isto, sim, é investimento. Alimentados de seu Corpo e Sangue, inauguramos, já aqui na terra, a vida que experimentaremos na eternidade.
Pode ser que isto cale mais fundo com a meditação de meu soneto “Dependência”:
Nada tenho de meu. Eu não me iludo.
Ao ver frutificar o meu trabalho.
Sei que sou limitado e que sou falho:
É Deus quem age em mim, eu pouco ajudo.

Nada tenho de meu, mas tenho tudo,
Pois nas mãos do Senhor eu me agasalho.
Se me esforço demais, eu atrapalho
Por ocultar da Graça o conteúdo...

Nada tenho de meu, mas tudo tenho:
Meu Pai foi quem me deu saber e engenho,
Transfigurando em luz o meu caminho.

Nada tenho de meu, mas vivo cheio,
Pois o Filho de Deus comigo veio
E, assim, jamais eu estarei sozinho...

Orai sem cessar: “O Senhor é minha herança e minha parte...” (Sl 16, 5)
Texto de  Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.
santini@novaalianca.com.br
O que estamos fazendo com os nossos dons e talentos?
Hoje, Deus está nos perguntando o que estamos fazendo com os nossos dons e os nossos talentos. Estamos usando-os? Estamos fazendo o Reino de Deus acontecer?
“Senhor, tu me entregaste cinco talentos. Aqui estão mais cinco que lucrei”. O patrão lhe disse: “Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!” (Mt 25, 20-21)
Nós, hoje, celebramos, na liturgia, os dons, os talentos que Deus confiou a cada um dos Seus filhos.
Se olharmos para nossa própria vida, vamos perceber que recebemos talentos e dons. Eu não sei quantos talentos você tem, não sei quantos dons você é capaz de exercer, mas nenhum de nós, por maior que sejam as incapacidades ou os limites que possamos ter em nossa vida, não podemos dizer que não temos talento, porque todos o tem. Alguns têm mais disposição, mais ânimo, mas a verdade é que alguns tem mais talento.
Os muitos ou poucos dons que recebemos de Deus temos de saber colocar à disposição d’Ele, a serviço do próximo para o bem da humanidade.
Como eu vejo pessoas simples trabalhando com amor, com dedicação para promover a vida humana, para promover as outras pessoas! Que alegria, meu Deus do Céu!
Louvado seja Deus por todos aqueles que, no mundo inteiro, estão multiplicando seus talentos para o bem da humanidade, estão trabalhando para promover a justiça, a paz, o bem da sociedade. Louvado seja Deus pelos líderes comunitários, pelos líderes de pastorais, os quais, mesmo sem tempo, arrumam tempo para dedicar-se à causa do Reino e para a causa do Evangelho.
Mesmo com os filhos que têm para criar e tantas outras obrigações, essas pessoas procuram multiplicar seu tempo, sua disposição e fazer o que podem em favor do Reino de Deus.
Agora, como chama a atenção o mundo no qual muitas pessoas enterram seus talentos, simplesmente o escondem, não se colocam à disposição nem de Deus nem do próximo, nem do bem comum ou das necessidades da pessoa ao seu lado.
Hoje, Deus está nos perguntando o que estamos fazendo com os nossos dons e os nossos talentos. Estamos usando-os? Estamos fazendo o Reino de Deus acontecer? Estamos promovendo o bem social e a justiça?
No meio de nós, ninguém pode se omitir na construção de um mundo melhor. Por mais limites que qualquer ser humano tenha, ele pode fazer algo em favor de um mundo melhor.
Que o medo e a covardia não se apoderem do nosso coração.
Deus abençoe você.

Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.Facebook Twitter
LEITURA ORANTE


Mt 25,14-30 - Colaboração ou omissão


Os empregados foram solicitados para tomar conta da propriedade.

Preparo-me, com meus irmãos e irmãs internautas, para a Leitura Orante, rezando:
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Jesus Mestre, creio com viva fé
que estais aqui presente, junto de mim,
para indicar-me o caminho que leva ao Pai.
Iluminai minha mente, movei meu coração,
para que esta meditação produza em mim frutos de vida.
(Bv. Tiago Alberione)

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia, o texto: Mt 25,14-30,  observo as palavras de Jesus e o sentido da parábola que conta.
Jesus continuou:
- O Reino do Céu será como um homem que ia fazer uma viagem. Ele chamou os seus empregados e os pôs para tomarem conta da sua propriedade. E lhes deu dinheiro de acordo com a capacidade de cada um: ao primeiro deu quinhentas moedas de ouro; ao segundo deu duzentas; e ao terceiro deu cem. Então foi viajar. O empregado que tinha recebido quinhentas moedas saiu logo, fez negócios com o dinheiro e conseguiu outras quinhentas. Do mesmo modo, o que havia recebido duzentas moedas conseguiu outras duzentas. Mas o que tinha recebido cem moedas saiu, fez um buraco na terra e escondeu o dinheiro do patrão.
- Depois de muito tempo, o patrão voltou e fez um acerto de contas com eles. O empregado que havia recebido quinhentas moedas chegou e entregou mais quinhentas, dizendo: "O senhor me deu quinhentas moedas. Veja! Aqui estão mais quinhentas que consegui ganhar."
- "Muito bem, empregado bom e fiel", disse o patrão. "Você foi fiel negociando com pouco dinheiro, e por isso vou pôr você para negociar com muito. Venha festejar comigo!"
- Então o empregado que havia recebido duzentas moedas chegou e disse: "O senhor me deu duzentas moedas. Veja! Aqui estão mais duzentas que consegui ganhar."
- "Muito bem, empregado bom e fiel", disse o patrão. "Você foi fiel negociando com pouco dinheiro, e por isso vou pôr você para negociar com muito. Venha festejar comigo!"
- Aí o empregado que havia recebido cem moedas chegou e disse: "Eu sei que o senhor é um homem duro, que colhe onde não plantou e junta onde não semeou. Fiquei com medo e por isso escondi o seu dinheiro na terra. Veja! Aqui está o seu dinheiro."
- "Empregado mau e preguiçoso!", disse o patrão. "Você sabia que colho onde não plantei e junto onde não semeei. Por isso você devia ter depositado o meu dinheiro no banco, e, quando eu voltasse, o receberia com juros."
- Depois virou-se para os outros empregados e disse: "Tirem dele o dinheiro e deem ao que tem mil moedas. Porque aquele que tem muito receberá mais e assim terá mais ainda; mas quem não tem, até o pouco que tem será tirado dele. E joguem fora, na escuridão, o empregado inútil. Ali ele vai chorar e ranger os dentes de desespero."
Nesta parábola, Jesus fala da colaboração das pessoas. O primeiro e o segundo empregados, definidos pelo seu patrão como "servo bom e fiel", são cumpridores de sua tarefa e considerados fiéis ou confiáveis.
O terceiro  foi julgado como "mau e preguiçoso", pois não fez render nada do que lhe foi confiado. Pelas suas palavras demonstrou que o medo do risco o paralisou e a preguiça o tornou inerte, omisso. Jesus, nesta parábola em que fala em termos econômicos, diz que é preciso investir, criar rendimentos para o Reino. Estes investimentos e rendimentos podem ser definidos como crescimento na fé, na ética, na justiça, na coerência com o ser cristão, na vivência fraterna.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Também eu recebi talentos que Deus me confiou para "investir" no Reino.
Como estou investindo?
Quais são os rendimentos?
Em Aparecida, o bispos da América Latina, falaram muitas vezes e de diversas formas, deste dever de "investir" na vivência da fé. Indicaram também o caminho para o amadurecimento na fé. Recordamos um aspecto: "O amadurecimento no seguimento de Cristo e a paixão por anunciá-lo requerem que a Igreja local se renove constantemente em sua vida e ardor missionário. Só assim pode ser, para todos os batizados, casa e escola de comunhão, de participação e solidariedade. Em sua realidade social concreta, o discípulo tem a experiência do encontro com Jesus Cristo vivo, amadurece sua vocação cristã, descobre a riqueza e a graça de ser missionário e anuncia a palavra com alegria."(DAp 167).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo com a oração a
Jesus Mestre Verdade, Caminho e Vida
Jesus Mestre, santificai minha mente e aumentai minha fé.
Jesus, Mestre vivo na Igreja, atraí todos à vossa escola.
Jesus Mestre, libertai-me do erro, dos pensamentos inúteis
e das trevas eternas.
Jesus Mestre, caminho entre o Pai e nós, tudo vos ofereço e de vós tudo espero.
Jesus, caminho da santidade,
tornai-me vosso fiel seguidor.
Jesus caminho, tornai-me perfeito
como o Pai que está nos céus.
Jesus vida, vivei em mim, para que eu viva em vós.
Jesus vida, não permitais que eu me separe de vós.
Jesus vida, fazei-me viver eternamente na alegria do vosso amor.
Jesus verdade, que eu seja luz para o mundo.
Jesus caminho, que eu seja vossa testemunha autêntica diante dos homens.
Jesus vida, fazei que minha presença contagie a todos com o vosso amor e a vossa alegria.
(Bv. Tiago Alberione)

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é para verificar quais são os meus dons e como estou "investindo" para o Reino de Deus.

Bênção
"O Senhor te abençoe e te guarde.
O Senhor faça brilhar sobre ti sua face, e se compadeça de ti.
O Senhor volte para ti o seu rosto e te dê a paz"
(Nm 6, 24-26).
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. 

Ir. Patrícia Silva, fsp
Oração Final
Pai Santo, afasta de nós as tentações da preguiça, da acomodação e do desejo de reconhecimento pelo que já fizemos. Dá-nos força, Pai amado, para colocarmos os talentos que nos emprestaste a serviço dos irmãos de caminhada, seguindo o Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, que contigo reina na unidade do Espírito Santo.