segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

BOM DIA! BOA TARDE! BOA NOITE! Oração da noite, Oração da manhã e Oração do entardecer - Deus te abençoe!



Oração da Noite

Boa noite Pai.
Termina o dia e a ti entrego meu cansaço.
Obrigado por tudo e… perdão!!
Obrigado pela esperança que hoje animou meus passos, pela alegria que vi no rosto das crianças;
Obrigado pelo exemplo que recebi daquele meu irmão;
Obrigado também por isso que me fez sofrer…
Obrigado porque naquele momento de desânimo lembrei que tu és meu Pai; Obrigado pela luz, pela noite, pela brisa, pela comida, pelo meu desejo de superação…
Obrigado, Pai, porque me deste uma Mãe!
Perdão, também, Senhor!
Perdão por meu rosto carrancudo; Perdão porque não me lembrei que não sou filho único, mas irmão de muitos; Perdão, Pai, pela falta de colaboração e serviço e porque não evitei aquela lágrima, aquele desgosto; Perdão por ter guardado para mim tua mensagem de amor;
Perdão por não ter sabido hoje entregar-me e dizer: “sim”, como Maria.
Perdão por aqueles que deviam pedir-te perdão e não se decidem.
Perdoa-me, Pai, e abençoa os meus propósitos para o dia de amanhã, que ao despertar, me invada novo entusiasmo; que o dia de amanhã seja um ininterrupto “sim” vivido conscientemente.
Amém!!!

Oração da manhã

Bom-dia, Senhor Deus e Pai!
A ti, a nossa gratidão pela vida que desperta, pelo calor que
cria vida, pela luz que abre nossos olhos.
Nós te agradecemos por tudo que forma nossa vida, pela terra, pela água, pelo ar, pelas pessoas. Inspira-nos com teu Espírito Santo os pensamentos que vamos alimentar,as palavras que vamos dizer, os gestos que vamos dirigir,a comunicação que vamos realizar.
Abençoa as pessoas que nós encontramos, os alimentos que vamos ingerir.
Abençoa os passos que nós dermos, o trabalho que devemos fazer.
Abençoa, Senhor, as decisões que vamos tomar, a esperança que vamos promover,a paz que vamos semear,a fé que vamos viver, o amor que vamos partilhar.
Ajuda-nos, Senhor, a não fugir diante das dificuldades, mas a abraçar amor as pequenas cruzes deste dia.
Queremos estar contigo, Senhor, no início, durante e no fim deste dia.
Amém.

Oração do entardecer

Ó Deus!
Cai à tarde, a noite se aproxima.
Há neste instante, um chamado à elevação, à paz, à reflexão.
O dia passa e carregam os meus cuidados.
Quem fez, fez.
Também a minha existência material é um dia que se passa,
uma plantação que se faz, um caminho para algo superior.
Como fizeste a manhã, à tarde e a noite, com seus encantos,
fizeste também a mim, com os meus significados, meus resultados.
Aproxima de mim, Pai, a Tua paz para que usufrua desta
hora e tome seguras decisões para amanhã.
Que se ponha o sol no horizonte, mas que nasça
em mim o sol da renovação e da paz para sempre.
Obrigado, Deus, muito obrigado!
Amém!

Santa Luzia - 13 de Dezembro




Santa Luzia, protetora dos olhos

Santa Luzia vendeu tudo, deu aos pobres, e logo foi acusada pelo jovem que a queria como esposa
O nome de Santa Luzia deriva do latim e significaPortadora da luz. Ela é invocada pelos fiéis como a protetora dos olhos, que são a "janela da alma", canal de luz.

HOMÍLIA DIÁRIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 13/12/2016

Ano A


Mt 21,28-32

Comentário do Evangelho

Duas atitudes diante do chamado de Deus.

Como está o nosso sim ou a nossa adesão a Deus? A teologia da retribuição faz parte de uma mentalidade que perpassa quase todo o Antigo Testamento. O trecho do livro do profeta Ezequiel nos põe às portas da primeira deportação dos judeus para a Babilônia, em 597 a.C. A deportação mais importante foi a do ano 587 a.C., e a terceira foi em 582 a.C. Ante a iminência do exílio, o povo de Deus blasfema pondo em Deus a culpa de seu fracasso. Mas Deus não se cala; nem sempre Deus silencia. É Ele quem revela as faltas do seu povo. O exílio é o fruto podre das alianças políticas equivocadas e consequência do abandono, por parte do povo, do Deus que os havia libertado da casa da servidão. A injustiça que eles cometeram foi abandonar os mandamentos do Senhor para seguir suas próprias inclinações más. É preciso compreender que Deus não nos trata segundo as nossas faltas, nem é Ele que está na origem de nossos males. Deus provoca a conversão e acolhe todo pecador que se converte. Nesse sentido, o texto de hoje do profeta Ezequiel é um apelo à conversão.
A parábola dos dois filhos representa duas atitudes diante do chamado de Deus. Essa parábola é a sequência do diálogo com os sumos sacerdotes e anciãos em que eles perguntam a Jesus, perplexos pela sua atitude de expulsar do Templo os cambistas e os comerciantes (Mt 21,12-16), quanto à origem de sua autoridade: “quem te concedeu essa autoridade?” (v. 23). A pergunta deles revela a resistência em reconhecer a origem divina de Jesus. Desejam desmascarar Jesus, mas diante de Jesus é a máscara deles que cai por terra. O filho que diz não ao seu pai e, depois, acaba indo trabalhar na vinha, vale mais do que aquele que diz sim, mas não obedece. Um homem de verdade é reconhecido por seus atos, não por suas intenções. Imaginemos um banquete em que os lugares eram distribuídos em função da dignidade das pessoas. O anúncio de Jesus significa que os publicanos e as prostitutas, cujas vidas, num primeiro momento, representavam um não a Deus, ocupam, no Reino dos Céus, o lugar reservado aos sumos sacerdotes e aos anciãos. Por quê? Por que eles ouviram a pregação de João Batista e se converteram. Os sumos sacerdotes e os anciãos, ao contrário, resistiram em crer em João, como resistem em crer em Jesus, apesar de terem visto as boas obras, e não se converteram.
Carlos Alberto Contieri, sj
Oração
Pai, quero ser para ti um filho que escuta a tua Palavra e se esforça para cumpri-la com sinceridade. Que a minha resposta a teu apelo não seja pura formalidade.
Fonte: Paulinas em 28/09/2014

Vivendo a Palavra

Jesus anuncia o Amor eficaz, que podemos definir assim: ‘o Amor é o que o Amor faz e não o que o Amor diz’. Não são cristãos – seguidores do Cristo – aqueles que dizem ‘Senhor, Senhor!’, mas quem ouve e cumpre a vontade do Pai que está no céu. Tenhamos em nossos corações o desejo de servir ao irmão, para a glória do seu e do nosso Criador.
Fonte: Arquidiocese BH em 28/09/2014

Vivendo a Palavra

Nosso Mestre esclarece que o amor é o que o amor faz e não aquilo que o amor diz. Coloquemo-nos nesta parábola: como nós vivemos o amor aos companheiros desta caminhada? Prometemos e não cumprimos, ou, às vezes até sem prometer, nós vivemos a solidariedade, a fraternidade e a compaixão?
http://www.arquidiocesebh.org.br/mdo/pg05.php

Reflexão

Novamente o Evangelho nos mostra a pessoa de João Batista e a sua missão de precursor do Messias. Acreditar nas palavras de João acarreta na vivência do compromisso da conversão, e não uma mera conversão de palavras, mas conversão que exige gestos concretos que a demonstre. Por isso que Jesus nos conta inicialmente a parábola. Ele nos mostra que de nada adianta a adesão a uma religião formal, ritualista, que não tenha nenhum vínculo com a vivência do amor, pois o que é necessário é o cumprimento da vontade de Deus, e não o que falamos a ele, pois a fé é para ser vivida e não simplesmente anunciada.
http://liturgiadiaria.cnbb.org.br/app/user/user/UserView.php?ano=2016&mes=12&dia=13

Recadinho

O que dizer da chamada “parábola do arrependimento?” - Não deve ser esta uma de nossas primeiras atitudes, o saber arrepender-se? - Adianta dizer que é de formação católica se não pratica? - Procuramos coerência entre nossas palavras e atos? - Pede as luzes do Espírito para conseguir trilhar o caminho do arrependimento?
Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R
Fonte: a12 - Santuario Nacional em 28/09/2014

COMENTÁRIOS DO EVANGELHO

1. Dizemos SIM, mas...
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Diácono José da Cruz - Diácono da Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim – SP)

Vamos contar o “Sim” que damos a Deus através da Igreja, e como vamos abordar Sacramentos, é bom lembrar que o “Amém” vale por um Sim. Começando no dia do nosso Batismo. “Ah! Mas eu era um bebezinho!” pode retrucar alguém. Mas os pais e padrinhos disseram Sim em nosso favor. Depois veio os outros dois Sacramentos da Iniciação cristã, Crisma e Eucaristia, este último ecoa em toda nossa vida, em cada Eucaristia que celebramos e recebemos. Portanto, confirmados na Fé e enviados em Missão Sim. Eucaristizados para viver a comunhão com as pessoas no amor, respeito, ajuda, compreensão, misericórdia... Sim, Amém eu aceito teu corpo Senhor, amém eu assumo ser pão de amor.
Sacramento da Penitência ou Reconciliação, dizemos Amém diante do abraço cheio de perdão e misericórdias do Pai e fazemos propósito de não mais sairmos de sua casa. O grande e definitivo Sim que damos diante do altar, para o nosso cônjuge ao recebermos o Sacramento do Matrimônio. E no Sacramento da Ordem e na Vida Religiosa? Quanto Sim acabou virando Não.
E o Sim do Amém, cada vez que fazemos em nós o sinal da Cruz, prometendo manter em nosso coração e nossa alma esta comunhão com a Trindade Santa que é Pai, Filho e Espírito Santo Amém. Já deu claramente para perceber que neste evangelho estamos no lugar do Filho que disse Sim, diante do pedido feito pelo Pai!
E agora que já nos localizamos, podemos nos perguntar: quem são os que aparentemente disseram “Não”? São todas as pessoas não sacramentalizadas, as não cristãs, as de religiões diferentes do nosso Cristianismo. Gente de todas as raças e línguas, e até os ateus convictos!
Muita gente de Israel, por fazer parte do Povo Eleito da Antiga Aliança, achava que a prática religiosa, a obediência à Lei de Moisés, a participação nos ritos de purificação no templo, a compreensão dos ensinamentos da Torá nas Sinagogas, já os credenciava como prediletos de Deus, enquanto que, os impuros, os pecadores, as mulheres da Vida, os Publicanos, Leprosos, cegos, coxos, haviam dito Não, e pagavam por seus pecados ficando bem longe da possibilidade de Salvação. E de repente Jesus Cristo, o Messias, o grande Profeta, o maior de todos os Mestres, assim considerado entre eles, começa a aproximar-se dessa gente impura que havia dito Não e que não fazia parte dos “Salvos”.
Se nós cristãos vivêssemos todos os Améns e o Sim, que já demos e que vamos continuar dando a Deus, nos ritos sacramentais, o Reino da Plenitude já teria acontecido, porque nosso exemplo e testemunho seriam mais que suficiente para que a humanidade inteira acreditasse na Salvação que Jesus nos trouxe e nos oferece gratuitamente. Porém, com o nosso Cristianismo, ocorre o mesmo que no antigo Judaísmo, nosso SIM para trabalhar na Vinha do Senhor que é o seu Reino, fica restrito à liturgia e aos ritos sacramentais, belíssimos na sua forma, mas na Vivência, com atitudes, palavras e pensamentos, vamos dizendo nosso “Não”.
A advertência de Jesus é para todos nós Cristãos deste tempo: As pessoas não sacramentalizadas, e que nem professam a Fé em Jesus Salvador, poderão sim, alcançar o Reino primeiro que nós, se em seu proceder buscam a justiça, igualdade, e o resguardo da dignidade humana, respeitando a Vida do seu semelhante. Há uma massa imensa de Batizados, Casados na Igreja, Crismados e até Eucaristizados, contradizendo com a vida, o Sim que um dia deram a Deus na Vida Familiar, na política, no mundo do trabalho, nos meios empresariais, no comércio, na ética e na moral, nos bons costumes, e até na Pastoral e no Movimento...

2. Um homem e seus dois filhos
(O comentário do Evangelho abaixo é feito por Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas e disponibilizado no Portal Paulinas - http://comeceodiafeliz.com.br/evangelho)

Jesus dirige-se aos sacerdotes do Templo e aos fariseus e os censura por não terem acreditado em João Batista, um homem que caminhava na justiça. Publicanos e prostitutas foram até João, procuraram ouvi-lo e se converteram. Esse fato podia ter mexido com o coração dos sacerdotes e dos fariseus, mas não, permaneceram insensíveis. Ficam presos em palavras e teorias e não descem à vida prática, realizando o que Deus quer. Publicanos e prostitutas aparentemente diziam um não a Deus enquanto os sacerdotes e os fariseus diziam sim. Na prática, os pecadores se converteram, mudaram de vida, fizeram o que Deus esperava deles, enquanto os religiosos disseram sim com palavras e não com as ações. Os sinais não são vistos por quem não quer vê-los. Não apenas não vejo o que é evidente, mas sou capaz de negar o que é objetivo. Jesus faz maravilhas, mas é pela força de Beelzebu. Com que autoridade João faz o que faz se não é ninguém, nem o profeta semelhante a Moisés, nem Elias, nem o Messias. Condiciono a verdade a quem a apresenta e assim me desculpo por não aceitá-la.

3. OS DOIS FILHOS
(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado no Portal Dom Total - http://www.domtotal.com/religiao/eucaristia/liturgia_diaria.php).

A parábola evangélica ilustra duas maneiras possíveis de se posicionar diante do projeto de Deus, explicitado pelo Messias Jesus.
O primeiro filho corresponde às pessoas que respondem afirmativamente ao apelo de Deus, só da boca para fora, sem interioridade. Seu "sim" permanece na teoria, sem converter-se em ações concretas de amor e justiça. Os sumos sacerdotes e os anciãos do povo são um exemplo desta atitude. Apesar de ocuparem um lugar elevado na hierarquia religiosa, seu modo de viver não correspondia à vontade do Pai. Sua fé era pura aparência.
O segundo filho é símbolo de quem responde com uma negação verbal ao apelo divino, mas repensando sua resposta, submete-se à vontade do Pai. O Evangelho identifica este filho com os cobradores de impostos, odiados por explorarem o povo e estarem a serviço dos opressores romanos, e com as prostitutas, cuja vida desregrada era objeto de condenação. Pois bem, gente deste tipo poderia, em determinado momento, empenhar-se em fazer a vontade de Deus. Isto lhes valeria a salvação.
Por conseguinte, é compreensível que os cobradores de impostos e as meretrizes possam preceder os sumos sacerdotes e os anciãos do povo, no Reino dos Céus.
Oração
Espírito de honestidade para com o Senhor, faze com que o meu "sim", dado em resposta aos apelos do Reino, converta-se em gestos concretos de amor.

http://www.npdbrasil.com.br/religiao/evangelho_do_dia_semana.htm#d3

Oração Final
Pai Santo, ensina-nos o Amor eficaz – aquele que, independente de promessas, nos coloca a serviço dos companheiros que colocaste ao nosso lado nesta jornada de volta ao Lar Paterno, a tua Morada Santa. Queremos seguir o Cristo Jesus, teu Filho que se fez nosso Irmão e contigo reina na unidade do Espírito Santo.
http://www.arquidiocesebh.org.br/mdo/pg06.php

LITURGIA DIÁRIA - 13/12/2016


Tema do Dia

Qual dos dois fez a vontade do pai?

Sofonias é anterior ao exílio na Babilônia. É o profeta do ‘pequeno resto’, dos humildes, dos que não usam a violência. Acusa a grande Jerusalém, cidade que não escutou o chamado e não aprendeu a lição de humildade. É um exemplo para o nosso tempo.
http://www.arquidiocesebh.org.br/mdo/

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigam avida eterna. Amém.

3ª feira da 3ª Semana do Advento
Sta. Luzia VgMt, memória
Cor: Vermelho


Primeira Leitura (Sf 3,1-2.9-13)
3ª Semana do Advento - Terça-feira 13/12/2016

Leitura da Profecia de Sofonias.

Assim fala o Senhor: 1“Ai de ti, rebelde e desonrada, cidade desumana. 2Ela não prestou ouvidos ao apelo, não aceitou a correção; não teve confiança no Senhor, nem se aproximou de seu Deus.
9Darei aos povos, nesse tempo, lábios purificados, para que todos invoquem o nome do Senhor e lhe prestem culto em união de esforços. 10Desde além-rios da Etiópia, os que me adoram, os dispersos do meu povo, me trarão suas oferendas.
11Naquele dia, não terás de envergonhar-te por causa de todas as tuas obras com que prevaricaste contra mim; pois eu afastarei do teu meio teus fanfarrões arrogantes, e não continuarás a fazer de meu santo monte motivo de tuas vanglórias.
12E deixarei entre vós um punhado de homens humildes e pobres”. E no nome do Senhor porá sua esperança o resto de Israel. 13Eles não cometerão iniquidades nem falarão mentiras; não se encontrará em sua boca uma língua enganadora; serão apascentados e repousarão, e ninguém os molestará.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Responsório (Sl 33)
3ª Semana do Advento - Terça-feira 13/12/2016

— Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido.
— Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido.

— Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca. Minha alma se gloria no Senhor; que ouçam os humildes e se alegrem!
— Contemplai a sua face e alegrai-vos, e vosso rosto não se cubra de vergonha! Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, e o Senhor o libertou de toda angústia.
— Mas ele volta a sua face contra os maus, para da terra apagar sua lembrança. Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta e de todas as angústias o liberta.
— Do coração atribulado ele está perto e conforta os de espírito abatido. Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, e castigado não será quem nele espera.


Evangelho (Mt 21,28-32)
3ª Semana do Advento - Terça-feira 13/12/2016


Um homem e seus dois filhos

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo: 28“Que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Dirigindo-se ao primeiro, ele disse: ‘Filho, vai trabalhar hoje na vinha!’ 29O filho respondeu: ‘Não quero’. Mas depois mudou de opinião e foi. 30O pai dirigiu-se ao outro filho e disse a mesma coisa. Este respondeu: ‘Sim, senhor, eu vou’. Mas não foi. 31Qual dos dois fez a vontade do pai?”
Os sumos sacerdotes e os anciãos do povo responderam: “O primeiro”. Então Jesus lhes disse: “Em verdade vos digo, que os publicanos e as prostitutas vos precedem no Reino de Deus. 32Porque João veio até vós num caminho de justiça, e vós não acreditastes nele. Ao contrário, os publicanos e as prostitutas creram nele. Vós, porém, mesmo vendo isso, não vos arrependestes para crer nele”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los em prática. Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedem todos por mim. Amém.

TERÇOS – VÍDEOS


Acesse:

1  Terço da Divina Providência  http://youtu.be/5mzUbLl_P48

2 - Terço de Cura e Libertação - http://youtu.be/TWmZ47JoC0I

3 - Terço da FÉ - http://youtu.be/-I1tuBSDtkU

4 - Terço do Espírito Santo - http://youtu.be/BJqMkwQsOeQ

5 - Terço da Libertação Cantado - http://youtu.be/9ofE4VoEZPU

6 - Terço da Sagrada Face de Nosso Senhor Jesus Cristo - http://youtu.be/dr_BtsQtRvo

7 - Terço de São Bento - http://youtu.be/p-iD6TySLmY

8 - TERÇO DE CURA E LIBERTAÇÃO (PADRE JOÃOZINHO) - http://youtu.be/hUuaQk1ydWw

TERÇO DA MISERICÓRDIA - VÍDEO - APRENDA A REZAR O TERÇO DA MISERICÓRDIA





"Quando rezarem este Terço junto aos agonizantes, Eu me colocarei entre o Pai e a alma agonizante, não como justo Juiz, mas como Salvador misericordioso".

JESUS, EU CONFIO EM VÓS!!!


APRENDA A REZAR O TERÇO DA MISERICÓRDIA


Para ser rezado nas contas do terço

No começo:


Pai nosso, que estais no céus, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco; bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

Creio em Deus Pai, todo poderoso, criador do Céu e da Terra; e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor; que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia; subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espirito Santo, na santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna Amém.

Nas contas de Pai Nosso, dirás as seguintes palavras usando o terço de Maria:

Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e o Sangue, a Alma e a Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e dos do mundo inteiro.

Nas contas de Ave Maria rezarás as seguintes palavras:

Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.

No fim, rezarás três vezes estas palavras:

Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro” 
(Diário, 476)



LITURGIA DAS HORAS - COMO REZAR? - CATÓLICO ORANTE (Liturgia das Horas)

Clique no ícone abaixo
para acesso à Hora Canônica

Oração desta Hora



LITURGIA DAS HORAS

A essência da Liturgia das Horas é a santificação das horas do dia do cristão, através das várias horas canônicas.

Laudes ou Oração da Manhã, que é uma oração de louvor dado a Deus pela vida recebida.

Hora média, que pode se desdobrar em mais três: tércia, próxima das 09h00, sexta, próxima do meio dia e noa, próxima das 15h00.

Vésperas ou Oração da Tarde, composta por dois Salmos e um hino do Novo Testamento. Recita-se nessa hora o Magnificat, que é o Cântico de Nossa Senhora.

Completas ou Oração da Noite, composta por um Salmo e o hino de Simeão.

REZE PELO SITE CATÓLICO ORANTE (Liturgia das Horas)


CLIQUE NO LINK ABAIXO
http://www.catolicoorante.com.br/liturgiah.php