quinta-feira, 8 de agosto de 2013

LITURGIA DIÁRIA 09/08/2013




Tema do Dia

Quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la!

O texto do Deuteronômio é uma espécie de introdução que Moisés faz para, logo em seguida, apresentar os Dez Mandamentos da Lei. Nele o Patriarca exalta a grandeza, a glória do Senhor e o seu grande amor pelo povo, manifestado nos feitos históricos.

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda
e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame
 e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por
 todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores
se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos
a vida eterna. Amém.


Verde. 6ª-feira da 18ª Semana Tempo Comum




Primeira Leitura (Dt 4,32-40)
18ª Semana Comum
Sexta-feira 09/08/13

Leitura do Livro do Deute­ronômio.

Moisés falou ao povo dizendo: 32Interroga os tempos antigos que te precederam, desde o dia em que Deus criou o homem sobre a terra e investiga de um extremo a outro dos céus, se houve jamais um acontecimento tão grande, ou se ouviu algo semelhante.
33Existe, porventura, algum povo que tenha ouvido a voz de Deus falando-lhe do meio do fogo, como tu ouviste, e tenha permanecido vivo? 34Ou terá vindo algum Deus escolher para si um povo entre as nações, por meio de provações, de sinais e prodígios, por meio de combates, com mão forte e braço estendido, e por meio de grandes terrores, como tudo o que por ti o Senhor vosso Deus fez no Egito, diante de teus próprios olhos?
35A ti foi dado ver tudo isso, para que reconheças que o Senhor é na verdade Deus e que não há outro Deus fora ele. 36Do céu ele te fez ouvir sua voz para te instruir, e sobre a terra te fez ver o seu grande fogo; e do meio do fogo ouviste suas palavras,37porque amou teus pais e, depois deles, escolheu seus descendentes.
Ele te fez sair do Egito por seu grande poder, 38para expulsar, de diante de ti, nações maiores e mais fortes do que tu, e para te introduzir na terra deles e dá-la a ti como herança, como tu estás vendo hoje.
39Reconhece, pois, hoje, e grava-o em teu coração, que o Senhor é o Deus lá em cima do céu e cá embaixo na terra, e que não há outro além dele. 40Guarda suas leis e seus man­damentos que hoje te prescrevo, para que sejas feliz, tu e teus filhos depois de ti, e vivas longos dias sobre a terra que o Senhor teu Deus te vai dar para sempre.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Responsório (Sl 76)
18ª Semana Comum
Sexta-feira 09/08/13

— Penso em vossas maravilhas, ó Senhor!
— Penso em vossas maravilhas, ó Senhor!

— Recordando os grandes feitos do passado, vossos prodígios eu relembro, ó Senhor; eu medito sobre as vossas maravilhas e sobre as obras grandiosas que fizestes.
— São santos, ó Senhor, vossos caminhos! Haverá Deus que se compare ao nosso Deus? Sois o Deus que operastes maravilhas, vosso poder manifestastes entre os povos.
— Com vosso braço redimistes vosso povo, os filhos de Jacó e de José. Como um rebanho conduzistes vosso povo e o guiastes por Moisés e Aarão.


Evangelho (Mt 16,24-28)
 18ª Semana Comum
Sexta-feira 09/08/13


Renunciar a si mesmo é optar por viver a vida de Deus

 — O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 24Jesus disse aos discípulos: “Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e me siga. 25Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, vai en­­co­n­trá-la.
26De fato, de que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro mas perder a sua vida? Que poderá alguém dar em troca de sua vida? 27Porque o Filho do Homem virá na glória do seu Pai, com os seus anjos, e então retribuirá a cada um de acordo com a sua conduta. 28Em verdade vos digo: Alguns daqueles que estão aqui não morrerão antes de verem o Filho do Homem vindo com seu Reino”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações
que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática.
Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedeis todos por mim. Amém

"Bom dia! É a palavra mágica que faltava nesta manhã e vem expressar à você, o maravilhoso amanhecer que lhe desejo, repleto de amor e paz."

BOA NOITE ANJO!! PASSANDO PRA TE DESEJAR UMA ÓTIMA SEXTA-FEIRA E UM LINDO FDS!! BJUSS

Podcast - Ouça a história do santo do dia

Podcast

Podcast - Ouça a Homilia do Evangelho do dia

Podcast

Homilia do dia

Mateus 16,13-23

Homilia
Data
08/08/13
08/07/13
08/06/13

Podcast - Ouça o Evangelho do Dia

Podcast

Evangelho do dia

Mateus 16,13-23

Evangelho
Data
08/08/13
08/07/13
08/06/13

MUITAS VEZES A FLOR MAIS BONITA ESTARÁ FLORESCENDO ONDE NÃO EXISTEM OLHOS PARA VÊ-LA. MAS NEM POR ISSO ELA DEIXARÁ DE NASCER!! TENHA UMA ÓTIMA SEXTA-FEIRA!!

Boa Noite! "A vida brilha mais intensamente quando temos um amigo que realmente vale a pena."

TERÇOS – VÍDEOS

TERÇO DA DIVINA PROVIDÊNCIA
 

TERÇO DE CURA E LIBERTAÇÃO
 

TERÇO DA FÉ
 

TERÇO DO ESPÍRITO SANTO
 

TERÇO DA LIBERTAÇÃO CANTADO - JOÃO GREGÓRIO

Oração do Angelus - Padre Antonello - VÍDEO


TERÇO DA MISERICÓRDIA - VÍDEOS






"Quando rezarem este Terço junto aos agonizantes, Eu me colocarei entre o Pai e a alma agonizante, não como justo Juiz, mas como Salvador misericordioso".

JESUS, EU CONFIO EM VÓS!!!

LITURGIA DAS HORAS

Clique no ícone abaixo
para acesso à Hora Canônica

Oração desta Hora

Terço - Mistérios Luminosos - Quinta-Feira


Terço do Rosário: Mistérios Luminosos




São Domingos de Gusmão - 08 de Agosto






São Domingos de Gusmão, homem de oração

Neste dia lembramos aquele que, ao lado de São Francisco de Assis, marcou o século XIII com sua santidade vivida na mendicância e no total abandono em Deus e desapego material.

HOMÍLIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 08/08/2013

8 de Agosto de 2013

Ano C


Mt 16,13-23

Comentário do Evangelho

A identidade de Jesus

As multidões acorrem a Jesus de todas as partes; Jesus, por sua vez, acolhe a todos, ensina, instrui (Mt 5–7; 10; 13) e cura a todos (12,15).
Causa admiração e resistência. No entanto, muitos não chegam a compreender e reconhecer sua identidade profunda (cf. Mt 13,55-58) e querem matá-lo (cf. Mt 12,14). A razão da resistência e rejeição ao evangelho tem nome: incredulidade (13,58).
A dupla pergunta posta por Jesus aos os seus discípulos (16,13-15) revela a consciência que Jesus tem dessa incompreensão que atinge, inclusive, os discípulos.
O evangelho segundo João no-lo apresenta sem rodeios: “Vós me procurais não porque vistes sinais, mas porque comestes e ficastes saciados” (Jo 6,26).
A confissão de fé de Pedro ante a revelação de Deus – fé sobre a qual a Igreja está fundada (vv. 16-18) – precisará passar pelo crivo da paixão, morte e ressurreição do Senhor para poder ser vivida, ou melhor, se tornar um modo de viver (cf. v. 21). O Messias que Jesus é não é exatamente o que Pedro pensa ter encontrado (cf. vv. 22-23). Será necessário um longo caminho para que ele e todos os discípulos cheguem a uma conversão profunda, que atinja e ilumine a sua própria visão do Messias prometido por Deus.
Carlos Alberto Contieri, sj

Vivendo a Palavra
Jesus, diante da confissão de Pedro de que Ele era o Messias – o Filho de Deus Vivo –, previne a seus discípulos que o caminho da sua Ressurreição passaria pelo julgamento injusto dos homens, pelo sofrimento e pela morte. Ele queria ensinar que ser seu discípulo é segui-lo em todas as circunstâncias da existência.

Reflexão

O Evangelho de hoje pode sugerir duas perguntas para a nossa vida pessoal.A primeira é: em que fundamentamos o nosso conhecimento no que diz respeito à nossa fé? A segunda pergunta é: quais são as conseqüências da nossa fé para a nossa vida? Quanto à primeira pergunta, podemos fundamentar o nosso conhecimento sobre as coisas da fé a partir da Palavra e do Magistério da Igreja, que nos garantem a verdade, mas podemos fundamentar este conhecimento na opinião de muita gente que fala muita coisa a respeito de Deus sem entender nada de nada ou até mesmo termos uma fé sem fundamento nenhum. Quanto à segunda pergunta, podemos fazer da nossa fé o motor da nossa vida ou podemos ter apenas uma fé discursiva ou indiferente, que não representa nada para a nossa vida concreta.

Meditação

Quem é realmente Jesus para você? - Em sua comunidade surgem às vezes pessoas que são verdadeiras pedras de tropeço para a caminhada? - Qual a atuação de Jesus nos evangelhos que lhe fala ao coração de modo especial? - Na sociedade em que você vive, há respeito para com a imagem de Jesus? - Que símbolo mais marcante da vida de Cristo você já viu? - Que tipo de presença de Jesus marcou mais sua vida?
Padre Geraldo Rodrigues, C.Ss.R
A doce e suave presença de Cristo entre nós
Papa Francisco é essa doce e suave presença de Cristo entre nós. Devemos amar o Papa. O santo Padre para nós é a figura da unidade, da autoridade, da Doutrina e do Magistério da Igreja.
“E Jesus disse: ‘Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la’” (Mt 16,18).
Ouvindo o Evangelho de Mateus, que confirma a autoridade do apóstolo Pedro sobre a Igreja do Senhor, aquele a quem foi dado a chave do Reino dos Céus, aquele a quem foi dado a graça de cuidar da Igreja de Deus, nós queremos lembrar, com todo amor e carinho, a recente visita de Pedro até nós, o Papa Francisco.
Antes dele, tivemos 266 outros Pedros, cada um deles com seu carisma, com seu jeito próprio de ser. Cada Papa é único, mas a autoridade é a mesma, pois são para nós a presença suave de Cristo, os Vigários de Jesus.
Hoje, nós queremos louvar e bendizer a Deus pela autoridade com a qual Ele constituiu a Sua Igreja, pois esta é una, está constituída na fé do próprio Cristo, que é o alicerce da Igreja.
O Senhor, indo para o Céu, precisava de alguém que cuidasse desse bem mais precioso que Ele nos deixou: a Igreja. Essa missão coube ao apóstolo Pedro, junto com outros apóstolos, na autoridade de Jesus. Na profissão de fé do apóstolo Pedro, está constituída a nossa Igreja. Cada vez que vemos o Papa, nós vemos Pedro, a Igreja de Cristo.
Papa Francisco é essa doce e suave presença de Cristo entre nós. Dev
emos amar o Papa, independente de ele ser Pedro, João, João Paulo, Bento, Francisco. O santo Padre para nós é a figura da unidade, da autoridade, da Doutrina e do Magistério da Igreja.
Muitas vezes, vemos um espetáculo, pois cada igreja ensina o que quer e como quer. No entanto, no mundo inteiro, nós temos uma única doutrina, uma única fé, um único batismo; e isso não nasceu no ano passado nem há 10 anos. Há mais de dois mil anos fazemos parte da única Igreja fundada pelo Senhor na autoridade do apóstolo Pedro.
Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.Facebook Twitter
LEITURA ORANTE

Mt 16,13-23 - Pedro, pedra fundamental



Preparo-me para a Leitura, renovando minha fé, com todos os que, neste espaço virtual, buscam a Palavra:
Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Creio, meu Deus, que estou diante de ti. 
Que me vês e escutas as minhas orações. 
Tu és tão grande e tão santo: eu te adoro. 
Tu me deste tudo: eu te agradeço. 
Foste tão ofendido por mim:
eu te peço perdão de todo o coração.
Tu és tão misericordioso: eu te peço todas as graças 
que sabes serem necessárias para mim. 
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.


1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia? 
Leio atentamente, na Bíblia, o texto Mt 16,13-23, e observo o diálogo de Jesus com  os discípulos.
Jesus foi para a região que fica perto da cidade de Cesareia de Filipe. Ali perguntou aos discípulos: 
- Quem o povo diz que o Filho do Homem é? 
Eles responderam: 
- Alguns dizem que o senhor é João Batista; outros, que é Elias; e outros, que é Jeremias ou algum outro profeta. 
- E vocês? Quem vocês dizem que eu sou? - perguntou Jesus. 
Simão Pedro respondeu: 
- O senhor é o Messias, o Filho do Deus vivo. 
Jesus afirmou: 
- Simão, filho de João, você é feliz porque esta verdade não foi revelada a você por nenhum ser humano, mas veio diretamente do meu Pai, que está no céu. Portanto, eu lhe digo: você é Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e nem a morte poderá vencê-la. Eu lhe darei as chaves do Reino do Céu; o que você proibir na terra será proibido no céu, e o que permitir na terra será permitido no céu.
Então Jesus ordenou que os discípulos não contassem a ninguém que ele era o Messias.
Daí em diante, Jesus começou a dizer claramente aos discípulos: 
- Eu preciso ir para Jerusalém, e ali os líderes judeus, os chefes dos sacerdotes e os mestres da Lei farão com que eu sofra muito. Eu serei morto e, no terceiro dia, serei ressuscitado. 
Então Pedro o levou para um lado e começou a repreendê-lo, dizendo: 
- Que Deus não permita! Isso nunca vai acontecer com o senhor! 
Jesus virou-se e disse a Pedro: 
- Saia da minha frente, Satanás! Você é como uma pedra no meu caminho para fazer com que eu tropece, pois está pensando como um ser humano pensa e não como Deus pensa.
 

Aparecem nesta narrativa dois símbolos relacionados a Pedro: as chaves e a pedra. Revela-se a missão de Pedro, sendo reconhecido como "porteiro do céu" -" eu lhe darei as chaves do Reino do Céu; o que você proibir na terra será proibido no céu, e o que permitir na terra será permitido no céu". Jesus diz a Simão: "você é Pedro".  O Mestre pretende construir um templo ou uma comunidade nova na qual Pedro será a "pedra" fundamental." Mesmo assim, o apóstolo continua "pensando como um ser humano pensa e não como Deus pensa". Isto é, precisa progredir na fé que acabava de professar. 

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Como vivo a minha fé?
Onde encontro a porta de entrada para o Reino de Deus?
Disseram os bispos, em Aparecida: 
“A fé em Jesus como o Filho do Pai é a porta de entrada para a Vida. Como discípulos de Jesus, confessamos nossa fé com as palavras de Pedro: “Tuas palavras dão vida eterna” (Jo 6,68); “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo” (Mt 16,16).” (DAp 101). 

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus? 
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo, com um ato de fé:
Mestre, caminho entre o Pai e nós, tudo vos ofereço e de vós tudo espero. 
Jesus, caminho da santidade, tornai-me vosso fiel seguidor. 
Jesus caminho, tornai-me perfeito como o Pai que está nos céus. 
Jesus vida, vivei em mim, para que eu viva em vós. 
Jesus vida, não permitais que eu me separe de vós. 
Jesus Vida, fazei-me viver eternamente na alegria do vosso amor. 
Jesus verdade, que eu seja luz para o mundo. 
Jesus caminho, que eu seja vossa testemunha autêntica diante das pessoas. 
Jesus vida, fazei que minha presença contagie 
a todos com o vosso amor e a vossa alegria.  


4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra? 
Meu novo olhar será renovado a cada instante pela fé em Jesus Cristo.

Bênção Bíblica  
O Senhor o abençoe e guarde! 
O Senhor lhe mostre seu rosto brilhante e tenha piedade de você! 
O Senhor lhe mostre seu rosto e lhe conceda a paz!' (Nm 6,24-27). 
Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém


Irmã Patrícia Silva, fsp
Oração Final
Pai Santo, faze-nos conscientes de que os sofrimentos inevitáveis da vida – dores, solidão, incompreensões e mesmo a morte... – fazem parte do Caminho que devemos percorrer com esperança e que nos levará ao teu abraço paterno no Reino que para nós tens preparado. Por Jesus, teu Filho e nosso Irmão, na unidade do Espírito Santo.

LITURGIA DIÁRIA 08/08/2013




Tema do Dia

«Você é uma pedra de tropeço para mim!»

O texto narra a morte de Maria, irmã de Moisés. Logo em seguida morreria Aarão, que foi sucedido pelo filho Eleazar. Os filhos de Israel que estiveram como escravos no Egito morreram no caminho. O último foi Moisés, que apenas viu a Terra Prometida.

Oração para antes de ler a Bíblia


Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda
e acolha tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer, te ame
 e te faça amar, te sirva e te faça servir, te louve e te faça louvar por
 todas as criaturas. Fazei, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores
se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos
a vida eterna. Amém.

Branco. 5ª-feira da 18ª Semana Tempo Comum
S. Domingos Presb, memória


Primeira Leitura (Nm 20,1-13)
São Domingos
Quinta-feira 08/08/13

Leitura do Livro dos Números.

Naqueles dias, 1toda a comunidade dos filhos de Israel chegou ao deserto de Sin, no primeiro mês, e o povo permaneceu em Cades. Ali morreu Maria e ali mesmo foi sepultada.
2Como não havia água para o povo, este juntou-se contra Moisés e Aarão, 3e, levantando-se em motim, disseram: “Antes tivéssemos morrido, quando morreram nossos irmãos diante do Senhor! 4Para que trouxestes a comunidade do Senhor a este deserto, a fim de que morrêssemos, nós e nossos animais? 5Por que nos fizestes sair do Egito e nos trouxestes a este lugar detestável, em que não se pode semear, e que não produz figueiras, nem vinhas nem romãzeiras, e, além disso, não tem água para beber?”
6Deixando a comunidade, Moisés e Aarão foram até a entrada da Tenda da Reunião, e prostraram-se com a face em terra. E a glória do Senhor apareceu sobre eles.
7O Senhor falou, então, a Moisés, dizendo: 8“Toma a tua vara e reúne o povo, tu e teu irmão Aarão; na presença deles ordenai à pedra e ela dará água. Quando fizeres sair água da pedra, dá de beber à comunidade e aos seus animais”.
9Moisés tomou, então, a vara que estava diante do Senhor, como lhe fora ordenado.10Depois, Moisés e Aarão reuniram a assembleia diante do rochedo, e Moisés lhes disse: “Ouvi, rebeldes! Poderemos, acaso, fazer sair água desta pedra para vós?”
11E, levantando a mão, Moisés feriu duas vezes a rocha com a vara, e jorrou água em abundância, de modo que o povo e os animais puderam beber.
12Então o Senhor disse a Moisés e a Aarão: “Visto que não acreditastes em mim, para manifestar a minha santidade aos olhos dos filhos de Israel, não introduzireis este povo na terra que lhe vou dar”.
13Estas são as águas de Meriba, onde os filhos de Israel disputaram contra o Senhor, e ele lhes manifestou a sua santidade.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Responsório (Sl 94)
São Domingos
Quinta-feira 08/08/13

— Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: Não fecheis os corações como em Meriba.
— Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: Não fecheis os corações como em Meriba.

— Vinde, exultemos de alegria no Senhor, aclamemos o Rochedo que nos salva! Ao seu encontro caminhemos com louvores, e com cantos de alegria o celebremos!
— Vinde adoremos e prostremo-nos por terra, e ajoelhemos ante o Deus que nos criou! Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor, e nós somos o seu povo e seu rebanho, as ovelhas que conduz com sua mão.
— Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: “Não fecheis os corações como em Meriba, como em Massa, no deserto, aquele dia, em que outrora vossos pais me provocaram, apesar de terem visto as minhas obras”.


Evangelho (Mt 16,13-23)
São Domingos
Quinta-feira 08/08/13


Afirmação de Pedro


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 13Jesus foi à região de Cesareia de Filipe e ali perguntou a seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” 14Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”.
15Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” 16Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”. 17Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu.
18Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la. 19Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”. 20Jesus, então, ordenou aos discípulos que não dissessem a ninguém que ele era o Messias. 21Jesus começou a mostrar aos seus discípulos que devia ir a Jerusalém e sofrer muito da parte dos anciãos, dos sumos sacerdotes e dos mestres da Lei, e que devia ser morto e ressuscitar no terceiro dia.
22Então Pedro tomou Jesus à parte e começou a repreendê-lo, dizendo: “Deus não permita tal coisa, Senhor! Que isto nunca te aconteça!” 23Jesus, porém, voltou-se para Pedro, e disse: “Vai para longe, Satanás! Tu és para mim uma pedra de tropeço, porque não pensas as coisas de Deus, mas sim as coisas dos homens!”

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


Oração para depois de ler a Bíblia


Dou-Te graças, meu Deus, pelos bons propósitos, afetos e inspirações
que me comunicastes nesta meditação; peço-Te ajuda para colocá-los  em prática.
Minha Mãe Imaculada, meu protetor São José e Anjo da minha guarda, intercedeis todos por mim. Amém