segunda-feira, 20 de maio de 2013

HOMÍLIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 21/05/2013

21 de Maio de 2013

Ano C


Marcos 9,30-37

Comentário do Evangelho


Na vida cristã é maior quem serve

O Jesus apresentado por Marcos é um Mestre que continuamente ensina seus discípulos e a multidão (cf. 6,34). Marcos não nos informa, em geral, explicitamente acerca do conteúdo do ensinamento de Jesus. Aqui, em concreto, o ensinamento diz respeito à sua Páscoa (v. 31). Os discípulos, porém, não compreendiam (cf. v. 32).
O anúncio da paixão-morte-ressurreição não é previsão de futuro. Ele tem, no relato, uma função específica: preparar o ouvinte e/ou leitor do evangelho para entrar, sem esmorecer e sem medo, na paixão e morte de Jesus, iluminado pela certeza de sua ressurreição.
A discussão dos discípulos acerca de quem era o maior entre eles (cf. vv. 33-34) revela a incompreensão deles, não somente acerca do destino de Jesus, mas também de sua própria condição.
No seguimento de Cristo e na vida cristã, o mais é quem serve, a exemplo do Senhor que se fez Servo de todos (cf. vv. 35-36). Serviço que tem que se traduzir no acolhimento de todos, sobretudo, dos que precisam de mais cuidado (cf. v. 37).
Carlos Alberto Contieri,sj

Vivendo a Palavra
Nós, que vivemos a pobre realidade de nossa humanidade, com seus limites e imperfeições, somos consolados pela narração evangélica das disputas por prestígio entre os apóstolos. E, ainda mais, somos encorajados pelo exemplo que eles nos deixaram: venceram seus limites e perseveraram até o martírio final.
Reflexão
O que faz com que na maioria das vezes não compreendamos corretamente a mensagem de Jesus geralmente são as diferenças que existem entre os nossos interesses e os dele. Enquanto Jesus estava pensando na necessidade da cruz para a realização do Reino de Deus, seus discípulos estavam pensando em um reino com critérios humanos, fundamentado principalmente nas diferenças, nas relações de poder e na hierarquia social, econômica e política. Sempre que não nos colocamos em sintonia com o projeto de Jesus e não colocamos o amor como o critério último das nossas vidas, podemos nos equivocar na compreensão do Evangelho e buscar interpretações que existem muito mais para legitimar os nossos interesses do que para nos conduzir à verdade e ao Reino.
COMENTÁRIOS DO EVANGELHO

FAÇA UMA DOAÇÃO AO NPDBRASIL...

1. ......................
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Diácono José da Cruz - Diácono da Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim – SP)
...........................

2. Na vida cristã é maior quem serve
(O comentário do Evangelho abaixo é feito por Carlos Alberto Contieri, sj - e disponibilizado no Portal Paulinas)
VIDE ACIMA
ORAÇÃO
Senhor Jesus, tira do meu coração todo ideal humano de grandeza, e faze-me compreender que ela consiste em fazer-me servidor.

3. QUEM É O MAIOR?
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado no Portal Dom Total a cada mês).

Os discípulos de Jesus deixaram-se contaminar pela busca de grandeza. Por isso, discutiam para saber quem, dentre eles, seria o maior. Mas o ponto de partida deste debate revelava um equívoco. Pensavam na grandeza do Reino que Jesus inauguraria e na possibilidade de ocupar posições de destaque junto ao monarca. De antemão, esses discípulos faziam a partilha dos futuros cargos disponíveis. Jesus, porém, deu um basta a estas considerações indignas de quem quer ser seu um discípulo.

O ensinamento de Jesus centra-se no tema do serviço, bem característico do Reino. A grandeza do discípulo está em sua capacidade de colocar-se a serviço do próximo. Ocupa o primeiro lugar quem se predispõe a servir a todos, sem distinção, vivendo a condição de servo, de maneira plena. A quem é reticente no servir e não prima pela generosidade, estão reservados os últimos lugares no Reino. Portanto, se os discípulos quisessem realmente disputar os primeiros lugares, que o fizessem motivados por um ideal elevado e não por ambições mesquinhas, sem sentido para quem vive a dinâmica do Reino.

Os discípulos tinham em Jesus um exemplo consumado de servidor do Reino. Sua vida definia-se como serviço generoso e gratuito às multidões oprimidas e atribuladas de tantas maneiras. Bastava que se espelhassem no Mestre.
Oração
Senhor Jesus, não permitas que eu me lance na busca das grandezas deste mundo. Que eu busque, antes, a grandeza do serviço generoso, e gratuito.
Cuidado com o sentimento de grandeza!
Todo esse sentimento de grandeza nos leva a “pisar” uns nos outros e a não tratá-los como irmãos.
“Jesus sentou-se, chamou os doze e lhes disse: ‘Se alguém quiser ser o primeiro, que seja o último de todos e aquele que serve a todos!’. Em seguida, pegou uma criança, colocou-a no meio deles, e, abraçando-a, disse: ‘Quem acolher em meu nome uma destas crianças, é a mim que estará acolhendo. E quem me acolher, está acolhendo, não a mim, mas àquele que me enviou’”(Mc 9,35-37).
Nós adultos somos muito complicados. A nossa cabeça, infelizmente, é muito complicada, pois temos nossas ambições, competições, vaidades, nosso orgulho e nossa autossuficiência. Isso tudo cria muitos problemas em torno de nós. Muitas vezes, queremos ser mais do que o outro nos gestos, nas atitudes e naquilo que fazemos. Mas não é assim que se comporta um discípulo do Senhor.
Um discípulo tem de ter o espírito de uma criança na pureza, na ingenuidade, sobretudo nas atitudes. “Quem quiser ser o maior, que seja o menor de todos.” Ser maior quer dizer ser mais importante; e ser importante, na concepção de Jesus, quer dizer servir ao outro, ao próximo, lavar os pés uns dos outros, cuidar deles.
Que Deus quebre essa nossa mentalidade egoísta, nosso orgulho, nossa autossuficiência e toda essa vontade que temos de ser mais que os outros. Todo esse sentimento de grandeza nos leva a “pisar” uns nos outros e a não tratá-los como irmãos.
O desejo e a vontade de Deus é que sejamos irmãos uns dos outros. Que o Evangelho, então, nos ensine que ninguém pode pisar em ninguém, nem querer ser maior do que ninguém. Se alguém se achar melhor ou mais importante, que isso seja demonstrado pelo serviço, pela doação.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo – Comunidade Canção Nova

LEITURA ORANTE

Mc 9,30-37 – Quem é mais importante?



Saudação

- A nós, a paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
- Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!

Preparo-me para a Leitura, rezando:
Jesus Mestre, que dissestes:
"Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome,
eu aí estarei no meio deles",
ficai conosco,
aqui reunidos (pela grande rede da internet),
para melhor meditar
e comungar com a vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade:
iluminai-nos, para que melhor compreendamos
as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho:
fazei-nos dóceis ao vosso seguimento.
Sois a Vida:
transformai nosso coração em terra boa,
onde a Palavra de Deus produza frutos
abundantes de santidade e missão.(Bv. Alberione)


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia, o texto: Mc 9, 30-37, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
Jesus e os discípulos saíram daquele lugar e continuaram atravessando a Galileia. Jesus não queria que ninguém soubesse onde ele estava porque estava ensinando os discípulos. Ele lhes dizia:
- O Filho do Homem será entregue nas mãos dos homens, e eles vão matá-lo; mas três dias depois ele ressuscitará.
Eles não entendiam o que Jesus dizia, mas tinham medo de perguntar.
Jesus e os discípulos chegaram à cidade de Cafarnaum. Quando já estavam em casa, Jesus perguntou aos doze discípulos:
- O que é que vocês estavam discutindo no caminho?
Mas eles ficaram calados porque no caminho tinham discutido sobre qual deles era o mais importante.
Jesus sentou-se, chamou os doze e lhes disse:
- Se alguém quer ser o primeiro, deve ficar em último lugar e servir a todos.
Aí segurou uma criança e a pôs no meio deles. E, abraçando-a, disse aos discípulos:
- Aquele que, por ser meu seguidor, receber uma criança como esta estará também me recebendo. E quem me receber não recebe somente a mim, mas também aquele que me enviou.
Os discípulos e seguidores de Jesus Cristo encontram alguns desafios nas relações.
O primeiro é a competição. Está na afirmação de Jesus: “Se alguém quer ser o primeiro, deve ficar em último lugar e servir a todos”. E a resposta é dada por Jesus através de uma parábola viva: segura uma criança e a põe no meio de todos. Abraça-a e diz aos discípulos que ao acolher uma criança estarão acolhendo a Ele. Parece coisa sem muita importância, sem expressão, mas quem receber a criança receberá o Cristo e, por conseqüência, recebe o Pai. Não é um gesto sem importância! Duas atitudes de suma importância para o discípulo de Jesus: colocar-se no último lugar e fazer-se servidor.


2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? 
O que mais me toca o coração?
Entro em diálogo com o texto. Reflito e atualizo a Palavra na minha vida, recordando os bispos da América Latina e Caribe que disseram: “Para ficar parecido verdadeiramente com o Mestre é necessário assumir a centralidade do Mandamento do amor, que Ele quis chamar seu e novo: “Amem-se uns aos outros, como eu os amei” (Jo 15,12). Este amor, com a medida de Jesus, com total dom de si, além de ser o diferencial de cada cristão, não pode deixar de ser a característica de sua Igreja, comunidade discípula de Cristo, cujo testemunho de caridade fraterna será o primeiro e principal anúncio, “todos reconhecerão que sois meus discípulos” (Jo 13,35).” (DAp 138).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo com o bem-aventurado Alberione:
Jesus Mestre, 
disseste que a vida eterna consiste
em conhecer a ti e ao Pai.
Derrama sobre nós, a abundância
do Espírito Santo!
Que ele nos ilumine, guie e fortaleça no teu seguimento,
porque és o único caminho para o Pai.
Faze-nos crescer no teu amor,
para que sejamos, como o apóstolo Paulo
testemunhas vivas do teu Evangelho.
Com Maria,
Mãe Mestra e Rainha dos Apóstolos,
guardaremos tua Palavra,
meditando-a no coração.
Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida, tem piedade de nós.


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus.
Por isso, vou eliminar do meu modo de pensar e agir aquilo que não vem de Deus,
toda pretensão de ser o maior e o melhor, de ser servido,   mas procurando servir e ajudar.
Escolho uma frase ou palavra para memorizar e repeti-la durante o dia.

nção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
-Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Irmã Patrícia Silva, fsp
Oração Final
Pai Santo, ensina-nos o amor pela pobreza, o desejo de servir a todos e de nos colocarmos nos últimos lugares. Queremos construir uma Igreja fraterna e acolhedora, que seja sinal do teu Reino de Amor. Pelo Cristo Jesus, teu Filho e nosso Irmão, que contigo reina na unidade do Espírito Santo.
http://www.arquidiocesebh.org.br/mdo/pg06.php

LITURGIA DIÁRIA - 21/05/2013




Tema do Dia

«Quem receber uma destas crianças, recebe a mim.»

A sabedoria destilada do Eclesiástico: estejamos unidos ao Senhor, mesmo nas situações dolorosas, aceitando humilhações, para sermos exaltados no último dia. Ninguém que tenha confiado no Senhor foi desiludido, porque o Senhor é misericordioso.

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda 
e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame
 e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por
 todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores
se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos 
a vida eterna. Amém.

Verde. 3ª-feira da 7ª Semana Tempo Comum


Primeira leitura (Eclesiástico 2,1-13)
Terça-Feira, 21 de Maio de 2013
7a. Semana Comum

Leitura do Livro do Eclesiástico. 

1Filho, se decidires servir ao Senhor, permanece na justiça e no temor e prepara a tua alma para a provação. 2Mantém o teu coração firme e sê constante, inclina teu ouvido e acolhe as palavras de inteligência, e não te assustes no momento da contrariedade.3Suporta as demoras de Deus, agarra-te a ele e não o deixes, para que sejas sábio em teus caminhos. 4Tudo o que te acontecer, aceita-o, e sê constante na dor; e nas contrariedades de tua pobre condição, sê paciente. 5Pois é no fogo que o ouro e a prata são provados e, no cadinho da humilhação, os homens agradáveis a Deus. 
6Crê em Deus, e ele cuidará de ti; endireita os teus caminhos e espera nele. Conserva o seu temor, e nele envelhecerás. 7Vós que temeis o Senhor, contai com a sua misericórdia e não vos desvieis, para não cair. 8Vós, que temeis o Senhor, confiai nele, e a recompensa não vos faltará. 9Vós, que temeis o Senhor, es­perai coisas boas: alegria duradoura e misericórdia. 10Vós, que temeis o Senhor, amai-o, e vossos corações ficarão iluminados. 
11Considerai, filhos, as gerações passadas e vede: Quem confiou no Senhor e ficou desiludido? 12Quem permaneceu nos seus mandamentos e foi abandonado? Quem o invocou e foi por ele desprezado? 13Pois o Senhor é compassivo e misericordioso, perdoa os pecados no tempo da tribulação, e protege a todos os que o procuram com sinceridade. 

- Palavra do Senhor. 
- Graças a Deus.



Salmo (Salmos 36)
Terça-Feira, 21 de Maio de 2013 
7a. Semana Comum

— Entrega teu caminho ao Senhor, e o mais ele fará.
— Entrega teu caminho ao Senhor, e o mais ele fará.

— Confia no Senhor e faze o bem, e sobre a terra habitarás em segurança. Coloca no Senhor tua alegria, e ele dará o que pedir teu coração.
— O Senhor cuida da vida dos honestos, e sua herança permanece eternamente. Não serão envergonhados nos maus dias, mas nos tempos de penúria, saciados.
— Afasta-te do mal e faze o bem, e terás tua morada para sempre. Porque o Senhor Deus ama a justiça, e jamais ele abandona os seus amigos. Os malfeitores hão de ser exterminados, e a descendência dos malvados destruída.
— A salvação dos piedosos vem de Deus; ele os protege nos momentos de aflição. O Senhor lhes dá ajuda e os liberta, defende-os e protege-os c
ontra os ímpios, e os guarda porque nele confiaram.


Evangelho (Marcos 9,30-37)
Terça-Feira, 21 de Maio de 2013 
7a. Semana Comum


Quem é o mais importante

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 30Jesus e seus discípulos atravessaram a Galileia. Ele não queria que ninguém soubesse disso, 31pois estava ensinando a seus discípulos. E dizia-lhes: “O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens, e eles o matarão, mas, três dias após sua morte, ele ressuscitará”.
32Os discípulos, porém, não compreendiam estas palavras e tinham medo de perguntar. 33Eles chegaram a Cafarnaum. Estando em casa, Jesus perguntou-lhes: “Que discutíeis pelo caminho?” 34Eles, porém, ficaram calados, pois pelo caminho tinham discutido quem era o maior.
35Jesus sentou-se, chamou os doze e lhes disse: “Se alguém quiser ser o primeiro, que seja o último de todos e aquele que serve a todos!” 36Em seguida, pegou uma criança, colocou-a no meio deles, e abraçando-a disse: 37“Quem acolher em meu nome uma dessas crianças, é a mim que estará acolhendo. E quem me acolher, está acolhendo, não a mim, mas aquele que me enviou”. 

- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações
que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática.
Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedeis todos por mim. Amém.

BOM DIA!! - "Seguimos até onde devemos seguir e quando cremos que as forças nos abandonam é porque o Senhor nos pega nos braços e nos ensina a voar..."

ÓTIMA TERÇA-FEIRA. - Aprendi que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular.

TERÇO DAS ALMAS - VÍDEO

Dia da semana: Segunda-feira Dedicado ao: Espírito Santo - Almas do Purgatório




Oração das Almas

Ó Deus, que usais de misericórdia e sempre estais disposto a perdoar, humildemente vos pedimos que tenhais pena das almas dos fiéis defuntos enterrados no cemitério.

Não entregueis esses vossos servos ao poder do inimigo, nem deles vos esqueçais para sempre; mas ordenai aos vossos santos Anjos que os recebam e conduzam à pátria eterna, o paraíso. E já que em sua vida na terra confiaram em vossa misericórdia, não permitais que eles venham a sofrer na mansão dos mortos, mas ao contrário, fazei que a sua esperança se torne realidade, ao entrar na posse da felicidade eterna.

V. Que as almas de todos os fiéis defuntos, pela misericórdia de Deus, descansem em paz.

R. Amém.
V. Dai-lhes, Senhor, o descanso eterno.
R. E a luz Perpétua os ilumine.
V. Descansem  em paz.
R. Amém!

Reze: 1 Pai-Nosso, 1 Ave-Maria e 1 Glória ao Pai

Vigília de Pentecostes: O Papa Francisco revelou como confirmou a sua vocação sacerdotal

foto News.va

VATICANO, 20 Mai. 13 / 11:51 am (ACI/EWTN Noticias).- Ao celebrar no sábado de noite a Vigília de Pentecostes na Praça de São Pedro ante mais de 200 mil peregrinos, o Papa Francisco respondeu algumas perguntas dos fiéis e relatou como encontrou a certeza de que Deus o chamava para a vida sacerdotal.

Igreja reflete sobre como responder ao fenômeno dos movimentos religiosos


VATICANO, 20 Mai. 13 / 11:40 am (ACI/EWTN Noticias).- Na quinta-feira 16 de maio aconteceu na Domus Santa Marta um encontro onde representantes de vários dicastérios vaticanos e da Igreja na Itália refletiram sobre as respostas pastorais para enfrentar o fenômeno das seitas e novos movimentos religiosos.

O Papa: É a Igreja que me traz e me leva a Cristo, os caminhos paralelos são perigosos

Papa Francisco. Foto: News.va

VATICANO, 20 Mai. 13 / 11:39 am (ACI/EWTN Noticias).- Ao celebrar na manhã de ontem a Missa na Solenidade de Pentecostes junto aos movimentos eclesiais dos cinco continentes na Praça de São Pedro, o Papa Francisco afirmou que "é a Igreja que me traz Cristo e me leva a Cristo; os caminhos paralelos são muito perigosos!".

Você sabia que:

 Os requisitos para pertencer ao Colégio Cardenalício foram estabelecidos no Concílio de Trento em sua sessão XXIV de 11 de novembro de 1563.

Podcast - Ouça a história do santo do dia

Podcast

Podcast - Ouça a Homilia do Evangelho do dia

Podcast

Homilia do dia

Marcos 9,14-29

Homilia
Data
05/20/13
05/19/13
05/18/13

Podcast - Ouça o Evangelho do Dia

Podcast

Evangelho do dia

Marcos 9,14-29

Evangelho
Data
05/20/13
05/19/13
05/18/13