terça-feira, 2 de abril de 2019

HOMÍLIA DIÁRIA - (CANÇÃO NOVA) - Jo 5,1-16 - 02/04/2019


Saibamos perceber a dor e o sofrimento do próximo

Jesus é aquele que vê o que ninguém vê ou não se propõe a ver. Ele vê a dor, a aflição e o sofrimento do outro

“Jesus viu o homem deitado e sabendo que estava doente há tanto tempo, disse-lhe: ‘Queres ficar curado?’ O doente respondeu: ‘Senhor, não tenho ninguém que me leve à piscina, quando a água é agitada. Quando estou chegando, outro entra na minha frente’” (João 5,6-8).


Esse homem padecia de uma enfermidade há 38 anos, mas ninguém fazia nada por ele, ninguém olhava para ele, porque cada um estava olhando para si, cada um só se importava com seus próprios problemas, com sua enfermidade e suas dificuldades; e quando a água daquela piscina era agitada, quem chegava na frente tocava nela, era lavado e banhado por ela.
Aquele homem tentava há tanto tempo! Ele se esforçava, dava o seu salto com dificuldade, mas quando ele estava para chegar na água, outro passava na frente e o deixava para trás.
Jesus é Aquele que vê o que ninguém vê ou não se propõe a ver. Ele vê a dor, a aflição e o sofrimento do outro. Quantos estão ao nosso lado sofrendo mais do que nós, passando por necessidades grandes e terríveis na vida, mas nós não temos o olhar de Jesus, não temos o olhar da misericórdia para ver a dor nem o sofrimento do outro.
Jesus se move de compaixão por esse homem, por isso pergunta a ele se desejava ficar curado, em outras palavras, se ele desejava ser ajudado, e ele prontamente respondeu: “Senhor, eu não tenho quem faça por mim. Eu tento, mas chegam na minha frente”.
Quando o mundo gira em torno de nós, buscamos estar sempre à frente do outro, e, muitas vezes, ocupamo-nos daquilo que é nosso e deixamos para trás o outro. Lamentamos, choramos e nos compadecemos, mas não nos movemos pela compaixão de cuidar, ajudar, estender a mão e carregar no colo.
Não deixemos que aquilo que a Quaresma nos chama a viver continue fechado e amarrado em nós. Não continuemos sendo aquelas pessoas egoístas, para as quais o mais importante somos nós mesmos, a nossa vida, que o mais importante é cuidar de nós.
Aquele que encontra Jesus torna-se servidor do outro, não coloca seus sofrimentos e dores na frente da dor e dos sofrimentos dos outros.
Deus abençoe você!
Padre Roger Araújo
Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova


Nenhum comentário:

Postar um comentário