quarta-feira, 19 de setembro de 2012

LITURGIA DAS HORAS

Clique no ícone abaixo
para acesso à Hora Canônica

Oração desta Hora

Terço - Mistérios Luminosos - Quinta-Feira


Terço do Rosário: Mistérios Luminosos  


Santa Fausta - 20 de setembro

Santa Fausta

Local nascimentoÁsia Menor
Local vidaCízico, na Propôntides (Ásia Menor)
EspiritualidadeSanta Fausta foi uma cristã da Ásia Menor, presa por, Evilásio, inimigo dos cristãos. Muito a humilhou, chegando a raspar seus cabelos e ainda tentou serrá-la ao meio. Evilásio, surpreso por não conseguir tirar a vida de Fausta, converteu-se à religião cristã, e por essa razão, por ordem do imperador, foi duramente atormentado e a hora de ambos chegou. Fausta, ferida na cabeça transpassada com pregos por todo o corpo e colocada num tacho ardente junto com Evilásio, ouviu uma voz que consolava seu coração e que a chamava. Assim morreram por não aceitarem renegar a Cristo.
Local morteÁsia Menor
Fonte informaçãoSanto Nosso de cada dia, rogai por nós
OraçãoÓ Deus, nosso Pai, fortalecei a nossa fé e renovai o nosso Espírito, para que estejamos prontos a superar todas as adversidades e a não nos deixar abater por temores vãos. Amém. Santa Fausta, rogai por nós.
DevoçãoFidelidade a Jesus Cristo
Outros Santos do diaOutros santos do dia: Artemidoro e Taleleu, Bonoso e Maximiliano (mártires); Ciro e Glicério (bispo); Eustáquio, Teopisto e Agapito (mártires); Fausta, Filogônio (bispo); Fco, Maria Miguel e Teodoro (mártires); Montono (monge); Nicandro, Gregário, Pedro, Demétrio e Isabel; Susana, Teodoro, Felipa, Socrates e Dionísio (mártires).
FONTE: ASJ

Santa Cândida - 20 de setembro

Santa Cândida
séc. III
A primeira referência sobre santa Cândida foi encontrada no calendário da Igreja de Córdoba e em alguns documentos da antiga Galícia, ambas na Espanha. Mas foi pela tradição cristã do povo napolitano, na Itália, que se concluiu a história desta santa. 
A vida cristã de Cândida iniciou quando ela foi convertida, segundo essa tradição, pelo próprio apóstolo Pedro, de passagem por Nápoles. Naquela época, o apóstolo, com destino a Roma, atravessou Nápoles, onde a primeira pessoa que encontrou na estrada foi a pequena Cândida. Percebeu, imediatamente, que a pobre criança estava doente. Parou e perguntou-lhe se conhecia a palavra de Jesus Cristo. Diante da negativa e em seu ardor de levar a mensagem do Evangelho, Pedro falou-lhe da Boa-Nova, da fé e da religião dos cristãos; curou-a dos males que sofria e a converteu em Cristo. 

Santo André Kim e companheiros mártires - 20 de Setembro


Santo André Kim e companheiros mártiresTornamos célebre neste dia o testemunho dos 103 mártires coreanos que foram canonizados pelo Papa João Paulo II, na sua visita a Seul em maio de 1984.

Tudo começou no Século XVII, com o interesse pelo Cristianismo por parte de um grupo de letrados que ao lerem o livro do missionário Mateus Ricci com o título "O verdadeiro sentido de Deus", tiveram a iniciativa de encarregar o filho do embaixador coreano na China, na busca das riquezas de Jesus Cristo. Yi Sung-Hun dirigiu-se ao Bispo de Pequim que o catequizou e batizou, entrando por aí a Boa Nova na Coréia, ou seja, por meio de um jovem e ousado leigo cristão que, com amigos, fundaram uma primeira comunidade cristã.

HOMÍLIA, COMENTÁRIO E REFLEXÃO DO EVANGELHO DO DIA 20/09/2012

20 de Setembro de 2012 


Lucas 7,36-50

LITURGIA DIÁRIA - 20/09/2012

BOM DIA

QUINTA-FEIRA

Os bispos na Conferência de Aparecida, disseram: (DAp 44)



"AS VEZES SÓ PRECISAMOS DE ALGUÉM QUE NOS OUÇA. QUE NÃO NOS JULGUE, QUE NÃO NOS SUBESTIME, QUE NÃO NOS ANALISE. APENAS NOS OUÇA."

FRASE DE MARIO QUINTANA

YOUCAT


BOA TARDE!

PERGUNTE AO PAPA

AS MENSAGENS QUE POSTAREI NESTA 
PÁGINA PERTENCEM AO FACEBOOK:

Cujas mensagens recebo no meu FACEBOOK


A Igreja oriental, também conhecida como Igreja Católica Apostólica Ortodoxa, tem como uma de suas características o não reconhecimento da autoridade papal, ou seja, somente por essa particularidade - existem outras - percebe-se que a Igreja Ortodoxa não está em comunhão plena com a Igreja Católica Apostólica Romana. O Código de Direito Canônico normatiza essa conduta no Cânon 844:

"EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR."